A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Nos tempos do Papa João XXIII. conservadora e a progressista Havia duas alas: a conservadora e a progressista A Ala conservadora: Era a velha guarda italia-

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Nos tempos do Papa João XXIII. conservadora e a progressista Havia duas alas: a conservadora e a progressista A Ala conservadora: Era a velha guarda italia-"— Transcrição da apresentação:

1 Nos tempos do Papa João XXIII

2 conservadora e a progressista Havia duas alas: a conservadora e a progressista A Ala conservadora: Era a velha guarda italia- na, representada pelos Cardeais Otaviani, Car- deal Siri e Cardeal Ruffini. Engrossada ainda pelo francês Dom Marcel Lefèbre e espanhol Cardeal Larraona. A Ala progressista: Cardeais Frings, Döpfner, König, Süenens, Liénart e Bea, coordenados por Montini e o Patriarca Melquita Maximus IV. Tinham ao seu lado muitos bispos latinoameri- canos, entre eles Dom Helder Câmara.

3 A Igreja tinha sido conservadora Desde a revolução francesa, havia uma corrente mais conservadora: Era a Igreja Católica perse- guida, difamada, dessacralizada e desacreditada pelos liberais, pelos comunistas e socialistas ateus.Desde a revolução francesa, havia uma corrente mais conservadora: Era a Igreja Católica perse- guida, difamada, dessacralizada e desacreditada pelos liberais, pelos comunistas e socialistas ateus. Tudo fazia parte da Heresia Modernista, conde- nada pelos Papas Gregório XVI (1846) por Pio IX (1878), Pio X (1914).Tudo fazia parte da Heresia Modernista, conde- nada pelos Papas Gregório XVI (1846) por Pio IX (1878), Pio X (1914). Dentro deste clima reacionário tinha acontecido o Vaticano I ( ), onde foi aprovado dogma da infalibilidade do Papa. Depois, Pio X havia exigido o famoso Juramento anti-modernista.Dentro deste clima reacionário tinha acontecido o Vaticano I ( ), onde foi aprovado dogma da infalibilidade do Papa. Depois, Pio X havia exigido o famoso Juramento anti-modernista.

4 Havia também sinais de progresso 1835: Frederico Ozanan – vicentinos.1835: Frederico Ozanan – vicentinos : Dom Guilherme Ketteler, de Mainz : Dom Guilherme Ketteler, de Mainz. Leão XIII ( ), c/ a Rerum Novarum.Leão XIII ( ), c/ a Rerum Novarum. Criação da Ação Católica, com Pio XI.Criação da Ação Católica, com Pio XI. A Novelle Theologie:A Novelle Theologie: –Valorização da Sagrada Escritura e a volta às fontes. –Surgem novos teólogos: Congar, Rahner, De Lubac, Ratzinger e muitos outros. –Movimento Litúrgico: Odo Casel, Pius Parsch e Fischer.

5 Pio XII (39-58) Pio XII (39-58) – ficou se equilibrando Chegou a pensar num Concílio e falou disso. Tinha idéias avançadas para sua época. Era considerado o mais inteligente do mundo Tinha a Rádio Vaticana na mão e fazia as famo- sas Radiomensagens... Escreveu: –Mistici Corporis – preparação da Lumen Gentium –Mediator Dei – antecede a reforma litúrgica. –Divino Afflante Spiritu – antecede Dei Verbum. Quando morreu em 1959, parecia insubstituível. NB. Quando morreu em 1959, parecia insubstituível...

6 A eleição do Papa João XXIII Foi uma grande decepção.Foi uma grande decepção. O mundo inteiro esperava um homem conhecido e culto como Pio XII.O mundo inteiro esperava um homem conhecido e culto como Pio XII. Pensavam em Montini, mas fora enviado para Milão, e não era ainda Cardeal.Pensavam em Montini, mas fora enviado para Milão, e não era ainda Cardeal. Foi eleito um velho de 79 anos, popular... Angelo Roncalli, Cardeal de Veneza.Foi eleito um velho de 79 anos, popular... Angelo Roncalli, Cardeal de Veneza. Um Papa de transição.Um Papa de transição. Vai durar pouco e depois virá um definitivo.Vai durar pouco e depois virá um definitivo.

7 Eleição foi a Implanta uma imagem de Papa da simplicidade: Aboliu a cadeira gestatória; Às vezes fugia do Vaticano, em batina preta, com amigos que o levavam para visitar amigos.Às vezes fugia do Vaticano, em batina preta, com amigos que o levavam para visitar amigos. Apresentou-se rígido, especialmente para os seminaristas, queria tudo em latim.Apresentou-se rígido, especialmente para os seminaristas, queria tudo em latim. Não escolheu novos auxiliares no Vaticano.Não escolheu novos auxiliares no Vaticano. Ficou com o Grupo de Pio XII.Ficou com o Grupo de Pio XII. Mas, eis que, no dia 25 de janeiro de 1959, surpreendeu a todos.Mas, eis que, no dia 25 de janeiro de 1959, surpreendeu a todos.

8 Convoca o Concílio Vaticano II Estava presidindo as Vésperas, na Basí- lica de São Paulo fora dos Muros...Estava presidindo as Vésperas, na Basí- lica de São Paulo fora dos Muros... Estavam presentes quase 50 Cardeais.Estavam presentes quase 50 Cardeais. De repente anuncia um Sínodo para a dio- cese de Roma, com a volta do latim, nos seminários e em todos os atos de culto...De repente anuncia um Sínodo para a dio- cese de Roma, com a volta do latim, nos seminários e em todos os atos de culto... E um Concílio Ecumênico, a ser realizado dentro do Vaticano, chamado Vaticano II.E um Concílio Ecumênico, a ser realizado dentro do Vaticano, chamado Vaticano II. E disse: Queremos reunir bispos.E disse: Queremos reunir bispos.

9 Foi aquele tumulto entre os Cardeais Os Cardeais achavam que isto era de todo impossível para os tempos atuais.Os Cardeais achavam que isto era de todo impossível para os tempos atuais. Na Sacristia, boicotaram a imprensa.Na Sacristia, boicotaram a imprensa. Nas entrevistas, os Cardeais falaram que tinha sido um impulso, que precisavam ver isto mais de perto.Nas entrevistas, os Cardeais falaram que tinha sido um impulso, que precisavam ver isto mais de perto. Mas, o Papa confirmava tudo. E mais, queria também a presença dos irmãos separados.Mas, o Papa confirmava tudo. E mais, queria também a presença dos irmãos separados. Roma não teria capacidade para hospedar tanta gente ao mesmo tempo.Roma não teria capacidade para hospedar tanta gente ao mesmo tempo.

10 Papa nomeou oito Comissões preparatórias Colocou à frente dos trabalhos os Cardeais da Cúria Romana.Colocou à frente dos trabalhos os Cardeais da Cúria Romana. Mas, estes ainda não acreditavam nisso.Mas, estes ainda não acreditavam nisso. Só o Cardeal Béa SJ tratava de preparar os esquemas sobre diálogo ecumênico.Só o Cardeal Béa SJ tratava de preparar os esquemas sobre diálogo ecumênico. Papa chamou os oito Presidentes de Comis- sões. Ouviu eles falar das dificuldades. No final aceitou a renúncia de cinco Cardeais e nomeou ao todo 16 Comissões.Papa chamou os oito Presidentes de Comis- sões. Ouviu eles falar das dificuldades. No final aceitou a renúncia de cinco Cardeais e nomeou ao todo 16 Comissões. Chamou Cardeais de toda Europa.Chamou Cardeais de toda Europa.

11 Entram figuras novas e conhecidas Cardeal Frings – de KölnCardeal Frings – de Köln Cardeal König de Viena.Cardeal König de Viena. Cardeal Suenens – da BélgicaCardeal Suenens – da Bélgica Cardeal Montini de Milão.Cardeal Montini de Milão. Cardeal Tisserant da FrançaCardeal Tisserant da França Cardeal Lercaro de Bologna.Cardeal Lercaro de Bologna. Lienart e Béa da Cúria Romana.Lienart e Béa da Cúria Romana. Na Comissão Teológica estava Dom Vicente Scherer, de Porto Alegre.Na Comissão Teológica estava Dom Vicente Scherer, de Porto Alegre.

12

13

14

15 O Concílio foi aberto a 11 de outubro de 1962 Estavam presentes Bispos, jamais se havia visto algo semelhante.Estavam presentes Bispos, jamais se havia visto algo semelhante : eram da Europa (423 italianos,144 franceses,60 alemães, 87 espanhóis, 59 poloneses, 29 portugueses).1.060: eram da Europa (423 italianos,144 franceses,60 alemães, 87 espanhóis, 59 poloneses, 29 portugueses). 408 asiáticos, especialmente Indianos.408 asiáticos, especialmente Indianos. 351 Africanos; 416 da América do Norte;351 Africanos; 416 da América do Norte; 620 da América Latina e 74 da Oceania.620 da América Latina e 74 da Oceania. Vieram poucos do Bloco Soviético.Vieram poucos do Bloco Soviético. O comunismo era inimigo da Igreja, do Papa e do Concílio. Os bispos cubanos não vieram.O comunismo era inimigo da Igreja, do Papa e do Concílio. Os bispos cubanos não vieram.

16 A 11 de outubro – o discurso de abertura do Vaticano II Veio um discurso muito esperado por todos e muito bem preparado por João XXIII.Veio um discurso muito esperado por todos e muito bem preparado por João XXIII. O Objetivo do Concílio: promover o incremento da fé católica e uma saudável renovação dos costu- mes do povo cristão, e adaptar a disciplina eclesiás- tica às condições de nosso tempo.O Objetivo do Concílio: promover o incremento da fé católica e uma saudável renovação dos costu- mes do povo cristão, e adaptar a disciplina eclesiás- tica às condições de nosso tempo. O Concílio pretende um aggiornamento da IgrejaO Concílio pretende um aggiornamento da Igreja Imaginava o Concílio como um Novo Pentecostes;Imaginava o Concílio como um Novo Pentecostes; Uma grande experiência espiritual que reconstituiria a Igreja Católica como um movimento evangélico dinâ- mico. – Era preciso renovar o catolicismo.Uma grande experiência espiritual que reconstituiria a Igreja Católica como um movimento evangélico dinâ- mico. – Era preciso renovar o catolicismo.

17 LUMEN GENTIUM A Luz dos Povos é Jesus Cristo.A Luz dos Povos é Jesus Cristo. Este foi certamente o documento mais discu- tido durante o Concílio Vaticano II. Recebeu ao todo mais de emendas.Este foi certamente o documento mais discu- tido durante o Concílio Vaticano II. Recebeu ao todo mais de emendas. Está organizado em oito capítulos:Está organizado em oito capítulos: 1.O Mistério da Igreja 2. O povo de Deus. 3. O episcopado 4. Os leigos. 5. Vocação à Santidade 6. Os Religiosos 7. Índole Escatológica 8. Mãe da Igreja.

18 I. O MISTÉRIO DA IGREJA A Igreja é em Cristo como que o Sacramento, isto é, o sinal e instrumento de íntima união com Deus e da unidade do gênero humano. A Igreja é o lugar onde os homens encontram unidade em Cristo Jesus. Aos que acreditam em Cristo, o Pai quis convocá- los na Santa Igreja, preparada na história da sal- vação e manifestada no Espírito Santo.Aos que acreditam em Cristo, o Pai quis convocá- los na Santa Igreja, preparada na história da sal- vação e manifestada no Espírito Santo. A Cristo coube encabeçar todas as coisas. A obra da redenção continua acontecendo na Igreja de Cristo, pelos Sacramentos.

19 O Espírito Santificador da Igreja Consumada a obra que o Pai confiara ao seu Filho, no Pentecostes, enviou-nos o Espírito Santo, para que tivéssemos acesso ao Pai, pelo Filho, no Espírito Santo.Consumada a obra que o Pai confiara ao seu Filho, no Pentecostes, enviou-nos o Espírito Santo, para que tivéssemos acesso ao Pai, pelo Filho, no Espírito Santo. Este é o Espírito que dá a vida, fonte de água que jorra para a vida eterna.Este é o Espírito que dá a vida, fonte de água que jorra para a vida eterna. O Espírito Santo habita na Igreja e nos fiéis.O Espírito Santo habita na Igreja e nos fiéis. A Igreja é o povo congregado na unidade do Pai, e do Filho e do Espírito Santo.A Igreja é o povo congregado na unidade do Pai, e do Filho e do Espírito Santo.

20 As diferentes Imagens da Igreja A Igreja é redil: É para ter um só rebanho e um só pastor. Ele deu a vida p/ovelhas.A Igreja é redil: É para ter um só rebanho e um só pastor. Ele deu a vida p/ovelhas. A Igreja é lavoura de Deus: ali cresce a boa semente. Também cresce a videira e os ramos.A Igreja é lavoura de Deus: ali cresce a boa semente. Também cresce a videira e os ramos. A Igreja é edifício de Deus: a pedra rejeitada tornou-se a pedra angular. Cristo é fundamento, e os apóstolos construíram a casa, onde reside a família de Deus.A Igreja é edifício de Deus: a pedra rejeitada tornou-se a pedra angular. Cristo é fundamento, e os apóstolos construíram a casa, onde reside a família de Deus. A tenda de Deus: provisória, neste mundo.A tenda de Deus: provisória, neste mundo. A Igreja é a Jerusalém do alto, a nossa mãe.A Igreja é a Jerusalém do alto, a nossa mãe.

21 II. A IGREJA É O POVO DE DEUS Aprouve a Deus santificar e salvar os homens não individualmente, mas unidos num povo, que o co- nhecesse na verdade e o servisse na santidade.Aprouve a Deus santificar e salvar os homens não individualmente, mas unidos num povo, que o co- nhecesse na verdade e o servisse na santidade. 1. No Antigo Testamento tinha escolhido o povo de Israel. Fez com ele aliança No Novo Testamento, Cristo estabeleceu uma nova aliança com seu sangue. É o novo povo! Não segundo a carne, mas no Espírito. - Este novo povo tem por cabeça Cristo! Este povo tem por condição a dignidade e a liberdade dos filhos de Deus. Tem por lei o novo mandamento!

22 Este novo povo tem o Sacerdócio comum dos fiéis Ele fez do novo povo um Reino de sacerdotes para Deus, seu Pai(Ap 1,6).Ele fez do novo povo um Reino de sacerdotes para Deus, seu Pai(Ap 1,6). Eles são um edifício espiritual e sacerdócio santo.Eles são um edifício espiritual e sacerdócio santo. Eles ofereçam-se a si mesmos, como hóstia viva e santa, agradável a Deus.Eles ofereçam-se a si mesmos, como hóstia viva e santa, agradável a Deus. Os fiéis incorporados na Igreja pelo batismo preci- sam professar a fé que receberam de Deus.Os fiéis incorporados na Igreja pelo batismo preci- sam professar a fé que receberam de Deus. Precisam dos sacramentos: da Eucaristia para ali- mentar a fé e da Reconciliação para obter a mise- ricórdia de Deus e o perdão dos pecados.Precisam dos sacramentos: da Eucaristia para ali- mentar a fé e da Reconciliação para obter a mise- ricórdia de Deus e o perdão dos pecados.

23 III. A Constituição Hierárquica Jesus, depois de ter orado ao Pai, chamou para si o primeiro grupo para estar com Ele e para enviar ao mundo.Jesus, depois de ter orado ao Pai, chamou para si o primeiro grupo para estar com Ele e para enviar ao mundo. A estes Ele constituiu Apóstolos.A estes Ele constituiu Apóstolos. Escolheu um líder ou presidente do Colégio: PedroEscolheu um líder ou presidente do Colégio: Pedro A estes enviou o Espírito Santo e foram então a- nunciar o Evangelho, cf. mandato do Senhor.A estes enviou o Espírito Santo e foram então a- nunciar o Evangelho, cf. mandato do Senhor. Os Bispos são os sucessores dos Apóstolos.Os Bispos são os sucessores dos Apóstolos. Os próprios apóstolos ordenaram os diáconos.Os próprios apóstolos ordenaram os diáconos. Depois estabeleceram presbíteros nas comunidades.Depois estabeleceram presbíteros nas comunidades.

24 O Colégio dos Bispos e a cabeça Assim como Pedro e os demais formaram um colégio, tal como hoje, o Papa e os Bispos.Assim como Pedro e os demais formaram um colégio, tal como hoje, o Papa e os Bispos. O Papa é o sinal de unidade do Colégio dos bispos e da unidade de todo o povo de Deus.O Papa é o sinal de unidade do Colégio dos bispos e da unidade de todo o povo de Deus. Cada bispo, em sua diocese, é este sinal de unidade, mas só dentro de sua diocese.Cada bispo, em sua diocese, é este sinal de unidade, mas só dentro de sua diocese. O cuidado pelo anúncio do Evangelho pertence a todo o corpo dos pastores (bispos, padres, diáconos) e a todos os batizados.O cuidado pelo anúncio do Evangelho pertence a todo o corpo dos pastores (bispos, padres, diáconos) e a todos os batizados. A Diocese é a Igreja Particular.A Diocese é a Igreja Particular. A Paróquia é a Igreja Local, unida à diocese.A Paróquia é a Igreja Local, unida à diocese.

25 O tríplice ministério Aos bispos, sacerdotes e diáconos cabe o tríplice ministério: anunciar, celebrar e coordenar.Aos bispos, sacerdotes e diáconos cabe o tríplice ministério: anunciar, celebrar e coordenar. Bispo tem o seu lugar próprio na Diocese, onde ele deve anunciar a Palavra de Deus, celebrar os Sacramentos (especialmente crisma e ordem), e coordenar (ou administrar a diocese) com o auxí- lio de seus Conselhos e dos seus Padres.Bispo tem o seu lugar próprio na Diocese, onde ele deve anunciar a Palavra de Deus, celebrar os Sacramentos (especialmente crisma e ordem), e coordenar (ou administrar a diocese) com o auxí- lio de seus Conselhos e dos seus Padres. Sacerdotes: anunciar na sua paróquia, celebrar os sacramentos e coordenar a vida paroquial.Sacerdotes: anunciar na sua paróquia, celebrar os sacramentos e coordenar a vida paroquial. Diáconos: anunciar nas funções, celebrar batismo e matrimônios, e coordenar na sua área/caridade.Diáconos: anunciar nas funções, celebrar batismo e matrimônios, e coordenar na sua área/caridade.

26 IV. Os Leigos São os membros ativos do Povo de Deus, não ordenados, mas enviados para a missão, em forma de serviços e carismas.São os membros ativos do Povo de Deus, não ordenados, mas enviados para a missão, em forma de serviços e carismas. A índole secular é própria e peculiar do leigo.A índole secular é própria e peculiar do leigo. O lugar da missão deles é o mundo secular, do comércio, da política, da arte, da cultura e dos serviços.O lugar da missão deles é o mundo secular, do comércio, da política, da arte, da cultura e dos serviços. São chamados a serem testemunhas de sua fé.São chamados a serem testemunhas de sua fé. Cabe a eles ser fermento, para a santificação do mundo em que vivem.Cabe a eles ser fermento, para a santificação do mundo em que vivem.

27 Pelo batismo também receberam o tríplice múnus. Todos os leigos são também:Todos os leigos são também: –Sacerdotes: capazes para oferecer dons sagrados. É o oferecimento do dia! –Profetas: falar em nome de Deus, na catequese ou na missão que exercem. Dar testemunho... –Reis: com a missão de reger parte do Reino de Deus, em sua casa, no seu escritório ou empresa.

28 V. A Vocação Universal à Santidade Nós cremos a Igreja é Santa. Cristo amou a sua Igreja, como sua esposa.Nós cremos a Igreja é Santa. Cristo amou a sua Igreja, como sua esposa. Ela recebeu o Espírito Santo para santificá-la.Ela recebeu o Espírito Santo para santificá-la. Por isso todos os membros da Igreja são chama- dos para a santidade. É a vocação à santidade.Por isso todos os membros da Igreja são chama- dos para a santidade. É a vocação à santidade. Sede perfeitos como vosso Pai do céu é perfeito (Mt 5,48).Sede perfeitos como vosso Pai do céu é perfeito (Mt 5,48). Dentro do povo de Deus, cada um precisa desco- brir o modo como vai se tornar Santo.Dentro do povo de Deus, cada um precisa desco- brir o modo como vai se tornar Santo. Vivendo na graça santificante, estamos no caminho.Vivendo na graça santificante, estamos no caminho.

29 VI. Os Religiosos e as Religiosas São homens e mulheres, chamados por Deus, para viver os conselhos evangélicos.São homens e mulheres, chamados por Deus, para viver os conselhos evangélicos. São os votos de pobreza, castidade e obediência.São os votos de pobreza, castidade e obediência. Voto de pobreza: não tem nenhuma propriedade em seu nome e não deixam nada em herança.Voto de pobreza: não tem nenhuma propriedade em seu nome e não deixam nada em herança. Voto de castidade: livremente escolhem oferecer- se inteiramente ao Senhor. São dele e de mais ninguém. Toda a sua potencialidade sexual é do Senhor. Vivem de forma casta.Voto de castidade: livremente escolhem oferecer- se inteiramente ao Senhor. São dele e de mais ninguém. Toda a sua potencialidade sexual é do Senhor. Vivem de forma casta. Voto de obediência: colocam-se nas mãos de seus superiores religiosos, para obedecer...Voto de obediência: colocam-se nas mãos de seus superiores religiosos, para obedecer...

30 Os religiosos vivem uma espiritualidade própria. A grande característica de toda a vida religiosa é a vivência comunitária.A grande característica de toda a vida religiosa é a vivência comunitária. Vivem em comunidade e alimentam a sua vida com uma espiritualidade específica.Vivem em comunidade e alimentam a sua vida com uma espiritualidade específica. De acordo com os carismas de cada Congrega- ção, vivem uma espiritualidade própria.De acordo com os carismas de cada Congrega- ção, vivem uma espiritualidade própria. O desafio da vida religiosa é sempre atualizar o carisma originário que estava com o Fundador.O desafio da vida religiosa é sempre atualizar o carisma originário que estava com o Fundador. Os religiosos estão organizados em Ordens e Congregações, sempre em obediência ao Bispo.Os religiosos estão organizados em Ordens e Congregações, sempre em obediência ao Bispo.

31 VII. A Índole Escatológica da Igreja Peregrina. A Igreja só será consumada na glória celeste.A Igreja só será consumada na glória celeste. Cristo, levantado na terra, atraiu todos a si.Cristo, levantado na terra, atraiu todos a si. Ressuscitado, Ele enviou sobre os apóstolos o seu Espírito vivificador.Ressuscitado, Ele enviou sobre os apóstolos o seu Espírito vivificador. Assim Ele constituiu a Igreja como Sacramento de Salvação, alimentando-a com a Eucaristia.Assim Ele constituiu a Igreja como Sacramento de Salvação, alimentando-a com a Eucaristia. A Igreja peregrinante já está em comunhão com a Igreja celeste.A Igreja peregrinante já está em comunhão com a Igreja celeste. Esta relação se concretiza na veneração dos Santos e dos mártires.Esta relação se concretiza na veneração dos Santos e dos mártires.

32 A bem-aventurada Virgem Maria no mistério de Cristo e da Igreja. Para realizar a redenção do mundo, Deus chamou uma mulher de nome Maria.Para realizar a redenção do mundo, Deus chamou uma mulher de nome Maria. Ela ficou grávida do Filho de Deus, no momento em que ela disse: Eis a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua vontade.Ela ficou grávida do Filho de Deus, no momento em que ela disse: Eis a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua vontade. A Bíblia nos mostra mais a missão de Maria, na infância de Jesus. Guardava tudo em seu coração.A Bíblia nos mostra mais a missão de Maria, na infância de Jesus. Guardava tudo em seu coração. Aparece de novo, com todo o seu vigor de mãe, aos pés da cruz, quando ela nos foi deixada para ser nossa Mãe.Aparece de novo, com todo o seu vigor de mãe, aos pés da cruz, quando ela nos foi deixada para ser nossa Mãe.

33 Depois da Ascensão do Senhor Antes do Pentecostes, unânimes, perseveraram em oração com algumas mulheres, entre elas a Mãe do Senhor.Antes do Pentecostes, unânimes, perseveraram em oração com algumas mulheres, entre elas a Mãe do Senhor. Finalmente, terminado o curso de sua vida, foi levada à glória celestial em corpo e alma e exalta- da pelo Senhor como Rainha do universo.Finalmente, terminado o curso de sua vida, foi levada à glória celestial em corpo e alma e exalta- da pelo Senhor como Rainha do universo. A Igreja, contemplando a santidade misteriosa de Maria, imitando a sua caridade, e cumprindo a vontade do Pai, torna-se também ela Mãe que pelo batismo gera uma vida nova e imortal...A Igreja, contemplando a santidade misteriosa de Maria, imitando a sua caridade, e cumprindo a vontade do Pai, torna-se também ela Mãe que pelo batismo gera uma vida nova e imortal...

34 O culto a Maria, Mãe da Igreja. Ela foi exaltada pela graça de Deus, acima de todos os anjos e homens, logo abaixo de seu Filho...Ela foi exaltada pela graça de Deus, acima de todos os anjos e homens, logo abaixo de seu Filho... Por isso a Igreja a honra com um Culto especial.Por isso a Igreja a honra com um Culto especial. Ela é venerada com o título Mãe de Deus.Ela é venerada com o título Mãe de Deus. A verdadeira devoção não consiste em sentimen- talismos, mas procede da fé que nos leva a reco- nhecer a excelência da Mãe de Deus e nos incita ao amor filial, testemunhado pelo Papa Francisco, em Aparecida e no Rio de Janeiro.A verdadeira devoção não consiste em sentimen- talismos, mas procede da fé que nos leva a reco- nhecer a excelência da Mãe de Deus e nos incita ao amor filial, testemunhado pelo Papa Francisco, em Aparecida e no Rio de Janeiro. Ele é um verdadeiro Devoto de Maria Santíssima!Ele é um verdadeiro Devoto de Maria Santíssima!

35 A

36 A

37 A

38


Carregar ppt "Nos tempos do Papa João XXIII. conservadora e a progressista Havia duas alas: a conservadora e a progressista A Ala conservadora: Era a velha guarda italia-"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google