A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Catequese e Fé Na alegria de crer e comunicar a fé Regina Helena Mantovani Paulo Cesar Gil.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Catequese e Fé Na alegria de crer e comunicar a fé Regina Helena Mantovani Paulo Cesar Gil."— Transcrição da apresentação:

1 Catequese e Fé Na alegria de crer e comunicar a fé Regina Helena Mantovani Paulo Cesar Gil

2 Bento XVI e o Ano da Fé

3

4 O Papa Francisco fala sobre a temática do Ano da Fé. Assim, ele retoma o assunto iniciado por Bento XVI.

5 "Ressuscitou ao terceiro dia, conforme as Escrituras" (artigo do Credo) No nosso caminho de fé, é importante saber e sentir que Deus nos ama e não ter medo de amá-lo: a fé se professa com a boca e com o coração, com as palavras e com o amor. Podemos reconhecer e encontrar Cristo Ressuscitado na Sagrada Escritura; na Eucaristia, onde Jesus se faz presente e nos faz entrar em comunhão com Ele; na caridade, quando os gestos de amor, bondade, misericórdia e perdão fazem resplandecer um raio da Ressurreição.

6

7 Esse livro foi lançado no Congresso Nacional sobre o Vaticano II (Comemoração aos vinte anos do Catecismo da Igreja Cat ó lica e o Ano da F é em 2012, na PUC de Curitiba.

8 Partindo de uma abordagem catequética esta obra pretende... ajudar e motivar os catequistas e demais agentes evangelizadores a levarem adiante sua voz profética e sua prática corajosa frente aos desafios percebidos na caminhada do povo de Deus, mantendo o olhar fixo em Jesus Cristo, autor e consumador da fé (Hb 12,2).

9 Estrutura da obra Convites de Jesus: Início da obra: Vinde Finalizando a obra Ide Reflexões... Capítulo 1 : Eu Creio Capítulo 2: Jesus,introdutor do mistério da fé Capítulo 3: Nós Cremos Capítulo 4: Cremos no chamado que se atualiza a cada dia

10 VINDE! Caminhemos catequistas! Somos convocados para um mutirão: Ano da Fé ao serviço do crer e do Evangelizar(PF 12)

11 A tarefa do catequista... Educar o homem para que este se identifique com uma vida de amor, unindo sempre três coisas: o conhecimento da Palavra de Deus ; a celebração da fé nos sacramentos; a confissão da fé na vida cotidiana.

12

13 CAPÍTULO 1 – EU CREIO Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê. Eu creio, ajude-me na minha falta de fé (Mc 9,23-24). Fé? A fé é decidir estar com o Senhor, para viver com ele. E este estar com ele introduz na compreensão das razões pelas quais se acredita (PF 10).

14

15 Indagações que todos trazem em si na busca do conhecimento de Deus: Quem sou eu? De onde vim? Qual o sentido de minha vida? Podem ser respondidas pela Ciência que, na busca da origem do mundo e do homem, pode dar respostas convincentes. Contudo ao sentido da vida, é a fé cristã que auxilia na compreensão de Deus.

16 O conhecimento de Deus O Catecismo da Igreja Católica propõe duas vias do conhecimento de Deus: MUNDO – na beleza, na ordem, no colorido, nos sons da natureza... HOMEM – Deus querendo revelar-se deu ao homem a graça de acolher a revelação pela fé.

17 Palavra chave: confiança 1.A fé cristã no Antigo e Novo Testamento 2. Dúvidas e incertezas Desconfiar não é pecado Desconfiar é natural Dúvida e desconfiança fazem parte 3. Simplesmente creia

18 A fé é a certeza daquilo que esperamos, e a prova das que não vemos. (Hb 11,1)

19 CAPÍTULO 2 – JESUS, INTRODUTOR DO MISTÉRIO DA FÉ Eu sei em quem pus a minha fé(2 Tm 1, 12) PROFESSAR A FÉ NA TRINDADE EQUIVALE A CRER NUM SÓ DEUS QUE É AMOR o Pai, que enviou seu Filho para a nossa salvação; Jesus Cristo, que redimiu o mundo no mistério da sua morte e ressurreição; o Espírito Santo, que guia a Igreja através dos séculos enquanto aguarda o regresso glorioso do Senhor (cf. PF, 1)

20 JESUS, CONDUZ AO MISTÉRIO Um jovem galileu...

21 JESUS, O REVELADOR E ANUNCIADOR DE DEUS O papa Bento XVI, em sua obra Jesus de Nazar é, afirma que Ele nos trouxe Deus: agora conhecemos o seu rosto, agora podemos chamar por Ele. Agora conhecemos o caminho que como homens, devemos percorrer neste mundo. Jesus trouxe Deus e assim a verdade sobre o nosso fim e a nossa origem; a f é, a esperan ç a e o amor ( Bento XVI, Jesus de Nazar é, p.54). Ele nos trouxe o verdadeiro Deus.

22 REFLETINDO Como introdutor no mistério da fé, Jesus leva sua comunidade ao núcleo essencial do mistério. Um modelo de verdadeira Iniciação à Vida Cristã. – Dou passos com Jesus na minha experiência de vida e de fé na comunidade? Que tempo eu encontro para viver essa experiência? – Tenho contribuído para que outras pessoas façam a experiência da fé?

23 REFLETINDO Em Jesus Cristo podemos chegar a Deus. Isso é fundamental para a nossa missão de formadores de comunidade: – Procuro viver a experiência do re-encantamento na fé e no compromisso com a vida da comunidade? Como? – Tenho despertado nas pessoas o desejo de fazer um encontro pessoal e comunitário com o Senhor?

24

25 CAPITULO 3- NÓS CREMOS... A fé que atua pelo amor ( Gl 5,6) Hoje, é necessário um empenho eclesial mais convicto a favor de uma nova evangelização, para descobrir de novo a alegria de crer e reencontrar o entusiasmo de comunicar a fé (cf. PF 7)...Com efeito, a fé cresce quando é vivida como experiência de um amor recebido e é comunicada como experiência de graça e alegria (PF 7).

26 Cremos em que? no amor que fortalece a comunidade. na Igreja que se renova e testemunha sua fé. num novo horizonte de evangelização. na comunidade que evangeliza e se compromete com a fé. Não estamos sozinhos!

27

28 CAPITULO 4 - CREMOS NO CHAMADO QUE SE ATUALIZA A CADA DIA Procure a fé (cf. 2 Tm 2, 22) Aquilo de que o mundo tem hoje particular necessidade é o testemunho credível de quantos, iluminados na mente e no coração pela Palavra do Senhor, são capazes de abrir o coração e a mente de muitos outros ao desejo de Deus e da vida verdadeira, aquela que não tem fim (PF, 15).

29 A transmissão da fé pela Palavra A transmissão da fé exige uma intimidade com a Palavra e um relacionamento com Deus através da oração e ação para estabelecer laços profundos de intimidade com Ele.

30 A transmissão da fé pelo testemunho Maria acolheu e acreditou; -Os apóstolos deixaram tudo - e seguiram Jesus; -Os discípulos formaram a primeira comunidade reunida em volta do ensino dos apóstolos, na oração, na celebração da Eucaristia, pondo em comum tudo o que possuíam ( cf. At 2,42-47); - Os mártires pela vida testemunharam o Evangelho...

31 A CATEQUESE E FÉ 1- A catequese tem por meta ajudar a pessoa na adesão pessoal a Jesus Cristo e, conseqüentemente, através de sua inserção na comunidade, comprometer-se com a construção do Reino, a partir da evangélica transformação da sociedade.

32 Neste cenário a catequese tem um papel fundamental: em clima de alegria e união fraterna, cultiva e irradia a fé esperançosa dos que caminham pela vida seguindo os passos de Jesus Cristo; socializa-nos na nossa Igreja; nela – proporciona-nos a experiência da fé. ( GRUEN. Jornal de Opinião)

33 Precisamos de catequistas...

34 Precisarmos de catequistas... Tenham bebido da mística e espiritualidade do homem de Nazaré que consigam ver no outro a presença viva de Deus. Engajados na Igreja, como membros vivos, co- responsáveis, ativos, dinâmicos e dedicados. Homens e mulheres de fé que acreditam no chamado que se renova a cada dia e sejam capazes de anunciar Jesus Cristo, aquele que torna a vida plenamente livre.

35 Ide! Ide, pois, fazei discipulos entre todas as na ç ões, e batizai-os em nome do Pai, do Filho e do Esp í rito Santo ( Mt 28,19).

36 Ide! 1-Contemple a vida 2-Crie intimidade 3-Comprometa- se com o anúncio da Boa Nova 4- Caminhe guiado pelas mãos de Jesus 5- Cultive a amizade de Deus 6- Cr eia na sua missão de educador da fé 7- Cresça na fé 8- Cresça na fé pela vida sincera de oração 9- Comunique os conteúdos da fé

37


Carregar ppt "Catequese e Fé Na alegria de crer e comunicar a fé Regina Helena Mantovani Paulo Cesar Gil."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google