A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ENFº. JANILTON DE CASTRO COREN/PE: 299915 COREN/PE: 299915.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ENFº. JANILTON DE CASTRO COREN/PE: 299915 COREN/PE: 299915."— Transcrição da apresentação:

1 ENFº. JANILTON DE CASTRO COREN/PE: COREN/PE:

2

3 PRINCIPIOS ANATOMICOS E FISIOLOGICOS

4 INTRODUÇÃO Anatomia (do grego antigo νατομή [anatome], "seccionar"), é o ramo da biologia no qual se estudam a estrutura e organização dos seres vivos, tanto externa quanto internamente. Anatomia (do grego antigo νατομή [anatome], "seccionar"), é o ramo da biologia no qual se estudam a estrutura e organização dos seres vivos, tanto externa quanto internamente.grego antigobiologiagrego antigobiologia

5 INTRODUÇÃO Fisiologia é um ramo da Biologia que estuda os processos, atividades e fenômenos característicos dos seres vivos. Observa o funcionamento e os mecanismos que os regulam e regem. A fisiologia humana baseia- se na anatomia para explicar a estrutura de nosso corpo. Fisiologia é um ramo da Biologia que estuda os processos, atividades e fenômenos característicos dos seres vivos. Observa o funcionamento e os mecanismos que os regulam e regem. A fisiologia humana baseia- se na anatomia para explicar a estrutura de nosso corpo.

6 Posição Anatômica

7

8 PLANOS ANATÔMICOS Planos seccionais: Plano Sagital Mediano: É uma linha imaginária que passa longitudinalmente através do corpo e o divide em lado direito e lado esquerdo; Plano Sagital Mediano: É uma linha imaginária que passa longitudinalmente através do corpo e o divide em lado direito e lado esquerdo; Plano Frontal ou Coronal: É todo Plano que intercepta o plano sagital mediano em ângulo reto e divide o corpo em metades anterior e posterior; Plano Frontal ou Coronal: É todo Plano que intercepta o plano sagital mediano em ângulo reto e divide o corpo em metades anterior e posterior; Plano Transversal ou Horizontal : Plano que divide o corpo em metade superior e metade inferior; Plano Transversal ou Horizontal : Plano que divide o corpo em metade superior e metade inferior;

9 Planos tangenciais. Plano cranial (superior); Plano cranial (superior); Plano caudal (inferior); Plano caudal (inferior); Plano ventral (anterior); Plano ventral (anterior); Plano dorsal (posterior); Plano dorsal (posterior); Plano lateral (direito e esquerdo). Plano lateral (direito e esquerdo).

10

11 PLANOS ANATÔMICOS Principais Termos Medial: Mais próximo a linha mediana; Medial: Mais próximo a linha mediana; Lateral: Mais afastado da linha mediana; Lateral: Mais afastado da linha mediana; Homolateral ou contralateral: mesmo lado; Homolateral ou contralateral: mesmo lado; Superficial e profundo. Superficial e profundo. Ex: Um ferimento do tórax medial ao mamilo está localizado entre o mamilo e a linha média anterior e um ferimento lateral ao mamilo está localizado entre o mamilo e a linha axilar. Ex: Um ferimento do tórax medial ao mamilo está localizado entre o mamilo e a linha média anterior e um ferimento lateral ao mamilo está localizado entre o mamilo e a linha axilar.

12 PLANOS ANATÔMICOS O termo proximal significa mais próximo da raiz do membro ou origem do órgão e distal mais afastado. O termo proximal significa mais próximo da raiz do membro ou origem do órgão e distal mais afastado. Ex: No membro superior, o cotovelo é proximal em relação ao punho e o punho é distal em relação ao cotovelo; Ex: No membro superior, o cotovelo é proximal em relação ao punho e o punho é distal em relação ao cotovelo; Superior significa mais próximo da extremidade superior e inferior mais próximo da extremidade inferior. Assim, temos o lábio superior e o inferior; a pálpebra superior e a inferior; Superior significa mais próximo da extremidade superior e inferior mais próximo da extremidade inferior. Assim, temos o lábio superior e o inferior; a pálpebra superior e a inferior;

13 DIVISÃO DO CORPO HUMANO O corpo humano divide-se em cabeça, tronco e membros. O corpo humano divide-se em cabeça, tronco e membros. A cabeça é dividida em duas partes: A cabeça é dividida em duas partes: - Crânio: formados por 8 ossos - Face: vários ossos que alojam os orgãos dos sentidos

14

15 DIVISÃO DO CORPO HUMANO O tronco é dividido em: O tronco é dividido em: - pescoço, - tórax, - abdome - pelve. O pescoço é suportado pela coluna cervical que abriga no seu interior a porção cervical da medula espinhal. O pescoço é suportado pela coluna cervical que abriga no seu interior a porção cervical da medula espinhal.

16 DIVISÃO DO CORPO HUMANO O tórax contém no seu interior, na chamada cavidade torácica, os pulmões, o esôfago, o coração e os grandes vasos sangüíneos que chegam ou saem do coração. O tórax contém no seu interior, na chamada cavidade torácica, os pulmões, o esôfago, o coração e os grandes vasos sangüíneos que chegam ou saem do coração.

17 DIVISÃO DO CORPO HUMANO O abdome contém basicamente órgãos do aparelho digestivo e urinário. Possui, no seu interior, grandes vasos que irrigam as vísceras abdominais e os membros inferiores. O abdome contém basicamente órgãos do aparelho digestivo e urinário. Possui, no seu interior, grandes vasos que irrigam as vísceras abdominais e os membros inferiores.

18 SISTEMA ÓSSEO O esqueleto humano é composto de 206 ossos. Os ossos estão unidos formando uma estrutura que além de manter a forma corporal permite a sua movimentação. O esqueleto humano é composto de 206 ossos. Os ossos estão unidos formando uma estrutura que além de manter a forma corporal permite a sua movimentação. O esqueleto fornece proteção aos órgãos internos do organismo: O esqueleto fornece proteção aos órgãos internos do organismo: O encéfalo situa-se dentro do crânio. O encéfalo situa-se dentro do crânio. Os pulmões, o coração e grandes vasos dentro do tórax. Os pulmões, o coração e grandes vasos dentro do tórax. A medula espinhal aloja-se no interior da coluna vertebral. A medula espinhal aloja-se no interior da coluna vertebral.

19 SISTEMA ÓSSEO Os ossos crescem durante a infância e a adolescência; Os ossos crescem durante a infância e a adolescência; Na fase adulta adquirem sua rigidez final; Na fase adulta adquirem sua rigidez final; Com o envelhecimento tornam-se frágeis; Com o envelhecimento tornam-se frágeis;

20 SISTEMA ÓSSEO Classificação dos Ossos Ossos Longos: Comprimento maior que a largura e a espessura. Exemplos: fêmur, rádio, ulna e falanges. Ossos Longos: Comprimento maior que a largura e a espessura. Exemplos: fêmur, rádio, ulna e falanges. Ossos Curtos: Comprimento, largura e espessura aproximadamente iguais: Exemplo: ossos do carpo. Ossos Curtos: Comprimento, largura e espessura aproximadamente iguais: Exemplo: ossos do carpo.

21 SISTEMA ÓSSEO Comprimento e largura se equivalem e predominam sobre a espessura. Exemplos: escápula. Comprimento e largura se equivalem e predominam sobre a espessura. Exemplos: escápula. Ossos Irregulares: Exemplos: ossos da base do crânio. Ossos Irregulares: Exemplos: ossos da base do crânio.

22

23 SISTEMA ÓSSEO Tronco A coluna Vertebral é o eixo principal de sustentação do corpo humano. É composto de 33 ossos chamados de vértebras. Está dividida em cinco regiões: A coluna Vertebral é o eixo principal de sustentação do corpo humano. É composto de 33 ossos chamados de vértebras. Está dividida em cinco regiões: Cervical, torácica, lombar sacral e coccígea. Cervical, torácica, lombar sacral e coccígea.

24 Dividida em 5 regiões: Cervical (7) Torácica (12) Lombar (5) Sacro (5) Cóccix (4) As vértebras mais freqüentemente afetadas: C5, C6, C7, T12 e L1. As vértebras mais freqüentemente afetadas: C5, C6, C7, T12 e L1. 20% das quedas de uma altura > 4,5m envolvem fraturas associada a coluna lombar. 20% das quedas de uma altura > 4,5m envolvem fraturas associada a coluna lombar.

25

26

27 SISTEMA ÓSSEO A porção proximal dos membros inferiores é chamada de cintura pélvica (quadril ou pelve óssea). O quadril é formado pela junção dos ossos ilíacos, Ísquios e púbicos. A porção proximal dos membros inferiores é chamada de cintura pélvica (quadril ou pelve óssea). O quadril é formado pela junção dos ossos ilíacos, Ísquios e púbicos. É uma estrutura rígida e estável protegida por ligamentos fortes; para ser fraturado requer traumatismo de grande energia. É uma estrutura rígida e estável protegida por ligamentos fortes; para ser fraturado requer traumatismo de grande energia.

28

29 SISTEMA ÓSSEO Articulação É o conjunto de partes moles e duras que servem como meio de união entre dois ou mais ossos próximos. É o conjunto de partes moles e duras que servem como meio de união entre dois ou mais ossos próximos. As articulações podem ser classificadas quando a dinâmica, em três classes: móveis, semimóveis e imóveis. As articulações podem ser classificadas quando a dinâmica, em três classes: móveis, semimóveis e imóveis.

30 SISTEMA ÓSSEO Principais Articulações Coluna Vertebral; Coluna Vertebral; Ombro; Ombro; Cotovelo; Cotovelo; Punho; Punho; Quadril; Quadril; Joelho; Joelho; Tornozelo; Tornozelo;

31 SISTEMA ÓSSEO Principais Movimentos Articulares Flexão e Extensão; Flexão e Extensão; Adução e Abdução; Adução e Abdução; Rotação; Rotação; Eversão (movimento giratório dos pés para fora); Eversão (movimento giratório dos pés para fora); Inversão (movimento para dentro); Inversão (movimento para dentro); Retração e Protração (movimento para trás e para frente da mandíbula). Retração e Protração (movimento para trás e para frente da mandíbula). Circundação: movimento giratório do ombro. Circundação: movimento giratório do ombro.

32

33

34 MEMBROS SS e II MMSS: úmero, uma, radio, metacarpos e falange. MMSS: úmero, uma, radio, metacarpos e falange. MMII: fêmur, tíbia, fíbula, metatarso e falange MMII: fêmur, tíbia, fíbula, metatarso e falange Os membros (superiores e inferiores), estão entre as mais freqüentes fraturas e possuem risco de vida se envolverem vasos sangüíneos calibrosos.

35

36

37

38 SISTEMA RESPIRATÓRIO

39 É composto por: Vias Respiratórias Superiores (Cavidade Oral e Nasal, Laringe, Faringe, Conchas nasais...); Vias Respiratórias Superiores (Cavidade Oral e Nasal, Laringe, Faringe, Conchas nasais...); Principal Finalidade: Aquecer, Filtrar e Umidificar o ar inalado; Além de enviar o ar para a via respiratória inferior. Principal Finalidade: Aquecer, Filtrar e Umidificar o ar inalado; Além de enviar o ar para a via respiratória inferior.

40 SISTEMA RESPIRATÓRIO Vias Respiratórias Inferiores ( Iniciam na Traquéia e se dividem em brônquios principais esquerdo e direito. Vias Respiratórias Inferiores ( Iniciam na Traquéia e se dividem em brônquios principais esquerdo e direito.

41 A aspiração de sangue e vômito normalmente causa obstrução ao nível dos brônquios menos calibrosos ou dos bronquíolos.

42 Nos indivíduos inconscientes a base da língua pode se projetar posteriormente e obstruir a orofaringe e consequentemente dificultar ou bloquear passagem de ar.

43 SISTEMA RESPIRATÓRIO O Pulmão esquerdo possui três lobos (superior, médio e inferior) e o direito apenas dois (superior e inferior). O Pulmão esquerdo possui três lobos (superior, médio e inferior) e o direito apenas dois (superior e inferior).

44 SISTEMA RESPIRATÓRIO A epiglote é uma dobra de tecido que fecha a entrada da laringe quando ocorre a deglutição. A epiglote é uma dobra de tecido que fecha a entrada da laringe quando ocorre a deglutição. A caixa torácica posterior é formada pela coluna vertebral e por 12 pares de costelas; são responsáveis pela sustentação e proteção permitindo a expansão e contração dos pulmões. A caixa torácica posterior é formada pela coluna vertebral e por 12 pares de costelas; são responsáveis pela sustentação e proteção permitindo a expansão e contração dos pulmões.

45 SISTEMA RESPIRATÓRIO O Manúbrio, o corpo do esterno, o apêndice xifóide e as costelas formam a caixa torácica anterior. O Manúbrio, o corpo do esterno, o apêndice xifóide e as costelas formam a caixa torácica anterior. As costelas e as vértebras são numeradas de cima para baixo, sendo que os dois últimos pares de costelas são chamados de flutuantes por não se ligarem à caixa torácica anterior. As costelas e as vértebras são numeradas de cima para baixo, sendo que os dois últimos pares de costelas são chamados de flutuantes por não se ligarem à caixa torácica anterior.

46 SISTEMA RESPIRATÓRIO Considerações Especiais Adultos em geralmente 12 a 20 RPM em repouso e crianças cerca de 40 RPM; Adultos em geralmente 12 a 20 RPM em repouso e crianças cerca de 40 RPM; Homens, crianças e bebês costumam usar a respiração abdominal ou diafragmática; por outro lado a maioria das mulheres usa a respiração torácica ou intercostal. Homens, crianças e bebês costumam usar a respiração abdominal ou diafragmática; por outro lado a maioria das mulheres usa a respiração torácica ou intercostal.

47

48

49

50 SISTEMA CIRCULATÓRIO

51 O Coração é a bomba que promove a circulação do sangue através dos vasos sangüíneos. É um órgão oco, composto de um tipo especial de músculo involuntário, o músculo estriado cardíaco, é do tamanho aproximado de um punho fechado. Localiza-se no tórax logo atrás do esterno e acima do diafragma. O Coração é a bomba que promove a circulação do sangue através dos vasos sangüíneos. É um órgão oco, composto de um tipo especial de músculo involuntário, o músculo estriado cardíaco, é do tamanho aproximado de um punho fechado. Localiza-se no tórax logo atrás do esterno e acima do diafragma.

52 SISTEMA CIRCULATÓRIO O aparelho cardiovascular é o responsável pela circulação do sangue através de todo o organismo. Seus componentes são o sangue, o coração e os vasos sangüíneos. O aparelho cardiovascular é o responsável pela circulação do sangue através de todo o organismo. Seus componentes são o sangue, o coração e os vasos sangüíneos. O sangue circula através de dois circuitos paralelos: a circulação pulmonar e a circulação sistêmica. O sangue circula através de dois circuitos paralelos: a circulação pulmonar e a circulação sistêmica.

53 O coração bombeia em média 5 litros de sangue por minuto quando em repouso. O volume de sangue bombeado por cada lado do coração em um minuto é chamado de débito cardíaco.

54 SISTEMA CIRCULATÓRIO Cada lado apresenta uma câmara superior chamada de átrio e uma câmara inferior chamada de ventrículo. Os átrios possuem a função de coletar o sangue e passar aos ventrículos que são bem mais musculosos e tem a função de bombear o sangue para as circulações sistêmica e pulmonar. Cada lado apresenta uma câmara superior chamada de átrio e uma câmara inferior chamada de ventrículo. Os átrios possuem a função de coletar o sangue e passar aos ventrículos que são bem mais musculosos e tem a função de bombear o sangue para as circulações sistêmica e pulmonar.

55

56 SISTEMA CIRCULATÓRIO O volume de sangue circulante corresponde de 7 a 8% do peso corporal. Assim um indivíduo de 70 kg apresenta em média de 4,9 a 5,6 litros de sangue. O volume de sangue circulante corresponde de 7 a 8% do peso corporal. Assim um indivíduo de 70 kg apresenta em média de 4,9 a 5,6 litros de sangue.

57 SISTEMA CIRCULATÓRIO A contração dos ventrículos é chamada de sístole (contração) e o seu relaxamento de diástole (relaxamento). A contração dos ventrículos é chamada de sístole (contração) e o seu relaxamento de diástole (relaxamento).

58

59 SISTEMA CIRCULATÓRIO A freqüência com que o coração contrai é denominada de freqüência cardíaca. No adulto em repouso varia de 60 a 100 batimentos por minuto. A freqüência com que o coração contrai é denominada de freqüência cardíaca. No adulto em repouso varia de 60 a 100 batimentos por minuto.

60 Vasos Sanguíneos são as artérias, arteríolas, capilares, veias e vênulas. Vasos Sanguíneos são as artérias, arteríolas, capilares, veias e vênulas.

61 Principais Artérias

62 SISTEMA CIRCULATÓRIO A pressão no interior das veias é bastante inferior à pressão arterial, por isso enquanto o sangramento arterial se faz em jatos o venoso se faz por derramamento. A pressão no interior das veias é bastante inferior à pressão arterial, por isso enquanto o sangramento arterial se faz em jatos o venoso se faz por derramamento.

63 Principais Veias

64 SISTEMA CIRCULATÓRIO Os valores normais se situam entre é 60 e 90 mm/Hg para a pressão diastólica 100 e 140 mm/Hg para a pressão sistólica. Os valores normais se situam entre é 60 e 90 mm/Hg para a pressão diastólica 100 e 140 mm/Hg para a pressão sistólica.

65 SISTEMA CIRCULATÓRIO A variação da pressão dentro das artérias durante o ciclo cardíaco produz uma onda de pressão que pode ser sentida como um impulso à palpação a que chamamos de pulso. A variação da pressão dentro das artérias durante o ciclo cardíaco produz uma onda de pressão que pode ser sentida como um impulso à palpação a que chamamos de pulso. Os melhores locais do corpo para se palpar os pulsos são: Pulso carotídeo no pescoço, femoral na raiz da coxa, radial no punho, braquial no braço, axilar na axila e pedioso no dorso do pé. Os melhores locais do corpo para se palpar os pulsos são: Pulso carotídeo no pescoço, femoral na raiz da coxa, radial no punho, braquial no braço, axilar na axila e pedioso no dorso do pé.

66 SISTEMA NERVOSO

67 O sistema nervoso se distribui por todos tecidos do organismo humano. É responsável pela regulação e integração da função dos órgãos, pela captação de estímulos do meio- ambiente e é sede de todas atividades mentais e comportamentais humanas. O sistema nervoso se distribui por todos tecidos do organismo humano. É responsável pela regulação e integração da função dos órgãos, pela captação de estímulos do meio- ambiente e é sede de todas atividades mentais e comportamentais humanas.

68 Anatomicamente: é dividido em duas partes: o sistema nervoso central e o sistema nervoso periférico. Anatomicamente: é dividido em duas partes: o sistema nervoso central e o sistema nervoso periférico. Funcionalmente: é dividido em sistema nervoso somático e sistema nervoso autônomo. Funcionalmente: é dividido em sistema nervoso somático e sistema nervoso autônomo.

69 O sistema nervoso somático regula as atividades sobre as quais há controle voluntário comer, beber, correr... O sistema nervoso somático regula as atividades sobre as quais há controle voluntário comer, beber, correr... O sistema nervoso autônomo regula as atividades involuntárias essenciais ao funcionamento do organismo como a respiração, digestão, vasodilatação e vasoconstrição, entre muitas outras. O sistema nervoso autônomo regula as atividades involuntárias essenciais ao funcionamento do organismo como a respiração, digestão, vasodilatação e vasoconstrição, entre muitas outras.

70 SISTEMA NERVOSO Os neurônios são células especializadas que apresentam uma baixa ou nula capacidade de regeneração e reprodução no indivíduo adulto. Os neurônios são células especializadas que apresentam uma baixa ou nula capacidade de regeneração e reprodução no indivíduo adulto.

71 SISTEMA NERVOSO O sistema nervoso central é o centro da consciência, responsável por todas nossas atividades corporais voluntárias, pela percepção e pela inteligência. O sistema nervoso central é o centro da consciência, responsável por todas nossas atividades corporais voluntárias, pela percepção e pela inteligência. É composto de três partes principais: o cérebro, o cerebelo e o tronco encefálico. É composto de três partes principais: o cérebro, o cerebelo e o tronco encefálico.

72

73

74 SISTEMA NERVOSO O tronco encefálico é a porção inferior do encéfalo que se comunica com a medula espinhal; O tronco encefálico é a porção inferior do encéfalo que se comunica com a medula espinhal;

75 SISTEMA NERVOSO A Medula Espinhal é um cilindro achatado que desce pelo interior da coluna vertebral. A Medula Espinhal é um cilindro achatado que desce pelo interior da coluna vertebral.

76 SISTEMA NERVOSO O sistema nervoso periférico é composto de 31 pares de nervos que saem da medula espinhal (nervos raquidianos) e 12 pares de nervos que saem do crânio (nervos cranianos). O sistema nervoso periférico é composto de 31 pares de nervos que saem da medula espinhal (nervos raquidianos) e 12 pares de nervos que saem do crânio (nervos cranianos).

77 SISTEMA NERVOSO Dividi-se em simpático e o parassimpático. Dividi-se em simpático e o parassimpático. - O simpático é responsável pela constrição vascular, aumento da freqüência cardíaca e dilatação pupilar, entre muitas outras funções. - O simpático é responsável pela constrição vascular, aumento da freqüência cardíaca e dilatação pupilar, entre muitas outras funções. - O parassimpático, por sua vez, é responsável pela vasodilatação, diminuição da freqüência cardíaca e contração pupilar. - O parassimpático, por sua vez, é responsável pela vasodilatação, diminuição da freqüência cardíaca e contração pupilar.

78

79 SISTEMA DIGESTIVO

80

81 ABDOME A fim de facilitar a descrição da localização das lesões e sintomas abdominais o abdome é dividido em algumas regiões usando para isto referências anatômicas.

82 ABDOME Região Lesada Órgãos Possivelmente Atingidos Quadrante superior direito Fígado, vesícula biliar, pâncreas, estômago, duodeno, cólon direito, diafragma, rim direito e veia cava inferior. Quadrante superior esquerdo Baço, estômago, cauda do pâncreas, cólon esquerdo, rim esquerdo e diafragma. Quadrante inferior direito Intestino delgado, cólon direito, vasos ilíacos. Quadrante inferior esquerdo Intestino delgado, cólon esquerdo, reto, vasos ilíacos. Tabela de distribuição dos órgãos por região lesionada

83

84

85

86 SISTEMA TEGUMENTAR

87

88 A pele é constituída de duas camadas principais – a epiderme e a derme. Cada uma delas é composta de tipos de tecidos diferente e tem funções distintas

89 A EPIDERME Camada mais externa da pele, e fina e avascular; costuma regenerar-se em 4 a 6 semanas. Suas funções básicas são manter a integridade da pele e atuar como barreira física.

90 A função da derme: É oferecer resistência, suporte, sangue e oxigênio à pele.

91 TECIDO SUBCUTÂNEO É composto pelos tecidos adiposo e conjuntivo, além de grandes vasos sanguíneos, nervos e vasos linfáticos. A espessura da epiderme, da derme e subcutâneo variam entre diferentes pessoas e partes do corpo.

92 As seis funções da pele são: 1. Proteção: a pele atua como barreira física contra microrganismos e outras substâncias estranhas, protegendo contra infecções e perda excessiva de líquidos. 2. Sensibilidade: as terminações nervosas da pele permitem que a pessoa sinta dor, pressão, calor e frio. 3. Termorregulação: a pele ajuda a regular a temperatura corporal mediante vasoconstrição, vasodilatação e sudorese.

93 5. Metabolismo: a síntese de vitamina D na pele exposta à luz solar, por exemplo, ativa o metabolismo de cálcio e fosfato, minerais que desempenham um papel importante na formação óssea. 6. Imagem Corporal: a pele detalha a nossa aparência, identificando de modo único cada indivíduo. 4. Excreção: a pele ajuda na termorregulação, mediante a excreção de resíduos, como eletrólitos e água.

94 TIPOS DE SENSORES TIPOS DE SENSORES Corpúsculo de Vater-Pacini, sensíveis à pressão. Corpúsculo de Vater-Pacini, sensíveis à pressão. Corpúsculo de Vater-Pacini Corpúsculo de Vater-Pacini Corpúsculo de Meissner com função de detecção de pressões de frequência diferente. Corpúsculo de Meissner com função de detecção de pressões de frequência diferente. Corpúsculo de Meissner Corpúsculo de Meissner Corpúsculo de Krause, sensíveis ao frio (mais profundos). Corpúsculo de Krause, sensíveis ao frio (mais profundos). Corpúsculo de Krause Corpúsculo de Krause Órgão de Ruffini, sensíveis ao calor. Órgão de Ruffini, sensíveis ao calor. Órgão de Ruffini Órgão de Ruffini Célula de Merckel, sensíveis a tacto e pressão. Célula de Merckel, sensíveis a tacto e pressão. Célula de Merckel Célula de Merckel Folículo piloso, com terminações nervosas associadas. Folículo piloso, com terminações nervosas associadas. Folículo piloso Folículo piloso Terminação nervosa livre, com dendritos livres sensíveis à dor e temperatura. Terminação nervosa livre, com dendritos livres sensíveis à dor e temperatura. Terminação nervosa livre Terminação nervosa livre

95 FOTO

96

97 FIM


Carregar ppt "ENFº. JANILTON DE CASTRO COREN/PE: 299915 COREN/PE: 299915."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google