A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Crítica ao conceito revolução. Defesa do conceito processo, aperfeiçoamento, evolução. Transição da mão de obra artesanal para a manufatura;

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Crítica ao conceito revolução. Defesa do conceito processo, aperfeiçoamento, evolução. Transição da mão de obra artesanal para a manufatura;"— Transcrição da apresentação:

1 REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Crítica ao conceito revolução. Defesa do conceito processo, aperfeiçoamento, evolução. Transição da mão de obra artesanal para a manufatura; da manufatura para a maquinofatura; passagem de uma sociedade rural para uma sociedade urbana e assim por diante.

2 A inauguração do sistema fabril – expropriação dos produtores diretos, agora transformados em proletários, enquanto os meios de produção pertencem unicamente à burguesia. Houve uma profissionalização. Houve a criação da burocracia e dos procedimentos. Houve a compra da força de trabalho enquanto mercadoria.

3 RAZÕES OU CONDIÇÕES Acumulação de capital – exploração do mundo colonial. Existência de matérias-primas em abundância. Leia-se algodão. Mão de obra disponível – lembrar do êxodo rural. Mercados consumidores. Antes, produzia-se de acordo com o mercado; agora, o mercado é criado de acordo com a produção.

4 PIONEIRISMO INGLÊS A Inglaterra era o país que reunia, as condições necessárias: * estabilidade política ( Revolução burguesa bem sucedida ). * Os cercamentos, garantindo a propriedade capitalista no campo e expulsando as massas para as cidades. *Atos de navegação, permitindo a estes o domínio dos mercados mundiais.

5 * Universidade e pesquisa – advento da ciência. * Primeiras e principais invenções.

6 INVENÇÕES O primeiro setor que sofreu alteração foi a maquinofatura na produção têxtil: ENERGIA NÃO HUMANA PARA A PRODUÇÃO John Kay – lançadeira volante – 1735, aumentando a produção. James Hargreaves com sua nova invenção Spining-jenny, produzindo-se muitos fios. Cartwight e a invenção do tear mecânico ( nova fonte de energia ) James Watt, aperfeiçoamento da máquina a vapor.

7 PROPAGAÇÃO Num primeiro momento restrita à Inglaterra, mas num segundo momento... Bélgica – 1830, utilizando capitais ingleses. França – 1848, uma participação interessante. Alemanha – pós – Lembrar da Prússia e do ZOLVEREIN.

8 Norte da Itália – pós 1870, com grande aproveitamento da energia elétrica. Rússia – 1890 – com capitais franceses, destacando-se na exploração de gás e siderurgia. Fora da Europa, EUA ( pós-guerra da secessão ) e Japão ( Era Meiji ).

9 RESULTADOS DA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Desenvolvimento da produção em massa e a extrema divisão do trabalho; Aparecimento do capitalismo industrial e, posteriormente, do capitalismo monopolista; Aumento demográfico; Crescente urbanização, ocorrendo uma série de problemas sociais.

10 Configuração de duas classes antagônicas: burguesia e proletariado. Certa melhoria das condições de vida das classes altas ( CONFORTO ). Situação dramática para o proletariado. Artesãos arruinados, trabalho escravo, exploração infantil, ausência de leis trabalhistas, crimes, prostituição.

11 Afirmação do Estado Liberal. Desenvolvimento do Imperialismo. Surgimento de novas teorias: SOCIALISMO e etc.


Carregar ppt "REVOLUÇÃO INDUSTRIAL Crítica ao conceito revolução. Defesa do conceito processo, aperfeiçoamento, evolução. Transição da mão de obra artesanal para a manufatura;"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google