A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Unicamp ESTRUTURAS DAS ROCHAS. Unicamp TIPOS DE ESTRUTURAS EXTERNAS –Falhas –Dobras –Contatos INTERNAS: –Foliação (xistosidade, etc.) –Estratificação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Unicamp ESTRUTURAS DAS ROCHAS. Unicamp TIPOS DE ESTRUTURAS EXTERNAS –Falhas –Dobras –Contatos INTERNAS: –Foliação (xistosidade, etc.) –Estratificação."— Transcrição da apresentação:

1 Unicamp ESTRUTURAS DAS ROCHAS

2 Unicamp TIPOS DE ESTRUTURAS EXTERNAS –Falhas –Dobras –Contatos INTERNAS: –Foliação (xistosidade, etc.) –Estratificação

3 Unicamp FAMÍLIAS ESPAÇAMENTOS MÉTODOS DE AVALIAÇÃO POSIÇÃO ESPACIAL

4 Unicamp POSIÇÃO ESPACIAL

5 Unicamp POSIÇÃO ESPACIAL

6 Unicamp CARACTERÍSTICAS DAS ESTRUTURAS PERSISTÊNCIA SUPERFÍCIE PAREDE PREENCHIMENTO ALTERAÇÃO

7 Unicamp CARACTERÍSTICAS DAS ESTRUTURAS

8 Unicamp CARACTERÍSTICAS DAS ESTRUTURAS

9 Unicamp CARACTERÍSTICAS DAS ESTRUTURAS

10 Unicamp CARACTERÍSTICAS DAS ESTRUTURAS

11 Unicamp RQD (Rock Quality Designation) é um critério de avaliação de qualidade de rocha aplicado em testemunhos de sondagem rotativa com diâmetro mínimo NW (55 mm), somente para rochas duras ou mediamente duras RQD =X 100 Comprimento dos pedaços de testemunho com mais de 10 cm (p) Comprimento do trecho equivalente (n) RQD = 100 x ( p/n) RQD = 86 x100 = cm 9 cm 100 cm Furo ФNW Testemunho Ф 55mm (mínimo) 1 m CARACTERÍSTICAS DAS ESTRUTURAS

12 Unicamp Variação na resistência à compressão uniaxial em ardosia em função da xistosidade. (BROWN ET AL in HAWKINS< 1998) CARACTERÍSTICAS DAS ESTRUTURAS

13 Unicamp SUPERFÍCIES PLANARES CONDUÇÃO DA ÁGUA REDUÇÃO DA RESISTÊNCIA EFEITOS DAS ESTRUTURAS

14 Unicamp Situação antes da escavação Situação depois da escavação Fraturas G Pista G EFEITOS DAS ESTRUTURAS

15 Unicamp EFEITOS DAS ESTRUTURAS FRATURA ALTERADA POR PASSAGEM DE ÁGUA (FRATURAS OXIDADAS), DESLOCADA POR PEQUENAS FALHAS (UHE – PEIXES RIO TOCANTINS)

16 Unicamp EFEITOS DAS ESTRUTURAS GNAISSE XISTOSO FORTEMENTE DEFORMADO (UHE - PEIXES - RIO TOCANTINS)

17 Unicamp ESCORREGAMENTO EM FORMATO DE CUNHA ATRAVÉS DE FRATURAS PRESERVADAS NO SOLO DE ALTERAÇÃO (RODOANEL – TRECHO OESTE) EFEITOS DAS ESTRUTURAS

18 Unicamp EFEITOS DAS ESTRUTURAS QUEDA DE BLOCOS DEVIDO A INTERCEPTAÇÃO DE FRATURA E FOLIAÇÃO EM GNAISSE XISTOSO (UHE – PEIXES RIO TOCANTINS)

19 Unicamp FRATURA ABERTA PELO RELAXAMENTO DO MACIÇO DEVIDO À ESCAVAÇÃO (UHE - PEIXES - RIO TOCANTINS) EFEITOS DAS ESTRUTURAS

20 Unicamp EFEITOS DAS ESTRUTURAS QUEDA DE BLOCO DEVIDO À INTERCEPTAÇÃO DE FRATURAS E FOLIAÇÃO EM GNAISSE XISTOSO (UHE - PEIXES - RIO TOCANTINS)

21 Unicamp TALUDES DE ESCAVAÇÃO E EMBOQUE DO TÚNEL CONTROLADOS POR FRATURAS UHE - GUAPORÉ - MT (FOTO: G. RÉ, 2002) EFEITOS DAS ESTRUTURAS

22 Unicamp EFEITOS DAS ESTRUTURAS EMBOQUE DOS TÚNEIS DE ADUÇÃO EM CALCOXISTO COM FOLIAÇÃO SUBHORIZONTAL. NOTAR A ELEVADA ESPESSURA DE SOLO DE ALTERAÇÃO UHE - CORUMBÁ 4 - RIO CORUMBÁ - GO (FOTO: G. RÉ,2002)


Carregar ppt "Unicamp ESTRUTURAS DAS ROCHAS. Unicamp TIPOS DE ESTRUTURAS EXTERNAS –Falhas –Dobras –Contatos INTERNAS: –Foliação (xistosidade, etc.) –Estratificação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google