A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Trabalho, riqueza e vulnerabilidade externa Reinaldo Gonçalves 37º. Encontro Nacional CFESS/CRESS Brasília, 25 de setembro de 2008.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Trabalho, riqueza e vulnerabilidade externa Reinaldo Gonçalves 37º. Encontro Nacional CFESS/CRESS Brasília, 25 de setembro de 2008."— Transcrição da apresentação:

1 1 Trabalho, riqueza e vulnerabilidade externa Reinaldo Gonçalves 37º. Encontro Nacional CFESS/CRESS Brasília, 25 de setembro de 2008

2 2 Referência básica Luiz Filgueiras e Reinaldo Gonçalves A Economia Política do Governo Lula Ed. Contraponto, 2007

3 3

4 4 Teses Melhora distribuição da renda, melhora na distribuição dos salários Blindagem da economia brasileira – maior sustentabilidade externa Piora na distribuição funcional da renda, maior concentração da riqueza Aumenta a vulnerabilidade externa estrutural, deterioração contas externas

5 5 Tese 1 Piora distribuição funcional da renda, maior concentração da riqueza

6 6 Trabalho: salário Desempenho medíocre Trabalho perde em relação ao capital

7 7 Rendimento médio real efetivo - pessoas ocupadas (IBGE – PME - RMs)

8 8

9 9

10 10 Rendimento médio real do trabalhador (PNAD)

11 11

12 12 Desemprego elevado Média = 8, = 8,9

13 13 Comparativamente a outros países da América Latina

14 14 Distribuição de riqueza e renda Menor desigualdade na distribuição dos salários Piora na distribuição funcional da renda (trabalho versus capital) Piora na distribuição da riqueza

15 15

16 16 Trabalho versus capital: Salários vs excedente (IBGE-CN)

17 17 Salário e renda interna (IBGE-CN)

18 18 Relação juro / salário: (%)

19 19 Participação dos grandes bancos no PIB: (%): subperíodos

20 20 Salário mínimo real, var. % anual em subperíodos:

21 21 Tese 2 Vulnerabilidade externa Conjunturalmelhoradeteriora Comparadanão se alteradeteriora Estruturaldeteriora

22 22 Framework conceitual - analítico não convencional Vulnerabilidade externa conjuntural Vulnerabilidade externa comparada Vulnerabilidade externa estrutural

23 23 Conceito principal Vulnerabilidade externa probabilidade de resistência a pressões, fatores desestabilizadores e choques externos

24 24 Vulnerabilidade externa conjuntural determinada pelas opções e custos do processo de ajuste externo essencialmente, um fenômeno de curto prazo

25 25 Vulnerabilidade externa comparada expressa a comparação entre países do diferencial relativo de indicadores de inserção econômica internacional

26 26 Vulnerabilidade externa estrutural padrão de comércio, da eficiência do aparelho produtivo, do dinamismo tecnológico e da robustez do sistema financeiro nacional desregulamentação e liberalização nas esferas comercial, produtivo-real, tecnológica e monetário-financeira fundamentalmente, um fenômeno de longo prazo

27 27 Repetindo as teses Vulnerabilidade externa Conjunturalmelhoradeteriora Comparadanão se alteradeteriora Estruturaldeteriora

28 : Ver

29 29 Tese A vulnerabilidade externa conjuntural : melhora : deteriora

30 30 Vulnerabilidade externa conjuntural: : deteriora

31 31 Os países com os maiores spreads dos títulos no mercado internacional: Argentina = 5742 Argentina = 5568 Argentina = 5220 Argentina = 2709 Equador = Nigéria = 1972 Equador = 1189 Equador = 791 Equador = 708Nigéria = Equador = 1443 Nigéria = 1131Nigéria = 680Nigéria = 622 Argentina = Brasil = 1372 Venezuela = 1006 Venezuela = 579 Venezuela = 416Brasil = Venezuela = 1045Brasil = 838Brasil = 542 Filipinas = 403 Filipinas = Turquia = 763Turquia = 629 Filipinas = 454Brasil = 399Turquia = 222

32 32 Risco-Brasil subindo......

33 33 Tese C Vulnerabilidade externa estrutural : deteriora : deteriora

34 34 Liberalização crescente esferas Comercial Produtivo-real Tecnológica Monetário-financeira

35 35 Vulnerabilidade externa estrutural: deterioração – liberalização econômica crescente (Heritage Foundation)

36 36 Aumenta o desequilíbrio de estoque

37 37 Síntese Vulnerabilidade externa Conjunturalmelhoradeteriora Comparadanão se altera deteriora Estruturaldeteriora

38 38 Perspectivas : pior dos mundos deterioração das contas externas e desaceleração do crescimento

39 39 Teses: Síntese Piora na distribuição funcional da renda, maior concentração da riqueza Aumenta a vulnerabilidade externa estrutural, deterioração contas externas

40 40 Obrigado!


Carregar ppt "1 Trabalho, riqueza e vulnerabilidade externa Reinaldo Gonçalves 37º. Encontro Nacional CFESS/CRESS Brasília, 25 de setembro de 2008."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google