A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Projeto Geor – Vale do Ribeira Elaborado para: Sebrae Por: Diferencial Pesquisa de Mercado Dezembro de 2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Projeto Geor – Vale do Ribeira Elaborado para: Sebrae Por: Diferencial Pesquisa de Mercado Dezembro de 2010."— Transcrição da apresentação:

1 1 Projeto Geor – Vale do Ribeira Elaborado para: Sebrae Por: Diferencial Pesquisa de Mercado Dezembro de 2010

2 2 Sumário I – Introdução 04 II – Perfil do Público Alvo 15 III – Resultados do Projeto 22 IV Aplicação e Efetividade das Ações Realizadas pelo Sebrae 36 V – Dados Adicionais Sobre o Público do Projeto 51

3 3 Dados Técnicos do Projeto Projeto: Vale do Ribeira Gestor do Projeto Alessandro da Silva Rocha Coordenador Nacional Valeria Schneider Vidal Coordenador Estadual Andreia Claudino Coordenador Regional José Ricardo Castelo Campos Setor Econômico Desenvolvimento Territorial

4 Capítulo I - Introdução O Projeto, Objetivos, Resultados Buscados, Metodologia de Coleta

5 5 Gestão Orientada para Resultados - GEOR A missão do Sebrae é promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável das micro e pequenas empresas. Esta missão está longe de ser facilmente cumprida, dada a situação em que se encontram as micro e pequenas empresas, caracterizadas pela alta informalidade, alta mortalidade e baixa competitividade. A missão do Sebrae é promover a competitividade e o desenvolvimento sustentável das micro e pequenas empresas. Esta missão está longe de ser facilmente cumprida, dada a situação em que se encontram as micro e pequenas empresas, caracterizadas pela alta informalidade, alta mortalidade e baixa competitividade. Alta informalidade : A cada 13 empresas formalizadas no Paraná há mais 9 empresas que não estão formalizadas. Alta Mortalidade: Em 2005 a mortalidade das empresas no Brasil era de 22%. Na região Sul esse percentual sobe para 23,9% e no Paraná é de 25,2%. Baixa competitividade: Apenas 2,4% do total de exportações das empresas industriais provém das micro e pequenas empresas. Fonte: Sebrae, IBGE, Ministério do Trabalho (RAIS)

6 6 Gestão Orientada para Resultados - GEOR Para enfrentar este desafio, houve a necessidade de reorientar a atuação do Sistema Sebrae para resultados que ampliem a sobrevivência e a competitividade das micro e pequenas empresas. Esta mudança de orientação passa por demonstrar com clareza os resultados para a sociedade, público-alvo da entidade, parceiros, governos e órgãos de controle externo. Fortalece a necessidade da transformação da estratégia institucional em resultados concretos, a integração de ações e concentração de esforços, a intensificação de parcerias internas e externas em torno de uma agenda concreta de resultados, e o foco principal deste relatório: Criar bases consistentes e objetivas de controle e avaliação. Fortalece a necessidade da transformação da estratégia institucional em resultados concretos, a integração de ações e concentração de esforços, a intensificação de parcerias internas e externas em torno de uma agenda concreta de resultados, e o foco principal deste relatório: Criar bases consistentes e objetivas de controle e avaliação.

7 7 Gestão Orientada para Resultados - GEOR É uma metodologia de elaboração e gestão de projetos, adotada pelo Sebrae, que utiliza um método de gestão direcionado para transformações no público-alvo, com foco em resultados finalísticos e intensivos em gerenciamento. O Que é o GEOR Para concretizar este método é necessário a adoção de sistemas de levantamento de informações e resultados do público que compõe cada um dos projetos onde há atuação do Sebrae Este relatório apresenta informações e resultados de T1 do Projeto Vale do Ribeira Este relatório apresenta informações e resultados de T1 do Projeto Vale do Ribeira

8 8 Objetivo Geral do Projeto O principal foco deste projeto é a superação da pobreza, através da geração de trabalho e renda por meio de estratégias de desenvolvimento sustentável onde o principal beneficiado é a população atual e as futuras, respeitando as vocações locais. Com isto, o projeto irá: Fomentar o empreendedorismo, criando novos negócios de micro e pequeno porte; Fortalecer, estruturar e possibilitar a sustentabilidade dos empreendimentos locais existentes, melhorando as condições de vida. Vale do Ribeira

9 9 Foco Estratégico do Projeto Disseminação da Cultura Empreendedora Promoção da Cultura da Cooperação Criação, Desenvolvimento e Consolidação de Negócios Vale do Ribeira

10 10 Público Alvo do Projeto Produtores Rurais, potenciais empreendedores, agroindústrias e empresários. Vale do Ribeira

11 11 Vale do Ribeira 1 - Criação de 40 novos negócios de micro e pequeno porte devidamente assessorados, sendo 50% em 2009 e 50% em Aumentar a renda média dos grupos associativos atendidos em 10% em 2009 e em 10% em Aumentar o número de ocupações nos empreendimentos atendidos na média de 5% em 2009 e 5 % em 2010 Resultados Buscados pelo Projeto

12 12 Períodos de Análise T1 Período para qual normalmente são projetados os resultados do primeiro ano do projeto: Ano de 2009 T1 Período para qual normalmente são projetados os resultados do primeiro ano do projeto: Ano de 2009 Este relatório traz os resultados de T1. T0 Período inicial sobre o qual são estabelecidas as metas de resultados: Ano de 2008 T0 Período inicial sobre o qual são estabelecidas as metas de resultados: Ano de 2008 Vale do Ribeira T2 Período para qual normalmente são projetados os resultados do segundo ano do projeto: Ano de 2010 T2 Período para qual normalmente são projetados os resultados do segundo ano do projeto: Ano de 2010 T3 Período para qual normalmente são projetados os resultados do terceiro ano do projeto: Ano de 2011 T3 Período para qual normalmente são projetados os resultados do terceiro ano do projeto: Ano de 2011

13 13 Metodologia de Coleta e Amostra Público AlvoAmostra Margem de Erro ,6% A pesquisa foi realizada através da metodologia quantitativa. Para a coleta de dados foram utilizados questionários estruturados. A coleta ocorreu entre os dias 6 de outubro e 9 de novembro de Os dados desta pesquisa referem-se a fase T1 do projeto.

14 14 Amostra As cidades envolvidas no projeto são: Adrianópolis Bocaiúva do Sul Cerro Azul Doutor Ulysses Itaperuçu Tunas do Paraná Doutor Ulysses Adrianópolis Cerro Azul Tunas do Paraná Bocaiúva do Sul Itaperuçu Rio Branco do Sul

15 Capítulo II – Perfil do Público Alvo Ano de Fundação da Empresa, Idade, Sexo e Grau de Instrução dos Entrevistados, Tempo como Empresário, Outras Atividades Desenvolvidas

16 16 Perfil do Público Alvo Programas que Participou Base: 102

17 17 Perfil do Público Alvo Programas que Participou Total Adrianópolis Bocaiúva do Sul Cerro Azul Doutor Ulysses Itaperuçu Rio Branco do Sul Tunas do Paraná Empresas dos Grupos Multissetoriais 49%29%45%75%44%19%71%78% Jovens Empreendedores36%59%32%17%56%44%24%22% Participantes dos Grupos Setoriais 15%12%23%8%-38%6%- Base

18 18 Perfil do Público Alvo Situação da Empresa Base: 102

19 19 Perfil do Público Alvo Situação da Empresa Total Jovens Empreendedores Participantes dos Grupos Setoriais Empresas dos Grupos Multissetoriais Empresa atuante, com CNPJ 47%8%20%84% Empreendedor (está em processo de abertura ou pretende abrir uma empresa) 42%84%60%6% Autônomo em processo de obtenção de registros 6%5%13%4% Empresa atuante, mas ainda sem CNPJ 3%-7%4% Base

20 20 Perfil do Público Alvo Cidade Base: 102

21 21 Perfil do Público Alvo Posição do Entrevistado na Empresa Base: 50* * Total de empresas atuantes. Um entrevistado não informou a posição

22 Capítulo III – Resultados do Projeto

23 23 Segundo Resultado Qual o Faturamento Total de Sua Empresa, Negócio ou Renda Pessoal Durante o Ano? Base: 102

24 24 Segundo Resultado Renda Média em 2009 Cidade Programas Classificação Base: 3-38

25 25 Segundo Resultado Aumentar a renda média dos grupos associativos atendidos em 10% em 2009 e em 10% em 2010 Faturamento ou Renda Total Medida Ano 2008 (T0)Ano 2009 (T1)Ano 2010** (T2) Total R$ R$ R$ Média R$ R$ R$ Mediana R$ R$ R$ Desvio Padrão R$ R$ R$ Mínimo R$ R$ Máximo R$ R$ R$ Total De Empresas Respondentes* 44 Meta para 2009 (T1) Renda média igual R$ * Entrevistados que informaram a renda média nos três anos ** Estimativa para 2010 Meta para 2010 (T2) Renda média igual R$ Considerando todos os entrevistados que informaram, independente de ser empresa ou empreendedor

26 26 Segundo Resultado Aumentar a renda média dos grupos associativos atendidos em 10% em 2009 e em 10% em 2010 Resultado T0 (Ano 2008) Meta T2 (Ano 2010) Resultado T1 (Ano 2009) Meta T1 (Ano 2009) Resultado T2 (Ano 2010*) Faturamento ou Renda Total * Estimativa para 2010

27 27 Mediana R$ Segundo Resultado Distribuição das Empresas e Empreendedores pelo Faturamento ou Renda Média Anual em 2009 % de Empresas e Empreendedores Renda Média ou Faturamento Base: 44* Média R$ * Total de entrevistados que informaram a renda média em 2008, 2009 e 2010.

28 28 Segundo Resultado Aumentar a renda média dos grupos associativos atendidos em 10% em 2009 e em 10% em 2010 Faturamento das Empresas (Anual) Medida Ano 2008 (T0)Ano 2009 (T1)Ano 2010** (T2) Total R$ R$ R$ Média R$ R$ R$ Mediana R$ R$ R$ Desvio Padrão R$ R$ R$ Mínimo R$ R$ Máximo R$ R$ R$ Total De Empresas Respondentes* 38 Meta para 2009 (T1) R$ * Entrevistados que informaram o faturamento nos três anos ** Estimativa para 2010 Meta para 2010 (T2) R$ Considerando as empresas atuantes e os profissionais autônomos

29 29 Segundo Resultado Aumentar a renda média dos grupos associativos atendidos em 10% em 2009 e em 10% em 2010 Resultado T0 (Ano 2008) Meta T2 (Ano 2010) Resultado T1 (Ano 2009) Meta T1 (Ano 2009) Resultado T2 (Ano 2010*) Faturamento Anual * Estimativa para 2010

30 30 Segundo Resultado Aumentar a renda média dos grupos associativos atendidos em 10% em 2009 e em 10% em 2010 Renda Pessoal dos Empreendedores (Anual) Medida Ano 2008 (T0)Ano 2009 (T1)Ano 2010** (T2) Total R$ R$ R$ Média R$ R$ R$ Mediana R$ R$ R$ Desvio Padrão R$ R$ R$ Mínimo R$ Máximo R$ R$ Total De Empresas Respondentes* 666 Meta para 2009 (T1) R$ * Empreendedores que informaram a renda pessoal nos três anos ** Estimativa para 2010 Meta para 2010 (T2) R$ Considerando apenas os empreendedores que estão em processo de abertura ou pretendem abrir uma empresa

31 31 Segundo Resultado Aumentar a renda média dos grupos associativos atendidos em 10% em 2009 e em 10% em 2010 Resultado T0 (Ano 2008) Meta T2 (Ano 2010) Resultado T1 (Ano 2009) Meta T1 (Ano 2009) Resultado T2 (Ano 2010*) Renda Pessoal Anual * Estimativa para 2010

32 32 Terceiro Resultado Aumentar o número de ocupações nos empreendimentos atendidos na média de 5% em 2009 e 5% em 2010 Meta para T1 (2009) Ter 624 pessoas nas empresas Número de ocupações Medida Ano 2008 (T0) Ano 2009 (T1) Ano 2010** (T2) Total Média 11,611,413,0 Mediana 555 Desvio Padrão 36,035,842,7 Mínimo 111 Máximo Total De Empresas Respondentes* 51 * Empresas que informaram o número de ocupações nos três anos. ** Estimativa para 2010 Meta para T2 (210) Ter 655 pessoas nas empresas

33 33 Terceiro Resultado Aumentar o número de ocupações nos empreendimentos atendidos na média de 5% em 2009 e 5% em 2010 Resultado T0 (Ano 2008) Meta T2 (Ano 2010) Resultado T1 (Ano 2009) Meta T1 (Ano 2009) Resultado T2 (Ano 2010*) Ocupação Média * Estimativa para 2010

34 34 % de Empresas * Empresas que informaram o número de ocupações Média 11,4 Mediana 5 Número de Ocupações Base: 51* Distribuição de Empresas por Número de Ocupações em 2009 Terceiro Resultado

35 35 Resumo dos Resultados Resultados Resultado T0Resultado T1Meta T1 Δ%Δ% 2ºRenda e Faturamento Médios R$ R$ R$ % 3ºNúmero de Ocupações %

36 Capítulo IV – Aplicação e Efetividade das Ações Realizadas pelo Sebrae Atividades que Participou, Aplicabilidade Eficiência das Técnicas e Ferramentas, Motivos Para Não Aplicar as Técnicas e Ferramentas

37 37 Aplicação e Efetividade das Ações Para avaliar a aplicação e efetividade das ações realizadas com os participantes, cada entrevistado respondeu algumas questões relacionadas ao programa que participou. Foram explorados os seguintes itens: Atividades que participou Importância de cada atividade para o seu momento atual, independente de tê-la aplicado no seu dia a dia Aplicabilidade das atividades das técnicas e ferramentas oferecidas no seu negócio ou momento de vida Contribuição das técnicas e ferramentas aplicadas para a melhoria dos resultados do seu negócio ou momento de vida Motivos para não aplicar as técnicas e ferramentas abordadas Vale ressaltar que, na maioria das análises que seguem, a base de respondentes é relativamente pequena onde recomenda-se cautela na leitura das informações. Os resultados mostrados nos próximos slides, serão divididos pelos públicos: Jovens Empreendedores Participantes dos Grupos Setoriais Empresas dos Grupos Multissetoriais

38 38 Aplicação e Efetividade das Ações Atividades Promovidas pelo Sebrae De Quais Atividades Participou? Base: 37 Jovens Empreendedores

39 39 Aplicação e Efetividade das Ações Atividades Promovidas pelo Sebrae Considerando as Atividades que Participou, Gostaria que Atribuísse uma Nota de 1 a 10 para a Importância de cada Atividade para o seu Momento Atual Base: 8-29 Jovens Empreendedores

40 40 Aplicação e Efetividade das Ações Atividades Promovidas pelo Sebrae Considerando as Atividades que Participou, Avalie o Quanto Conseguiu Aplicar as Técnicas e Ferramentas Oferecidas em sua Empresa, Negócio ou Momento de Vida Jovens Empreendedores Atividades Aplicou totalmente ou a maior parte delas Não aplicou ou aplicou apenas uma pequena parte Base Palestra do Empreendedor Individual7 participantes 13 participantes 20 Palestra de Planificação de Projetos Palestra Quero Ser Empresário Empreendedorismo versus Mercado de Trabalho Características do Perfil Empreendedor Fomento a criação da miniempresa Empreendedorismo Social Formação do Clube de Empreendedorismo Qualificação Técnica Consultoria de Viabilidade35 8 Mutirão de Formalização do Empreendedor Individual27 9 Informações de Acesso ao Crédito Auto Gestão Pessoal e Profissional118 19

41 41 Aplicação e Efetividade das Ações Eficiência das Atividades Quanto Diria que Estas Técnicas e Ferramentas Foram Eficientes na Melhoria dos Resultados de seu Negócio ou Estágio de Vida? Base: 1-7 Jovens Empreendedores NOTA: Considerando os entrevistados que aplicaram totalmente ou a maior parte das técnicas e ferramentas recebidas.

42 42 Aplicação e Efetividade das Ações Atividades Promovidas pelo Sebrae De Quais Atividades Participou? Base: 14* * Entrevistados que informaram de que atividades participaram. Participantes dos Grupos Setoriais

43 43 Aplicação e Efetividade das Ações Atividades Promovidas pelo Sebrae Base: 1-6 Participantes dos Grupos Setoriais Considerando as Atividades que Participou, Gostaria que Atribuísse uma Nota de 1 a 10 para a Importância de cada Atividade para o seu Momento Atual

44 44 Aplicação e Efetividade das Ações Atividades Promovidas pelo Sebrae Considerando as Atividades que Participou, Avalie o Quanto Conseguiu Aplicar as Técnicas e Ferramentas Oferecidas em sua Empresa, Negócio ou Momento de Vida Atividades Aplicou totalmente ou a maior parte delas Não aplicou ou aplicou apenas uma pequena parte Base Palestra de Atendimento ao Cliente3 participantes 2 participantes 5 Capacitação Gestão em Marketing25 7 Capacitação Gestão Estratégica Empresarial24 6 Simulador de Vendas22 4 Consultorias Individuais Marketing1- 1 Capacitação Gestão em Processos1- 1 Consultorias Individuais de Planejamento Estratégico14 5 Capacitação Gestão em Recursos Humanos14 5 Capacitação Gestão em Finanças14 5 Capacitação Gestão de Custos14 5 Palestra Falando Sobre Finanças13 4 Consultorias Individuais Recursos Humanos11 2 Consultorias individuais em Finanças-2 2 Programa Negócio a Negócio-1 1 Participantes dos Grupos Setoriais

45 45 Aplicação e Efetividade das Ações Eficiência das Atividades Quanto Diria que Estas Técnicas e Ferramentas Foram Eficientes na Melhoria dos Resultados de seu Negócio ou Estágio de Vida? Base: 1-3 NOTA: Considerando os entrevistados que aplicaram totalmente ou a maior parte das técnicas e ferramentas recebidas. Participantes dos Grupos Setoriais

46 46 Aplicação e Efetividade das Ações Atividades Promovidas pelo Sebrae De Quais Atividades Participou? Base: 38* * Entrevistados que informaram de que atividades participaram. Empresas dos Grupos Multissetoriais

47 47 Aplicação e Efetividade das Ações Atividades Promovidas pelo Sebrae Base: 3-16 Empresas dos Grupos Multissetoriais Considerando as Atividades que Participou, Gostaria que Atribuísse uma Nota de 1 a 10 para a Importância de cada Atividade para o seu Momento Atual

48 48 Aplicação e Efetividade das Ações Atividades Promovidas pelo Sebrae Considerando as Atividades que Participou, Avalie o Quanto Conseguiu Aplicar as Técnicas e Ferramentas Oferecidas em sua Empresa, Negócio ou Momento de Vida Atividades Aplicou totalmente ou a maior parte delas Não aplicou ou aplicou apenas uma pequena parte Base Elaboração do Plano de Negócios Simplificado89 17 Capacitação nas Telessalas – Juntos Somos Fortes63 9 Escalada Empreendedora56 11 Programa de Assessorias (Design de novos produtos e embalagens) 44 8 Análise de Oportunidade43 7 Assessoria em Associativismo e Cooperativismo41 5 Apresentação do Plano de Negócios para a Banca Avaliadora 34 7 Participação em Feiras15 6 Boas Práticas de Fabricação nas Cozinhas Comunitárias das agroindústrias 12 3 Acredite e Realize: despertar para o Empreendedorismo -6 6 Empresas dos Grupos Multissetoriais

49 49 Aplicação e Efetividade das Ações Eficiência das Atividades Quanto Diria que Estas Técnicas e Ferramentas Foram Eficientes na Melhoria dos Resultados de seu Negócio ou Estágio de Vida? Base: 1-8 NOTA: Considerando os entrevistados que aplicaram totalmente ou a maior parte das técnicas e ferramentas recebidas. Empresas dos Grupos Multissetoriais

50 50 Aplicação e Efetividade das Ações Motivos para Não Aplicar as Técnicas e Ferramentas Por Quais motivos Diria que não Aplicou ou Aplicou Apenas uma Pequena Parte das Técnicas e Ferramentas Total Jovens Empreendedores Participantes dos Grupos Setoriais Empresas dos Grupos Multissetoriais Ainda não abriu a empresa35%58%17%14% Falta de tempo para aplicar33%19%17%71% Inadequação das técnicas e ferramentas ao seu negócio ou estágio de vida 31%37%58%14% Falta de pessoas para aplicar as técnicas e ferramentas 17%8%17%36% Necessidade de investir custo elevado 10%4%-29% Técnicas e treinamentos estão muito além da realidade da empresa 4%--14% Base NOTA: Considerando os entrevistados que não aplicaram ou aplicaram apenas uma pequena parte das técnicas e ferramentas recebidas.

51 Capítulo V – Dados Adicionais Sobre o Público do Projeto Participação em Entidades de Classe ou Atividades Associativas, Realização de Parcerias, Atividades Promovidas, Imagem e Atuação do Sebrae

52 52 Informações Adicionais Base: 102 Realização de Parcerias Base: 15* Com Quem a Empresa Realiza Parcerias? Em 2009, Sua Empresa ou o Senhor Manteve Parcerias? * Total de empresas que realizam parcerias e informaram qual. Valores expressos em números absolutos. Empresas do mesmo segmento 5 citações Fornecedores 10 citações Clientes 2 citações Jovens Empreendedores: 3% Participantes dos Grupos Setoriais: 20% Empresas dos Grupos Multissetoriais: 22%

53 53 Informações Adicionais Realização de Parcerias % de Entrevistados que Mantiveram Parcerias – Por Cidade Nenhum entrevistado de Cerro Azul e Doutor Ulysses mantiveram parcerias Base: 9-22

54 54 Informações Adicionais Realização de Parcerias Base: 15* Que Tipo de Parcerias Realizou? *Total de empresas que realizam parcerias e informaram qual o tipo de parceria realizada. Valores expressos em números absolutos Treinamentos de mão de obra 3 citações Divulgação das empresas ou do roteiro 8 citações Compra em conjunto 5 citações Base: 15* Essas Empresas com as Quais Manteve Parcerias, Pertenciam ao Projeto ao Qual o Senhor Fazia Parte? Sim, todas 2 citações Sim, algumas 6 citações Não 7 citações

55 55 Informações Adicionais Investimentos Seu Estabelecimento Realizou Investimento no Ano de 2009? Base: 101* Qual foi o Investimento Feito no Ano de 2009? Em Média: R$ Mediana: R$ Média Interna: R$ Base: 25** * Um entrevistado abriu a empresa em 2010 ** Entrevistados que realizaram investimento e informaram o valor Menor Investimento declarado: R$ 250 Maior Investimento Declarado: R$ Jovens Empreendedores: 5% Participantes dos Grupos Setoriais: 13% Empresas dos Grupos Multissetoriais: 52%

56 56 Informações Adicionais Investimentos % de Entrevistados que Realizaram Investimentos em 2009 – Por Cidade Base: 9-22 Empresas – 49% Empreendedores – 2%

57 57 Informações Adicionais Investimentos Seu Estabelecimento Realizou ou Tem Previsão de Realizar Investimentos em 2010? Base: 102 Qual foi o Investimento Feito Previsto no Ano de 2010? Em Média: R$ Mediana: R$ Média Interna: R$ Base: 25* * Entrevistados que realizaram investimento e informaram o valor Menor Investimento declarado: R$ 400 Maior Investimento Declarado: R$ Jovens Empreendedores: 8% Participantes dos Grupos Setoriais: 20% Empresas dos Grupos Multissetoriais: 42%

58 58 Informações Adicionais Investimentos % de Entrevistados que Realizaram Investimentos em 2010 – Por Cidade Base: 9-22 Empresas – 46% Empreendedores – 0%

59 59 Informações Adicionais Quais Foram as Principais Destinações Destes Investimentos? *Empresas que realizaram investimento Investimentos Base: 30* Base: 27*

60 60 Informações Adicionais Média de Avaliação dos atributos de Imagem Resultado não mensurado Base: *Média dos indicadores.

61 61 Informações Adicionais Média de Avaliação dos atributos de Imagem *Média dos indicadores. Média Jovens Empreendedores Participantes dos Grupos Setoriais Empresas dos Grupos Multissetoriais Qualidade nas relações interpessoais 9,4 9,99,2 Credibilidade9,49,59,69,4 Eficácia dos conteúdos oferecidos9,19,49,58,7 Qualidade de suporte técnico9,1 9,89,1 Qualidade no atendimento ao cliente9,09,49,18,7 Comunicação9,09,39,78,6 Liderança de Mercado8,99,19,48,6 Oferta de produtos8,89,09,38,5 Preços competitivos, bons preços8,78,69,58,6 Índice de Avaliação dos Atributos de Imagem 9,09,29,58,8 Base

62 62 Informações Adicionais MédiaDesvio PadrãoMedianaMínimoMáximo Credibilidade9,40,810,07,010,0 Qualidade nas relações interpessoais 9,41,110,05,010,0 Qualidade de suporte técnico9,10,99,07,010,0 Eficácia dos conteúdos oferecidos9,11,210,05,010,0 Comunicação9,01,39,02,010,0 Qualidade no atendimento ao cliente9,01,29,03,010,0 Liderança de Mercado8,91,29,05,010,0 Oferta de produtos8,81,19,06,010,0 Preços competitivos, bons preços8,71,39,05,010,0 Índice de Avaliação dos Atributos de Imagem 9,00,89,26,810,0 Base67-99 Média de Avaliação dos atributos de Imagem

63 63 Informações Adicionais Média de Avaliação dos atributos de Imagem Qualidade no atendimento ao cliente Liderança de Mercado Preços competitivos, bons preços Eficácia dos conteúdos oferecidos Qualidade nas relações interpessoaisOferta de produtos Credibilidade Qualidade de suporte técnico Comunicação


Carregar ppt "1 Projeto Geor – Vale do Ribeira Elaborado para: Sebrae Por: Diferencial Pesquisa de Mercado Dezembro de 2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google