A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS O que você deve saber sobre Diversos seres podem parasitar o organismo humano, causando prejuízos consideráveis à saúde ou.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS O que você deve saber sobre Diversos seres podem parasitar o organismo humano, causando prejuízos consideráveis à saúde ou."— Transcrição da apresentação:

1 DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS O que você deve saber sobre Diversos seres podem parasitar o organismo humano, causando prejuízos consideráveis à saúde ou até mesmo ocasionando a morte. As doenças parasitárias humanas são, entre outras, aquelas provocadas por vírus, bactérias, protozoários e vermes.

2 DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS I. Alguns conceitos Agente etiológico: agente causador da doença Vetor: o agente transmissor da doença Hospedeiro intermediário: aquele que abriga a fase assexuada/juvenil do parasita. Hospedeiro definitivo: aquele que abriga a fase sexuada/adulta do parasita.

3 II. Doenças causadas por vírus São chamadas viroses. Reservatórios naturais: animais portadores do vírus (não o ser humano), mas que não o transmitem. Exemplo: a raiva, transmitida principalmente por cães, gatos e morcegos. Outros exemplos de viroses: aids, gripe, sarampo, catapora, dengue, febre amarela, caxumba, varíola, rubéola, hepatites A, B e C, poliomielite, Sars. As doenças virais podem ser transmitidas por meio de secreções (como saliva, sangue e esperma). Algumas delas podem ser prevenidas pela vacinação. DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS

4 III. Doenças causadas por bactérias As bactérias se instalam: entre as células dos tecidos; nas superfícies dos órgãos; nas cavidades dos órgãos. Algumas bactérias são parasitas intracelulares obrigatórios. Bactérias oportunistas: só causam doenças quando o sistema de defesa do hospedeiro está debilitado. Exemplos de doenças bacterianas: cólera, tuberculose, tétano, meningite meningocócica, hanseníase, botulismo, sífilis, gonorreia, febre maculosa, leptospirose, coqueluche, difteria, febre tifoide. Tratamento das infecções bacterianas: é feito com antibióticos. Prevenção de muitas doenças causadas por bactérias: é feita pela vacinação. DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS

5 IV. Doenças causadas por protozoários São genericamente chamadas protozooses. Na malária, o ser humano é considerado o hospedeiro intermediário, e o mosquito, o hospedeiro definitivo no ciclo do protozoário. DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS

6 IV. Doenças causadas por protozoários CICLO DO Plasmodium vivax, CAUSADOR DA MALÁRIA Representação sem escala DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS

7 V. Doenças causadas por vermes São genericamente chamadas verminoses. Os principais vermes que infestam o organismo humano pertencem aos filos: Platyhelminthes (vermes achatados); Nematelminthes (vermes cilíndricos). DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS

8 V. Doenças causadas por vermes DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS

9 Na esquistossomose, na teníase e na filariose, o ser humano é o hospedeiro definitivo do parasita. Os hospedeiros intermediários são, respectivamente: o caramujo, o porco (T. solium) ou o boi (T. saginata) e o mosquito Culex. V. Doenças causadas por vermes CICLO DA TÊNIA DO PORCO (Taenia solium) Representação sem escala DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS

10 VI. Dinâmica das doenças parasitárias Epidemia: aumento súbito de uma doença em uma população Endemia: ocorre quando uma doença se mantém praticamente constante numa determinada região. Pandemia: acontece quando uma doença atinge mais de um continente, em uma onda epidêmica que pode se prolongar por anos. Surto: um caso particular de epidemia, em que todos os casos estão relacionados entre si. DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS

11 (Unicamp-SP) Notícias recentes informam que, no Brasil, há mais de quatro milhões de pessoas contaminadas pela esquistossomose. A doença, que no século passado era comum apenas nas zonas rurais do país, já atinge mais de 80% das áreas urbanas, sendo considerada pela Organização Mundial de Saúde uma das doenças mais negligenciadas no mundo. A esquistossomose é causada pelo Schistosoma mansoni. a) O ciclo do Schistosoma mansoni, acima esquematizado, está dividido em três fases. Em qual das três fases ocorre a infestação do homem? Explique como ocorre a infestação. 3 DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS – NO VESTIBULAR EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: A infestação ocorre na fase 2 (meio aquático), em que a cercária penetra ativamente a pele do homem.

12 b) O S. mansoni pertence ao filo Platyhelminthes, assim como outros parasitas, como Taenia saginata, Taenia solium e Fasciola hepatica. Esses parasitas apresentam características relacionadas com o endoparasitismo. Indique duas dessas características e dê sua função. 3 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: Estruturas de fixação dentro do hospedeiro, como ventosas e ganchos; produção de grande número de ovos, resistentes a condições externas, aumentando a probabilidade de sobrevivência das espécies; presença de cutícula resistente a substâncias produzidas pelo hospedeiro; sistema digestório incompleto ou ausente, absorvendo nutrientes diretamente do hospedeiro. DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS – NO VESTIBULAR

13 (Fuvest-SP) Em entrevista concedida à revista eletrônica ComCiência, publicada pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, Carlos Vogt afirmou: a) O controle da proliferação de mosquitos é uma medida adotada para combate a doenças. Para qual(is) da(s) cinco doenças citadas no texto acima essa estratégia pode ser efetiva? b) Distribua as cinco doenças em grupos, de acordo com o tipo de agente causador. Justifique os grupos formados. 5 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: Essa estratégia é efetiva para as doenças que apresentam um mosquito como vetor. Das doenças citadas, a febre amarela, a leishmaniose, a malária e a dengue seriam prevenidas com o controle da proliferação de mosquitos. RESPOSTA: Febre amarela e dengue são doenças virais; as outras são causadas por protozoários. Dessa forma, há dois grupos: Grupo I: doenças virais (febre amarela e dengue) Grupo II: protozooses (malária, leishmaniose e doença de Chagas). DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS – NO VESTIBULAR

14 (UFMS) A teníase é uma parasitose com ocorrência frequente na história da humanidade, e o homem atua como único hospedeiro definitivo. São conhecidas duas espécies: Taenia solium e Taenia saginata, cujas formas adultas são encontradas no intestino delgado. Sobre essa parasitose, é correto afirmar que: (01) o gênero Taenia spp. apresenta o corpo em forma de fita, com ventosas na porção denominada escólex ou escólice, e numerosas proglotes contendo os órgãos reprodutivos masculino e feminino; é, portanto, hermafrodita. (02) a infecção por essas espécies, no homem, ocorre pela ingestão de carne suína ou bovina, contendo as formas metacestoides viáveis, respectivamente, de Taenia solium e da Taenia saginata. (04) o homem pode se infectar com ovos das formas adultas de Taenia saginata, quer seja por autoinfecção ou não, desenvolvendo assim a cisticercose nos tecidos. (08) o aspecto mais importante do parasitismo por Taenia solium, nos humanos, é o risco do desenvolvimento da cisticercose, sendo a mais grave aquela com localização cerebral. 11 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS – NO VESTIBULAR

15 (16) a infecção dos suínos e bovinos ocorre quando os animais têm acesso às áreas alagadas, contaminadas com as cercárias, as quais penetram ativamente na pele e, pela corrente circulatória, atingem os tecidos onde se desenvolvem até a forma de metacestoide (cisticercose). (32) os caramujos aquáticos atuam na dispersão e na manutenção da infecção no ambiente, sendo fundamentais na epidemiologia dessa parasitose. 11 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS Soma: = 11 DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS – NO VESTIBULAR

16 (UFSCar-SP) Existem diversas doenças que afetam o homem e que são causadas por agentes patogênicos, tais como vírus, bactérias e protozoários. Com relação a esses agentes, existem medidas profiláticas como, por exemplo, lavar bem alimentos que são ingeridos crus, o combate a insetos transmissores e o uso de agulhas e seringas esterilizadas. Essas medidas profiláticas seriam úteis, respectivamente, no combate da a) leishmaniose, dengue e tifo. b) hepatite B, tifo e leishmaniose. c) amebíase, febre amarela e hepatite B. d) amebíase, sífilis e dengue. e) leishmaniose, dengue e hepatite B. 15 EXERC Í CIOS ESSENCIAIS RESPOSTA: C DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS – NO VESTIBULAR


Carregar ppt "DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS O que você deve saber sobre Diversos seres podem parasitar o organismo humano, causando prejuízos consideráveis à saúde ou."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google