A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Romantismo Conde de Clarac, Floresta Virgem do Brasil.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Romantismo Conde de Clarac, Floresta Virgem do Brasil."— Transcrição da apresentação:

1 Romantismo Conde de Clarac, Floresta Virgem do Brasil

2 INTRODUÇÃO O romantismo foi um movimento artístico ocorrido na Europa por volta de 1800, que representa as mudanças no plano individual, destacando a personalidade, sensibilidade, emoção e os valores interiores. A arte romântica se opôs ao racionalismo da época da Revoluçao Francesa e de seus ideais, propondo a elevação dos sentimentos acima do pensamento. A podução artística romântica reforçou o individualismo na medidade em que baseou-se em valores emocionais subjetivos e muitas vezes imaginários, tomando como modelo os dramas amorosos e as lendas heróicas medievais, a partir dos quais revalorizou os conceitos de pátria. Papel especial desempenharam a morte heróica na guerra e o suicídio por amor.

3 Pintura romântica As cores se libertaram e fortaleceram, dando a impressão, às vezes, de serem mais importantes que o próprio conteúdo da obra. A paisagem passou a desempenhar o papel principal, não mais como cenário da composição, mas em estreita relação com os personagens das obras e como seu meio de expressão. O romantismo foi marcado pelo amor a natureza livre e autêntica, pela aquisição de uma sensibilidade poética pela paisagem, valorizada pela profusão de cores, refletindo assim o estado de espírito do autor.

4 Carl Gustav Carus, O monumento a Goethe

5 Goya, Maja vestida

6 Goya, Maja desnuda

7 Primeira geração - Indianista ou Nacionalista. Influência direta da Independência do Brasil (1822); Nacionalismo; Exaltação à natureza e à pátria; O Índio como grande herói nacional; Sentimentalismo

8 Gonçalves Dias

9 Canção do exílio Minha terra tem palmeiras, Onde canta o Sabiá; As aves, que aqui gorjeiam, Não gorjeiam como lá. Nosso céu tem mais estrelas, Nossas várzeas têm mais flores, Nossos bosques têm mais vida, Nossa vida mais amores. Em cismar, sozinho, à noite, Mais prazer encontro eu lá; Minha terra tem palmeiras, Onde canta o Sabiá. Minha terra tem primores, Que tais não encontro eu cá; Em cismar sozinho, à noite Mais prazer encontro eu lá; Minha terra tem palmeiras, Onde canta o Sabiá. Não permita Deus que eu morra, Sem que eu volte para lá; Sem que desfrute os primores Que não encontro por cá; Sem qu'inda aviste as palmeiras, Onde canta o Sabiá.

10 Segunda geração – O ultrarromantismo A segunda geração baseou-se em uma arte totalmente voltada para o desapego a este nacionalismo e mergulhou em um exacerbado sentimentalismo e pessimismo doentio como forma de escapar da realidade e dos problemas que assolavam a sociedade na época.

11 Àlvares de Azevedo

12 É ela ! É ela ! É ela ! É ela! é ela! murmurei tremendo, e o eco ao longe murmurou é ela! Eu a vi... minha fada aérea e pura a minha lavadeira na janela. Dessas águas furtadas onde eu moro eu a vejo estendendo no telhado os vestidos de chita, as saias brancas; eu a vejo e suspiro enamorado! Esta noite eu ousei mais atrevido, nas telhas que estalavam nos meus passos, ir espiar seu venturoso sono, vê-la mais bela de Morfeu nos braços! Como dormia! que profundo sono!... Tinha na mão o ferro do engomado... Como roncava maviosa e pura!... Quase caí na rua desmaiado!

13 Seria a fase de transição para outra corrente literária, o realismo, a qual denuncia os vícios e males da sociedade. Terceira geração – O Social em destaque

14 Castro Alves

15 O Navio Negreiro (Tragédia no mar) 'Stamos em pleno mar... Doudo no espaço Brinca o luar dourada borboleta; E as vagas após ele correm... cansam Como turba de infantes inquieta. 'Stamos em pleno mar... Do firmamento Os astros saltam como espumas de ouro... O mar em troca acende as ardentias, Constelações do líquido tesouro... 'Stamos em pleno mar... Dois infinitos Ali se estreitam num abraço insano, Azuis, dourados, plácidos, sublimes... Qual dos dous é o céu? qual o oceano?... 'Stamos em pleno mar... Abrindo as velas Ao quente arfar das virações marinhas, Veleiro brigue corre à flor dos mares, Como roçam na vaga as andorinhas... Donde vem? onde vai? Das naus errantes Quem sabe o rumo se é tão grande o espaço? Neste saara os corcéis o pó levantam, Galopam, voam, mas não deixam traço.


Carregar ppt "Romantismo Conde de Clarac, Floresta Virgem do Brasil."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google