A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

IRSN estruturalmente NOVO para o tratamento do Transtorno Depressivo Maior DESVENLAFAXINA (succinato de desvenlafaxina monoidratado) Dr. José Luiz de Oliveira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "IRSN estruturalmente NOVO para o tratamento do Transtorno Depressivo Maior DESVENLAFAXINA (succinato de desvenlafaxina monoidratado) Dr. José Luiz de Oliveira."— Transcrição da apresentação:

1 IRSN estruturalmente NOVO para o tratamento do Transtorno Depressivo Maior DESVENLAFAXINA (succinato de desvenlafaxina monoidratado) Dr. José Luiz de Oliveira

2 IMPACTO Ruptura do cotidiano gerando incapacidade: No trabalho Em casa Nos relacionamentos com colegas, amigos e familiares Impacto da Depressão: aspectos Emocional, Físico e Funcional DSM-IV-TR ®. Washington, DC: American Psychiatric Association; 2000: Dificuldade de concentraçãoDificuldade de concentração Falta de motivaçãoFalta de motivação Prejuízo social, profissional e familiarPrejuízo social, profissional e familiar FUNCIONAL Dores muscularesDores musculares Falta de energia/fadigaFalta de energia/fadiga Problemas de sonoProblemas de sono Perda de libidoPerda de libido Alteração de pesoAlteração de peso FÍSICO Humor deprimido Irritabilidade Sentimento de isolamento Humor deprimido Irritabilidade Sentimento de isolamento EMOCIONAL

3 1. Lucki I. Biol Psychiatry. 1998;44: Jann MW, Slade JH. Pharmacotherapy. 2007;27: Delgado PL, Coconcea C. Norepinephrine in mood disorders. In: Ordway GA, Schwartz MA, Frazer A, eds. Norepinefrina Cerebral: Neurobiologia and Terapêutica Cambridge, UK: Cambridge Universidade Press; 2007: Stahl SM. Psicofarmacologia Essencial: Aplicações Práticas e Base Neurocientífica. 2nd ed. Cambridge, UK: Cambridge University Press; 2000: Young SN, Leyton M. Pharmacol Biochem Behav. 2002;71: Regulação da NE e 5-HT versus Funcionalidade do Paciente Impulsividade 1 Libido 4 Apetite 4 Irritabilidade 5 Impulsividade 1 Libido 4 Apetite 4 Irritabilidade 5 Energia 4 Interesse 3 Motivação 3 Concentração 4 Função Cognitiva 4 Energia 4 Interesse 3 Motivação 3 Concentração 4 Função Cognitiva 4 Ansiedade 3 Humor Depressivo 4 Dores / Sintomas Físicos 2 Ansiedade 3 Humor Depressivo 4 Dores / Sintomas Físicos 2 Noradrenalina Serotonina

4 Novo IRSN O-desmetilvenlafaxina (ODV) é o principal metabólito ativo da venlafaxina O succinato de desvenlafaxina monoidratado foi desenvolvido a partir da ODV e da adição de um grupo de sal N HO CO 2 H H 2 O Succinato de Desvenlafaxina: IRSN Estruturalmente Novo Pristiq® - Informação da Bula / Efexor® XR – informação de bula. CH 3 Desvenlafaxina

5 DESVENLAFAXINA: razão 5-HT/NE in vitro* DESVENLAFAXINA: razão 5-HT/NE in vitro* 5-HT=serotonina; NE=norepinefrina. *Dados baseados em estudo in vitro medindo a metade da concentração efetiva máxima (EC50) do Pristiq® e venlafaxina (nM) valores de inibição para NE e 5-HT : Valores EC50 (nM): Pristiq®: 531±113 (NE), 47±19 (5-HT); venlafaxina: 646±120 (NE), 31±7 (5-HT). A atividade relativa está na proporção de 5-HT EC 50 para NE EC 50. Dados ne arquivo, Wyeth Pharmaceuticals Inc. 0,000 0,025 0,050 0,075 0,100 Venlafaxina Desvenlafaxina Razão 5-HT/NE [valores EC 50 ]*

6 Succinato de Desvenlafaxina: Farmacologia Clínica Pristiq® - Informação de BulaCaracterísticaEfeito Farmacocinética Meia-Vida~11 horas Absorção e Distribuição Biodisponibilidade~80% (oral) Ligação a proteínas T max 30% ~7,5 horas Co-administração com alimento clinicamente insignificante Eliminação Primariamente Renal ~70 / 80% 11

7 Metabolização de Drogas: 1-3 CYP450 e Glicoproteína-P 1. EGAPP Working Group. Genet Med. 2007; 9: Topic E, et al. Clin Chem Lab Med. 1998;36: Pristiq® - Informação de Bula. Isoenzimas hepáticas do Citocromo P450: - Principal grande via de metabolização de drogas e outras substâncias exógenas Isoenzima 2D6 do CYP450: - Principal via de metabolização de drogas dentro do CYP450 - Capacidade varia de acordo com genótipo (metabolizadores rápidos e lentos) Glicoproteína – P Transportadora (PGP): - Transportadora de fármacos envolvida diretamente na absorção e na eliminação das substâncias

8 Desvenlafaxina – Ação Farmacológica Direta Succinato de desvenlafaxina Pristiq® - Informação de Bula. Substância já Farmacologicamente Ativa CYP2D6 Sem utilização relevante da via da isoenzima 2D6 do CYP450 Primariamente por conjugação (glucoronidação) no fígado (~19%) Oxidação apenas em <5% (3A4) Grande parte eliminado na urina em sua forma inalterada Não é substrato nem inibidor da Glicoproteína-P transportadora (PGP) METABOLIZAÇÃO

9 DESVENLAFAXINA: Farmacocinética Previsível Concetração Plasmática Média de Desvenlafaxina (ng/mL) Tempo (h) Metabolizador lento (n=7) Metabolizador rápido (n=7) Dados de estudo aberto, de 2 períodos, de grupo paralelo, cruzado, avaliando doses únicas de Pristiq® 100 mg e Efexor® XR 75 mg em voluntários sadios que eram metabolizadores rápidos ou metabolizadores lentos através da isoenzima CYP2D6 (N=14). Metabolizadores rápidos = população normal; Metabolizadores ultra-rápidos não foram avaliados. 10% da população é de metabolizadores lentos.

10 ... PRINCIPAL CONCLUSÃO Baixa Probabilidade de Interação Medicamentosa Interação Medicamentosa

11 Dados de Eficácia DESVENLAFAXINA (succinato de desvenlafaxina monoidratado)

12 Desvenlafaxina: Ensaios Clínicos de Eficácia em TDM Critérios Comuns: Desenho –Randomizado, duplo-cego, controlado por placebo Duração –8 semanas Pacientes –Pacientes ambulatoriais adultos com Transtorno Depressivo Maior (TDM)(HAM-D no basal) Endpoint primário –Mudança na Escala de Avaliação para Depressão de Hamilton (HAM-D 17 ) a partir do basal Endpoints secundários –Escala de HAM-D 17 e MADRS: taxas de resposta e remissão –Alteração na Impressão Clínica Global de Melhora (CGI-I) a partir do basal –Escala de HAM-D 6 (6 itens) –Avaliação da função do indivíduo através da Escala de Sheehan Dados de arquivo, Wyeth Pharmaceuticals Inc.

13 Desvenlafaxina: Ensaios Clínicos de Eficácia em TDM Dados de arquivo, Wyeth Pharmaceuticals Inc. 9 principais ensaios clínicos Mais de 3000 pacientes adultos (ITT) Primeiros estudos com doses de 100 a 400 mg/dia Ensaios clínicos seguintes mostraram a eficácia na dose de 50 mg/dia Nenhum benefício adicional em doses maiores que 50 mg/dia Eventos adversos e drop-out mais freqüentes em doses maiores que 50 mg/dia.

14 Desvenlafaxina: Ensaios Clínicos de Eficácia em TDM HAM-D 17 MADRS* Resposta 60% (46% PBO; P<0,001) 58% (45% PBO; P<0,01) Remissão 36% (24% PBO P=<0,01) 51% (37% PBO; P<0,001) Dados agrupados de 2 estudos clínicos duplo-cegos, randomizados, controlados por placebo de dose fixa de 8 semanas de 50 mg/dia. e 100 mg/dia, de Pristiq® conduzidos em adultos com 18 anos ou mais que apresentaram TDM (N = 930). O endpoint primário foi a redução significativa no escore total HAM-D 17. Dados dos braços de 50 mg apresentados. Análise da Última Observação Efetuada (LOCF) apresentada. *Escala de Taxa de Depressão de Montgomery e Asberg. Resposta:=50% abaixo do escore basal. Remissão: Escala de Avaliação para Depressão de Hamilton HAM-D 17 7; Remissão: MADRS 12. Dados de arquivo, Wyeth Pharmaceuticals Inc. Desvenlafaxina 50 mg/dia

15 *P<0,001 Análise agrupada de 5 estudos de curto prazo, duplo-cegos, controlados por placebo, de doses fixas. Protocolos incluem titulação mínima. Dados de arquivo, Wyeth Pharmaceuticals Inc. n=314 n=311 n=300 n=320 n=309 n=320 * Placebo (n=636) PRISTIQ 50 mg (n=317) PRISTIQ 100 mg (n=424) PRISTIQ 200 mg (n=307) PRISTIQ 400 mg (n=317) PRISTIQ 400 mg PRISTIQ 200 mg PRISTIQ 100 mg PRISTIQ 50 mg Discontinuation rates due to adverse events * Alteração média a partir do ponto de referência Incidência (%) n=429 * n= * Desvenlafaxina: Ensaios Clínicos de Eficácia em TDM Alteração no escore total HAM-D 17 Taxas de descontinuação devido a eventos adversos

16 Desvenlafaxina: Ensaios Clínicos de Eficácia em TDM Análise agrupada de dados de 2 ensaios duplo-cegos, randomizados, controlados por placebo, com doses fixas de Pristiq® 50 mg/dia e 100 mg/dia. Resposta CGI = escore de 1 ou 2; HAM-D/MADRS resposta 50% abaixo o basal Escala de Avaliação para Depressão de Hamilton HAM-D17 remissão=escore de. 7; MADRS remissão=escore de. 12. Dados de arquivo, Wyeth Pharmaceuticals Inc CGIMADRS Pacientes (%) * § RespostaRemissão n=311 n=314 n=312 n=314 Placebo Desvenlafaxina 50 mg/dia HAM-D 17 MADRS * n=312 HAM-D *P<0,001 P=0,002 P=0,001 §P=0,012 *P<0,001

17 Desvenlafaxina: Ensaios Clínicos de Eficácia em TDM *P<0,05 Pooled data from 2 double-blind, randomized, placebo-controlled, fixed-dose, 8-week trials of Pristiq® 50 mg/day and 100 mg/day; last-observation-carried-forward (LOCF) analysis shown. Data on file, Wyeth Pharmaceuticals Inc. 1. Lecrubier Y, et al. Eur Psychiatry. 2007;22: * * * * * Semanas de Terapia Alteração no escore de HAM-D 6 1 Desvenlafaxina 50 mg/dia (n=314) Placebo (n=311) Sem.1Sem. 2Sem. 3Sem. 4Sem. 6Sem. 8Baseline Alteração do bsal 15 *

18 Escala de Funcionalidade de Sheehan (SDS) Medida funcional através de resultados sobre: Trabalho Vida social/atividades de lazer Vida familiar/responsabilidades em casa Medida do nível de disfunção associado com TDM: –0 = nenhuma deficiência –10 = deficiência muito grave Taxas de inaptidão no trabalho e social –1 = nenhuma reclamação, atividade normal –5 = os sintomas mudam radicalmente ou frustram o trabalho normal ou as atividades sociais. Em ensaios clínicos pivotais, SDS foi avaliada no basal e nas semanas 2, 4, e 8 Adaptado com a permissão de Sheehan D. Dados de arquivo, Wyeth Pharmaceuticals Inc. TRABALHO Grau de Piora Não em todos LevementeModeradamenteNotadamente Muito gravemente (Eu nunca faço isto) (com outras pessoas em festas, socialização, visitação, encontro, passeio, clubes, e entretenimento) Grau de Piora Não em todos LevementeModeradamenteNotadamente Muito gravemente (Eu nunca faço isto) (Por exemplo com relação aos membros da família, pagamentos de contas, gerenciamento da casa, shopping e limpeza) Grau de Piora Não em todos LevementeModeradamenteNotadamente Muito gravemente (Eu nunca faço isto) VIDA FAMILIAR / RESPONSABILIDADES DOMÉSTICAS VIDA SOCIAL / ATIVIDADES DE LAZER

19 Desvenlafaxina: Ensaios Clínicos de Eficácia em TDM * P0,001 P=0,075 Análise agrupada de dados de 2 estudos randomizados, duplo-cegos, de 8 semanas. A Escala de Deficiência de Sheehan é uma medida validada e bem estabelecida de resultados funcionais através dos seguintes domínios: trabalho, atividades sociais, e vida familiar. 2 Dados de arquivo, Wyeth Pharmaceuticals Inc. 1. Leon AC, et al. Intl J Psychiatry Med.1997; 27: Escala de Funcionalidade de Sheehan em Domínio Individual 1 Atividade social e de lazer Vida familiar e doméstica Trabalho Inaptidão social e profissional * * * Placebo Desvenlafaxina 50 mg/dia n=311 n=305 n=294 n=309 n= Melhora Principal * Escore Total na Escala de Funcionalidade de Sheehan Melhora Principal Desvenlafaxina 50 mg/dia (n=311) Placebo (n=308) n=301

20 ... ESTUDOS SUGEREM QUE mg/dia: Dose Inicial = Dose Terapêutica Dose Inicial = Dose Terapêutica Sem Necessidade de Titulação Sem Necessidade de Titulação

21 Dados de Segurança e Tolerabilidade DESVENLAFAXINA (succinato de desvenlafaxina monoidratado)

22 Desvenlafaxina: Eventos Adversos Mais Comuns *Incidência =2% e duas vezes a taxa do placebo no grupo Pristiq® 50-mg ; n=317 Dados agrupados de 2 ensaios duplo-cegos, randomizados, controlados por placebo de dose fixa de Pristiq®. Pristiq ® - Informações de Bula Concentram-se nas primeiras semanas de tratamento Placebo PRISTIQ 50 mg Náusea 10%22% Tontura 5%13% Hiperidrose 4%10% Constipação 4%9% Diminuição do apetite 2%5%

23 Desvenlafaxina 50 mg/dia: Náusea *Dados agrupados de 5 ensaios duplo-cego, randomizados, controlados por placebo, de 8 semanas e dose fixa de 50, 100, 200, e 400 mg/dia de Pristiq®. Dados do braço 50-mg (n=317) e placebo (n=636) mostrados. Dados por gravidade durante o período de terapia. Somente 2 dos ensaios incluíram dose de 50 mg Dados de arquivo, Wyeth Pharmaceuticals Inc. 16% na Semana 1 Placebo (n=636) Desvenlafaxina 50 mg (n=317) Semanas de Terapia Incidência (%) Incidência X Tempo* Somente ~1% dos pacientes descontinuaram devido a náusea Níveis semelhantes ao placebo após uma semana Incidência * Nenhuma, 78% Grave, <1% Moderada, 6% Leve, 15%

24 Desvenlafaxina: Drop-out Taxa de Descontinuação do Tratamento devido a Eventos Adversos Dados agrupados de 2 ensaios duplo-cegos, randomizados, controlados por placebo de dose fixa de Pristiq®. Pristiq ® - Informações de Bula. Placebo Desvenlafaxina 50 mg 3,8%4,1%

25 Desvenlafaxina: Disfunção Sexual *Incidência de reações adversas da função sexual que ocorrem em % com o uso de Pristiq® 50 mg em pacientes com Transtorno Depressivo Maior (TDM). Tamanho da amostra, mulheres: placebo, n=397; PRISTIQ 50 mg, n=209 Tamanho da amostra, homens: placebo, n=239; Pristiq® 50 mg, n=108 Pristiq® - Informação de Bula Homens Homens Mulheres Mulheres Incidência de reações adversas (%)* <1 Desvenlafaxina 50 mg/dia AnorgasmiaRedução da libido Retardo Ejaculatório Disfunção Erétil Ausência de Ejaculação Outras Disfunções Sexuais Placebo Relatos espontâneos 1%

26 Desvenlafaxina: Alteração do Peso Corpóreo* *Dados agrupados de 2 ensaios duplo-cegos, randomizados, controlados por placebo, de dose fixa do Pristiq® 50 mg/dia Pristiq® -- Informação de Bula Desvenlafaxina 50 mg/dia Placebo - 0, Alteração da média do basal (kg) 0 Mesmos resultados encontrados até o momento em estudo aberto com 6 meses de evolução Não houve diferença estatística na alteração do peso médio entre pacientes com desvenlafaxina e os com placebo

27 Desvenlafaxina: PA e FC Dados agrupados de 5 ensaios duplo-cegos, randomizados, controlados por placebo, de dose fixa de 50, 100, 200, e 400 mg/dia de Pristiq® em adultos com Transtorno Depressivo Maior (TDM) (N=1924). *A manutenção da hipertensão foi definida como a pressão arterial diastólica em posição supina oriunda do tratamento 90 mm Hg e 10 mm Hg acima do basal por 3 visitas consecutivas. **supina Pristiq ® - Informação da Bula.PlaceboDesvenlafaxina 50 mg100 mg200 mg400 mg Pressão Arterial Sistólica** (mm Hg) -1,41,22,02,52,1 Pressão Arterial Diastólica** (mm Hg) -0,60,70,81,82,3 Batimento** (bpm)-0,31,3 0,94,1 Dose terapêutica recomendada

28 Desvenlafaxina: Hipertensão Sustentada Grupo de Tratamento Hipertensão Sustentada (% pacientes) Placebo 0,5% Desvenlafaxina 50 mg/dia1,3% Desvenlafaxina 100 mg/dia0,7% Desvenlafaxina 200 mg/dia1,1% Desvenlafaxina 400 mg/dia2,3% Dados agrupados de 5 ensaios duplo-cegos, randomizados, controlados por placebo, de dose fixa de 50, 100, 200, e 400 mg/dia de Pristiq® em adultos com Transtorno Depressivo Maior (TDM) (N=1924). *A manutenção da hipertensão foi definida como a pressão arterial diastólica em posição supina oriunda do tratamento 90 mm Hg e 10 mm Hg acima do basal por 3 visitas consecutivas. **supina Pristiq ® - Informação da Bula.

29 Desvenlafaxina: Perfil Lipídico PlaceboDesvenlafaxina 50 mg100 mg200 mg400 mg Colesterol total (%) (Aumento de > 50 mg/dl e um valor absoluto de > 261 mg/dl) Colesterol LDL (%) (Aumento de > 50 mg/dl e um valor absoluto > 190 mg/dl) Triglicerídeos, jejum (%) (jejum: > 327 mg/dL) Pristiq ® - Informação da Bula. Dose terapêutica recomendada

30 Desvenlafaxina: Sintomas de Retirada Recomendada redução gradual da dose (administração menos freqüente de 50 mg/dia) e não a interrupção abrupta. Mesmos sintomas geralmente associados à retirada de ISRS e outros IRSN Avaliação através da SSDE (Lista de Sinais e Sintomas de Descontinuação) Os sintomas de retirada mais comuns foram náusea, vertigem, diarréia e irritabilidade Dados dearquivo, Wyeth Pharmaceuticals Inc.

31 31 Desvenlafaxina: Sintomas de Retirada *P<0,001 Dados de estudos de curto prazo, duplo-cego, controlado por placebo. FET=final em terapia. Dados de arquivo, Wyeth Pharmaceuticals Inc Escores Médios dos Sinais * Resultados pela SSDE Desvenlafaxina: até 50% dos pacientes Placebo: até 36% dos pacientes Período Basal (FET) Semana 1 pós Semana 2 pós Semana 3 pós Desvenlafaxina 50 mg/dia (n=259) Placebo (n=319)

32 Posologia e Apresentações DESVENLAFAXINA (succinato de desvenlafaxina monoidratado)

33 DESVENLAFAXINA: Posologia PRISTIQ ® - Informação da Bula. Posologia Recomendada Dose recomendada de 50 mg, via oral, uma vez ao dia, com ou sem alimento Aumento para 100 mg/dia a critério médico Populações Especiais Insuficiência renal grave ou terminal: 50 mg em dias alternados. Insuficiência hepática: nenhum ajuste de dose é necessário Idosos: nenhum ajuste de dose é necessário Contra-indicações, advertências e precauções Esperadas para a classe dos IRSN

34 DESVENLAFAXINA: Apresentações Comprimidos de liberação controlada Embalagens comerciais com 14 e com 28 cp de 50 mg de desvenlafaxina Embalagens comerciais com 14 cp de 100 mg de desvenlafaxina Pristiq ® - Informação da Bula.

35 Pristiq (succinato de desvenlafaxina monoidratado) - APRESENTAÇÕES COMERCIAIS: Pristiq 50 mg: cartucho com 14 e 28 comprimidos revestidos de liberação controlada. Cada comprimido contém 50 mg de desvenlafaxina. Pristiq 100 mg: cartucho com 14 comprimidos revestidos de liberação controlada. Cada comprimido contém 100 mg de desvenlafaxina. INDICAÇÕES: Tratamento do transtorno depressivo maior. Uso adulto. CONTRA-INDICAÇÕES: Hipersensibilidade ao succinato de desvenlafaxina monoidratado, ao cloridrato de venlafaxina ou a qualquer excipiente da formulação. Não deve ser usado em associação a um IMAO ou em, no mínimo, 14 dias após a descontinuação do tratamento com um IMAO. Deve-se esperar no mínimo 7 dias após a interrupção do succinato de desvenlafaxina antes de iniciar um IMAO. ADVERTÊNCIAS: Monitoramento quanto ao aparecimento de alterações incomuns de comportamento, piora da depressão e ideação suicida, especialmente ao iniciar a terapia ou durante alterações posológicas. Cautela em casos de mania ou hipomania ou história familiar. Síndrome da serotonina pode ocorrer particularmente com o uso concomitante de outras drogas serotoninérgicas ou que prejudicam o metabolismo da serotonina. Midríase foi relatada; portanto, pacientes em risco de glaucoma de ângulo fechado devem ser monitorados. PRECAUÇÕES: Não deve ser usado concomitantemente com produtos contendo venlafaxina ou desvenlafaxina. Aumentos da pressão arterial (PA) e da freqüência cardíaca foram observados particularmente com doses maiores. Quando existe aumento mantido da PA, a redução da dose ou a descontinuação deve ser considerada. Hipertensão preexistente deve ser controlada antes do início do tratamento. Cautela na administração a pacientes com distúrbios cardiovasculares ou vasculares cerebrais. Uso não recomendado em pacientes com angina instável. O controle periódico dos lipídios séricos deve ser realizado. Cautela na prescrição a pacientes com história de convulsões. Efeitos adversos de descontinuação podem ocorrer particularmente com a retirada súbita do medicamento. Cautela em pacientes predispostos a sangramento e em uso concomitante de drogas que afetam a coagulação ou agregação plaquetária. Não é esperado efeitos sobre as atividades que requerem concentração. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou lactantes sem orientação médica. REAÇÕES ADVERSAS: Possível aumento sérico de transaminases, de colesterol total e frações, de triglicérides e presença de proteinúria. Eventos muito comuns: náusea, boca seca, constipação, fadiga, tontura, insônia, hiperidrose, cefaléia. Eventos comuns: palpitações taquicardia, tinido, visão anormal, midríase, diarréia, vômitos, calafrios, astenia, nervosismo, irritabilidade, alteração de peso, elevação da PA, apetite diminuído, rigidez musculoesquelética, sonolência, tremor, parestesia, disgeusia, transtorno de atenção, ansiedade, sonhos anormais, nervosismo, diminuição da libido, anorgasmia, orgasmo anormal, hesitação urinária, disfunção erétil, ejaculação tardia, bocejos, erupção cutânea, fogachos. INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS: Não são esperadas interações clinicamente relevantes com drogas inibidoras ou substratos das isoenzimas do CYP450, exceto, talvez, um possível aumento de suas concentrações se administrado com inibidores potentes da CYP3A4; ou exposição menor a uma droga concomitante que seja metabolizada pela CYP3A4; ou, ainda, aumento da concentração de uma droga concomitante que seja metabolizada pela CYP2D6. Não é indicado uso concomitante com IMAO. Cautela no uso com outros agentes serotonérgicos e com drogas que interfiram na hemostase. POSOLOGIA: 50 mg, via oral, uma vez por dia. Pacientes com insuficiência renal grave: 50 mg em dias alternados. Pacientes com insuficiência hepática: nenhum ajuste de dose é necessário. Pacientes idosos: não é necessário ajuste; porém, uma possível diminuição na depuração renal deve ser considerada. A descontinuação deve ser gradual. Venda Sob Prescrição Médica. Só Pode ser Vendido com Retenção da Receita. Registro MS – Informações adicionais disponíveis aos profissionais de saúde mediante solicitação: Wyeth Indústria Farmacêutica Ltda. – Rua Dr. Renato Paes de Barros, 1017 – 10o andar – Itaim Bibi, São Paulo – CEP Para informações completas, consultar a bula do produto. A persistirem os sintomas o médico deverá ser consultado. PRQ0708CDS1. MATERIAL DE DISTRIBUIÇÃO EXCLUSIVA À CLASSE MÉDICA.


Carregar ppt "IRSN estruturalmente NOVO para o tratamento do Transtorno Depressivo Maior DESVENLAFAXINA (succinato de desvenlafaxina monoidratado) Dr. José Luiz de Oliveira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google