A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TECIDO EPITELIAL GLANDULAR. Epitélio constituído por células que produzem secreções. Epitélios de revestimento também podem ser secretores. Ex.: epitélio.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TECIDO EPITELIAL GLANDULAR. Epitélio constituído por células que produzem secreções. Epitélios de revestimento também podem ser secretores. Ex.: epitélio."— Transcrição da apresentação:

1 TECIDO EPITELIAL GLANDULAR

2 Epitélio constituído por células que produzem secreções. Epitélios de revestimento também podem ser secretores. Ex.: epitélio gástrico. Conceituação: INTRODUÇÃO Kristic (1985)

3 Proteínas: pâncreas Carboidratos: célula caliciforme Lipídeos, hormônios esteróides: glândulas sebáceas, células enteroendócrinas. Complexos de carboidratos e proteínas: glândulas salivares Lipídeos, proteínas e carboidratos: glândulas mamárias Exsudato recebido do sangue: glândulas sudoríparas Composição das secreções glandulares: INTRODUÇÃO

4 Tecido Epitelial glandular 1 - Função 2 - Origem

5 3 - Características gerais - unicelular/pluricelular - multicelular + septos de conjuntivo = lobos 4 - Tipos morfológicos de glândulas - Glândulas exócrinas – lançam o produto de secreção no meio externo; - Glândulas endócrinas – lançam o produto de secreção em vasos sanguíneos; - Glândulas anfícrinas – associa os dois tipos de secreção anterior;

6

7 Glândula exócrina unicelular: célula caliciforme

8 Kristic (1985) Glândula Unicelular (Célula Caliciforme) Glândula Pluricelular (Glândula da Mucosa Nasal)

9 - Glândula Exócrina multicelular: - Critérios de Classificação 1 - quanto ao número de ductos - simples - composto - pâncreas; parótida; sublingual 2 - quanto à forma dos adenômeros - tubuloso - intestino grosso - acinoso - parótida - túbulo-acinoso - esôfago 3 - quanto ao produto de secreção - mucosa - esôfago - serosa - parótida - sero-mucosa - submandibular 4 - quanto ao modo de liberação da secreção - merócrina - pâncreas; parótida, etc. - holócrina - glândula sebácea - apócrina - glândula mamária

10 Glândula exócrina multicelular: simples e composta

11 Adenômero: unidade morfofuncional das glândulas GLÂNDULAS EXÓCRINAS Ross et al. (1993)

12 Adenômero: unidade morfofuncional das glândulas GLÂNDULAS EXÓCRINAS Junqueira, Carneiro (1999)

13 Glândula exócrina multicelular: composta (ductos e lóbulos)

14 adenômero seroso adenômero mucoso - secreção protéica; - núcleo vesiculoso e basal - lume pouco evidente; - coloração marcante; - secreção mucosa - núcleo achatado e basal - lume evidente; - coloração fraca; Glândula mista

15 Glândula Exócrina Simples Tubulosa Ducto - Simples Forma - Tubulosa

16 Glândula exócrina composta acinosa serosa (parótida) Septos interlobulares Ductos secretores Porção secretora: células serosas Gr. Secreção: amilase

17 Glândula exócrina multicelular: simples e composta

18 Kristic (1985) Glândulas Tubuloacinosa Composta Glândula Submandibular Glândula Sublingual

19 Glândula exócrina composta túbulo-acinosa sero-mucosa (Glândula submandibular) porção secretora - células mucosas e serosas células serosas - organizam-se em adenômeros acinosos; células mucosas - organizam-se em adenômeros tubulosos vários ductos com diferentes calibres - composta

20 Kristic (1985) Células SerosasCélulas Serosas e Mucosas Meia-lua Serosa Lâmina Basal Célula Mucosa

21 Glândula submandibular CT=septos conjuntivos SA=ácinos serosos MA=ácinos mucosos SD=semilua serosa D=ductos

22 Glândula exócrina multicelular: composta (ductos e lóbulos)

23

24

25 Modos de liberar a secreção:

26 Kristic (1985) Glândula Merócrina (Estômago) Glândula Apócrina (Glândula Mamária) Glândula Holócrina (Glândula Sebácea)

27 Secreção Merócrina Secreção Apócrina Secreção Holócrina

28 Glândulas endócrinas: Sem ductos, secreção liberada no sangue ou vasos linfáticos Mecanismo de secreção: Molécula sinalizadora Impulso neural Célula alvo Liberação do hormônio Vaso sanguíneo ou linfático

29 Secreção endócrina Sem ductos, secreção liberada no sangue ou vasos linfáticos Tipo de secreção: hormônios (peptídeos, proteínas, esteróides, glicoproteínas) Tipos de glândulas endócrinas: Cordonal: cordões celulares, margeados por vasos Sanguíneos ex: adrenal, hipófise anterior, células de leydig Folicular: células formam folículos que armazenam o hormônio a ser secretado no espaço delimitado pelas células. ex: tireóide

30 Kristic (1985) Glândula Endócrina Folicular (Tireóide) Glândula Endócrina Cordonal (Ilhota Pancreática)

31 Glândula endócrina cordonal

32

33 Glândula Endócrina Cordonal - Adrenal Características gerais localização

34 Glândula endócrina folicular

35 Ross et al. (1993) Glândula Endócrina (Tireóide)

36 Glândula endócrina folicular

37 Glândula Endócrina Folicular -Tireóide localização - porção superior do pescoço, abaixo da laringe. morfologia - 2 lobos D e E - células organizadas em folículos - epit. rev. Simples cúbico, que armazenam o colóide -função - secreta hormônios que estimulam o metabolismo = - tiroxina (T4) - 90% do hormônio, mas não - eficiente - triiodotironina (T3) - 10% do hormônio - calcitonina (células C ou parafoliculares) – hormônio peptídeo que inibe a reabsorção óssea

38 metabolismo - estimula transcriçao de genes; influenciam na taxa de crescimento; estimulam metab. de carboidratos, controlam ritmo cardiaco, etc.

39 Glândulas Anfícrinas Pâncreas Fígado Testículo glândula endócrina e exócrina possui cápsula de tecido conjuntivo - septos porção exócrina - glândula acinosa ducto intercalar penetra na luz dos ácinos Células centroacinosas

40 Pâncreas Porção Endócrina Ilhotas de Langerhans ÷ - glândula endócrina cordonal - glucagon - hiper - insulina - hipo - somatostatina - parácrino Porção Exócrina ÷- glândula exócrina composta acinosa serosa Secretina Colecistoquinina Hormônios que controlam a secreção da glândula exócrina

41 Martini (1989) Glândula Anfícrina (Pâncreas) Ducto excretor Ilhota pancreática (Parte Exócrina) (Parte Endócrina)

42 Pâncreas

43

44 Fígado É um dos maiores órgãos do corpo É dividido em unidades morfológicas chamadas lóbulos hepáticos - Agrupamentos de hepatócitos em placas - Veia central - Delimitados pelo espaço porta - Placas formadas por células dispostas em uma só camada

45 Arquitetura Células hepáticas Lóbos Lóbulos hepáticos (poliedros) Espaço porta (vênula, arteríola, ducto biliar, vasos linfáticos, tc conj.)

46

47

48

49


Carregar ppt "TECIDO EPITELIAL GLANDULAR. Epitélio constituído por células que produzem secreções. Epitélios de revestimento também podem ser secretores. Ex.: epitélio."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google