A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INTRODUÇÃO A METODOLOGIA DA PESQUISA AULA 1 Diana Paula Andrade Pilling Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Universidade do Vale do Paraíba

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INTRODUÇÃO A METODOLOGIA DA PESQUISA AULA 1 Diana Paula Andrade Pilling Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Universidade do Vale do Paraíba"— Transcrição da apresentação:

1 INTRODUÇÃO A METODOLOGIA DA PESQUISA AULA 1 Diana Paula Andrade Pilling Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Universidade do Vale do Paraíba

2 Sumário: A importância da leitura; Redação Científica; Transmitindo e Recebendo Conhecimento; Aulas Futuras;

3 IMPORTÂNCIA DA LEITURA Uma tese de mestrado ou doutorado exige muita leitura e, se possível, de toda a bibliografia referente ao assunto. (M. A. Marconi)

4 A LEITURA Constitui um dos fatores decisivos do estudo e é imprescindível em qualquer tipo de investigação científica. Favorece a obtenção de informações já existentes, poupando o trabalho da pesquisa de campo ou experimental. Ampliação de conhecimentos, aumenta o vocabulário, abre horizontes na mente. LER Significa eleger, escolher, distinguir os elementos mais importantes daqueles que não o são e, depois, optar pelos mais representativos. IMPORTÂNCIA DA LEITURA

5 A leitura implica em quatro operações: Reconhecer: entender o significado dos símbolos gráficos utilizados no texto. Organizar: entrosar o significado das palavras na frase, nos parágrafos, nos capítulos etc. Elaborar: estabelecer significados adicionais em torno do significado imediato e original dos símbolos gráficos utilizados no texto; Valorar: Comparar os dados da leitura a fim de aceitar ou contestar as afirmações ou supostas verdades. Não necessariamente nesta ordem IMPORTÂNCIA DA LEITURA

6 BUSCA DO MATERIAL Iniciantes/estudantes Devem ser orientados no tipo de leitura. À medida que houver mais familiaridade com o mundo dos livros, a habilidade de seleção será fácil e natural. Deve ser feita, na medida do possível, em obras originais, na língua do autor; na falta destas, escolher traduções que garatam fidelidade. IMPORTÂNCIA DA LEITURA

7 BUSCA DO MATERIAL Identificando o texto a)Título – Estabelece o assuntoe, às vezes, a intenção do autor; b) A data da publicação – atualização, aceitação (pelo nímero de edições), a menos que seja clássica. c)Ficha catalográfica – credenciais e qualificações do autor; d)O Índice ou Sumário – divisão e tópicos abordados; e)Introdução ou Prefácio – indícios da metodologia e objetivos do autor; f)Bibliografia – final e as citações de rodapé – tendo em vista as obras consultadas. IMPORTÂNCIA DA LEITURA

8 BUSCA DO MATERIAL Os livros podem ser úteis: Para leitura ou para consulta De qualquer forma, há necessidade de prévia seleção. Então, podemos selecionar a leitura em duas classes: As que podem ajudar no estudo, em face dos conhecimentos técnicos e atualizados que contêm, e as que oferecem subsídios para a elaboração de trabalhos científicos. IMPORTÂNCIA DA LEITURA

9 BUSCA DO MATERIAL O estudante deve procurar, na medida do possível, preocupar-se com a formação de uma biblioteca de obras selecionadas, dado que elas são o instrumento de trabalho do estudioso, do intelectual e do cientista. Deve-se iniciar pelas obras básicas, indicadas pelos professores; depois, outras mais especializadas, dentro da área de interesse profissional. IMPORTÂNCIA DA LEITURA

10 LEITURA PROVEITOSA Para um resultado satisfatório, algumas considerações devem ser levada em conta: a)Atenção – aplicação cuidadosa da mente em determinado objeto, para haver entendimento e assimilação dos conteúdos básicos encontrados no texto; b)Intenção - Interesse em conseguir algum proveito intelectual através da leitura; c)Reflexão – Ponderação sobre o que se lê, observando todos os ângulos, tentando descobrir novos pontos de vista. Favorece o esclarecimento e aperfeiçoamento das próprias idéias. IMPORTÂNCIA DA LEITURA

11 LEITURA PROVEITOSA Para um resultado satisfatório, algumas considerações devem ser levada em conta: d) Espírito crítico – Julgamento, aprovação ou não das colocações e ponto de vista. Ler com espírito crítico significa ler com reflexão, não admitindo idéias sem analisar. e) Análise – divisão do tema no maior número de partes possível; f) Síntese – reconstituição das partes decompostas pela análise e resumo dos aspectos essenciais, deixando de lado o secundário. g) Velocidade – Certo grau de velocidade, mas com eficiência. IMPORTÂNCIA DA LEITURA

12 O QUE EVITAR ? a)Dispersão – Falta de concentração, deixando a imaginação divagar de um lado para o outro. A formação intelectual consiste, em grande parte, na disciplina da mente; b) Inconstância – Sem uma devida perseverança não se atinge o objetivo, não chega a nada concreto; c)Passividade – a leitura passiva, sem trabalho da mente, sem raciocínio, reflexão, discussão, impede o verdadeiro progresso intelectual; d)Excessivo espírito crítico - preocupação exagerada em censurar, criticar ou contradizer prejudica o raciocínio lógico; IMPORTÂNCIA DA LEITURA

13 O QUE EVITAR ? e) Preguiça – em procurar esclarecimentos de coisas desconhecidas contidas no texto. Sem a compreensão da terminologia específica, nem sempre se entende o texto; f) Deslealdade – distorção do pensamento do autor. Quando há má fé ou se falsificam as idéias contidas no texto, compromete-se o caráter científico de qualquer obra. IMPORTÂNCIA DA LEITURA

14 REDAÇÃO CIENTÍFICA

15 Característica chave Clareza Abordagem de um problema claramente estabelecido + Conclusões perfeitamente estabelecidas Experimentação Científica bem sucedida! Quando alguma coisa está sendo dita pela primeira vez, clareza é essencial. A maior parte dos artigos científicos são aceitos para publicação exatamente porque eles contribuem com conhecimento novo. Conseqüência necessidade de CLAREZA ABSOLUTA!

16 TRANSMITINDO E RECEBENDO CONHECIMENTO Se um meteoro cai na Lua e não tem ninguém para ouvir, ele produz som? A resposta correta é NÃO! Som é mais do que ondas de pressão. Não pode haver som sem um ouvinte! Um artigo científico só é útil quando recebido e entendido pelo público pretendido.

17 TRANSMITINDO E RECEBENDO CONHECIMENTO A redação do artigo deve ser tão clara e bem ordenada quanto possível. Não há necessidade de ornamentação – isso só causas confusão. A melhor linguagem é aquela que dá sentido com o menor número de palavras curtas (Instruções aos autores do Journal of Bacteriology anos atrás) Artifícios literários, metáforas e assemelhados desviam a atenção e devem ser usados muito raramente na redação científica.

18 ... Mais tarde: Pesquisa bibliográfica; Preparação de um artigo; Preparação de um artigo de divulgação; Preparação de uma tese; Preparação de um seminário; Preparação do curriculum vitae;


Carregar ppt "INTRODUÇÃO A METODOLOGIA DA PESQUISA AULA 1 Diana Paula Andrade Pilling Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Universidade do Vale do Paraíba"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google