A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SENTIDOS Melin - L eonardo - Dr. Marcos. Receptores cutâneos (tato)Melin.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SENTIDOS Melin - L eonardo - Dr. Marcos. Receptores cutâneos (tato)Melin."— Transcrição da apresentação:

1 SENTIDOS Melin - L eonardo - Dr. Marcos

2 Receptores cutâneos (tato)Melin

3 Corpúsculos táteisMelin Váter-Paccini : pressão Meissner : tato suave (adaptação rápida) Krause : frio Ruffini : calor Merkel : tato suave (adaptação lenta) Terminações livres : dor

4 Olfato - Botões olfativosMelin

5 Paladar - Papilas gustativasMelin Fungiformes e Caliciformes : com função gustativa e tátil Filiformes : com função apenas gustativa A distribuição das papilas é individual

6 O ouvido humano Melin - L eonardo

7 Ouvido ou Orelha externa Melin - L eonardo Pavilhão auditivo (orelha) : capta e concentra os sons Conduto auditivo externo : presença de pêlos e glândulas que secretam o cerúmen que protegem o ouvido médio

8 Ouvido médio Melin - L eonardo Tímpano : membrana vibrátil Martelo, Estribo e Bigorna : ossículos que são acionados pelas vibrações timpânicas Tuba auditiva ou Trompa de Eustáquio :comunica a faringe com o ouvido médio auxiliando na manutenção da pressão timpânica

9 Ouvido interno Melin - L eonardo Cóclea :tubo espiralado formado por três estratos:as rampas vestibulares, médias e timpânicas, onde estão localizados os Órgãos de Corti com células receptoras dos sons e a endolinfa que funciona como meio de propagação do som Canais Semicirculares : com cristas ampolares responsáveis pelo equilíbrio corporal

10 SOM Melin - L eonardo

11 SOM Melin - L eonardo

12 SOM Melin - L eonardo

13 SOM Melin - L eonardo velocidade do som MeioTemperatura ( o C) Velocidade (m/s) Ar0331,3 Hidrogênio01286 Á gua Ferro205130

14 SOM Melin - L eonardo

15 SOM Melin - L eonardo

16 SOM Melin - L eonardo

17 SOM Melin - L eonardo

18 SOM Melin - L eonardo

19 SOM Melin - L eonardo

20 SOM Melin - L eonardo

21 SOM Melin - L eonardo

22 SOM Melin - L eonardo

23 SOM Melin - L eonardo

24 SOM Melin - L eonardo

25 OLHO HUMANO 70% da nossa informação é coletada pela visão; A visão é o nosso sentido mais importante, quando comparado com a audição, olfato, tato e paladar; É o mais usado nos sistemas multimídia. Melin - L eonardo - Dr. Marcos

26 OLHO HUMANO Melin - L eonardo - Dr. Marcos

27 OLHO HUMANO Melin - L eonardo - Dr. Marcos

28 OLHO HUMANO Melin - L eonardo - Dr. Marcos

29 OLHO HUMANO Melin-Leonardo-Dr. Marcos GLOBO OCULARMáquina Fotográfica Pálpebra Cristalino / Córnea Humor Aquoso / H. Vítreo Objetiva Íris e PupilaDiafragma Obturador Retina Sistema p/ SustentaçãoEsclerótica Focalização Coróide Acomodação Visual Revestimento Negro Filme

30 OLHO HUMANO Melin - L eonardo - Dr. Marcos A parede de fora do olhos é formada pela esclerótica branca e rígida; A córnea é a porção transparente da esclerótica e de índice de refração entre 1,37 e 1,38; 2/3 da refração ocorre na córnea; Esclerótica Córnea

31 OLHO HUMANO Melin - L eonardo - Dr. Marcos Íris aberta Pupila dilatada Íris fechada Pupila contraída Pupila Íris A íris colorida controla o tamanho da abertura (pupila) onde entra a luz. A pupila determina a quantidade de luz, tal como a abertura de uma câmera (diâmetro entre 2mm e 8 mm).

32 OLHO HUMANO Melin - L eonardo - Dr. Marcos CRISTALINO camadas concêntricas de células fibrosas; são sustentados por músculos ciliares. contém de 60 a 70% de água, cerca de 6% de gordura; Pigmentação levemente amarelada absorve aproximadamente 8% da luz visível; Índice de refração entre 1,38 e 1,41 Fibras Lentes Ligamento De suspensão

33 OLHO HUMANO Melin - L eonardo - Dr. Marcos Humor Vítreo Humor Aquoso HUMOR VÍTREO / AQUOSO Fornece os nutrientes para a córnea e para o cristalino; Líquido transparente e gelatinoso que enche a cavidade do olho. ajuda a manter a forma do globo ocular. Índice de refração 1,33.

34 OLHO HUMANO Melin - L eonardo - Dr. Marcos Músculo relaxado Ligamentos tensos Objeto distante Músculo contraído Ligamentos frouxos Objeto próximo ACOMODAÇÃO VISUAL

35 OLHO HUMANO Melin - L eonardo - Dr. Marcos Células da retina Bastonetes Baixo limiar de excitação Baixa acuidade visual Adaptação tardia Não encontrados na fóvea Visão noturna Cones Alto limiar de excitação Alta acuidade visual Adaptação precoce Abundantes na fóvea Visão colorida e detalhada

36 OLHO HUMANO Melin - L eonardo - Dr. Marcos

37 OLHO HUMANO Melin - L eonardo - Dr. Marcos Etapas da fotorrecepção A luz atinge a retina Conversão da cis rodopsina em trans rodopsina A regenera ç ão da cis rodopsina depende da a ç ão da vitamina A Ativa ç ão da transducina (Prote í na G) Fechamento dos canais de s ó dio Hiperpolariza ç ão da membrana do fotorreceptor


Carregar ppt "SENTIDOS Melin - L eonardo - Dr. Marcos. Receptores cutâneos (tato)Melin."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google