A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Evangelho e Prosperidade O que pensar sobre a questão da prosperidade material tão largamente pregada em nossos dias e como estabelecer um equilíbrio entre.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Evangelho e Prosperidade O que pensar sobre a questão da prosperidade material tão largamente pregada em nossos dias e como estabelecer um equilíbrio entre."— Transcrição da apresentação:

1 Evangelho e Prosperidade O que pensar sobre a questão da prosperidade material tão largamente pregada em nossos dias e como estabelecer um equilíbrio entre a vida material e os propósitos eternos de Deus para nós?

2 O que há de errado com o Evangelho da Prosperidade? O texto sem contexto e os versículos soltos. Ex.: tudo posso naquele que me fortalece (Fp. 4.13) O texto sem contexto e os versículos soltos. Ex.: tudo posso naquele que me fortalece (Fp. 4.13) O plano de redenção eterna dá lugar à busca da satisfação imediata, principalmente financeira. O plano de redenção eterna dá lugar à busca da satisfação imediata, principalmente financeira. Elementos tais como a salvação do perdido, a missão da igreja como a voz que clama no deserto, a denúncia sobre o pecado e as promessas espirituais já não são tão importantes. Elementos tais como a salvação do perdido, a missão da igreja como a voz que clama no deserto, a denúncia sobre o pecado e as promessas espirituais já não são tão importantes.

3 O que há de errado com o Evangelho da Prosperidade? Elimina toda e qualquer possibilidade de aceitar que o nosso caráter pode ser transformado através das lutas e dificuldades. Elimina toda e qualquer possibilidade de aceitar que o nosso caráter pode ser transformado através das lutas e dificuldades. Nos faz esquecer a sensação de passarmos por lutas e termos o Senhor ao nosso lado nos fortalecendo e nos capacitando. Nos faz esquecer a sensação de passarmos por lutas e termos o Senhor ao nosso lado nos fortalecendo e nos capacitando. Inverte os papéis: Eu não sirvo a Deus, Ele é quem me serve! Inverte os papéis: Eu não sirvo a Deus, Ele é quem me serve!

4 Por que o Evangelho da prosperidade tem ganhado força? Por causa dos tempos difíceis: Crises, desemprego, enfermidades, violência, etc. Por causa dos tempos difíceis: Crises, desemprego, enfermidades, violência, etc. Muitos líderes tem cedido à tentação de pregar aquilo que enche as igrejas. Muitos líderes tem cedido à tentação de pregar aquilo que enche as igrejas. A busca desenfreada pelo bem estar. A busca desenfreada pelo bem estar. Muitas pessoas vêem nisso, uma chance de conseguir realizar seus desejos materiais sem precisar lutar, investir, economizar, estudar, etc. Muitas pessoas vêem nisso, uma chance de conseguir realizar seus desejos materiais sem precisar lutar, investir, economizar, estudar, etc.

5 Quais são os efeitos disso na igreja? Pessoas acabam por entender que Deus não age, por que as promessas que lhe foram feitas, são falsas. Pessoas acabam por entender que Deus não age, por que as promessas que lhe foram feitas, são falsas. Igrejas doentes por causa do materialismo Igrejas doentes por causa do materialismo Pessoas que se dizem crentes mas nunca desfrutaram de um relacionamento íntimo com Deus. Pessoas que se dizem crentes mas nunca desfrutaram de um relacionamento íntimo com Deus. A falta desse relacionamento, gera o pecado que, por sua vez, esfria o amor. Mt A falta desse relacionamento, gera o pecado que, por sua vez, esfria o amor. Mt Uma relação de barganha com Deus Uma relação de barganha com Deus Não se fala mais em agradar a Deus, santificação, vida de oração ou estudo da palavra, mas em vitória, dinheiro, bens, conquistas, etc. Não se fala mais em agradar a Deus, santificação, vida de oração ou estudo da palavra, mas em vitória, dinheiro, bens, conquistas, etc.

6 Quais são os efeitos disso na igreja? O evangelho da prosperidade não faz as pessoas louvarem a Cristo, mas louvar a prosperidade. O evangelho da prosperidade não faz as pessoas louvarem a Cristo, mas louvar a prosperidade. Quem não quer receber um Jesus que resolve todos os seus problemas e realiza todos os seus desejos? Quem não quer receber um Jesus que resolve todos os seus problemas e realiza todos os seus desejos? Qualquer um receberia a Jesus se fosse convencido de que o pagamento é certo! Qualquer um receberia a Jesus se fosse convencido de que o pagamento é certo!

7 A Bíblia nos promete coisas materiais? Sim. Vamos ver alguns textos: Sim. Vamos ver alguns textos: Sl Sl Mt Mt Mt Mt Fp Fp. 4.19

8 Alguns princípios importantes Em primeiro lugar, cada um desses versículos está relacionado em seu contexto, com pelo menos um elemento que nos remete à eternidade. Ex.: Em Salmos, temos a referência à herança dos justos, em Mateus encontramos a relação com o reino ou mesmo a importância de não perdermos a nossa alma e em Filipenses, Paulo reconhece que o que ele recebeu foi fruto de corações que queriam agradar a Deus. Em primeiro lugar, cada um desses versículos está relacionado em seu contexto, com pelo menos um elemento que nos remete à eternidade. Ex.: Em Salmos, temos a referência à herança dos justos, em Mateus encontramos a relação com o reino ou mesmo a importância de não perdermos a nossa alma e em Filipenses, Paulo reconhece que o que ele recebeu foi fruto de corações que queriam agradar a Deus.

9 Alguns princípios importantes A Teologia da prosperidade quase nunca está relacionada com a eternidade ou glorificação do nome do Senhor. A Teologia da prosperidade quase nunca está relacionada com a eternidade ou glorificação do nome do Senhor. A única coisa que a T.P. olha na eternidade são as ruas de ouro A única coisa que a T.P. olha na eternidade são as ruas de ouro O consenso geral na Bíblia é de que a vida que vivemos aqui é uma preparação para entrarmos na Glória do nosso Deus. A T.P. olha apenas para o que se pode conseguir aqui. O consenso geral na Bíblia é de que a vida que vivemos aqui é uma preparação para entrarmos na Glória do nosso Deus. A T.P. olha apenas para o que se pode conseguir aqui. Quando a T.P. exalta o valor que devemos dar a essa vida, ela vai contra um princípio básico ressaltado pelo apóstolo Paulo em I Tim , que não devemos depositar nossa esperança em coisas instáveis mas em Deus. Quando a T.P. exalta o valor que devemos dar a essa vida, ela vai contra um princípio básico ressaltado pelo apóstolo Paulo em I Tim , que não devemos depositar nossa esperança em coisas instáveis mas em Deus.

10 Como a igreja deve agir e pensar sobre isso? O interesse desenfreado pelas coisas desse mundo consiste em idolatria e, portanto pecado. O interesse desenfreado pelas coisas desse mundo consiste em idolatria e, portanto pecado. Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. (I Jo.2.15) Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. (I Jo.2.15) Devemos olhar para o mundo e a sociedade, contemplar a necessidade de Deus e oferecer o plano da salvação que consiste em arrependimento, perdão dos pecados, vida de comunhão com Deus e Salvação. Devemos olhar para o mundo e a sociedade, contemplar a necessidade de Deus e oferecer o plano da salvação que consiste em arrependimento, perdão dos pecados, vida de comunhão com Deus e Salvação.


Carregar ppt "Evangelho e Prosperidade O que pensar sobre a questão da prosperidade material tão largamente pregada em nossos dias e como estabelecer um equilíbrio entre."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google