A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SEMIOLOGIA DAS CRISES EPILEPTICAS Hipólito Nzwalo, I.C. Neurologia, H.Faro Maio, 2010 Sessões Clínicas, S. Neurologia, HGO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SEMIOLOGIA DAS CRISES EPILEPTICAS Hipólito Nzwalo, I.C. Neurologia, H.Faro Maio, 2010 Sessões Clínicas, S. Neurologia, HGO."— Transcrição da apresentação:

1 SEMIOLOGIA DAS CRISES EPILEPTICAS Hipólito Nzwalo, I.C. Neurologia, H.Faro Maio, 2010 Sessões Clínicas, S. Neurologia, HGO

2 Introdução Classificação semiológica Melhor caracterização das crises Maior concordância interobservadores Maior correlação anatômica Melhor capacidade de avaliação evolutiva

3 Introdução

4 Classificação Semiológica Crises Focais : Com ou sem compromisso de consciência/resposta Crises Generalizadas: Tônico-Clônica Ausência : Típica, Atípica, Ausência com características especiais (Ausência Mioclônica, Mioclonias Palpebrais) Mioclônicas : Mioclônicas, M. Atônicas, M.Tônicas Clônicas Tônicas ILAE Classification Core Group : Revised terminology and concepts for organization of the epilepsies: Report of the Commission on Classification and Terminology, 2009

5 Classificação Semiológica Crises Focais De acordo com a severidade: Sem alteração de consciência: Com fenômenos motores ou autonômicos; Com fenômenos somatossensoriais ou psíquicos Com alteração de consciência Com generalização secundária De acordo com o sitio presumido de origem das crises: Com semiologia do lobo frontal…parietal…multilobar…sem características localizadoras Proposta ILAE, 28 th International Epilepsy Congress, Budapest, July 200 9

6 Crises Focais Limitações: localização neuroanatômica Foco silencioso Propagação rápida Coexistência de focos Mesiotemporal versus Neocortical Gotz et al. Spread of ictal activity in focal epilepsy. Epilepsia, 2008

7 Lobo Temporal Mesial Crises parciais complexas (mais comuns) Fenômenos epigástricos, alucinações olfactivas Fenômenos psíquicos, medo Automatismos simples (60%) Posturas distônicas Estado pós ictal: Confusão, psicose, afasia, anartria Semim et al. Localization-related Epilepsy: Causes and Clinical Features. UptoDate, 2009

8 Lobo Temporal Neocortical Alucinações auditivas/visuais complexas Raros: Fenômenos epigástricos e automatismos Semim et al. Localization-related Epilepsy: Causes and Clinical Features. UptoDate, 2009

9 Lobo Frontal Semiologia variável Características Comuns Curta duração Predomínio nocturno Ocorrência em clusters Estado pós ictal breve ou ausente Automatismos complexos Manifestações motoras proeminentes (C.Hipercinéticas) Laskowitz et al. The Syndrome of Frontal Lobe Epilepsy, Neurology, 1995 Combi et al. Autosomal Dominat Nocturnal Frontal Lobe Epilepsy, J Neurology, 2004

10 Lobo Frontal Área Motora Primária Movimentos clônicos ou mioclônicos Movimentos Jacksonianos Propagação: disfasia…posturas distônicas Laskowitz et al. The Syndrome of Frontal Lobe Epilepsy, Neurology, 1995 Combi et al. Autosomal Dominat Nocturnal Frontal Lobe Epilepsy, J Neurology, 2004

11 Lobo Frontal Area Motora Suplementar Aura somatossensorial Postura tônica unilateral ou bilateral assimétrica Expressões faciais anormais Automatismos complexos: chutar, movimentos pélvicos

12 Lobo Frontal Opérculo Salivação, engolir, mastigação Aura epigástrica Medo Disfasia + Movimentos clônicos faciais Laskowitz et al. The Syndrome of Frontal Lobe Epilepsy, Neurology, 1995 Combi et al. Autosomal Dominat Nocturnal Frontal Lobe Epilepsy, J Neurology, 2004

13 Lobo Parietal Semiologia indistinguível Aura somatossensorial lateralizada Atividade tônica ou clônica assimétricas Automatismos simples ou complexos

14 Lobo Occipital Fenômenos visuais elementares ou complexos: alucinações, distorções Aura visual Cegueira pós-ictal Taylor et al. Occipital epilepsies: identification of specific and newly recognized syndromes. Brain 2003 SVEINBJÖRNSDÒTTIR et al. Parietal and occipital epilepsy. Epilepsia 1993

15 Primariamente Generalizadas Tônico-Clônicas Tônicas Atônicas

16 Outras Mioclônias Negativas Gelásticas Discognitivas Psicogênicas


Carregar ppt "SEMIOLOGIA DAS CRISES EPILEPTICAS Hipólito Nzwalo, I.C. Neurologia, H.Faro Maio, 2010 Sessões Clínicas, S. Neurologia, HGO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google