A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Funções e Subrotinas. A ideia é construir programas que sejam reutilizáveis. Por exemplo uma média calcula-se sempre da mesma maneira. Portanto deve fazer-se.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Funções e Subrotinas. A ideia é construir programas que sejam reutilizáveis. Por exemplo uma média calcula-se sempre da mesma maneira. Portanto deve fazer-se."— Transcrição da apresentação:

1 Funções e Subrotinas

2 A ideia é construir programas que sejam reutilizáveis. Por exemplo uma média calcula-se sempre da mesma maneira. Portanto deve fazer-se o programa uma vez e depois utilizar sempre esse programa. Outro exemplo: –Se quiser calcular um seno usa a função intriseca do FORTRAN, sin e não vai programar o seu cálculo.

3 Para isso o FORTRAN dispõe de 2 ferramentas diferentes, que correspondem aos subprogramas: –As funções –As subrotinas As funções podem dividir-se em: –Funções intrinsecas. –Funções não intrinsecas.

4 Funções - sintaxe Em adição às funções intrinsecas, o Fortran permite o desenho de novas funções. Uma função de Fortran function, tem a seguinte sintaxe: type FUNCTION function-name (arg1, arg2,..., argn) IMPLICIT NONE [specification part] [execution part] [subprogram part] END FUNCTION function-name

5 Como invocar uma função no programa principal Uma função só produz um resultado. O resultado é passado para o programa principal no final da função com a instrução em que o nome da função é igualado ao resultado a transmitir. A função é invocada no programa principal com uma instrução em que o nome da função e a sua lista de argumentos são invocados.

6 Exemplos

7 Exemplo

8

9 Subrotinas Uma Function, recebe input por via dos seus argumentos formais e devolve um valor, o valor da função, que fica armazenado na variável que tem o nome da função. Nalguns casos, não queremos devolver nenhum valor, ou queremos devolver mais do que um. Nesse caso, o Fortran tem as subrotinas que podem resolver este problema.

10 Sintaxe SUBROUTINE subroutine-name (arg1, arg2,..., argn) IMPLICIT NONE [specification part] [execution part] [subprogram part] END SUBROUTINE subroutine-name

11 Invocação O significado de uma subrotina é muito simples: A subrotina é uma unidade isolada que recebe algum input do mundo exterior através dos argumentos de entrada, faz alguns cálculos e devolve os seus resultados (se existirem) através dos argumentos de saída. Ao contrário das funções, o nome da subrotina não tem nenhum significado especial no qual se salvam os resultados. O nome da subrotina é simplesmente uma identificação e não pode ser utilizado em nenhum outro local que não seja o CALL. Todas as instruções utilizadas num programa, podem ser utilizadas numa subrotina.

12 Sintaxe da invocação Ao contrário das funções, que podem ser utilizadas em expressões, as subroutinas só podem ser invocadas com a instrução CALL. As regras de sintaxe do CALL: –CALL subroutine-name (arg1, arg2,..., argn) –CALL subroutine-name () –CALL subroutine-name

13

14

15


Carregar ppt "Funções e Subrotinas. A ideia é construir programas que sejam reutilizáveis. Por exemplo uma média calcula-se sempre da mesma maneira. Portanto deve fazer-se."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google