A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FONOLOGIA, ACENTUAÇ ÃO E ORTOGRAFI A FONOLOGIA: estudo dos sons que compõem cada palavra. (língua é, antes de tudo, som) Fonemas: sons que formam as.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FONOLOGIA, ACENTUAÇ ÃO E ORTOGRAFI A FONOLOGIA: estudo dos sons que compõem cada palavra. (língua é, antes de tudo, som) Fonemas: sons que formam as."— Transcrição da apresentação:

1

2 FONOLOGIA, ACENTUAÇ ÃO E ORTOGRAFI A

3 FONOLOGIA: estudo dos sons que compõem cada palavra. (língua é, antes de tudo, som) Fonemas: sons que formam as palavras. – Classificação: Vogal: fonema que sai livremente pela boca e é forte. Exemplo: a Semivogal: fonema que sai livremente pela boca e é fraco. Exemplo: peito. Somente as vogais i, u podem se tornar semivogais se acompanhadas de vogais na mesma sílaba. Consoante: fonema que encontra obstáculo ao sair da boca. soa com. Exemplo: b. Sílaba: um ou mais fonema pronunciados uma única vez. Exemplo: boca bo – ca duas sílabas

4 EXEMPLOS DE SEMIVOGAL ACEITOU CAIXA POUCO OPINIÃO MÃE HÍFEN PAI MAL QUASE MEL FAIXA NOTÍCIA ANDOU

5 Encontro vocálico : encontro de vogais e semivogais – Classificação: hiato: vogal + vogal em sílabas diferentes. Exemplo: hi – a – to a palavra hiato é um hiato. ditongo: vogal + semivogal na mesma sílaba. crescente semivogal + vogal. Exemplo: re – ló – gio decrescente vogal + semivogal. Exemplo: bei – jo tritongo: semivogal + vogal + semivogal na mesma sílaba. Exemplo: Pa – ra – guai

6 EXEMPLOS DE HIATO SA-Ú-DE LU-A CONS-TRU-IR SU-A-DO RU-IM EN-JO-O JO-E-LHO SE-CRE-TA-RI-A PSI-CO-LO-GI-A BA-Ú CA-RI-O-CA BA-I-NHA

7 EXEMPLOS DE DITONGO CRESCENTE ORAIS qua-se goe-la a-quá-rio sa-gui água série NASAIS quando frequente pinguim iguana

8 EXEMPLOS DE DITONGO DECRESCENTE ORAIS he-rói boi cai céu fui mau / mal NASAIS mãe cãibra põe chão hífen irmão fizeram

9 EXEMPLOS DE TRITONGO ORAIS Pa-ra-guai quais en-xa-guei a-ve-ri-guou NASAIS saguão enxaguem quão

10 GLIDE BALEIA ARRAIA JOIO ENSAIO MEIA SEREIA

11 Encontro consonantal: encontro de duas ou mais consoantes em uma mesma palavra. Exemplos: cla – ro ; af – ta Dígrafo: duas letras representando um só fonema. Exemplos: chuva ; carro ; campo dígrafo vocálico dígrafos consonantais

12 DÍGRAFOS VOCÁLICOS (vogais nasais) AM - tampa, rampa, bamba, campo; AN - santa, janta, sangue, mangue; EM - tempo, sempre, lembro, templo; EN - venda, tento, sente, vento; IM - limpo, limbo, ímpeto, imparcial; IN - tingir, linda, finta, ginga; OM - ombro, rombo, computador, comprometido; ON - sonda, ronda, tonto, fronte; UM - jejum, nenhum, tumba, cumprir; UN - mundo, fundo, nunca, sunga;

13 DÍGRAFOS CONSONANTAIS CHchuva, China LHalho, milho NHsonho, venho RRbarro, burro SSassunto, isso SCascensão SÇnasço, cresça XCexceção, excesso GU*guerra, águia QU*questão, quilo

14 SEPARAÇÃO DE SÍLABAS Não se separam os ditongos e tritongos: Como ditongo é o encontro de uma vogal com uma semivogal na mesma sílaba, e tritongo, o encontro de uma vogal com duas semivogais também na mesma sílaba, é evidente que eles não se separam silabicamente. Por exemplo: Ex. Au-las / au = ditongo decrescente oral. Guar-da / ua = ditongo crescente oral. A-guei / uei = tritongo oral.

15 SEPARAÇÃO DE SÍLABAS Não se separam os dígrafos ch, lh, nh, qu, gu: Ex. Cho-ca-lho / ch, lh = dígrafos inseparáveis. Qui-nhão / qu, nh = dígrafos inseparáveis. Gui-sa-do / gu = dígrafo inseparável.

16 SEPARAÇÃO DE SÍLABAS Separam-se os dígrafos rr, ss, sc, sç, xc e xs: Ex. Ex-ces-so / xc, ss = dígrafos separáveis. Flo-res-cer / sc = dígrafo separável. Car-ro-ça / rr = dígrafo separável. Des-ço / sç = dígrafo separável.

17 Separam-se as vogais idênticas e os grupos consonantais cc e cç: Ca-a-tin-ga Re-es-tru-tu-rar Ni-i-lis-mo Vo-o Du-un-vi-ra-to Fric-ção oc-ci-pi-tal

18 Prefixos terminados em consoante: Ligados a palavras iniciadas por vogal: A consoante do prefixo ligar-se-á à vogal da palavra. Ex. Su-ben-ten-di-do Tran-sal-pi-no Hi-pe-ra-mi-go Su-bal-ter-no

19 Sub-mun-do Su-bes-ti-mar

20 ACENTUAÇÃO GRÁFICA NA SÍLABA TÔNICA Acentos: – Classificação: Agudo: ̷ Grave: Circunflexo: ˄ – Classificação das palavras quanto à sílaba tônica: o x í t o n a ú l t i m a p a r o x í t o n a p e n ú l t i m a p r o p a r o x í t o n a a n t e p e n ú l t i m a

21 ACENTUAÇÃO GRÁFICA NA SÍLABA TÔNICA Acentos: – Classificação: Agudo: ̷ Grave: Circunflexo: ˄ – Classificação das palavras quanto à sílaba tônica: o x í t o n a ú l t i m a p a r o x í t o n a p e n ú l t i m a p r o p a r o x í t o n a a n t e p e n ú l t i m a

22 Regras de acentuação: - Paroxítonas: acentuam-se as paroxítonas terminadas em: R mártir O U(s) húmus X tórax I (s) lápis N hífen O L túnel - ditongo: importância PS bíceps L móvel I(S) táxi X látex ÃO órgão USvírus Ãímã Níon DO Rdólar UM(UNS)fórum, álbuns PS LIXÃO USANDO RUM

23 OXÍTONAS e PAROXÍTONAS PROPAROXÍTONAS MONOSSÍLABAS A(s) páRPS- todas as OLproparoxítonas E(s) péUIsão acentuadas.X O(s) póIÃO- íntimo; pássaro; NUS máximo. EM amémOÃ LN ENS parabénsDO R UM - ditongos

24 CASOS ESPECIAIS DE ACENTUAÇÃO GRÁFICA Hiato: recebe acento a segunda vogal tônica I ou U do hiato, seguida ou não de S. – Historinha do I e do U que choram quando estão sozinhos na sílaba ou acompanhados do S. sa – Í – da;sa – Ú – va ; fa – ÍS -ca – ATENÇÃO: se a vogal I ou U estiver com uma consoante diferente de S na mesma sílaba, for seguida de NH ou antecedida por ditongo, não haverá acento. Exemplos: sa – IR ; ra – I – nha ; bai – U – ca. Não haverá acento se a vogal de repetir. Exemplo: xiita.

25 Ditongo oral aberto: acentuam-se somente os ditongos orais abertos se forem a sílaba tônica das oxítonas. – Ditongos orais abertos: ÉU(s): véu, chapéu ÉI(s): carretéis ÓI(s): lençóis – ATENÇÃO: Não se acentuam os ditongos abertos tônicos das paroxítonas. Exemplos: ideia (i – dei – a); heroico (he – roi – co). Não se acentuam os ditongos abertos quando não forem tônicos. Exemplos: carreteizinhos; chapeuzinho.

26 Trema: usado apenas nas palavras estrangeiras e suas derivadas. Exemplos: Müller; müllerianos. Acento diferencial: pôr – verbopor – preposição pôde – 3ª p. sing. pret. perf. Ind. pode – 3ª p. sing. pres. Ind. OPCIONAL: forma (objeto)forma (estrutura de pessoas e objetos) – Verbos TER e VIR: ele tem – eles têm ; ele vem – eles vêm.

27 Outros casos: – C R E D E L E V E : verbos crer, dar, ler, ver eles veem eles leem eles deem eles creem – Verbos com acento no singular e no plural: Exemplos: o Ele mantém – singular uma perninha; o Eles mantêm – plural duas perninhas; o Ele detém – singular uma perninha; o Eles detêm – plural duas perninhas.

28 ORTOGRAFIA Uso do S e do Z – Uso do S: Palavras derivadas de uma primitiva em que já existe s. Exemplos: análise – analisado – análise. Nos sufixos -ês, -esa – para indicação de nacionalidade, título, origem. Exemplos: portuguesa, duquesa. Nos sufixos -oso, -osa, -ense – formadores de adjetivos Exemplos: saboroso, atenciosa, mocoquense. No sufixo -isa – indicador de ocupação feminina. Exemplo: sacerdotisa. Após ditongo. Exemplo: adeusinho.

29 – Uso do Z: Palavras derivadas de uma primitiva em que já existe z. Exemplo: razão – razoável. Nos sufixos -ez, -eza – formadores de substantivos derivados de adjetivos. Exemplos: pobre, pobreza. No sufixo -izar – formador de verbo. Exemplos: canal – canalizar; atual – atualizar. No sufixo -isa – indicador de ocupação feminina. Exemplo: sacerdotisa. Após ditongo. Exemplo: adeusinho.

30 Uso do J ou G; CH ou X – Uso do J ou G: Substantivos terminados em -agem, -igem, -ugem. Exemplos: bagagem, ferrugem. CUIDADO: pajem, lambujem. Palavras terminadas em –ágio, -égio, -ígio, -ógio, -úgio. Exemplo: pedágio. Verbos terminados em –jar. Exemplo: arranjar. Palavras de origem tupi, africana, árabe e exótica. Exemplos: Moji, jiboia. Palavras derivadas de outras que apresentam J. Exemplo: laranjeira – laranja.

31 – Uso do CH ou X: Após ditongo, usa-se x. Exemplo: caixa. CUIDADO: recauchutar. Após en-, usa-se x. Exemplos: enxada, enxerido. CUIDADO - encher e seu derivados; - palavras iniciadas por ch que recebem o prefixo en-: enchapelar (chapéu). Após me-, usa-se x. Exemplos: mexer, mexerica.


Carregar ppt "FONOLOGIA, ACENTUAÇ ÃO E ORTOGRAFI A FONOLOGIA: estudo dos sons que compõem cada palavra. (língua é, antes de tudo, som) Fonemas: sons que formam as."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google