A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Acidente Vascular Encefálico e Incapacidade Laborativa Mauro Araujo Junior Perito Médico da Gerência Executiva Rio de Janeiro-Norte - INSS Médico Neurologista.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Acidente Vascular Encefálico e Incapacidade Laborativa Mauro Araujo Junior Perito Médico da Gerência Executiva Rio de Janeiro-Norte - INSS Médico Neurologista."— Transcrição da apresentação:

1 Acidente Vascular Encefálico e Incapacidade Laborativa Mauro Araujo Junior Perito Médico da Gerência Executiva Rio de Janeiro-Norte - INSS Médico Neurologista do Hospital Federal dos Servidores do Estado - MS

2 AVE-Epidemiologia Terceira causa de morte em países desenvolvidos Terceira causa de morte em países desenvolvidos Projeção de 1 : 6 Projeção de 1 : 6 Homens 3 : 1 Mulheres Homens 3 : 1 Mulheres Dados de 2010 indicam 23% de hipertensos no Brasil Dados de 2010 indicam 23% de hipertensos no Brasil Diabetes,dislipidemia e fumo Diabetes,dislipidemia e fumo

3 AVE- Subtipos - AVE Isquêmico - Aterotrombótico - Aterotrombótico - Embólico - Embólico - AVE hemorrágico - Intraparenquimatoso - Intraparenquimatoso - Subaracnóide - Subaracnóide

4 AVE- Características Perfil temporal de evolução Perfil temporal de evolução Sintomatologia focal Sintomatologia focal Evolução para melhora Evolução para melhora Sequelas variáveis Sequelas variáveis

5 AVE Isquêmico Imagem em Ressonância Magnética Imagem em Ressonância Magnética

6 AVE Hemorrágico Hematoma Talâmico Hematoma Talâmico

7 Subtipos de AVE AVE isquêmico/hemorrágico/HSA AVE isquêmico/hemorrágico/HSA

8 AVE-Sintomatologia Hemiplegia/hemiparesia como sinal clássico Hemiplegia/hemiparesia como sinal clássico Acometimento da linguagem e da face associados Acometimento da linguagem e da face associados Alterações sensitivas dimidiadas Alterações sensitivas dimidiadas Afasia Afasia Alterações do campo visual Alterações do campo visual Diplopia Diplopia Tonteiras Tonteiras

9 AVE-Exame Físico Observar característica da marcha,se ceifante ou apenas parética/claudicante Observar característica da marcha,se ceifante ou apenas parética/claudicante Observar paresia aos movimentos voluntários e dissolução de posturas fixadas aos movimentos ativos Observar paresia aos movimentos voluntários e dissolução de posturas fixadas aos movimentos ativos Hemiparesia sempre acompanhada de hiperreflexia e hipertonia ipsilateral – atentar para assimetrias Hemiparesia sempre acompanhada de hiperreflexia e hipertonia ipsilateral – atentar para assimetrias

10 AVE –Exame Físico Pesquisar sinais piramidais como Babinski e Hoffmann (o Babinski da mão) Pesquisar sinais piramidais como Babinski e Hoffmann (o Babinski da mão) Executar manobra de Mingazzinni para membros inferiores e superiores: Executar manobra de Mingazzinni para membros inferiores e superiores: - nos MMSS,observar ocorrência de pronação,que sugere paresia - nos MMSS,observar ocorrência de pronação,que sugere paresia - nos MMII,alternância de posições de decúbito torna manobra mais confiável - nos MMII,alternância de posições de decúbito torna manobra mais confiável

11 AVE - Prognóstico Recuperação da marcha entre 3 e 6 meses do evento Recuperação da marcha entre 3 e 6 meses do evento Estabilização de déficits motores por volta de um ano Estabilização de déficits motores por volta de um ano Melhor prognóstico motor se há espasticidade precoce Melhor prognóstico motor se há espasticidade precoce Evolução protraída se déficit motor associado a perda sensitiva profunda ou anosognosia Evolução protraída se déficit motor associado a perda sensitiva profunda ou anosognosia

12 AVE-Perícia Considerar marcha/equilíbrio e espasticidade Considerar marcha/equilíbrio e espasticidade Considerar prejuízos à leitura e escrita Considerar prejuízos à leitura e escrita Avaliar troca de lateralidade Avaliar troca de lateralidade Avaliar isenção de carência em casos selecionados,que se enquadrem na paralisia incapacitante e irreversível (graus 0 a 2 de força no MRC?) Avaliar isenção de carência em casos selecionados,que se enquadrem na paralisia incapacitante e irreversível (graus 0 a 2 de força no MRC?)

13 Muito obrigado!

14

15


Carregar ppt "Acidente Vascular Encefálico e Incapacidade Laborativa Mauro Araujo Junior Perito Médico da Gerência Executiva Rio de Janeiro-Norte - INSS Médico Neurologista."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google