A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Formação do Professor de Educação Profissional Profª Cleunice Rehem Mestre em Educação Profissional Doutoranda em Ciências da Educação UFRRJ / PPGEA I.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Formação do Professor de Educação Profissional Profª Cleunice Rehem Mestre em Educação Profissional Doutoranda em Ciências da Educação UFRRJ / PPGEA I."— Transcrição da apresentação:

1 Formação do Professor de Educação Profissional Profª Cleunice Rehem Mestre em Educação Profissional Doutoranda em Ciências da Educação UFRRJ / PPGEA I Encontro de Educação Agrícola Abril, 2008

2 Estrutura da Apresentação Formação do Professor de Educação Profissional - Características das políticas de capacitação dos docentes da EP - Questões de Base - Fragmentos do cenário contemporâneo - As competências requeridas ao professor - A Formação necessária - Uma proposta possível

3 Características das Políticas de Capacitação dos docentes da EP - Dispersas e Escassas - Emergentes - Fragmentadas - Conservadoras - Desvinculadas de valorização profissional Telma Weber

4 GASTOS COM CAPACITAÇÃO DE PESSOAL Fonte: Mec/Semtec-2001

5 GASTOS COM CAPACITAÇÃO DE PESSOAL POR CATEGORIA ( nas 3 redes) Fonte: Mec / Semtec- 2001

6 GASTOS COM CAPACITAÇÃO DOCENTE POR ÁREA ( nas 3 redes) Fonte: Mec/Semtec

7 Questões de Base - Qualificação - Base Legal para a Formação - Remuneração - Carreira - Precarização e Rotatividade - Política de Formação / Plano de Carreira - Expansão da Oferta/ Quantitativo de Profissionais/ Qualidade da Oferta Telma Weber

8 FRAGMENTOS DO CENÁRIO ATUAL

9 ( Daniel S. Silva – SEDUC/ RS ) Avanços tecnológicos sem precedentes / integração de mídias / convergibilidade / portabilidade

10 Veículo Flex Power Mozart com Samba ! Show de Rock com música indígena, indiana e japonesa! Projeto Genoma 16 GB

11 DELINEIA-SE UMA NOVA REALIDADE NA SOCIEDADE E ESPECIALMENTE NO TRABALHO...

12

13 4/3/2014SUEPRO/RS13 ( Daniel S. Silva – SEDUC/ RS )

14 COMEÇA A SURGIR UM NOVO PERFIL DE PAIS... ( Daniel S. Silva – SEDUC/ RS )

15 AVANÇA UM NOVO PERFIL DE ALUNO... ( Daniel S. Silva – SEDUC/ RS ) Que exige novo perfil de professor

16 FOCO NO ENSINO. PROFESSOR TRANSMISSOR DE INFORMAÇÕES. ALUNO OUVINTE E REPETIDOR FOCO NA APRENDIZAGEM. PROFESSOR FACILITADOR DA APRENDIZAGEM. ALUNO CONSTROI CONHECIMENTOS E RESOLVE PROBLEMAS DESENVOLVIMENTO RACIONAL E DA MEMÓRIA FORMAÇÃO DO SER HUMANO COMPLETO, CORPO, MENTE, CORAÇÃO, CÉREBRO E INTELIGÊNCIAS MúLTIPLAS. CURRÍCULO BASEADO EM DISCIPLINAS, DEFININDO CONTEÚDOS QUE O DOCENTE VAI ENSINAR E COBRAR CURRICULO DEFINE COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER. PROPÕE TEMÁTICAS GLOBAIS E MULTIDISCIPLINARES. MÉTODO ÚNICO. AULA EXPOSITIVA. PROFESSOR ATIVO E FALANTE. ALUNO PASSIVO E OUVINTE ENSINO DEVERSIFICADO. APRENDIZAGEM COOPERATIVA. ALUNOS ATIVOS, EM GRUPOS, CRIAM E ESTUDAM JUNTOS. DEPARA TENDÊNCIAS ( Daniel S. Silva – SEDUC/ RS )

17 SALA FECHADA - 04 PAREDES. LAY OUT PADRONIZADO. PROFESSOR NA FRENTE, ALUNOS EM CARTEIRAS, UNS ATRÁS DOS OUTROS. GIZ, CADERNO, LÁPIS, QUADRO E LIVRO. AMBIENTES DE APRENDIZAGEM VARIADOS. VÁRIOS LAY OUTS. PROFESSORES ATUAM EM DIVERSOS LOCAIS. ALUNOS SENTAM OLHANDO OS COLEGAS. TV, VÍDEO, DVD, COMPUTADOR, WEB, … TESTAGEM QUANTITATIVA. PROVAS, NOTAS E REPROVAÇÃO. ERRO / CULPA DO ALUNO. CLASSIFICA OS ALUNOS AVALIAÇÃO QUALITATIVA. APRESENTAÇÕES ESCRITAS,ORAIS E GRÁFICA. APRENDIZADO DE TODOS, CRESCIMENTO COLETIVO. GESTÃO AUTORITÁRIA E CENTRALIZADA. PROFESSOR MANDA - ALUNO OBEDECE. POUCA ALEGRIA E MUITO TÉDIO GESTÃO DEMOCRÁTICA E PARTICIPATIVA. PROFESSOR LIDERA AS ATIVIDADES.ALUNO CO-RESPONSÁVEL POR SUA APRENDIZAGEM. PARCERIA. ALEGRIA NO APRENDER E ENSINAR DEPARA TENDÊNCIAS ( Daniel S. Silva – SEDUC/ RS )

18 Impõem-se novos requerimentos aos cidadãos e cidadãs contemporâneos, aos educandos, aos educadores ?

19 ?

20 Nova produção, novas formas de produzir o conhecimento, novo perfil de trabalhador, de estudante, de professor nova educação, nova pedagogia: Novo Perfil de Professor.

21 EDUCANDO SABER EDUCADOR Triângulo Pedagógico (Philippe Meirieu)

22 CATEGORIAS DE COMPETÊNCIAS DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL (campos de competências de Bélair ) 1.Competências Identificadas com a mediação da aprendizagem 2.Competências Relacionadas com as disciplinas ensinadas 3.Competências Exigidas em relação à sociedade, aos processos produtivos e ao mercado de trabalho 4.Competências Relacionadas com o papel social da escola de educação profissional inserida numa sociedade democrática 5.Competências Inerentes à pessoa do Professor eà vida cidadã

23 Para formar esse perfil, só uma formação contínua daria conta desse professor : UMA FORMAÇÃO INICIAL SÓLIDA E UMA FORMAÇÃO CONTINUADA, PERMANENTE, ORGANIZADA E CONSEQUENTE. Formação inicial Formação continuada Cleunice Rehem

24 Domina: o Saber Ensinar ; o Saber Disciplinar ; o Saber relacionado com a profissão que o aluno aprenderá Professor Profissional 1. Requer ter graduação como bacharel ou tecnólogo ; 2. Exige domínio de saber tecnológico e saber ensinar o que sabe; 3. Para ensinar profissionalmente tem que ter formação de professor PRESSUPOSTOS Ser Professor de Educação Técnica

25 SABERES PEDAGÓGICOS SABERES DISCIPLINARES SABERES DOS PROCESSOS PRODUTIVOS SABERES DA CIDADANIA EIXOS ESTRUTURANTES DA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DA EP

26 SABERES Processos Saberes Pedagógicos A FORMAÇÃO DO DOCENTE DA EP Saberes Disciplinares Saberes da Cidadania PRODUTIVOS

27 TENDÊNCIAS CONTEMPORÂNEAS NA FORMAÇÃO PEDAGÓGICA DE PROFESSORES DA EP

28 Formar em tripla alternância : Centro Formador, Estabelecimento de EP, Empresa; Adotar currículos integrados para construir as competências pedagógicas; Adotar a homologia de processos na metodologia formativa: os alunos- professores são submetidos aos mesmos processos exigidos para a formação dos futuros alunos; Além da metodologia em alternância, a exigência obrigatória do estágio escolar sob supervisão; Tendências Contemporâneas FORMAÇÃO DO PROFESSOR DA EP 4 Cleunice Rehem

29 70% do tempo de formação dedicados a aprender como fazer aprender os conhecimentos profissionais e como construir competências no processo formativo; Obrigatoriamente os alunos- professores devem elaborar e vivenciar projetos interdisciplinares; Elaboração de Memorial Profissional da Formação. Tendências Contemporâneas FORMAÇÃO DO PROFESSOR DA EP Cleunice Rehem

30 Nide Uma Proposta possível de Formação do Professor de EP-Tec

31

32

33 Obrigada ! na vida, fé no homem, Fé no que virá : Nós podemos tudo, nós podemos mais. Vamos lá fazer o que será ! (Gonzaguinha) Telma Weber

34

35 PERFIL PROFISSIONAL DO PROFESSOR DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL C1- Conceber, organizar e gerenciar programas de ensino e situações de aprendizagem, considerando o perfil profissional a ser formado (1). C2- Gerenciar a progressão das aprendizagens dos alunos, concebendo e administrando situações-problema ajustadas ao nível e às possibilidades dos alunos e à natureza da formação profissional, sabendo correlacionar as atividades com as teorias que lhe dão suporte (1 e 4). C3- Construir e planejar dispositivos e seqüências didáticas, considerando a interdisciplinaridade e a contextualização dos conteúdos (1 e 4). C4- Envolver os alunos em sua aprendizagem e em seu trabalho, suscitando o desejo de aprender e favorecendo a definição de um projeto pessoal do aluno (1). C5- Fazer aprender a partir de problemas, de desafios e de incertezas na área da formação profissional objeto do curso, com o objetivo de desenvolver, nos alunos, competências de enfrentamento da realidade no campo profissional, levá-los a dominar os conhecimentos que a profissão requer e a construir novos conhecimentos (3, 5 e 6). 1.Competências Identificadas com a mediação da aprendizagem

36 PERFIL PROFISSIONAL DO PROFESSOR DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL C6- Conduzir o processo de ensino em sinergia e integração com os demais professores do curso, de modo a garantir o desenvolvimento, pelos alunos, do conjunto de competências requerido para o exercício profissional futuro (5). C7-Situar continuamente o componente curricular sob sua responsabilidade no contexto do amplo projeto de formação do aluno, integrando-o com visão de totalidade/parte/totalidade (4 ). C8- Avaliar a aprendizagem dos alunos segundo uma perspectiva diagnóstica, formativa, contínua e participativa (3). C9- Administrar a diversidade existente entre os alunos e fornecer apoio integrado aos portadores de grandes dificuldades ( 1 e 2). C10- Utilizar novas tecnologias de informação e comunicação para fazer aprender (1). 1.Competências Identificadas com a mediação da aprendizagem Cleunice Rehem

37 C11- Dominar os conteúdos disciplinares da área de sua escolha e as respectivas didáticas e metodologias com vistas a conceber, construir e administrar situações de aprendizagem e ensino (2). C12- Correlacionar o perfil profissional objeto do curso com o componente curricular sob sua responsabilidade (5). C13- Integrar os saberes científicos, técnicos e tecnológicos de sua formação específica a saberes ensináveis na disciplina, a partir de vivências e saberes já presentes nos alunos, planejados de modo contextualizado e interdisciplinar às necessidades da vida profissional do futuro trabalhador cidadão (2 e 8 ). C14- Investigar a realidade para novas descobertas e construções, conduzindo os alunos à investigação e à inventividade no campo profissional e social (5). 2. Competências Relacionadas com as disciplinas ensinadas Cleunice Rehem

38 C15- Situar-se dentro dos sistemas educativo, produtivo e social, analisá-los criticamente e contribuir para seu aprimoramento continuamente (7). C16- Perceber as mudanças tecnológicas, sociais, políticas e econômicas que impactam na área de formação do curso técnico, realizar sua avaliação crítica com os colegas e os alunos e promover os devidos ajustes na programação da(s) disciplina(s), atualizando-a(s) sempre que necessário (5). C17- Saber fazer o que ensina (5). C18- Identificar as demandas requeridas pela sociedade contemporânea aos profissionais técnicos quanto a conhecimentos, habilidades, atitudes, valores e conduzir os programas de ensino para seu atendimento (5). 3.Competências Exigidas em relação à sociedade, aos processos produtivos e ao mercado de trabalho Cleunice Rehem

39 C19- Conhecer e ter visão crítica dos processos de produção integrantes da profissão objeto da formação do curso técnico (5). C20- Conduzir os educandos para aprender a ser pessoas e profissionais íntegros, referenciados eticamente, que saibam dar, receber e devolver solidariamente (6). C21- Elaborar projetos em equipe, conduzir grupos de trabalho democraticamente, administrar crises e conflitos, referenciado- se em valores éticos, lutando contra toda discriminação social ( 1 e 4). 3.Competências Exigidas em relação à sociedade, aos processos produtivos e ao mercado de trabalho Cleunice Rehem

40 C22- Participar ativamente na formulação e execução do Projeto Político Pedagógico do estabelecimento educacional onde atua, com consciência do significado de preparar pessoas para o trabalho, com visão do processo educacional, refletindo sobre as particularidades do estudante que se forma para exercer uma profissão (4 e 7). C23- Perceber a realidade de cada aluno, relacioná-la com a realidade da educação e da área de formação do curso técnico e com a realidade mais ampla do contexto regional, nacional e mundial (4). C24- Compreender a formação do trabalhador sob uma ótica de integralidade - unindo a técnica à ciência, o saber fazer ao saber por quê, a preocupação com resultados à preocupação com o social (4 ). C25- Exercer liderança pedagógica e profissional, articulando-se nos movimentos socioculturais da comunidade em geral, assim como especificamente em sua categoria profissional (3). 4.Competências Relacionadas com o papel social da escola de educação profissional inserida numa sociedade democrática Cleunice Rehem

41 C26- Gerenciar seu processo pessoal de formação continuada ao longo de sua carreira profissional, negociando também projetos de formação comum com colegas ( 1 e 5). C27- Saber explicar e fundamentar as próprias práticas (1). C28- Desenvolver o senso de responsabilidade, a solidariedade, afetividade e o sentimento de justiça (1). C29- Buscar, como atitude permanente, novas estratégias, questionando critica e reflexivamente sua própria ação e conduta docentes ( 8). C30- Experimentar técnicas e métodos diferentes, ousar inovar em função do objeto do conhecimento e das características dos aprendizes( 8). 5.Competências Inerentes à Pessoa do Professor e à vida cidadã Cleunice Rehem

42


Carregar ppt "Formação do Professor de Educação Profissional Profª Cleunice Rehem Mestre em Educação Profissional Doutoranda em Ciências da Educação UFRRJ / PPGEA I."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google