A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sindigás Alternativas para o abastecimento de gás natural no mercado brasileiro 04 de outubro de 2006 – quarta-feira O GLP Luis Fernando de Campos Barbosa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sindigás Alternativas para o abastecimento de gás natural no mercado brasileiro 04 de outubro de 2006 – quarta-feira O GLP Luis Fernando de Campos Barbosa."— Transcrição da apresentação:

1 sindigás Alternativas para o abastecimento de gás natural no mercado brasileiro 04 de outubro de 2006 – quarta-feira O GLP Luis Fernando de Campos Barbosa SINDIGÁS - SINDICATO NACIONAL DAS EMPRESAS DISTRIBUIDORAS DE GÁS LIQUEFEITO DE PETRÓLEO

2 sindigás GLP no Brasil Alguns grandes números: –21 Distribuidoras autorizadas pela ANP –16 Grupos Econômicos –Demanda: 6,3 milhões de toneladas (já esteve em 7,5 milhões de toneladas) –Demanda e Produção interna devem se igualar em 2006 – já tivemos dependência de mais de 50% em –99 milhões de Botijões circulando no mercado. –Segmento Granel é o que oferece maior potencial de crescimento na atualidade. –Atratividade do setor: Seletivo – ainda se observa a ausência de empresas pouco profissionais. Legislação alinhada às boas práticas internacionais e ao Código de Defesa do Consumidor. Liberdade de Preços. Elevado grau de competição.

3 sindigás Fonte: Sindigás * Vendas registradas de janeiro à dezembro de 2005 Market Share -10,5% +2,5% -0,76% Fonte ANP = Volume em m3 – números de 2005

4 sindigás GLP no Brasil Maior queda foi registrada nos envasados. Granel prossegue crescendo Fim dos Subsídios. Aumento dos impostos

5 sindigás Holofotes somente para o Gás Natural O GN é um insumo barato e deve ser explorado de forma intensa. –O GN aponta sempre para grandes consumidores. –GLP não compete com Gás Natural da forma que todos pensam –GN alavancou usos de GLP. No lançamento do GN se minimizou a potencial interrupção de suprimento. –O GLP recebeu críticas do tipo: Tem que ser armazenado, tem que se manter estoque Não é JUST IN TIME. –Entre outros. Diante de uma crise. Os lados negativos viram qualidade?

6 sindigás 30 de julho de 2005 Juliana Rangel - Globo Online Gás: Petrobrás reajusta e depois Recua Alta de 27% seria para importações da Bolívia, que abastecem 60% do país. SP e outros quatro estados seriam afetados Gazeta Mercantil – São Paulo - SP Data: 29/07/2005 Nomes & Notas - Meio ambiente A Bombril deu novo passo em prol do meio ambiente, trocando óleo BPF por gás GLP nas caldeiras da fábrica Anchieta. A redução de custo pode chegar a 25%, além de contribuir no aspecto ambiental. A substituição foi feita a custo zero, já que a empresa fornecedora de gás GLP assumiu a instalação das máquinas. A energia das caldeiras é utilizada no restaurante, na área de produtos químicos e no aquecimento de matérias-primas. Gazeta Mercantil – São Paulo - SP Data: 29/07/2005 Nomes & Notas - Meio ambiente A Bombril deu novo passo em prol do meio ambiente, trocando óleo BPF por gás GLP nas caldeiras da fábrica Anchieta. A redução de custo pode chegar a 25%, além de contribuir no aspecto ambiental. A substituição foi feita a custo zero, já que a empresa fornecedora de gás GLP assumiu a instalação das máquinas. A energia das caldeiras é utilizada no restaurante, na área de produtos químicos e no aquecimento de matérias-primas.

7 sindigás Hora de contratar um Seguro? Agora todos conhecemos. Não dá para dizer que fomos induzidos a erro! -Gás Natural pode faltar. –Pode haver interrupção de suprimento. –O que fazer? –Como contratar este seguro? GLP para Backup? Já pensou? Que produto melhor se adequa a sua realidade? –Seus equipamentos se adequam mais rápido a que insumo? –Que insumo poluí menos? –Que insumo é mais adequado ao seu processo? Seu pessoal técnico tem estas respostas? –Melhor que tenham.

8 sindigás A Indústria já está pronta? A indústria está pronta para ser atendida por back-ups para Gás Natural? –Nossos números apontam para apenas 20% das empresas estão prontas. –Não!

9 sindigás BACKUP ou ALTERNATIVA PRINCIPAL Cuidado ao decidir por seu Combustível: –GLP é mais competitivo do que se imagina. –GLP pode ser a alternativa número 1 para sua indústria. –Preço do Gás Natural varia fortemente de acordo com o perfil de demanda do Cliente. GLP e a Balança de pagamentos –Ao contrário do GN o GLP em breve vai contribuir para a balança de pagamentos sendo exportado. –Se estamos chegando a auto-suficiência no GLP este vai ter seu preço reduzido. –Se estamos no rumo da auto-suficiência vamos ter que desenvolver novos usos? Estará sua industria no caminho do GLP? Pesquise, fique atento.Se aproxime de sua Distribuidora de GLP.

10 sindigás Rumo a Auto-Suficiência Importação de GLP tendência de auto-suficiência Fonte ANP = Volume em m3 – números de 2005 anualizados com base no 1o. trimestre Valor Econômico – São Paulo – SP Data: 01/07/2005 Valor Econômico Petrobras mira a Ásia para abrir mercados Cláudia Schüffner Do Rio Paulo Roberto Costa, da Petrobras: escritórios na Ásia serão reforçados, com pelo menos mais cinco pessoas Valor Econômico – São Paulo – SP Data: 01/07/2005 Valor Econômico Petrobras mira a Ásia para abrir mercados Cláudia Schüffner Do Rio Paulo Roberto Costa, da Petrobras: escritórios na Ásia serão reforçados, com pelo menos mais cinco pessoas

11 sindigás Orgulho de ser Gás de Cozinha Mas é hora de ser mais

12 sindigás GLP é mais moderno! Industrial:· Lavanderia; · Empilhadeira; · Produção Asfalto; · Cabine de secagem / Pintura; · Processo Oxi-Corte de metais (chapas, vigas, etc); · Recauchutagem de Pneus; · Produção Papeis (secagem); · Galvanoplastia; · Plástico; · Siderurgia; Agro-Industria: · Produção de Algodão (benefiamento); · Curtume; · Desidratação Alimentos; · Ração; Serviços: · Aquecimento Piscina (Academias, clubes, etc); · Hospitais; · Incineração Lixos (Hospitalares, Industriais, etc); · Hoteis; Secagem Agrícola: · Amendoin; · Café; · Milho, Soja, Trigo; · Batata; · Pimenta, Erva-Mate; Diversos: -Aquecimento -Solda e Corte -Caldeiras -Forno de diversas aplicações -Iluminação -Isqueiros -Queimas diversas -Gerar Energia Negativa/Frio -Motores a explosão/Automotivo diversos -Aerosol

13 sindigás VANTAGENS DO GLP Energia llimpa e não poluente : por ter combustão completa Cômoda e de fácil utilização – Permite automatização Permite certificação de normas relativas ao meio ambiente Baixo custo de manutenção de suas instalções Possibilidade de manejo do estoque Segurança - Instalação construída e controlada por sistemas altamente confiáveis

14 sindigás Restríções de Uso Descabidas e extemporâneas: –Caldeiras –Piscinas –Saunas –Automotivo (exceto empilhadeiras) »Avaliações sendo feitas para uso em motores a Diesel ou motores dedicados a GN. Gazeta Mercantil – São Paulo - SP Data: 29/07/2005 Nomes & Notas - Meio ambiente A Bombril deu novo passo em prol do meio ambiente, trocando óleo BPF por gás GLP nas caldeiras da fábrica Anchieta. A redução de custo pode chegar a 25%, além de contribuir no aspecto ambiental. A substituição foi feita a custo zero, já que a empresa fornecedora de gás GLP assumiu a instalação das máquinas. A energia das caldeiras é utilizada no restaurante, na área de produtos químicos e no aquecimento de matérias-primas. Gazeta Mercantil – São Paulo - SP Data: 29/07/2005 Nomes & Notas - Meio ambiente A Bombril deu novo passo em prol do meio ambiente, trocando óleo BPF por gás GLP nas caldeiras da fábrica Anchieta. A redução de custo pode chegar a 25%, além de contribuir no aspecto ambiental. A substituição foi feita a custo zero, já que a empresa fornecedora de gás GLP assumiu a instalação das máquinas. A energia das caldeiras é utilizada no restaurante, na área de produtos químicos e no aquecimento de matérias-primas.

15 sindigás Preço do Botijão Estável e Impostos sobem Preço estável Impostos crescem. Fonte: Programa de monitoramento de preços da ANP Existe espaço para até R$ 5,00 de redução da carga Tributária. GLP tem que fazer parte da reformaTributária

16 sindigás Desafios / Questões Gás de Cozinha tem que ultrapassar os limites das cozinhas. Indústria, Setor de Distribuição, Governo e Sociedade tem que entender o novo momento para o GLP, e se antecipar! Como ampliar o uso do GLP para viabilizar o uso de toda sua produção nacional, buscando usos nobres para um combustível limpo, versátil, transportável, armazenável e que já atinge 100% dos municípios nacionais? Como taxar este produto de forma adequada a sua relevância social para garantir uma competitividade mais adequada com as alternativas diretas?

17 sindigás Desafios / Questões Gás de Cozinha tem que ultrapassar os limites das cozinhas. Indústria, Setor de Distribuição, Governo e Sociedade tem que entender o novo momento para o GLP, e se antecipar! Como ampliar o uso do GLP para viabilizar o uso de toda sua produção nacional, buscando usos nobres para um combustível limpo, versátil, transportável, armazenável e que já atinge 100% dos municípios nacionais? Como taxar este produto de forma adequada a sua relevância social para garantir uma competitividade mais adequada com as alternativas diretas?

18 sindigás Desafios / Questões Gás de Cozinha tem que ultrapassar os limites das cozinhas. Indústria, Setor de Distribuição, Governo e Sociedade tem que entender o novo momento para o GLP, e se antecipar! Como ampliar o uso do GLP para viabilizar o uso de toda sua produção nacional, buscando usos nobres para um combustível limpo, versátil, transportável, armazenável e que já atinge 100% dos municípios nacionais? Como taxar este produto de forma adequada a sua relevância social para garantir uma competitividade mais adequada com as alternativas diretas?

19 sindigás Obrigado Luis Fernando Barbosa


Carregar ppt "Sindigás Alternativas para o abastecimento de gás natural no mercado brasileiro 04 de outubro de 2006 – quarta-feira O GLP Luis Fernando de Campos Barbosa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google