A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Simulação 1© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig A Simulação como Ferramenta virtual para a Optimização do Processo de Estampagem Dr.-Ing. R. Hennig (PtU.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Simulação 1© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig A Simulação como Ferramenta virtual para a Optimização do Processo de Estampagem Dr.-Ing. R. Hennig (PtU."— Transcrição da apresentação:

1 Simulação 1© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig A Simulação como Ferramenta virtual para a Optimização do Processo de Estampagem Dr.-Ing. R. Hennig (PtU Darmstadt) Laboratório de Transformação Mecânica Centro de Tecnologia Universidade Federal do Rio Grande do Sul

2 Simulação 2© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Visão Geral Introdução Objetivo Dados necessários para a Simulação Possibilidades da Simulação Exemplos práticos Possibilidades do LdTM Conclusões

3 Simulação 3© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Introdução Simulação nos países desenvolvidos Vários programas para diferentes tarefas General Purpose Programs: Marc, Ansys Special Purpose Programs: –Chapas: AutoForm, Pam-Stamp, LSDyna3D, –Forjamento: Superforge, Deform, Autoforge,

4 Simulação 4© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Visão Geral sobre os Programas ProgramaEmpresa, PaisTipoAplicação ABAQUSHKS, EUAimplícitocomum nãolinear MARCMARC/MSC, EUAimplícitocomum nãolinear NIKE3DLSTC, EUAimplícitocomum nãolinear LARSTRANLASSO, ALimplícitocomum nãolinear EPDANIFU STUTTG., ALimplícitoSolido, Conf. de Chapas INDEEDINPRO, ALimplícitoConformação de Chapas ROBUSTPROF. Nakamachi, JP explicito, estáticoConformação de Chapas DEDRANVW-GEDAS, ALFormulação especialConformação de Chapas ICEM-STAMPControl Data, ALFormulação especialConformação de Chapas AUTOFORMAUTOFORM, SUIFormulação especialConformação de Chapas DEFORMBATELLE, EUAviscoplastico-fixoSolido, Forjamento FORGE2/3CEMEF, FRAviscoplastico-fixoForjamento LS-DYNA3DLSTC, EUAexplicito, dinâmicoCrash, Solido, Chapas PAM-STAMPESI, FRA/ALexplicito, dinâmicoCrash, Solido, Chapas ABAQUS-explicitHKS, EUAexplicito, dinâmicoCrash, Solido, Chapas OPTRISMatra Datavision, FRA explicito, dinâmicoConformação de Chapas UFO-3DIABG, ALexplicito, dinâmicoConformação de Chapas PSUProjgr. PSU, ALimplícito-explicitoSolido, Conf. de Chapas

5 Simulação 5© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Vantagens da Simulação Estimar a Viabilidade de Produção Orçamento das Ferramentas mais certo Planejamento do Processo mais confiável Variações do Material ou Geometria Optimização das Condições de Contorno Desenho das Ferramentas – Ferr. Virtual Solução dos Problemas no Try-Out

6 Simulação 6© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Dados Necessários Curvas de escoamento para descrever o comportamento dos materiais na conformação com uma função entre deformação e tensão Curvas Limite de Conformação para descrever as limites possíveis nas diferentes estados da conformação dos materiais

7 Simulação 7© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Aproximação matemática da Curva de Escoamento de um Aço EEP

8 Simulação 8© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Aproximação matemática da Curva de Escoamento de um Aço Inox

9 Simulação 9© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Valores da Aproximação matemática das Curvas de Escoamento MaterialEspess.CnC 0 C 1 n 1 Al Mg 0.4 Si 1.20,804570, ,57 Al Mg 0.4 Si 1.21,804480, ,57 Al Mg 5 Mn0,804990, ,59 Al Mg 5 Mn1,505110, ,60 EEP O30,805220, ,50 EEP O30,855050, ,52 EEP O30,885100, ,49 EEP O31,505330, ,54 EEP O32,005360, ,53 Aproximação após Ludwig/Holomon:k f = C n Aproximação após Nadai/Reihle:k f = C 0 + C 1 n1

10 Simulação 10© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Valores da Aproximação matemática das Curvas de Escoamento (pror.) MaterialEspess.CnC 0 C 1 n 1 IF 180,755370, ,50 IF 181,605500, ,50 Z St E 180 BH0,805390, ,55 Z St E 180 BH1,705130, ,51 St E 250i0,755960, ,66 St E 250i2,006040, ,58 Z St E 300 2,007060, ,66 Z St E 340 0,807120, ,61 Z St E 380 2,006310, ,52 DP 5000,759330, ,48 X5 Cr Ni , , ,74

11 Simulação 11© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Curvas Limite de Conformação

12 Simulação 12© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Ensaio de Embutimento para as Curvas Limite de Conformação Corpos de Prova para o Ensaio de Embutimento Construção da Curva Limite de Conformação

13 Simulação 13© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Possibilidades da Simulação Modelamento, desenho e construção das peças para estimar a conformabilidade deles e evitar problemas no processo de estampagem com variações do material ou da geometria da peça, Orçamento de uma ferramenta para a produção da peça para evitar erros de cálculo e altos custos da ferramenta, Planejamento do método e das etapas necessárias do processo de estampagem para ganhar mais segurança na produção e otimizar os passos para o produto final, Otimização das ferramentas para evitar problemas e perda de tempo no Try-Out, Solução dos problemas ocorrentes no Try-Out das ferramentas minimizando o tempo necessário.

14 Simulação 14© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Programas da Simulação nas diferentes Etapas do Processo

15 Simulação 15© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Estimar a Viabilidade de Produção Conformabilidade Variação de: –Geometria –Material Programas rápidos Sem Ferramentas definidas Responsabilidade para os Custos

16 Simulação 16© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Variações do Material

17 Simulação 17© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Orçamento das Ferramentas Conformabilidade da Peça Desenvolvimento rápido das Ferramentas Primeiros Estudos de Variações de Projeto das Ferramentas

18 Simulação 18© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Optimização virtual das Ferramentas

19 Simulação 19© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Optimização das Condições de Contorno

20 Simulação 20© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Solução dos Problemas no Try-Out Parede Lateral calculado com programa INDEED (InPro/Berlin)

21 Simulação 21© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Processo de Hidro-Conformação

22 Simulação 22© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Parede Lateral com Taylored Blanks

23 Simulação 23© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig Conclusões A Simulação pode ajudar muito na Otimização dos Processos da Conformação Para ganhar mais Segurança tem que usar como Ferramenta Virtual Com as Experiências da Simulação é aumentada a confiabilidade dos Resultados Quem começa mais rápido, tem Vantagens no Mercado


Carregar ppt "Simulação 1© LdTM Dec. 2003Dr.-Ing. R. Hennig A Simulação como Ferramenta virtual para a Optimização do Processo de Estampagem Dr.-Ing. R. Hennig (PtU."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google