A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A atuação do Serviço Meteorológico Marinho diante do evento CATARINA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A atuação do Serviço Meteorológico Marinho diante do evento CATARINA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA."— Transcrição da apresentação:

1 A atuação do Serviço Meteorológico Marinho diante do evento CATARINA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA

2 12Z 25 Março 2004

3 00Z 26 Março 2004

4 12Z 26 Março 2004

5 I am Dr. Jack Beven, one of the hurricane forecasters at the National Hurricane Center in Miami, Florida, USA. I am writing to you in reference to the cyclone near 29S044W. This system has all the satellite appearance of a North Atlantic tropical cyclone or hurricane, and satellite intensity estimates like those normally done for North Atlantic hurricanes suggest that the sustained winds are 65 kt - Beaufort Force 12. In the North Atlantic, this strength of tropical cyclone normally has a central pressure near 987 hPa. I noticed that in the 0000 UTC 26 March marine forecast Bulletin that this system is referred to as a 1006 hPa low with winds of Beaufort force 3/4. Even if this system is not of hurricane strength, it is likely to be much stronger than force 3/4. I hope you will forgive my unsolicited intrusion into your forecasting area of responsibility, and I hope this information helps you in forecasting this system. Please e-mail me if you need more information. Yours sincerely, Jack Beven Sexta-Feira, 26MAR2004

6 O CHM, com o apoio do NHC e desde o dia 26, emitiu boletins de aviso e caracterizou o sistema em sua análise sinótica: CATARINA PARTE DOIS - ANÁLISE DO TEMPO EM 261200 BAIXA 1000 HPA COMO CICLONE EXTRATROPICAL 29S046W COM CARACTERÍSTICAS TROPICAIS MOVENDO-SE COM 6/8 NÓS PARA W/SW. PROGNOSTICADO ATINGIR O LITORAL DO RIO GRANDE DO SUL E DE SANTA CATARINA EM 290000.

7 Sexta-Feira, 26MAR SERVIÇO METEOROLÓGICO MARINHO DA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA AVISO DE MAU TEMPO METAREA V AVISO NR 054/2004 AVISO DE VENTO FORTE SERVIÇO METEOROLÓGICO MARINHO DA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA EMITIDO ÀS 1700 HMG – SEX – 26/MAR/2004 VENTO FORTE FORÇA 7 SW/SE AFETANDO O SUL DAS ÁREAS BRAVO/CHARLIE E O NORTE DA ÁREA ALFA. VÁLIDO ATÉ 271500 HMG.

8 SERVIÇO METEOROLÓGICO MARINHO DA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA AVISO DE MAU TEMPO METAREA V AVISO NR 055/2004 AVISO DE MAR GROSSO SERVIÇO METEOROLÓGICO MARINHO DA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA EMITIDO ÀS 1700 HMG – SEX – 26/MAR/2004 MAR GROSSO COM ONDAS DE SE/E 3.0/4.0 METROS AFETANDO O NORTE DA ÁREA ALFA E O SUL DAS ÁREAS BRAVO/CHARLIE. VÁLIDO ATÉ 271500 HMG. Sexta-Feira, 26MAR

9 SERVIÇO METEOROLÓGICO MARINHO DA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA AVISO DE MAU TEMPO METAREA V AVISO NR 056/2004 AVISO DE RESSACA SERVIÇO METEOROLÓGICO MARINHO DA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA EMITIDO ÀS 1900 HMG – SEX – 26/MAR/2004 RESSACA COM ONDAS DE SE 2.5/3.0 METROS AFETANDO A ÁREA CHARLIE AO SUL DE 27S E A ÁREA ALFA AO NORTE DE 30S. VÁLIDO ATÉ 271500 HMG. Sexta-Feira, 26MAR

10 SERVIÇO METEOROLÓGICO MARINHO DA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA AVISO DE MAU TEMPO METAREA V AVISO NR 057/2004 AVISO DE VENTO FORTE SERVIÇO METEOROLÓGICO MARINHO DA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA EMITIDO ÀS 2200 HMG – SEX – 26/MAR/2004 VENTO FORTE FORÇA 7/9 SW/SE COM RAJADAS AFETANDO A ÁREA ALFA E SUL DAS ÁREAS BRAVO/CHARLIE. VÁLIDO ATÉ 271800 HMG. ESTE AVISO SUBSTITUI O AVISO NR 054/2004. Sexta-Feira, 26MAR

11 SERVIÇO METEOROLÓGICO MARINHO DA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA AVISO DE MAU TEMPO METAREA V AVISO NR 058/2004 AVISO DE MAR GROSSO SERVIÇO METEOROLÓGICO MARINHO DA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA EMITIDO ÀS 2200 HMG – SEX – 26/MAR/2004 MAR GROSSO COM ONDAS DE SE/E 3.0/5.0 METROS AFETANDO A ÁREA ALFA E SUL DAS ÁREAS BRAVO/CHARLIE. VÁLIDO ATÉ 271800 HMG. ESTE AVISO SUBSTITUI O AVISO NR 055/2005

12 12Z 27 Março 2004

13 Sábado, 27MAR METAREA V AVISO NR 059/2004 AVISO DE VENTO FORTE SERVIÇO METEOROLÓGICO MARINHO DA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA EMITIDO ÀS 1400 HMG – SAB – 27/MAR/2004 VENTO FORTE FORÇA 7/9 SW/SE COM RAJADAS AFETANDO AS ÁREAS BRAVO/CHARLIE AO SUL DE 27S E A ÁREA ALFA AO NORTE DE 32S. VÁLIDO ATÉ 281800 HMG. ESTE AVISO SUBSTITUI O AVISO NR 057/2004.

14 Sábado, 27MAR METAREA V AVISO NR 060/2004 AVISO DE MAR GROSSO SERVIÇO METEOROLÓGICO MARINHO DA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA EMITIDO ÀS 1400 HMG – SAT – 27/MAR/2004 MAR GROSSO COM ONDAS DE SE 3.0/5.0 METROS AFETANDO AS ÁREAS BRAVO/CHARLIE AO SUL DE 27S E A ÁREA ALFA AO NORTE DE 32S. VÁLIDO ATÉ 281800 HMG. ESTE AVISO SUBSTITUI O AVISO NR 058/2004.

15 Sábado, 27MAR METAREA V AVISO NR 061/2004 AVISO DE RESSACA SERVIÇO METEOROLÓGICO MARINHO DA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA EMITIDO ÀS 1400 HMG – SAB – 27/MAR/2004 RESSACA COM ONDAS DE SE 2.5/3.0 METROS AFETANDO A ÁREA CHARLIE AO SUL DE 27S E A ÁREA ALFA AO NORTE DE 32S. VÁLIDO ATÉ 281800 HMG. ESTE AVISO SUBSTITUI O AVISO NR 056/2004.

16 00Z 28 Março 2004

17 12Z 28 Março 2004

18 METAREA V AVISO NR 062/2004 AVISO DE MAR GROSSO SERVIÇO METEOROLÓGICO MARINHO DA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA EMITIDO ÀS 1300 HMG – DOM – 28/MAR/2004 MAR GROSSO COM ONDAS DE SE/E 3.0/5.0 METROS AFETANDO AS ÁREAS BRAVO/CHARLIE AO SUL DE 27S E A ÁREA ALFA AO NORTE DE 32S. VÁLIDO ATÉ 291800 HMG. ESTE AVISO SUBSTITUI O AVISO NR 060/2004. Domingo, 28MAR

19 FERRAMENTAS Modelos HRM e WAM - CHM Modelo GFDL - NHC Expertise do NHC Sensoriamento Remoto Mensagens SYNOP Intercâmbio com outros Centros

20 HRM

21 WAM

22 GFDL (Rodada 26 18Z)

23 27 00Z 27 12Z 28 00Z

24 28 12Z 29 00Z 29 12Z

25 GFDL (Rodada 27 12Z)

26 28 00Z 28 12Z 29 00Z

27 O NHC escalou pessoal extra durante aquele final de semana para trabalhar conjuntamente com o NCEP e a NOAA, a fim de rodar o GFDL para o Atlântico Sul em especial, disponibilizando os produtos deste modelo ao CHM. Expertise do NHC

28 NPISAT (Núcleo de Processamento de Imagens de Satélites) - COPPETEC

29

30

31 27 12Z 83925 11596 72508 10230 20216 40127 52021 71022 872// 222// 20501 80220= 28 12Z 83925 11396 80340 10240 20226 40099 52041 76062 887// 222// 21307 80230= 83970 32598 81212 10270 20243 40111 85431 222// 333 20250 58002= PWTE 99263 50485 41497 63610 10233 20233 40132 8443/ 22243 02250 20301= 28 18Z 83925 31596 61025 10245 20224 40099 57007 71022 862// 222// 20905 80230= 83970 32599 30914 20229 40132 57012 81212 222// 02264 20503 80240 = 29 00Z 83925 31/96 80218 1024020226 40120 52013 71022 222// 20704 80230= 83970 32/97 60817 10240 20226 40135 52006 80230 = 29 06Z 83925 11/96 80318 10220 20206 40130 57003 75062 887// 222// 20704 80230 = 29 12Z 83925 12597 73412 10240 20212 40161 52029 8723/ 222// 20602 80220= 83970 32698 30618 10260 20218 40138 51003 82530 222// 02250 20604 80230= SYNOP

32 Ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes ao Jornal O Estado de São Paulo de 31/03/04: Temos de lastimar a morte que ocorreu, mas a maioria da população estava protegida. A Marinha emitiu sinais de alerta aos barcos desde sexta. REPERCUSSÃO

33 LIÇÃO Os centros meteorológicos precisam estar cada vez mais bem preparados para monitorar e prognosticar os sistemas complexos que vêm se formando.

34 12/12/06 – Costa do ES

35

36

37 A Divisão de Sensoriamento Remoto do CHM tem o seguinte planejamento para JUN2008: - instalação, no CHM, de uma antena de recepção de imagens de satélite provenientes da empresa EUMETSAT (15/15 min) - recepção de imagens da NOAA e do satélite chinês Fengyun (FY) AÇÕES EM ANDAMENTO

38 Criação da Seção de Assimilação de Dados do CHM: OBJETIVOS: obter, desenvolver e implantar metodologias relacionadas à assimilação de dados pelos modelos numéricos ambientais em uso no CHM, estabelecendo cooperações técnicas com instituições extra-Marinha, na área de assimilação de dados.

39 O CHM integra a Rede Temática em Modelagem e Observação Oceanográfica (REMO), em conjunto com instituições de pesquisa e de ensino (COPPE, IOUSP, FURG e UFBA), com gestão do Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo A. M. Mello (CENPES). AÇÕES EM ANDAMENTO

40 Um dos objetivos da REMO é desenvolver tecnologia em modelagem computacional do oceano, assimilação de dados, sensoriamento remoto e observação meteo-oceanográfica para prestar apoio às atividades da Marinha do Brasil, no que tange à segurança da navegação, e às pesquisas de interesse das instituições envolvidas e da Petrobras. AÇÕES EM ANDAMENTO

41 CONCLUSÃO

42

43 Necessidades: - sistema de observações meteo- oceanográficas - sistema de sensoriamento remoto integrado - sistema de assimilação de dados CONCLUSÃO

44 120 Anos da Criação da Repartição Central Meteorológica

45 CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA 1ºTen(T) Flávia Rodrigues flavia@smm.mil.br +55 (21) 2189-3282


Carregar ppt "A atuação do Serviço Meteorológico Marinho diante do evento CATARINA MARINHA DO BRASIL CENTRO DE HIDROGRAFIA DA MARINHA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google