A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Março de 2009 EXPANSÃO DO SISTEMA ELÉTRICO UMA ANÁLISE DOS LEILÕES DE ENERGIA ELÉTRICA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Março de 2009 EXPANSÃO DO SISTEMA ELÉTRICO UMA ANÁLISE DOS LEILÕES DE ENERGIA ELÉTRICA."— Transcrição da apresentação:

1 Março de 2009 EXPANSÃO DO SISTEMA ELÉTRICO UMA ANÁLISE DOS LEILÕES DE ENERGIA ELÉTRICA

2 2 PDE (final do horizonte) LEN´s até 2008 Comparação - Geração Planejada X Verificada

3 3 Principais Razões para as Discrepâncias Estudos de Planejamento, ao serem realizados, levam em conta uma análise muito preliminar de licenças ambientais de UHEs. Último LEN ocorreu em plena crise financeira maioria de Geradores vencedores foi de CAPEX baixo.

4 4 Principais Razões para as Discrepâncias A metodologia que vem sendo adotada no cálculo do COP+CEC não captura fatos extremamente importantes, que ocorrem na operação real do Sistema Elétrico: Despacho Fora da Ordem de Mérito – DFOM; Situações reais do sistema bem mais estressadas do que as previstas nos estudos de planejamento.

5 5 Como adequar melhor os Estudos de Planejamento aos resultados dos Leilões?

6 6 POSSIBILIDADES

7 7 a) Leilões por tipo de Fonte. A filosofia dos LEN´s foi concebida da seguinte forma: A-5: Usinas que são normalmente previstas no âmbito do Plano Decenal, e que se constituem em geração hidrelétrica e geração termelétrica de base: GN a cc, GNL, Carvão Importado e Carvão Nacional. Esta metodologia, além de ser aderente ao Plano Decenal, também tem respaldo na própria operação praticada pelo ONS, inclusive em termos de geração fora da ordem de mérito.

8 8 A-3: Usinas que normalmente não são previstas no âmbito do Plano Decenal, por se tratarem de complementações, determinadas por fatores conjunturais diversos, tais como, por exemplo, a variação de demanda, etc. Tais usinas têm tempo de construção menores e deveriam ser usinas a derivados de petróleo ou gás natural ciclo aberto. Leilões específicos: leilões de reserva e leilões de fontes alternativas. Leilões de projetos estruturantes: UTE Nuclear.

9 9 b) Mecanismos de Adaptações dos Leilões à realidade operativa do Sistema Elétrico. Já foi introduzido um fator ΔK para as usinas à GNL, no sentido de levar em conta a conjugação temporal do despacho das UTEs; A ABRAGET está propondo um fator de Despacho Fora da Ordem de Mérito, para levar em conta as usinas que penalizam mais o SIN, com os CVUs altos.

10 10 ABRAGET – Associação Brasileira de Geradoras Termelétricas Av. Rio Branco 53/1301 Centro Rio de Janeiro RJ Tel/Fax: (21) /


Carregar ppt "Março de 2009 EXPANSÃO DO SISTEMA ELÉTRICO UMA ANÁLISE DOS LEILÕES DE ENERGIA ELÉTRICA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google