A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Soluções nutritivas usadas no cultivo hidropônico: pesquisa e produção comercial. PEDRO ROBERTO FURLANI

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Soluções nutritivas usadas no cultivo hidropônico: pesquisa e produção comercial. PEDRO ROBERTO FURLANI"— Transcrição da apresentação:

1 Soluções nutritivas usadas no cultivo hidropônico: pesquisa e produção comercial. PEDRO ROBERTO FURLANI

2 Sistema Internacional de Unidades (SI) Sistema métrico-1799 – Academia Francesa de Ciências Brasil (Lei Imperial 1157) Conferência Geral de Pesos e Medidas França -SI Brasil - Laboratório Nacional de Metrologia - INMETRO

3 Unidades de base Unidade Símbolo Comprimento metro m Massa quilograma kg Tempo segundo s Corrente elétrica ampere A Temperatura kelvinK Quantidade de máteria mol mol Intensidade luminosacandela cd Unidades não SI mas aceitas Tempo minuto, hora, dia h, min, d Volume litro l ou L

4 MOL: quantidade de matéria de um sistema que contém tantas unidades elementares quantos forem os átomos contidos em 0,012 kg de carbono 12. [1971] Português: mol plural: mols Inglês: mole Segundo (s): É a duração de períodos da radiação correspondente à transição entre os dois níveis hiperfinos do átomo de césio-133, no estado fundamental [13a. CGPM ( 1967)]

5 Unidade mol: átomos, moléculas, elétrons Unidade mol: entidades elementares ou partículas, devem ser especificadas, podendo ser átomos, moléculas, elétrons, outras partículas ou agrupamentos especificados de tais partículas. Número de entidades elementares contidas em 1 mol corresponde à constante de Avogrado, cujo valor é 6,022 x mol mol de átomos de ferro = 6,02x10 23 átomos de ferro 1 mol de moléculas de água (H 2 O) = 6,02x10 23 moléculas de água 1 mol de laranjas = 6,02x10 23 laranjas

6 Unidade mol: átomos, moléculas, elétrons Unidade mol: entidades elementares ou partículas, devem ser especificadas, podendo ser átomos, moléculas, elétrons, outras partículas ou agrupamentos especificados de tais partículas. Número de entidades elementares contidas em 1 mol corresponde à constante de Avogrado, cujo valor é 6,022 x mol -1. MOL MASSA MOLAR MOL MASSA MOLAR

7 Massa Molar (M): massa (em gramas) de um número de entidades igual à constante de Avogrado, isto é, à massa de 1 mol de entidades elementares, ou seja, quantidade de matéria."

8 Inadequado número de mols Qual o número de mols contidos em 88 g de dióxido de carbono? Usual e Correto quantidade de matéria Qual a quantidade de matéria, em mols, contidos em 88 g de dióxido de carbono?

9 Quantidade de matériaMOL Quantidade de matéria SI MOL MOL 6,022 x 10²³ entidades = MOL Solução Solução: qualquer mistura homogênea de duas ou mais substâncias formando uma só fase. Soluto: o que é dissolvido Solvente : o que dissolve Concentração das Soluções

10 Termo genérico Dimensional: grandeza representativa das quantidades das substâncias químicas Adimensional: relação entre a massa de soluto e a massa da solução; ou em massa por volume; ou de inúmeras outras maneiras. Constante de proporcionalidade entre o soluto com a solução Relação soluto/solução Concentração

11 MISTURAS Soluções: partículas < 1nm ( m) Dispersão coloidal : partículas entre 1nm a 100nm Suspensão: partículas > 100nm Concentração

12 Relação Massa-Massa Título ( ) =Título ( ) = Massa Soluto Unidade= g/g Massa Solução % em massa% em massa = x 100 Unidade: %(m/m) Partes por milhão ppm = x 10 6 Partes por bilhão ppb = x 10 Concentração das Soluções Exemplo: solução 25% NaOH em massa [25%(m/m)] 25g de NaOH em 100g de solução 25g de NaOH em 100g de solução

13 Relação Massa-Volume Concentração (C) = Concentração (C) = massa soluto (g) Volume (litros) Unidade = g/L Concentração (C) = Concentração (C) = massa soluto (g) Massa Molar (g) x Volume (L) Unidades = mol/L, mol/m³ molar 1 mol/L = 10³ mmol/L = 0,1 mol/100mL = 6,02×10 23 moléculas/L Concentração das Soluções

14 Potássiomg/L 91,481,315,0 91,4 mg K 1L água 1mol K = 39,098g X mmol K = 91,4mg X = 91,4mg/39,09g X = 2,34 mmol R= 2,34 mmol/L = 91,4 mg/L de K mmol/L = mg/L ÷ Massa molar

15 Cobremg/L 0,04 0,03 0,04 mg Cu L água 1mol Cu = 63,546 g X mmol Cu = 0,04 mg X = 0,04mg/63,546g X = 0,00063 mmol = X = 0,63 μmol/L R= 0,63 μmol/L = 0,04 mg/L de Cu μ mol/L = mg/L ÷ Massa molar x 1000

16 Relação Massa-Volume Normalidade (N)= massa (gramas) Equivalente-grama x Volume (L) Unidades = meq/L Normal Equivalente-grama = Massa Molar / n n = nº de prótons ganhos ou perdidos (Bronsted) nº de pares aceitos ou doados (Lewis) nº de hidrogênio ácidos ou hidróxidos nº valência total do cátion ou ânion Concentração das Soluções

17 Relação Volume –Volume Somente para líquidos % em volume = volume do soluto * 100 volume da solução Unidade = %(v/v) Concentração das Soluções Graus Gay-Lussac = ºGL

18 Diluições V 1 C 1 V solvente V 1 + Vs= V 2 C 2 + V 1 * C 1 = V 2 * C 2 C= concentração em mol/L, normalidade, g/L, mg/L

19 Concentração das Soluções Cuidados importantes Cuidados importantes: Evitar : Molaridade e normalidade %: uso restrito com indicações de massa e volume ppm ou ppb ou ppt: Não são SI Consulte:

20 Unidades para Solos e Plantas Equivalente grama = elementos trocáveis no solo Equivalente é muito variável e depende da reação química Flexibilidade do mol = mol de carga

21 Unidades para Solos e Plantas Concentração no solo Geral : g/dm³, g/kg, mg/dm³ Íons: mmol c /dm³, mmol c /kg Massa molar desconhecida: g/dm³, mg/kg, g/kg

22 Unidades para Solos e Plantas

23 Pesquisas envolvendo hidroponia Demonstração da essencialidade de um elemento químico; Demonstração da fitotoxicidade de um elemento ou composto químico; Interações entre nutrientes e, ou elementos químicos e, ou compostos químicos; Mecanismos de absorção iônica radicular; Controle de doenças e, ou pragas; Estudos com microorganismos promotores de crescimento; Etc...

24 TIPOS DE CULTIVO HIDROPÔNICO Em água: Fluxo laminar de nutrientes - NFT; Aeroponia; Solução nutritiva aerada; Em substratos: orgânicos, inorgânicos e mistos Com ou Sem reaproveitamento da solução nutritiva

25 Cultivo em água – sistema comum

26 AL1/AL1P1/AL1P2/AL1 EXPERIMENTO COM RAÍZES SUB-DIVIDIDAS

27 ALGUNS EXEMPLOS DE SOLUÇÕES CONCENTRADAS USADAS PARA INDUÇÃO DE DEFICIÊNCIAS

28

29 Sol.Salmol.L -1 g.L -1 AKNO ,1 BCa(NO 3 ) 2.H ,2 CNH 4 H 2 PO ,1 DMgSO 4.7H 2 O1246,5 ENH 4 NO FCaSO 4.H 2 O0,011,72 GNaNO HKH 2 PO IK 2 SO 4 0,587,6 J(NH 4 ) 2 SO ,1 KMgCl 2.6H 2 O1203,3 LNa 2 SO MCaCl

30 Sol.Salmmol.L -1 g.L -1 NFeEDTA206,922 OH3BO3251,546 PMnSO 4.H 2 O20,338 QZnSO 4.7H 2 O20,575 NaCl502,925 RCuSO 4.5H 2 O0,50,125 H 2 MoO40,50,081

31 SalCompleta-N-P-K-Ca-Mg-S mL.L -1 KNO Ca(NO 3 ) 2.H NH 4 H 2 PO MgSO 4.7H 2 O NH 4 NO CaSO 4.H 2 O NaNO KH 2 PO K 2 SO (NH 4 ) 2 SO MgCl 2.6H 2 O Na 2 SO CaCl MICROS

32 Sol.Salmol.L -1 g.L -1 ACa(NO 3 ) 2.H ,2 BKNO ,1 CMgSO 4.7H 2 O1246,5 DKH 2 PO ENaNO FMgCl 2.6H 2 O1203,3 GNa 2 SO ,1 HNaH 2 PO ,1 ICaCl JKCl0,587,6 KMICROSdescrição à parte LFeEDTAdescrição à parte

33 PREPARO DA SOLUÇÃO DE FeEDTA - 10 mg Fe/mL FONTES G/L ESTOQUE SULFATO FERROSO HEPTAHIDRATADO 50 EDTA DISSÓDICO 60 DISSOLVER SEPARADAMENTE EM 450mL DE ÁGUA MORNA, CADA UM DOS SAIS. MISTURAR AS DUAS SOLUÇÕES, ACRESCENTANDO A SOL. DE EDTA À SOL. DE FERRO. COMPLETAR O VOLUME COM ÁGUA, EFETUAR O BORBULHAMENTO DE AR (use um compressor de aquário) ATÉ O DESAPARECIMENTO DE QUALQUER RESÍDUO. GUARDAR EM FRASCO ESCURO E PROTEGIDO DA LUZ.

34 SalCompleta-N-P-K-Ca-Mg-S mL.L -1 Ca(NO 3 ) 2.H KNO MgSO 4.7H 2 O KH 2 PO NaNO MgCl 2.6H 2 O Na 2 SO NaH 2 PO CaCl KCl MICROS

35 Sol.Salmol.L -1 ACa(NO 3 ) 2.4H 2 01 BKNO 3 1 CMgSO 4.7H 2 O1 DKH 2 PO 4 1 ECa(H 2 PO 4 ) 2.H 2 O0,01 FK 2 SO40,05 GCaSO 4.H 2 O0,01 FMg(NO 3 ) 2.6H 2 O1 KMICROSdescrição à parte LFeEDTAdescrição à parte

36 SalCompl.-N-P-K-Ca-Mg-S mL.L -1 Ca(NO 3 ) 2.H KNO MgSO 4.7H 2 O KH 2 PO Ca(H 2 PO 4 ) 2.H 2 O K 2 SO CaSO 4.H 2 O Mg(NO 3 ) 2.6H 2 O MICROS

37 Sol.Salmmol.L -1 g.L -1 NFeEDTA206,922 OH3BO3251,546 PMnSO 4.H 2 O20,338 QZnSO 4.7H 2 O20,575 NaCl502,925 RCuSO 4.5H 2 O0,50,125 H2MoO40,50,081

38 SalCompleta-Fe-B-Mn-Zn mL.L -1 KNO Ca(NO 3 ) 2.H NH 4 H 2 PO MgSO 4.7H 2 O22222 FeEDTA20222 H 3 BO MnSO 4.H 2 O22202 ZnSO 4.7H 2 O22220 NaCl CuSO 4.5H 2 O22222 H 2 MoO 4

39 SOLUÇÕES NUTRITIVAS: Como expressar a composição ?

40 NUTRIENTESCONCENTRAÇÃO (µmol/L) Ca1250 Mg500 K1280 Fe225 Mn2,25 Cu1, Zn0, Mo-MoO 4 1, B-H 3 BO 3 11,5 S-SO N-NO N-NH P-H 2 PO 4 30

41 Baseada em Pavan & Bingham (1982). NUTRIENTESCONCENTRAÇÃO (µmol/L) Ca1250 Mg500 K1280 S-SO N-NO N-NH P-H 2 PO 4 30

42 NUTRIENTESCONCENTRAÇÃO (µmol/L) *Fe225 Mn2,25 Cu1, Zn0, Mo-MoO 4 1, B-H 3 BO 3 11,5 Baseada em Pavan & Bingham (1982). *Ferro adicionado na forma de Fe-EDDHA Fe-Etileno Diamino Di-orto Hidroxi fenil Acetato (6% de Fe).

43 QUELATOS DE FERRO FeDTPA Fe - DietilenoTriamino Penta Acetato FeEDTA Fe - Etileno Diamino Tetra Acetato FeEDDHA Fe - Etileno Diamino Di-orto Hidroxi fenil Acetato FeEDDHMA Fe - Etileno Diamino Di-orto Hidroxi paraMetilfenilAcetato

44 Soluções nutritivas: Adubos e sais para uso em hidroponia e fertirrigação.

45 TIPOS DE CULTIVO PROTEGIDO Em solo. Em água: hidroponia Fluxo laminar de nutrientes – NFT Aeroponia Solução nutritiva aerada Em substratos: orgânicos, inorgânicos e mistos Com ou Sem reaproveitamento da solução nutritiva

46 SOLO FRAÇOES ORGÂNICA E INORGÂNICAS SAIS INORGÂNICOS LIBERAÇÃO DE MINERAIS DISSOLVIDOS EM ÁGUA SOLUÇÃO NUTRITIVASOLUÇÃO DO SOLO ÁGUA

47 SOLO FRAÇOES ORGÂNICA E INORGÂNICAS SAIS INORGÂNICOS LIBERAÇÃO DE MINERAIS DISSOLVIDOS EM ÁGUA SOLUÇÃO NUTRITIVASOLUÇÃO DO SOLO SUBSTRATO SOLUÇÃO DO SUBSTRATO ÁGUA

48 SOLUÇÃO NUTRITIVA, DO SOLO E DO SUBSTRATO + ÁGUA RAÍZES PARTE AÉREA DA PLANTA (FOLHAS, CAULES, FLORES, FRUTOS) N-NO 3 -, N-NH 4 +, Cl -, P-H 2 PO 4 - /P-HPO 4 2-, K + e Mg 2+ S-SO 4 2-, Mn 2+, Fe 2+, Zn 2+, Cu 2+, Ni 2+ e Mo-MoO 4 2- Ca 2+ e B-H 3 BO 3

49 REQUERIMENTOS DE UM FERTILIZANTE PARA SEU USO EM FERTIRRIGAÇÃO Alto conteúdo de nutrientes em solução Solubilização completa em condições de campo Rápida dissolução em água de irrigação Granulação fina e fluída Não obstruir gotejadores Baixo conteúdo de componentes insolúveis Conteúdo mínimo de agentes condicionadores Compatível com outros fertilizantes Interação mínima com a água de irrigação Não causar variações bruscas no pH da água de irrigação Baixa corrosividade ao cabeçal e sistema de irrigação

50 Sal/fertilizanteNutrienteTeorCE (sol.0,1%) 1 mg.L -1 %mS.cm -1 g.1000L -1 Nitrato de potássio1,3 K36,52,7 N-NO 3 137,7 Nitrato de cálcio1,2 Ca195,3 N-NO 3 14,56,9 N-NH 4 1,0100,0 Nitrato de magnésio0,9 Mg911,1 N-NO ,1 Fosfato monoamônio purificado1,0 (MAP) N-NH 4 119,1 P263,9 Nitrato de amônio1,5 N-NH 4 16,56,1 N-NO 3 16,56,1

51 Sal/fertilizanteNutrienteTeorCE (sol.0,1%) 1 mg.L -1 %mS.cm -1 g.1000L -1 Fosfato monopotássico0,7 (MKP)K293,5 P234,4 Cloreto de potássio (branco)1,7 K521,9 Cl472,1 Sulfato de potássio1,2 K412,4 S-SO 4 175,9 Sulfato de magnésio0,9 Mg1010,0 S-SO 4 137,7 Ácido fosfórico 85%, D = 1,71,0 P27(45,7)3,7 (2,2 mL) Ácido nítrico 53%, D = 1,3251,0 N-NO 3 11,8(15,6) 8,5 (6,4 mL)

52 Solubilidade em água de alguns adubos usados em hidroponia SalSolubilidade (g/mL) Uréia0,50 Nitrato de cálcio0,50 Nitrato de potássio0,15 Nitrato de magnésio0,70 Fosfato monoamônio0,20 Fosfato monopotássico0,20 Sulfato de magnésio0,50 Sulfato de potássio0,10

53 Sal ou FertilizanteNutrienteTeor0,1 mg.L -1 do nutriente %g.1000L -1 FeEDTAFe130,77 FeEDDHA61,67 FeEDDHMA61,67 FeDTPA110,91 FeEDDHAS61,67 Ácido bóricoB170,59 Sulfato de cobreCu230,43 CuEDTA14,50,69 Sulfato de manganêsMn330,38 MnEDTA130,77 Sulfato de zincoZn220,45 ZnEDTA140,71 Molibdato de sódioMo390,26 Molibdato de amônio540,19

54 Sal ou FertilizanteNutrienteTeor0,1 mg.L -1 do nutriente %g.1000L -1 FeEDTAFe130,77 FeEDDHA61,67 FeEDDHMA61,67 FeDTPA110,91 Ácido bóricoB170,59 Bórax110,91 Sulfato de cobre.5H 2 OCu230,43 CuEDTA14,50,69 Sulfato de manganês.H 2 OMn330,38 Cloreto de manganês270,37 MnEDTA130,77 Sulfato de zinco.7H 2 OZn220,45 Cloreto de zinco450,22 ZnEDTA140,71 Molibdato de sódioMo390,26 Molibdato de amônio540,19

55 MISTURAS COMERCIAIS DE MICRONUTRIENTES ConMicros LibrelMicrosQuelatecMicromixRexolin PremiumStandardBMXQAZCXK % B1,22,00,90,50,70,51,5 Cu1,22,01,70,12,31,50,5 Fe4,67,93,45,07,54,03,4 Mn1,22,01,71,03,54,03,2 Mo0,20,40,00,10,40,1 Zn0,50,80,60,40,71,54,2 K0,0 12,0 Mg0,0 9,01,2 S0,0 7,00,01,5

56 Quantidade (g/1000L) para preparar solução com 2,0 mg/L de Fe 43,525,358,850,0 NutrienteConMicrosConMicrosRexolin CXKMicroMix PremiumStandardYaraRigran mg/L Boro0,520,510,880,25 Cobre0,520,510,290,75 Ferro2,002,002,002,00 Manganês0,520,511,882,00 Molibdênio0,090,100,030,05 Zinco0,220,202,470,75 Níquel0,090,100,000,00 Potássio0,000,007,060,00 Magnésio0,000,000,714,50 Enxofre0,000,000,880,00

57 NutrienteConMicros Hydro CocktailMicros Q PremiumStandardYaraNutriplant % Boro (B)1,161,9820,5 Cobre (Cu)1,161,980,80,07 Ferro (Fe)4,627,95,65 Manganês (Mn)1,161,983,21 Molibdênio (Mo)0,230,40,320,08 Zinco (Zn)0,460,7920,4 Níquel (Ni)0,230,4-- Recomendação de uso, g/1000L 42, Concentração Resultante na solução, mg/L Boro (B)0,490,50,70,2 Cobre (Cu)0,490,50,280,03 Ferro (Fe)1,961,981,962 Manganês (Mn)0,490,51,120,4 Molibdênio (Mo)0,1 0,110,03 Zinco (Zn)0,2 0,70,16 Níquel (Ni)0,1 00 FORMULAÇÕES CONTENDO MICRONUTRIENTES

58 ALTERAÇÕES QUÍMICAS NA SOLUÇÃO NUTRITIVA EM FUNÇÃO DO pH, DE QUELATOS, E DA CONCENTRAÇÃO.

59 INCOMPATIBILIDADE QUÍMICA ENTRE OS COMPONENTES DOS SAIS DEPENDE DE SUAS CONCENTRAÇÕES NO MEIO DE CRESCIMENTO, DA PRESENÇA DE OUTROS SAIS E DO pH DA SOLUÇÃO.

60 Quantidade por 1000 L (100 X concentrada) Tanque A Nitrato de cálcio67,4 kg Quelato de Fe EDDHA 6%4075,0 g Tanque B Nitrato de potássio25,4 kg Fosfato monopotássio17,0 kg Sulfato de potássio14,6 kg Sulfato de magnésio10,1 kg Sulfato de manganês85,0 g Sulfato de zinco115,0 g Bórax285,0 g Sulfato de cobre19,0 g Molibdato de sódio18,0 g Recomendação de um laboratório da Holanda

61 Resultados da especiação química – Software Geochem

62 Quantidade por 1000 L (100 X concentrada) Tanque A Nitrato de cálcio67,4 kg Quelato de ferro EDDHA 6%4075,0 g Sulfato de manganês 85,0 g Sulfato de zinco 115,0 g Bórax 285,0 g Sulfato de cobre 19,0 g Molibdato de sódio 18,0 g Tanque B Nitrato de potássio25,4 kg Sulfato de potássio14,6 kg Fosfato monopotássio17,0 kg Sulfato de magnésio10,1 kg

63 Tanque A Nitrato de cálcio Nitrato de magnésio Quelato de ferro (EDDHA ou EDTA) Sulfato ou Quelato de manganês Sulfato ou Quelato de zinco Sulfato ou Quelato de cobre Ácido bórico Tanque B Nitrato de potássio Fosfato mono potássio ou mono amônio Sulfato de potássio Molibdato de sódio ou de amônio SOLUÇÕES CONCENTRADAS

64 SOLUÇÃO A NITRATO DE CÁLCIO NITRATO DE POTÁSSIO SOLUÇÃO DE MICRONUTRIENTES 10x QUELATO DE FERRO 6% (EDDHA)

65 SOLUÇÃO CONCENTRADA A

66

67 SOLUÇÕES CONCENTRADAS SOLUÇÃO B NITRATO DE POTÁSSIO FOSFATO MONOPOTÁSSICO SULFATO DE MAGNÉSIO

68 SOLUÇÃO CONCENTRADA B

69

70

71

72 QUAL A FAIXA DE pH MAIS ADEQUADA DAS SOLUÇÕES CONCENTRADAS ?

73

74

75

76

77

78

79 COMPATIBILIDADECOMPATIBILIDADE

80

81

82

83

84

85

86

87

88

89

90 CÁLCULOS

91 Exercício Preparar uma solução nutritiva utilizando 2kg do adubo Soluprod SP4 da Produquímica, em mil litros de água. Qual a concentração final em mg/L de cada componente? A composição do adubo encontra-se ao lado: SoluProd SP4 (Uso Geral) Nitrogênio: 15% Fósforo: 15% Potássio: 15% Molibdênio: 0,009% Zinco: 0,1% Boro: 0,03% Cobre: 0,05% Manganês: 0,06% Ferro : 0,2%

92 Exercício Composição do SOLUPROD SP4: 15% de N 15: 15% de P ou P 2 O 5 ? 15: 15% de K ou K 2 O ? x = 300gN em 1000L = 300mgN/L Para o N 15g g x g x g

93 1mol P 2 O 5 = 141,941g 1mol de P = 30,973g 141, x30, g y Y= 132,0 mg P/L Para o P 15g P 2 O g X g X= 300g P 2 O L X= 300mg P 2 O 5 /L Exercício Composição do SOLUPROD SP4:Composição do SOLUPROD SP4: 15% de N15% de N 15: 15% de P ou P 2 O 5 ?15: 15% de P ou P 2 O 5 ? 15: 15% de K ou K 2 O ?15: 15% de K ou K 2 O ?

94 SoluProd SP4 Uso Geral Nitrogênio: 15% Fósforo: 15% Potássio: 15% Molibdênio: 0,009% Zinco: 0,1% Boro: 0,03% Cobre: 0,05% Manganês: 0,06% Ferro : 0,2% Dissolvendo-se 2 kg do produto em 1000 L de água, qual a concentração de Ferro na solução obtida? Para o Fe 0,2g Fe g X g X= 4g Fe L X= 4mg Fe/L Exercício

95 ______________________________________________________________ Sal/fertilizanteNutrienteTeorCE (sol.0,1%) 1 mg.L -1 % mS.cm -1 g.1000L -1 ______________________________________________________________ Fosfato monopotássico ( ) 0,7 (MKP)K29 3,5 P23 4,4 _______________________________________________________________ 34% K 2 O ,2 g K 2 O X% K x 39,1g K X= 28,3 % K 28,3g K g 1mg Yg Y= 3,5g produto

96 E,... PARA SOLUÇÕES ? Sal/fertilizanteNutrienteTeorCE (sol.0,1%) 1 mg.L -1 %mS.cm -1 g.1000L -1 Ácido fosfórico 85%, D = 1,7P271,03,7 (2,2 mL) Ácido fosfórico = H 3 PO 4 Massa molar = 3H + 1P + 4O = 3*1 + 1*31 + 4*16= 98g Pureza = 85%; Densidade = 1,7 g/mL 100mL do produto = 170g 100g do produto tem 85g de H 3 PO 4 98g de H 3 PO 4 31g de P 85 g X onde X = (85*31)/98 = 26,89 g de P Portanto, 100g do produto possui 26,89g de P ou 0,2689g de P/g do produto

97 Qual a concentração de P em cada mL do produto? 1,7g equivale a 1mL ou 0,588mL/g 0,2689g de P/g do produto ou 0,2669/0,588mL = 0,457g de P/mL do produto Qual o volume do ácido fosfórico para preparar 1000L de uma solução contendo 1mg de P/L ou 1g de P/1000L? 1mL contém 0,457mg de P, Portanto (1/0,457)=2,2mL

98 Conc.do ác.Fosfórico 85% d=1,70 em mg de P/mL ??? Concentração = (Massa Molar do P/Massa Molar do H 3 PO 4 ) * Pureza * Densidade Concentração = (31/98)*(85/100)*1,7 Concentração = 0,316g/g*0,85g/g*1,7g/mL = 0,457g de P/mL ou 457mg de P/mL Conc.do ác.Nítrico 10% d=1,35 em mg de N-NO 3 /mL ??? Concentração = (Massa Molar do N-NO 3 /Massa Molar do HNO 3 ) * Pureza * Densidade Concentração = (14/63)*(10/100)*1,35 Concentração = 0,222g/g*0,10g/g*1,35g/mL = 0,030g de N-NO 3 /mL ou 30,0mg de N-NO 3 /mL

99 Conc.do ác.Fosfórico 52,5% d=1,62 em mg de P/mL ??? Concentração = (Massa Molar do P/Massa Molar do H 3 PO 4 ) * Pureza * Densidade Concentração = (31/98)*(52,5/100)*1,62 Concentração = 0,316g/g*0,525g/g*1,62g/mL = 0,269g de P/mL ou 269mg de P/mL Conc.do ác.Nítrico 10% d=1,35 em mg de N-NO 3 /mL ??? Concentração = (Massa Molar do N-NO 3 /Massa Molar do HNO 3 ) * Pureza * Densidade Concentração = (14/63)*(10/100)*1,35 Concentração = 0,222g/g*0,10g/g*1,35g/mL = 0,030g de N-NO 3 /mL ou 30,0mg de N-NO 3 /Ml

100 Preparar 1000L de uma solução contendo 20mg de P/L C 1 *V 1 = C 2 *V 2 C 1 = CONCENTRAÇÃO DISPONÍVEL - 457mg/mL V 1 = VOLUME A SER DILUÍDO - X C 2 = CONCENTRAÇÃO DESEJADA - 20mg/L V 2 = VOLUME A SER PREPARADO – 1000L 457mg/mL* X = 20mg/L*1000L X = (20mg/L*1000L)/(457mg/mL) X = /457 = 43,8mL

101 NECESSIDADE NUTRICIONAL DE UM CULTIVO EM SOLO/HIDROPONIA/SUBSTRATO DIFERENÇA ENTRE A QUANTIDADE REQUERIDA E A FORNECIDA PELO SOLO/HIDROPONIA/SUBSTRATO

102 Necessidade = Solução Nutritiva – Solução Substrato Solução Nutritiva – Solução Substrato Necessidade = Eficiência de uso do nutriente Quanto mais inerte o substrato maior será a eficiência do nutriente aplicado. As perdas por lixiviação e imobilização química no meio são muito importantes no aproveitamento dos nutrientes aplicados.

103 N-NO 3 N-NH 4 PKCaMgS-SO 4 BCuFeMnMoZn g /1.000L ,200,012,000,200,010, ,300,052,200,300, ,500,053,000,500,050, ,300,055,000,400,050, ,500,022,502,000,050, ,500,023,000,500,100, ,10 5,000,200,030, ,300,022,000,400,06 SOLUÇÕES NUTRITIVAS PARA ALFACE

104 CulturaN-NO 3 N-NH 4 PKCaMgS-SO 4 BCuFeMnMoZn g /1.000L Tomate ,200,012,000,200,010, ,300,050,800,600, ,500,050,50 0,050, ,300,054,301,100,050,30 Pepino ,200,012,000,200,010, ,300,050,800,600, ,500,051,000,500,050, ,300,054,301,100,050,30 Pimenta ,300,050,800,600, ,500,051,500,500,050,10 Pimentão ,300,053,700,400,050,30 Berinjela ,300,050,800,600, ,300,053,200,600,050,30 Morango ,200,012,000,200,010, ,300,051,000,600, ,500,053,000,500,050, ,300,052,500,400,050, ,176,000,50-0,20 Melão ,200,012,000,200,010, ,300,052,200,600,050, ,500,206,000,500, ,500,206,000,500,20 SOLUÇÕES NUTRITIVAS PARA HORTALIÇAS DE FRUTOS

105 CulturaN-NO 3 N-NH 4 PKCaMgS-SO 4 BCuFeMnMoZn g /1.000L Alstroemeria ,300,051,400,600,050, ,200,051,400,300,050,30 Anemona ,300,052,000,300,050,30 Cravo ,600,051,400,600,050, ,200,031,100,300,050,20 Antúrio ,200,030,800,200,050,20 Aster ,300,051,400,600,050,30 Bouvardia ,200,051,400,300,050, ,200,051,400,300,050,20 Crisântemo ,200,033,401,100,050,20 Cymbidium ,200,030,400,600,050, ,200,030,400,600,050,30 Euforbia ,200,032,000,600,050,20 Freesia ,300,051,400,600,050,30 Gerbera ,300,052,000,300,050, ,200,031,400,300,050,30 Gypsophila ,300,051,400,600,050,30 Hippeastrum ,300,030,60 0,050,30 Rosa ,200,051,400,300,050, ,200,030,800,300,050,20 Statice ,030,050,800,600,050,30 SOLUÇÕES NUTRITIVAS PARA PLANTAS ORNAMENTAIS

106 Estufa com sistema de recirculação de solução ESTUFA CONTROLE DA FERTILIZAÇÃO TANQUES DE FERTILIZANTES TANQUE COLETOR DA ÁGUA DRENADA TANQUE MISTURADOR ÁGUA DE CHUVA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO ÁGUA DESSALINIZADA FILTRO CEpH ABC FILTRO BOMBA FILTRO TURBIDEZ CE DESINFECÇÃO DESCARGA BOMBA

107

108 MUITO OBRIGADO !!! Pedro Roberto Furlani Conplant


Carregar ppt "Soluções nutritivas usadas no cultivo hidropônico: pesquisa e produção comercial. PEDRO ROBERTO FURLANI"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google