A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

WIRELESS Grupo: Carlos Otávio Luís Amaral Rui. Aplicações 4 Interligação de micros sem fio 4 Interligação entre LANs 4 Internet Predial 4 Voz sob IP usando.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "WIRELESS Grupo: Carlos Otávio Luís Amaral Rui. Aplicações 4 Interligação de micros sem fio 4 Interligação entre LANs 4 Internet Predial 4 Voz sob IP usando."— Transcrição da apresentação:

1 WIRELESS Grupo: Carlos Otávio Luís Amaral Rui

2 Aplicações 4 Interligação de micros sem fio 4 Interligação entre LANs 4 Internet Predial 4 Voz sob IP usando Wireless

3 Interligação de Micros sem fio Solução INDOOR

4 Provedor Internet (Solução OUTDOOR)

5 Link com Repetidora (Solução OUTDOOR)

6 Backbone Wireless

7 Uso em Offshore (Solução OUTDOOR)

8 Voz sob IP usando redes sem fio

9 Solução Indoor

10 Acessórios p/ Solução Outdoor Parabólica 24 dBi

11 Acessórios p/ Solução Outdoor Yagi 17 dBi

12 Acessórios p/ Solução Outdoor Omni-direcional 8 dBi

13 Acessórios p/ Solução Outdoor Painel Setorial - ângulo de 90 graus 12 dBi

14 Acessórios p/ Solução Outdoor Divisor de Potência Centelhador

15 Acessórios p/ Solução Outdoor Amplificador de Potência (para distâncias >10 Km)

16 Alguns Fabricantes 4 Lucent (atualmente ORINOCO) 4 BreezeCom 4 3Com (somente p/ solução Indoor) 4 SpeedLan 4 Planet

17 Especificações técnicas 4 Norma IEE Freqüência nominal 2,4 GHz 4 Taxa de transmissão 2 e 10 Mbps 4 Potência media 50mW

18 Especificações técnicas 4 Alcance na solução Outdoor com visada direta: 10Km s/amplificador e até 50Km com amplificador 4 Solução Indoor alcance até 400m

19 Legislação Vigente 4 Portaria número 814 do Ministério das Comunicações de 12/07/96 4 Freqüência s/ licenciamento faixas: MHz; 2,4 - 2,4835 GHz; 5, ,850 GHz. 4 Com uso de espalhamento de Espectro. 4 Potência máxima de saída 1 W

20 Spread Spectrum 4 Veio como solução para um grande problema: o ruído, que degenera qualquer sinal que esteja perto de sua frequência. Por isso surgiu o Spread Spectrum, que como o próprio nome diz, usa múltiplas frequências da banda para aumentando assim a imunidade ao ruído de uma determinada frequência. Por exemplo, duas estações estão transmitindo ao mesmo tempo. Cada uma pega uma frequência e transmite por certo tempo, mas nunca na mesma frequência ao mesmo tempo.

21 Técnicas usadas 4 Espalhamento Espectral com : 4 Freqüência Direta (FHSS); 4 Salto de freqüência (DSSS).

22 CSMA/CA 4 O padrão define uma interface que é compatível com o Ethernet 802.3, chamada de CSMA/CA (Carrier Sense Multiple Access / Collision Avoidance), na verdade uma variação do CSMA/CD usada no Ethernet. 4 O protocolo CD iria requer que os rádios fossem capazes de transmitir e receber ao mesmo tempo, o que aumentaria o custo e a complexidade do equipamento. Além disso, não é sempre que todas as estações estão numa posição tal que é possível enxergar todas as outras estações. Para minimizar essa possibilidade das estações não serem capazes de enxergar umas às outras, o define o conceito de VCS (Virtual Carrier Sense).

23 VCS (Virtual Carrier Sense) 4 A estação transmissora primeiramente manda um pequeno pacote chamado RTS (Request to Send) que contém os endereços de origem e destino e também uma estimativa da duração da mensagem. Se o meio está livre, a estação receptora vai responder com um pacote CTS (Clear to Send). Na recepção deste último, a transmissão se inicia. O uso do protocolo CSMA/CA reduz as chances de colisões. Se o meio está ocupado, o transmissor vai fazer um processo de escuta do meio (backoff), semelhante ao CSMA/CD.

24 Criptografia 4 Cada mensagem é criptografada com um algoritmo padrão chamado PRNG (Pseudo Random Number Generator), que é baseado no algoritmo RSA RC4. Este método é considerado extremamente confiável pois é necessário um grande esforço para quebrá-lo. O fato de cada mensagem conter um novo vetor de inicialização que gera um novo PRNG faz com que fique mais difícil ainda quebrar o código.

25 Futuro 4 A tendência é que um número cada vez maior de fabricantes forneça cada vez mais soluções que permitam a implementação de WLANs que possam ser integradas através de novos componentes às Wired LANs. 4 Usando padrões de gerenciamento de protocolos como o SNMP, será fácil integrar seus dispositivos wireless com seus antigos componentes de LANs, tirando vantagem das novas capacidades dos novos produtos WLAN.


Carregar ppt "WIRELESS Grupo: Carlos Otávio Luís Amaral Rui. Aplicações 4 Interligação de micros sem fio 4 Interligação entre LANs 4 Internet Predial 4 Voz sob IP usando."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google