A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INDICADORES FÍSICOS DA QUALIDADE DO SOLO NO MONITORAMENTO DA RECUPERAÇÃO DE CLAREIRAS DA PROVÍNCIA PETROLÍFERA DE URUCU, AMAZONAS Wenceslau Teixeira Embrapa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INDICADORES FÍSICOS DA QUALIDADE DO SOLO NO MONITORAMENTO DA RECUPERAÇÃO DE CLAREIRAS DA PROVÍNCIA PETROLÍFERA DE URUCU, AMAZONAS Wenceslau Teixeira Embrapa."— Transcrição da apresentação:

1 INDICADORES FÍSICOS DA QUALIDADE DO SOLO NO MONITORAMENTO DA RECUPERAÇÃO DE CLAREIRAS DA PROVÍNCIA PETROLÍFERA DE URUCU, AMAZONAS Wenceslau Teixeira Embrapa Amazônia Ocidental II Workshop CTPETRO Manaus, Novembro de 2006 B R

2 Introdução Qualidade física do solo na recuperação de clareiras –Para que avaliar parâmetros físicos do solo ? –Qual tipo de amostragem é necessária ? –Que parâmetros e com que intensidade avaliar ? –Resultados –Conclusões e perspectivas

3 Que amostragem e quais parâmetros analisar ? AMOSTRAS EM CILINDROS Densidade, porosidade total e distribuição de poros por tamanho AMOSTRAS EM TORRÃO Densidade, estabilidade dos agregados Amostras deformadas: granulometria; argila dispersa em água, densidade de particulas

4 Avaliações no campo Resistência a penetração Infiltração e Condutividade hidráulica Cor do solo

5 Densidade e Porosidade Resultados Aparelho de Richard Mesa de tensão

6 Adensamento e compactação Adensamento: redução natural do espaço poroso e conseqüente aumento da densidade de camadas do solo por dessecação, iluviação e precipitação química. Denomina-se compactação quando resulta da ação antrópica Densidade do solo no solo sob floresta primaria Molinaro, 2005 (1,56 g/cm 3 clareira de 3 anos e 1,29 g/cm 3 para clareira de 10 anos

7 DISTRIBUIÇÃO DE POROS POR TAMANHO Microporos Macroporos

8 Estabilidade de Agregados Resultados

9 Estabilidade de agregados Jazida 79 – (0 ano) Jazida 18 – (5 anos) Jazida 93 – (10 anos) DMG (mm) %Agr (> 2 mm) DMG (mm) %Agr (> 2 mm) DMG (mm) %Agr (> 2 mm) n.s 4.56 b n.s 3.49 b n.s a Perfil Argissolos 1 – Prox. Jaz. 79Perfil Argissolo 2 – Prox. Jaz. 21 Hori z. Prof. (cm) DMG (mm) %Agr (> 2 mm) Hori z. Prof. (cm) DM G (mm ) %Agr (> 2 mm) A A B1B B1B B2B B2B B3B BC B4B CB C C CmCm ESTRUTURA FRACA MESMO NA AREA SOB FLORESTA

10 Resistência a penetração Penetrômetro de impacto Sonda de medição de umidade do solo (TDR) Resultados

11 Resistência a penetração

12 CONCLUSÕES Parâmetros indicados para o monitoramento da qualidade física do solo DENSIDADE DO SOLO POROSIDADE ESTABILIDADE DE AGREGADOS RESISTÊNCIA A PENETRAÇÃO COR DO SOLO

13 Próximos passos DETERMINAR A VARIABILIDADE DOS PARÂMETROS SELECIONADOS PARA OS DIFERENTES HORIZONTES DAS PRINCIPAIS CLASSES DE SOLOS EXISTENTES NO BOGPM SOB FLORESTA PRIMARIA E E DETERMINAR FAIXAS DE VALORES DOS PARAMETROS FÍSICOS ASSOCIADO AS CONDIÇÕES CONSIDERADAS INADEQUADAS, MARGINAIS E BOAS PARA A REGENERAÇÃO DA VEGETAÇÃO


Carregar ppt "INDICADORES FÍSICOS DA QUALIDADE DO SOLO NO MONITORAMENTO DA RECUPERAÇÃO DE CLAREIRAS DA PROVÍNCIA PETROLÍFERA DE URUCU, AMAZONAS Wenceslau Teixeira Embrapa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google