A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FLG 0386-Regionalização do Espaço Brasileiro Profa. Dra. Rita de Cássia Ariza da Cruz DG/FFLCH/USP.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FLG 0386-Regionalização do Espaço Brasileiro Profa. Dra. Rita de Cássia Ariza da Cruz DG/FFLCH/USP."— Transcrição da apresentação:

1 FLG 0386-Regionalização do Espaço Brasileiro Profa. Dra. Rita de Cássia Ariza da Cruz DG/FFLCH/USP

2 ...o poder dos fluxos é mais importante que os fluxos do poder Manuel Castells (1999)

3 Redes constituem a nova morfologia social de nossas sociedades, e a difusão da lógica de redes modifica de forma substancial a operação e os resultados dos processos produtivos e de experiência, poder e cultura. (1999: 497)

4 Castells define rede como sendo um conjunto de nós interconectados, sendo o nó o ponto no qual uma curva se entrecorta.Segundo o autor, o que um nó é depende do tipo de redes concretas de que falamos (1999: 498).

5 Para Lobato Corrêa (2001), a rede geográfica é um conjunto de localizações geográfica interconectadas

6 Segundo Haesbaert, o conceito de rede nasce com o capitalismo e, ao longo do tempo, a sociedade moderna foi-se tornando cada vez mais resificada ou reticulada...(2002: 122). Para Corrêa, todavia, as redes já existiam nos circuitos de troca de presentes das comunidades primitivas, assim como na organização espacial centralizada pela cidade cerimonial e suas aldeias tributárias e na organização comercial dos centros do mundo mediterrâneo (Corrêa: 2001, 107-8).

7 Uma das características do mundo atual é a exigência de fluidez para a circulação de idéias, mensagens, produtos ou dinheiro... A fluidez contemporânea é baseada nas redes técnicas, que são um dos suportes da competitividade. (Santos, 1996: 218).

8 Dimensão organizacional Dimensão temporal Dimensão espacial * Compreendidas estas nas suas articulações

9 Agentes sociais Origem Natureza dos fluxos Função Finalidade Existência Construção Formalização Organicidade

10 Duração Velocidade dos fluxos Frequência

11 Escala Forma espacial Conexão

12

13 Fonte:

14 Fonte:

15

16 Fonte: SILVA E TOLEDO JÚNIOR, 2010.

17 ...a relação entre redes e territórios é permanente e indissociável. (Haesbaert, 2002: 133)...a estrutura social em rede pode atuar como um elemento fortalecedor do território (vide as redes de infra-estrutura no interior de um Estado-nação)... (Haesbaert, 2002: 132)

18 ...novas concepções, como as de territórios-rede e de redes regionais indicam não a simples superação de antigas realidades (que em muitos casos ainda permanecem) e dos conceitos que procuravam traduzí- las, mas a emergência concomitante de situações mais complexas e, em parte, ambivalentes (BAUMAN, 1999 apud HAESBAERT, 2002), em que o controle e os enraizamentos convivem numa mesma unidade com a mobilidade, a fluidez e os desenraizamentos. (Haesbaert, 2002: 137)

19 CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede.SP: Paz e Terra, CORRÊA, Roberto L. Trajetórias geográficas.RJ: Bertrand Brasil, HAESBAERT, Rogério. Territórios alternativos. SP/RJ: Contexto/EdUFF, SANTOS, Milton. A natureza do espaço. SP: Hucitec, SILVA. Felipe S. da & TOLEDO JÚNIOR, Rubens de.Lógicas territoriais das redes de telefonia móvel no Brasil. In: Anais do XVI Encontro Nacional de Geógrafos. Porto Alegre, 2010.


Carregar ppt "FLG 0386-Regionalização do Espaço Brasileiro Profa. Dra. Rita de Cássia Ariza da Cruz DG/FFLCH/USP."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google