A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Como funciona o MRP II Problema: balancear disponibilidade de máquinas e plano de produção de forma a processar trabalhos antes de suas datas de entrega.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Como funciona o MRP II Problema: balancear disponibilidade de máquinas e plano de produção de forma a processar trabalhos antes de suas datas de entrega."— Transcrição da apresentação:

1 Como funciona o MRP II Problema: balancear disponibilidade de máquinas e plano de produção de forma a processar trabalhos antes de suas datas de entrega Objetivo: conseguir uma utilização eficiente dos recursos, que não resulte em atrasos ou sub-utilização de recursos gargalos.

2 Para atender ao objetivo, pode-ser contar com as seguintes variáveis: oHoras-extras; oTurnos-extras; oTerceirização; oRealocação de operadores em máquinas; oFracionamento de pedidos, etc. O MRP II identifica planos de produção inviáveis e auxilia a gerência a decidir sobre como utilizar as variáveis acima para viabilizá-lo.

3 Backward scheduling Cada trabalho, descrito em termos de quantidades a serem produzidas, é seqüenciado nas máquinas e work centers retroativamente, iniciando em sua data de entrega. Seqüenciamento inclui: -setups do trabalho nas máquinas -Tempo de processamento e; -Tempo de movimentação entre máquinas.

4 Exemplo de backward scheduling OP1OP2OP3 Movimentação ou tempo mortoProcessamento, setup entrega data de início ou data atual folga Schedule com folga OP1OP2OP3 entrega atraso Schedule com atraso

5 Forward scheduling Cada trabalho, descrito em termos de quantidades a serem produzidas, é seqüenciado nas máquinas e work centers proativamente, iniciando na data atual ou em uma data determinada. Neste tipo de Seqüenciamento: -folgas indicam a diferença entre a data de finalização do trabalho e a data de entrega; -atrasos indicam a quantidade de tempo de processamento além da data de entrega.

6 Exemplo de forward scheduling OP1OP2OP3 entrega data de início ou data atual 400 unidades em uma máquina por operação OP4 OP1OP2OP3 entrega data de início ou data atual 400 unidades divididas em duas máquinas na operação 4 OP4

7 Exemplo Considere o seguinte relatório de necessidades líquidas das peças P102 e P104: Dispomos de dois arquivos, da peça e do work center, detalhados a seguir. P102(g)P104(b) SemanaLiberaçãoEntregaLiberaçãoEntrega

8 Descrição dos arquivos de peça e work center Arquivo peça: -identifica peças por números; -especifica o roteiro das peças pelos WC identificados por números; -especifica os setups de tempos de processamento da peça em cada WC. Arquivos work center. -identifica WC por números e especifica suas capacidades em hora; -identifica número de horas normais (um turno) e capacidade máxima (horas-extra) por operação.

9 Arquivo peça, Exemplo Arquivo Peça Identificação da peça DescriçãoRoteamento /Sequenc. Setup (min) por batelada Processam.( min)/unidade P102gWC11203,0 WC2905,0 WC4302,0 P103aWC31203,0 WC4301,0 P104bWC21201,8 WC4300,2

10 Arquivo work center, Exemplo Arquivo work center Identificação do centro Nome do centro Capacidade normal Capacidade Máxima WC1Torno4080 WC2Moinho4080 WC3Furadeira4080 WC4Inspeção4080 Desejamos desenvolver uma backward schedule para as peças P102 e P104. Suponha 1 dia de movimentação entre operações.


Carregar ppt "Como funciona o MRP II Problema: balancear disponibilidade de máquinas e plano de produção de forma a processar trabalhos antes de suas datas de entrega."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google