A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ENSEPFDISCÍPULOS-MISSIONÁRIOS. A RAZÃO DE SER DAS ENS...... é ajudar os casais a descobrir as riquezas do sacramento do matrimônio e viver uma espiritualidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ENSEPFDISCÍPULOS-MISSIONÁRIOS. A RAZÃO DE SER DAS ENS...... é ajudar os casais a descobrir as riquezas do sacramento do matrimônio e viver uma espiritualidade."— Transcrição da apresentação:

1 ENSEPFDISCÍPULOS-MISSIONÁRIOS

2 A RAZÃO DE SER DAS ENS é ajudar os casais a descobrir as riquezas do sacramento do matrimônio e viver uma espiritualidade conjugal. Através de seu exemplo, os casais das Equipes de Nossa Senhora querem ser um testemunho do casamento cristão na Igreja e no mundo.... é ajudar os casais a descobrir as riquezas do sacramento do matrimônio e viver uma espiritualidade conjugal. Através de seu exemplo, os casais das Equipes de Nossa Senhora querem ser um testemunho do casamento cristão na Igreja e no mundo.

3 O CASAL EQUIPISTA É CHAMADO A : · testemunhar, pela sua vida, o amor de Deus; ·levar ao mundo a mensagem de Cristo; ·dar testemunho dos valores cristãos na sua vida social e profissional; ·levar sua contribuição para a Igreja, os bispos e o clero; ·fazer de suas atividades uma colaboração com Deus e um serviço aos outros; ·promover o casamento e a vida de família na sociedade. ·

4 OBJETIVO DAS ENS: As Equipes de Nossa Senhora têm por objetivo essencial ajudar os casais a caminhar para a santidade. Nem mais, nem menos. (Pe. Henri Caffarel). As Equipes de Nossa Senhora têm por objetivo essencial ajudar os casais a caminhar para a santidade. Nem mais, nem menos. (Pe. Henri Caffarel).

5 ENS – MEIO OU FIM? Os casais das ENS procuram testemunhar que o casamento é fonte de amor, de felicidade e de santidade e também uma realização humana. Vivendo no mundo com os valores do Evangelho, querem ser o fermento na massa e estar presentes em todas as atividades da sociedade. Os casais das ENS procuram testemunhar que o casamento é fonte de amor, de felicidade e de santidade e também uma realização humana. Vivendo no mundo com os valores do Evangelho, querem ser o fermento na massa e estar presentes em todas as atividades da sociedade.

6 O QUE É UM CASAL CRISTÃO? UM HOMEM E UMA MULHER FEITOS À IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS e UNIDOS POR DEUS. É UM CASAL DISCÍPULO-MISSIONÁRIO; OU SEJA: UM CASAL SEGUIDOR DE CRISTO E COMPROMETIDO COM SEU REINO. UM HOMEM E UMA MULHER FEITOS À IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS e UNIDOS POR DEUS. É UM CASAL DISCÍPULO-MISSIONÁRIO; OU SEJA: UM CASAL SEGUIDOR DE CRISTO E COMPROMETIDO COM SEU REINO.

7 PRIORIDADE DAS ENS VIDA DE EQUIPE VIDA DE EQUIPEFORMAÇÃOCOMUNICAÇÃO PRESENÇA NO MUNDO EXPERIÊNCIA COMUNITÁRIA PASTORAL FAMILIAR

8 A PASTORAL FAMILIAR... A PASTORAL FAMILIAR... É um serviço da Igreja e com a Igreja, de forma organizada e planejada através de agentes específicos, com metodologia própria, tendo como objetivo apoiar a família a partir da realidade em que se encontra, para que possa existir e viver dignamente, estabelecer relacionamentos e formar as novas gerações conforme o plano de Deus. É um serviço da Igreja e com a Igreja, de forma organizada e planejada através de agentes específicos, com metodologia própria, tendo como objetivo apoiar a família a partir da realidade em que se encontra, para que possa existir e viver dignamente, estabelecer relacionamentos e formar as novas gerações conforme o plano de Deus.

9 A PASTORAL FAMILIAR... Abrange todas as famílias, independentemente de sua situação familiar, com o propósito de promover a inclusão e resgatar os valores e a dignidade de cada pessoa. Abrange todas as famílias, independentemente de sua situação familiar, com o propósito de promover a inclusão e resgatar os valores e a dignidade de cada pessoa.

10 Quando começou a PF? No Concílio Vaticano II (1964) começa a delinear-se na Igreja uma proposta inspiradora para os esforços da evangelização da família. Desde o início de seu pontificado,o Papa João Paulo II dedicou atenção especial à família. No Concílio Vaticano II (1964) começa a delinear-se na Igreja uma proposta inspiradora para os esforços da evangelização da família. Desde o início de seu pontificado,o Papa João Paulo II dedicou atenção especial à família.

11 No Brasil, a Pastoral Familiar... começou a sistematizar a sua caminhada na década de 80, onde foram realizados vários encontros nacionais com os representantes de alguns movimentos e serviços familiares. começou a sistematizar a sua caminhada na década de 80, onde foram realizados vários encontros nacionais com os representantes de alguns movimentos e serviços familiares.

12 Em 1981, foi promulgada a Exortação Apostólica Familiaris Consórtio sobre a missão da família cristã no mundo de hoje, do Beato João Paulo II. Em 1981, foi promulgada a Exortação Apostólica Familiaris Consórtio sobre a missão da família cristã no mundo de hoje, do Beato João Paulo II. Por isso, a família deve ser ajudada por uma pastoral familiar intensa e vigorosa – Papa Bento XVI no discurso inaugural da Conferencia de Aparecida em Por isso, a família deve ser ajudada por uma pastoral familiar intensa e vigorosa – Papa Bento XVI no discurso inaugural da Conferencia de Aparecida em 2007.

13 MISSÃO DA PASTORAL FAMILIAR A MISSÃO EVANGELIZADORA DA PF É A DEFESA E PROMOÇÃO DA PESSOA EM TODAS AS ETAPAS E CIRCUNSTÂNCIAS DA VIDA E A DEFESA DOS VALORES CRISTÃOS PARA O MATRIMÔNIO E OS RELACIONAMENTOS PESSOAIS E FAMILIARES. A MISSÃO EVANGELIZADORA DA PF É A DEFESA E PROMOÇÃO DA PESSOA EM TODAS AS ETAPAS E CIRCUNSTÂNCIAS DA VIDA E A DEFESA DOS VALORES CRISTÃOS PARA O MATRIMÔNIO E OS RELACIONAMENTOS PESSOAIS E FAMILIARES.

14 MISSÃO DA PF.... PARA ISSO, É IMPRESCINDÍVEL PROMOVER ARTICULAÇÕES DENTRO E FORA DA IGREJA, PARA DEFENDER A VIDA EM TODAS AS SUAS ETAPAS E DINAMIZAR E ORIENTAR AÇÕES EM FAVOR DA FAMÍLIA. PARA ISSO, É IMPRESCINDÍVEL PROMOVER ARTICULAÇÕES DENTRO E FORA DA IGREJA, PARA DEFENDER A VIDA EM TODAS AS SUAS ETAPAS E DINAMIZAR E ORIENTAR AÇÕES EM FAVOR DA FAMÍLIA.

15 4 PRINCIPAIS METAS DA PF: 1. FAZER DA FAMÍLIA UMA COMUNIDADE CRISTÃ 2. FAZER COM QUE A FAMÍLIA SEJA SANTUÁRIO DE VIDA. 3. RESGATAR PARA A FAMÍLIA SEU JUSTO VALOR DE CÉLULA PRIMEIRA E VITAL DA SOCIEDADE. 4. TORNAR A FAMÍLIA MISSIONÁRIA E IGREJA DOMÉSTICA

16 Objetivos da Pastoral Familiar Formar agentes qualificados Formar agentes qualificados Acolher toda família a partir da realidade em que se encontra. Acolher toda família a partir da realidade em que se encontra. Santificar os laços familiares. Santificar os laços familiares. Apoiar a família no seu papel educador. Apoiar a família no seu papel educador. Promover a missão em família. Promover a missão em família. Valorizar os tempos litúrgicos e datas civis. Valorizar os tempos litúrgicos e datas civis. Articular o trabalho em conjunto com as outras pastorais e movimentos eclesiais. Articular o trabalho em conjunto com as outras pastorais e movimentos eclesiais. Articular-se também com forças externas à Igreja. Articular-se também com forças externas à Igreja.

17 ORGANIZAÇÃO EM TRÊS SETORES: ORGANIZAÇÃO EM TRÊS SETORES: SETOR PRÉ-MATRIMONIAL (Preparação remota, próxima e imediata ao Sacramento do Matrimônio) SETOR PRÉ-MATRIMONIAL (Preparação remota, próxima e imediata ao Sacramento do Matrimônio) SETOR PÓS-MATRIMONIAL SETOR PÓS-MATRIMONIAL SETOR CASOS ESPECIAIS SETOR CASOS ESPECIAIS

18 SETOR PRÉ-MATRIMONIAL Preparação remota – gestantes (bebê), Batismo, Catequese, Crisma, jovens, escolas. Preparação remota – gestantes (bebê), Batismo, Catequese, Crisma, jovens, escolas. Preparação próxima – Evangelizar namorados e noivos Preparação próxima – Evangelizar namorados e noivos Preparação imediata - Diálogo com o Padre (entrevista), Retiro Espiritual, Rito Sacramental e Celebração do Matrimônio. Preparação imediata - Diálogo com o Padre (entrevista), Retiro Espiritual, Rito Sacramental e Celebração do Matrimônio.

19 SETOR PÓS-MATRIMONIAL Casais recém-casados, Pais de crianças pequenas, Famílias e a problemática da adolescência, Casais em crise, Famílias carentes, Casais idosos, Casos especiais, terceira idade, doenças etc.

20 SETOR CASOS ESPECIAIS Os casais em segunda união e seus filhos sejam acolhidos, acompanhados e incentivados, conforme sua situação, a participarem da vida da Igreja, segundo as orientações do Magistério (cf. Diretrizes...., n.133) Os casais em segunda união e seus filhos sejam acolhidos, acompanhados e incentivados, conforme sua situação, a participarem da vida da Igreja, segundo as orientações do Magistério (cf. Diretrizes...., n.133) Acompanhar as diferentes realidades das famílias de migrantes, mães e pais solteiros, famílias distanciadas da igreja, matrimônios mistos, atenção especial aos idosos, viúvos, casais em segunda união, alcoolismo etc. Acompanhar as diferentes realidades das famílias de migrantes, mães e pais solteiros, famílias distanciadas da igreja, matrimônios mistos, atenção especial aos idosos, viúvos, casais em segunda união, alcoolismo etc.

21 SETOR CASOS ESPECIAIS SETOR CASOS ESPECIAIS Matrimônios mistos: celebrados entre católicos e outros cristãos ou não-cristãos. Matrimônios mistos: celebrados entre católicos e outros cristãos ou não-cristãos. Situações irregulares: matrimônio à experiência, uniões livres de fato ou consensuais, católicos unidos somente por casamento civil, separados e divorciados em segunda união, divorciados que contraem nova união; Situações irregulares: matrimônio à experiência, uniões livres de fato ou consensuais, católicos unidos somente por casamento civil, separados e divorciados em segunda união, divorciados que contraem nova união; Os sem família. Os sem família.

22 Venha trabalhar na minha vinha Os três setores da Pastoral Familiar são apenas elementos importantes para a organização, mas se observarmos bem os três setores, dependendo da situação, acontecem simultaneamente. Os três setores da Pastoral Familiar são apenas elementos importantes para a organização, mas se observarmos bem os três setores, dependendo da situação, acontecem simultaneamente. Em seu setor/região nomeie alguém para animar/articular a Pastoral Familiar. A messe é grande, mas os operários são poucos (Mt 8, ) Em seu setor/região nomeie alguém para animar/articular a Pastoral Familiar. A messe é grande, mas os operários são poucos (Mt 8, )

23 A família é essencial para construir um futuro digno para a sociedade humana. A verdade é que tudo passa pela família. Para o ser humano, tudo se inicia na família. Ali são postos os fundamentos sobre os quais se constrói a vida de cada um. Na medida em que esta passagem pela família for desastrosa, também o futuro será desastroso e na medida em que esta passagem for positiva, educadora, personalizada, socializadora, o futuro será bom. O Futuro da Humanidade passa pela Família, conclamou o Beato João Paulo II no RJ em 1987.

24 A família, como Igreja, deve ser um lugar onde se transmite o Evangelho e donde o Evangelho irradia. Portanto, no interior de uma família consciente desta missão, todos os componentes evangelizam e são evangelizados. Os pais não só comunicam aos filhos o Evangelho, mas podem também receber deles o mesmo Evangelho profundamente vivido. Uma tal família torna-se, então, evangelizadora de muitas outras famílias e do ambiente no qual está inserida. Papa Paulo VI

25 Bodas de Caná da Galiléia (Jo 2, ) Sejamos como Maria: sejamos sensíveis aos vinhos que faltam: Em nós mesmos (as); Em nosso matrimônio; Em nossa família; Em nossa equipe; Em nossa comunidade; Nos diversos mundos que habitamos (trabalho, escola, vizinhança etc.) Fazei tudo o que Ele vos disser.... Enchamos as talhas....

26 Homem e mulher, unidos em Cristo, podem deixar-se levar pelos acontecimentos da vida, pelos sofrimentos e pelas alegrias, podem deixar correr. Mas podem também tentar dar um sentido à sua vida e construir um projeto de vida Conjugal e familiar. Mais ainda, podem abrir este projeto à Vontade de Deus e fazer a Vontade de Deus o projeto de vida do seu casal. Isto é o projeto de vida do seu casal. Isto é Espiritualidade. Espiritualidade.

27 A MISSÃO – Lc 24, – Discípulos de Emaús O discípulo, à medida que conhece e ama o seu Senhor, experimenta a necessidade de compartilhar com os outros a sua alegria de ser enviado, de ir ao mundo para anunciar Jesus Cristo, morto e ressuscitado, e tornar realidade o amor e o serviço na pessoa dos mais necessitados, em uma palavra, construir o Reino de Deus. A Missão é inseparável do Discipulado. Sem Jesus é inútil trabalhar em seu nome. O discípulo, à medida que conhece e ama o seu Senhor, experimenta a necessidade de compartilhar com os outros a sua alegria de ser enviado, de ir ao mundo para anunciar Jesus Cristo, morto e ressuscitado, e tornar realidade o amor e o serviço na pessoa dos mais necessitados, em uma palavra, construir o Reino de Deus. A Missão é inseparável do Discipulado. Sem Jesus é inútil trabalhar em seu nome.

28 Vivendo os PCEs, somos discípulos que se preparam para a Missão. A Sua Palavra envolve-nos não só como destinatários da revelação divina, mas também como seus arautos. (Verbum Domini – 91 – Bento XVI) A Sua Palavra envolve-nos não só como destinatários da revelação divina, mas também como seus arautos. (Verbum Domini – 91 – Bento XVI) Queremos anunciar Jesus Cristo com Alegria! (6º Plano Diocesano de Pastoral – Triênio 2010 – 2012) Queremos anunciar Jesus Cristo com Alegria! (6º Plano Diocesano de Pastoral – Triênio 2010 – 2012)

29 Ai de mim se não evangelizar! 1 Cor 9, 16) Mesmo casais cristãos, a exemplo de Áquila e Priscila (AT 18; Rm 16,3s) oferecem o confortante testemunho de amor apaixonado por Cristo e pela Igreja com sua presença ativa em terras de missão (Cristifideles Laice – nº 35) Mesmo casais cristãos, a exemplo de Áquila e Priscila (AT 18; Rm 16,3s) oferecem o confortante testemunho de amor apaixonado por Cristo e pela Igreja com sua presença ativa em terras de missão (Cristifideles Laice – nº 35)

30 Acredito que o mundo hoje está de ponta cabeça e sofre muito porque existe tão pouco amor no lar e na vida familiar. Não temos tempo para nossas crianças, não temos tempo para darmos uns aos outros, não temos tempo para apreciarmos uns aos outros. Madre Thereza de Calcutá

31 Ide por todo mundo,pregai o evangelho a toda criatura - Mc. 16, 15

32 NESTA CIDADE HÁ UM POVO NUMEROSO QUE ME PERTENCE (AT 18, 10) (AT 18, 10)

33 O Poderoso fez em mim maravilhas...O Poderoso fez em mim maravilhas... SANTO É SEU NOME SANTO É SEU NOME


Carregar ppt "ENSEPFDISCÍPULOS-MISSIONÁRIOS. A RAZÃO DE SER DAS ENS...... é ajudar os casais a descobrir as riquezas do sacramento do matrimônio e viver uma espiritualidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google