A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: ""— Transcrição da apresentação:

3 Introdução Lipossomas - Conceito
Partículas coloidais ou vesículas, compostas de fosfolipídios que se agregam em bicamadas delimitadas por um compartimento interno aquoso. Anfifílica Hidrofílica E são capazes de incorporarem compostos hidrofílicos, hidrofóbicos ou anfifílicos na sua matriz. Hidrofóbica 3

4 Introdução Lipossomas – Histórico
Foram descobertos em 1960 por Alec Bangham Foram usados inicialmente em pesquisa básica (mimetização celular): biologia como modelo de membrana celular São aplicados em diversas áreas: cosmética, alimentícia, farmacêutica e médica. Quanto a organização estrutural, as vesículas podem ser classificadas como multilamelares (MLV’s), unilamelares pequenas (SUV’s) e unilamelares grandes (SUV’s). A característica de elasticidade desses lipossomas é produzida por fosfolipídios de baixa temperatura de transição de fases, que se encontrem no estado líquido-cristalino à temperatura ambiente (25ºC), juntamente com compostos que modificam a superfície e aumentam a fluidez da bicamada lipídica permitindo a sua deformação sem ruptura. 4

5 Introdução Lipossomas – Propriedades Tamanhos SUV 20-100nm
LUV >100nm MLV > 500nm Quanto a organização estrutural, as vesículas podem ser classificadas como multilamelares (MLV’s), unilamelares pequenas (SUV’s) e unilamelares grandes (SUV’s). A característica de elasticidade desses lipossomas é produzida por fosfolipídios de baixa temperatura de transição de fases, que se encontrem no estado líquido-cristalino à temperatura ambiente (25ºC), juntamente com compostos que modificam a superfície e aumentam a fluidez da bicamada lipídica permitindo a sua deformação sem ruptura. OLV nm 5

6 Introdução Lipossomas – Mecanismo de Formação
Quanto a organização estrutural, as vesículas podem ser classificadas como multilamelares (MLV’s), unilamelares pequenas (SUV’s) e unilamelares grandes (SUV’s). A característica de elasticidade desses lipossomas é produzida por fosfolipídios de baixa temperatura de transição de fases, que se encontrem no estado líquido-cristalino à temperatura ambiente (25ºC), juntamente com compostos que modificam a superfície e aumentam a fluidez da bicamada lipídica permitindo a sua deformação sem ruptura. 6

7 Introdução Lipossomas – Propriedades Transição de Fase
Quanto a organização estrutural, as vesículas podem ser classificadas como multilamelares (MLV’s), unilamelares pequenas (SUV’s) e unilamelares grandes (SUV’s). A característica de elasticidade desses lipossomas é produzida por fosfolipídios de baixa temperatura de transição de fases, que se encontrem no estado líquido-cristalino à temperatura ambiente (25ºC), juntamente com compostos que modificam a superfície e aumentam a fluidez da bicamada lipídica permitindo a sua deformação sem ruptura. Baixa Temperatura GEL Alta Temperatura LÍQUIDO - CRISTALINO 7

8 Introdução Lipossomas – Propriedades
Componentes Estruturais que Formam Lipossomas Lipídios : Cadeia simples Cadeia dupla (até 7 cadeias) Quanto a organização estrutural, as vesículas podem ser classificadas como multilamelares (MLV’s), unilamelares pequenas (SUV’s) e unilamelares grandes (SUV’s). A característica de elasticidade desses lipossomas é produzida por fosfolipídios de baixa temperatura de transição de fases, que se encontrem no estado líquido-cristalino à temperatura ambiente (25ºC), juntamente com compostos que modificam a superfície e aumentam a fluidez da bicamada lipídica permitindo a sua deformação sem ruptura. 8

9 Introdução Lipossomas – Propriedades
Lipídios Estruturais de Cadeia Simples SDSz Colato de sódio Triton X-100ni Lisolecitina Polioxitileno alquil esterni Ácido Tricosadiinóico Quanto a organização estrutural, as vesículas podem ser classificadas como multilamelares (MLV’s), unilamelares pequenas (SUV’s) e unilamelares grandes (SUV’s). A característica de elasticidade desses lipossomas é produzida por fosfolipídios de baixa temperatura de transição de fases, que se encontrem no estado líquido-cristalino à temperatura ambiente (25ºC), juntamente com compostos que modificam a superfície e aumentam a fluidez da bicamada lipídica permitindo a sua deformação sem ruptura. 9

10 Introdução Lipossomas – Propriedades
Lipídios Estruturais de Cadeia Dupla - Glicerofosfolipídios (lecitina) Gliceroglicolipídios (galactopiranosídio) Esfigofosfolipídios (esfingomielina) - Esfingoglicolipídios (ceramida, gangliosídios) Quanto a organização estrutural, as vesículas podem ser classificadas como multilamelares (MLV’s), unilamelares pequenas (SUV’s) e unilamelares grandes (SUV’s). A característica de elasticidade desses lipossomas é produzida por fosfolipídios de baixa temperatura de transição de fases, que se encontrem no estado líquido-cristalino à temperatura ambiente (25ºC), juntamente com compostos que modificam a superfície e aumentam a fluidez da bicamada lipídica permitindo a sua deformação sem ruptura. Glicerol 10

11 Cabeça polar sintética
Introdução Lipossomas – Propriedades Fosfolipídios Fontes naturais Naturais modificados Sintéticos Semi-sintéticos Cabeça polar sintética Quanto a organização estrutural, as vesículas podem ser classificadas como multilamelares (MLV’s), unilamelares pequenas (SUV’s) e unilamelares grandes (SUV’s). A característica de elasticidade desses lipossomas é produzida por fosfolipídios de baixa temperatura de transição de fases, que se encontrem no estado líquido-cristalino à temperatura ambiente (25ºC), juntamente com compostos que modificam a superfície e aumentam a fluidez da bicamada lipídica permitindo a sua deformação sem ruptura. 11

12 Introdução Gregor Cevc Van den Bergh, Bowstra, J. Lipossomas Elásticos
Lipossomas Ultra-Deformáveis “Transfersomes” (Colato de sódio) Van den Bergh, Bowstra, J. Lipossomas Elásticos PEG-8L (octaoxietileno laurato éster) elasticidade associados a estabilizantes (sucrose laurato éster) A primeira abordagem de lipossomas elásticos foi feita por Cevc ... Neste Trabalho, Lipossomas Elásticos foram preparados a partir da incorporação do tensoativo polioxietilenoglicol 8 lauril, em lipossomas convencionais. 12


Carregar ppt ""

Apresentações semelhantes


Anúncios Google