A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Mudanças no ovo da galinha durante a incubação. Respiração dos ovos Casca: camada externa dura de CaCO 3, que possui do lado de dentro 2 membranas, mais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Mudanças no ovo da galinha durante a incubação. Respiração dos ovos Casca: camada externa dura de CaCO 3, que possui do lado de dentro 2 membranas, mais."— Transcrição da apresentação:

1 Mudanças no ovo da galinha durante a incubação

2 Respiração dos ovos Casca: camada externa dura de CaCO 3, que possui do lado de dentro 2 membranas, mais permeáveis que a casca.

3

4 Superfície do ovo poros/ovo 70cm 2 1,5 poros/mm 2 diâmetro do poro = 0,017mm área total do poro = 2,3 mm 2. Toda troca gasosa ocorre através dos poros.

5 Respiração dos ovos De um dos lados do ovo há uma célula de ar que fica entre as 2 membranas. Este espaço aumenta durante a incubação porque a água é perdida por evaporação. 3 ) 28h antes da eclosão o embrião perfura a membrana da célula de ar, a respiração pulmonar começa, e o pinto re-respira o gás do espaço aéreo (por causa da evaporação subiu para 10 cm 3 ). 2 dias1 semana 3 semanas

6 Eclosão dos ovos nas altas altitudes P atm coeficiente de difusão dos gases, benéfico para a entrega de O 2 ao embrião. No entanto, o coeficiente de difusão aumentado se aplica também para o vapor de água, aumenta o perigo de dessecação. Os ovos postos nas altas altitudes são menores e o PI é mais longo do que ao nível do mar. A área do poro/unidade de superfície da casca é menor. Redução da área do poro + coeficiente de difusão aumentado = condutância similar nas duas altitudes (adaptação necessária para evitar desidratação).

7 Adaptações Interessantes Ave australiana que põe ovos em montes de vegetação em fermentação: a atmosfera nos montes é saturada com água e os ovos não perdem água durante a incubação. Por causa da fermentação o O 2 fica baixo (14%) e o CO 2 aumenta para 9%. Para garantir suficiente O 2 a casca é fina e possui uma grande área de poro [Leipoa ocellata].

8 Postura dos ovos de Leipoa ocellata

9 Ovos dos Répteis mais variáveis que os ovos das aves: finos e distensíveis a calcáreos (depende do hábitat, especialmente das condições de umidade onde o ovo é posto). a maioria dos ovos dos lagartos e de todas as cobras : relativamente finos e altamente distensíveis (ambiente seco). Se o ambiente fica úmido tendem a aumentar de tamanho [absorção de água]. A viabilidade da eclosão depende das condições apropriadas.

10 Ovos de tartaruga cascas flexíveis com camada calcárea definida pouco dependentes de condições de umidade, que não afeta a viabilidade da eclosão.

11 Crocodilianos, algumas tartarugas e poucos lagartos duros; não ganham água facilmente em um ambiente úmido.

12 Tartarugas marinhas Põem100 ovos em uma câmara de cerca de 0,5m de profundidade. Após 60d de incubação os ovos eclodem simultaneamente. A casca macia é mais permeável aos gases do que a das aves. Não causa desidratação porque a atmosfera no ninho está saturada com água.

13 Respiração dos Insetos: independente do sistema circulatório

14 Sistema Traqueal dos Insetos Adequado para a respiração aérea e deve ter evoluído no ar. Insetos que invadiram secundariamente a água sofreram modificações no ST- Fig.1.3. A maioria dos espiráculos são afuncionais e apenas os 2 mais traseiros abrem para o lado externo. Normalmente a simple difusão é suficiente, mas pode ocorrer ventilação –dobras espirais da parede traqueal (insetos ativos). Os espiráculos estão sob controle do SNC

15 b Alargamento dos traq./sacos aereos compressiveis ativos c maioria espiráculos está fechada d todos fechados, mas cheios de ar e completamente fechados + apênd abdom.- larvas f) Brânq traq no lumen do reto-mov de água

16 Insetos Aquáticos Reservas externas de O 2 : - Carreiam ar preso do lado externo do corpo e os espiráculos abrem para esta bolha. O ar é preso em pelos hidrofóbicos debaixo das asa, superf. Abd. - Plastrão- pelos hidrofobicos na superf do corpo Reservas internas de O 2 : - celulas ricas em Hb no abdomen Buenoa Anisops Dysticus Notonecta Aphelocheirus

17 Respiração Descontínua ou Cíclica Muitos insetos gafanhotos, baratas, besouros e larvas e pupas de borboletas e mariposas captam O 2 a uma tx constante, mas liberam grande qt de CO 2 em surtos breves hs ou dias sem eliminar CO 2 ). Como o O 2 entra e CO 2 não sai? Será o metabolismo cíclico? Experimento: microtubo impedindo que um espiráculo se feche o fenômeno cíclico desaparece controle de abertura dos espiráculos- mudanças de pressão. Importância da respiração cíclica: minimizar perda de H 2 O Cecropia


Carregar ppt "Mudanças no ovo da galinha durante a incubação. Respiração dos ovos Casca: camada externa dura de CaCO 3, que possui do lado de dentro 2 membranas, mais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google