A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Interface Humano/Computador Introdução Definição de IHC Fatores Históricos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Interface Humano/Computador Introdução Definição de IHC Fatores Históricos."— Transcrição da apresentação:

1 Interface Humano/Computador Introdução Definição de IHC Fatores Históricos

2 Ementa do curso Princípios básicos da Interface com o usuário Aspectos humanos Percepção e representação Percepção visual Representações gráficas Atenção e memória Foco na atenção Restrições de memória Conhecimentos e modelos mentais Representação de conhecimento e organização Modelos mentais Modelos mentais x Interface com o usuário

3 Ementa do curso Metáforas e modelos conceituais Metáforas verbais, virtuais e de interface Modelos conceituais Aspectos tecnológicos Entrada/Saída Estilos de interação Design de sistemas de janelas Informação on-line de suporte ao usuário Design para trabalho cooperativo e ambientes virtuais Design da interação: métodos e técnicas Princípios e métodos do design para o usuário Definição de requisitos Análise da tarefa Design estruturado

4 Ementa do curso Ferramentas de suporte ao design Guidelines Padrões e métricas Prototipação Software de suporte

5 Bibliografia Documentos diversos recuperados na internet Rocha, H. V. e Baranauska, M.C.C Design e Avaliação de Interfaces Humano Computador, IME USP, Mayhew, D., Principles and Guidelines in Software User Interface Design, Prentice Hall, 1992 Dix, A., J. Finley, G. Abowd, B. Russell, Human Computer Interaction, 2nd. Ed.Prentice Hall, 1998 Shneidermen, B., Designing the User Interface, Stratagies for Effective Human-Computer Interaction, 3rd ed., Addison Wesley, 1998 Preece, J., Y. Rogers, H. Sharp, D. Benyon, S. Holland, T. Carey, Human Computer Interaction, Addison Wesley, 1994 Nielsen, J., Usability Engineering, Academic Press, 1993 Nielsen, J., Designing Web Usability, New Riders, 1999 Brown, J., R. Earnshaw, M. Jern, J. Vince, Visualization, Using Computer Graphics to Explore Data and Present Information, John Wiley, 1995 Keller, P., M. Keller, Visual Cues, IEEE Computer Society Press, 1993 Tufte, E., The Visual Display of Quantitative Information, Graphics Press, 1983 Tufte, E., Envisioning Information, Graphics Press, 1990

6 Introdução Interfaces Homem-Computador (IHC) tem evoluído bastante nos últimos anos, devido a: Desenvolvimento dos computadores. Aprimoramento das ferramentas de desenvolvimento de software. Difusão do uso do computador em diversas camadas da sociedade. Multiplicidade de aplicações. Internet.

7 O que é IHC? O estudo de IHC visa: a preocupação com o projeto, avaliação e implementação de sistemas computacionais interativos e com o estudo dos fenômenos que os envolvem Como um humano interage com a máquina e vice-versa?

8 Qual o objetivo da IHC? A IHC tem como objetivo: desenvolver ou melhorar a segurança, utilidade, efetividade, eficiência e usabilidade de sistemas que incluem o computador O estudo da IHC também contribui para que os usuários, principalmente os novatos, possam obter maior produtividade no trabalho ao utilizarem interfaces gráficas em detrimento das antigas telas de texto, conforme revelam vários estudos.

9 Interdisciplinaridade da IHC A IHC é oriunda da união de várias disciplinas, cada uma com ênfase em uma área diferente: 1. Ciência da computação, na aplicação, projeto e engenharia de interfaces com humanos; 2. Psicologia, devido a aplicação das teorias dos processos cognitivos e análises empíricas do comportamento; 3. Sociologia e Antropologia, nas interações entre tecnologia, trabalho e organização; e 4. Projeto industrial, devido a interatividade de produtos.

10 Áreas de interesse da IHC Para os projetistas de IHC, o foco do desenvolvimento de um projeto leva em conta os seguintes fatores: 1. Qual a performance das tarefas realizadas conjuntamente por humanos e máquinas? 2. Como está estruturada a comunicação entre humanos e máquinas ? 3. Quais as capacidades humanas de utilização das máquinas (incluindo o aprendizado das interfaces) ? 4. Como projetar algoritmos para implementar a própria interface ? 5. Avaliar o processo de especificação, projeto e implementação das interfaces ?

11 Interface com tela de texto Observar a figura acima (tela do aplicativo MSDOS) e fazer anotações a respeito de: recursos gráficos, entendimento das informações presentes na tela e execução de comandos. Salvar este exercício como: S01-Teo-Matricula.txt.

12 Interfaces antigas Principais características: Sem recursos gráficos Comandos: realizados linha a linha Interface difícil para usuários inexperientes Necessidade de conhecimento prévio dos comandos e de sua utilidade Dificuldades para gerenciamento de programas e arquivos Telas cansativas com duas cores e caracteres de tamanhos fixos

13 Interfaces atuais Observar a figura acima e fazer anotações a respeito de: recursos gráficos, entendimento das informações presentes na tela e execução de comandos. Anexar este exercício no final do: S01-Teo- Matricula.txt.

14 Interfaces atuais Principais características: Recursos gráficos abundantes Interface fácil de utilizar para todos os usuários e principalmente para usuários inexperientes Não há necessidade de conhecimento prévio dos comandos O gerenciamento de programas e arquivos pode ser feito de maneira intuitiva, similar ao gerenciamento de pastas de trabalho Telas coloridas e visualmente interessantes, permitindo aos usuários alteração de cores, dimensões da tela e dos caracteres

15 Fatores históricos da IHC Década de 60: Estudos sobre computação gráfica e utilização de canetas como apontadores de tela. Década de 70, grandes mudanças: Estações de trabalho e multiprocessamento; Aparecimento dos primeiros microcomputadores; e Desenvolvimento do mouse e joysticks. Década de 80 Difusão e desmistificação dos computadores; Microcomputadores com monoprocessameto; e Primeiros sistemas multimídia. Década de 90 em diante Computadores domésticos; Sistemas operacionais gráficos; Microcomputadores multimídia; e Hipermídia e Internet.

16 O desenvolvimento da IHC São vários os fatores importantes para o desenvolvimento de IHC: Diminuição dos custos do hardware; Portabilidade; Melhoramento da tecnologia de displays; Sistemas embarcados; Novas técnicas de entrada/saída de dados; Difusão do computador para as minorias; Hardware específico para determinada tarefa; Etc.

17 Futuro da IHC Características importantes para o futuro da IHC, dentre outras: Comunicação onipresente tendo a internet como meio de comunicação; Sistemas amigáveis tanto para usuários leigos quanto para usuários técnicos utilizar o computador sem se preocupar com o seu funcionamento; Mistura de mídias na conversação entre usuários permitindo a integração entre fornecedores e consumidores de informação; e Proliferação tanto na área de utilidade pública quanto na área de serviços.

18 Estado da arte em IHC O projetista deve preocupar-se com os dois lados: Lado da máquina conhecer sistemas operacionais; linguagens de programação e gráficas; e projeto de ambientes de interação. Lado do homem conhecer teorias de comunicação, projeto gráfico e industrial, lingüística, ciências sociais, psicologia cognitiva; performance humana; Projetos e métodos de engenharia.

19 Novas formas de interação

20 Compartilhamento de ambientes A figura ao lado representa três usuários em locais diferentes conectados por rede de computadores compartilhando o mesmo ambiente virtual utilizando dispositivos diferentes, por exemplo o BOOM a CAVE e o capacete. Todos os usuários vêem o mesmo ambiente, cada um do seu respectivo ponto de vista. Cada ser humano é representado por uma imagem humana virtual (avatar) para os outros participantes. Cada usuário pode ver, interagir e comunicar-se com o outro como uma equipe. Pode-se compartilhar ambientes virtuais a partir de redes de computadores.

21 Objetos de estudos em IHC Principais áreas do conhecimento objeto de estudo em IHC: 1. A natureza da interação humano computador, envolvendo a comunicação, paradigmas etc.; 2. O contexto do uso do computador, o contexto social e o comercial, além de requisitos técnicos e de interfaces; 3. Características humanas, como são processadas as informações, ergonomia, a linguagem, a comunicação e a interação; 4. Arquitetura da interface e do sistema computacional, dispositivos de entrada/saída, técnicas e arquiteturas de diálogo, computação gráfica; 5. O processo de desenvolvimento, abordagens, técnicas de implementação e avaliação;

22 Aspectos da IHC em estudo

23 Uso dos Computadores Organização social e trabalho os sistemas de computadores tem sido aplicados em grande escala nos meios. Nesse contexto existem aplicativos específicos para a utilização dos computadores. Mas o processo de fazer os computadores funcionarem depende de aspectos humanos, técnicos e sociais da aplicação.

24 O lado humano da interação Do lado humano nós devemos também levar em conta: 4. O processamento da informação e seus fenômenos (memória, percepção, atenção etc.); 5. Comunicação, utilização da linguagem como meio de interação; e 6. As características físicas dos usuários, critérios ergonômicos envolvendo características referentes a antropometria (características físicas dos usuários) e psicologia (limites cognitivos e sensoriais dos usuários).

25 Dispositivos de entrada/saída Uma grande variedade de tecnologias tem sido desenvolvidas para criar dispositivos que possam: 7. Suportar a interação com os seres humanos e a máquina. 8. Interagir via arquiteturas de software habilitadas em tecnologias de diálogo para entrada/saída não só por técnicas baseadas em mouse, mas também utilizando voz, videotexto etc. 9. Utilizar conceitos de como os recursos técnicos devem ser colocados (metáforas de interação e conteúdo, personalidade, gerenciamento de transições). 10. Utilizar a computação gráfica, cujos conceitos básicos são de importância fundamental; 11. Criar novos tipos de diálogos, utilizando novos padrões de comunicação e arquiteturas de software.

26 O processo de desenvolvimento A construção de IHC é assunto para as áreas de projeto e engenharia visto conter a metodologia e a prática do projeto de interfaces envolvendo: O projeto de diálogos humano-computador; Técnicas e ferramentas para implementação; Técnicas para avaliação; Estudos de caso para serem observados como exemplo. Cada um destes componentes do processo de desenvolvimento é interligado com os outros numa relação mútua e recíproca onde as escolhas feitas em uma área podem interferir nas escolhas e opções disponíveis nas outras.

27 Interface Humano/Computador Exercício 1 Exercício 2 Exercício 3

28 Avaliações Existem 3 formas de avaliações por capítulo: Exercício Quiz de Múltipla Escolha Quiz Prático 80% Todas as avaliações precisam ter um aproveitamento de 80% ou superior ! Com exceção dos Exercícios, existe um tempo de limite máximo para execução das avaliações.

29 O Exercício 1 Ergonomia do ambiente de trabalho O objetivo desta prática é avaliar o seu ambiente de trabalho (mobiliário, computador etc.) observando os dispositivos de entrada e saída (tais como teclado, mouse, monitor de vídeo, acionadores de disco etc.). Ex1.txt O exercício deve ser salvo como um arquivo de texto, que deve ser chamado Ex1.txt

30 O Exercício 1 Observar e anotar: 1. Os conectores são de fácil utilização (montagem e desmontagem)? 2. Existe algum tipo de código para facilitar o reconhecimento do local e da posição onde serão conectados os dispositivos? 3. Os teclados seguem a norma ABNT? 4. Qual a resolução do monitor de vídeo? É possível modifica-la? 5. Para as suas características físicas, o ambiente de trabalho (mesa, cadeira, computador) pode ser ajustado de modo a permitir melhor conforto? 6. Na sala de aula é possível ler, reconhecer e interpretar o que lhe é apresentado pelo professor?

31 O Exercício 1 IHC na internet O objetivo desta prática é avaliar o seu ambiente de trabalho (mobiliário, computador etc.) observando os dispositivos de entrada e saída (tais como teclado, mouse, monitor de vídeo, acionadores de disco etc.).

32 O Exercício 2 1. Acessar no mínimo três sites de busca pesquisando as palavras interface homem computador, identificar os sites de duas universidades com pesquisas na área de IHC e de duas empresas de prestação de serviços e consultoria na área. 2. Acessar o site da ABNT e verificar se existe algum tipo de normalização para o projeto e desenvolvimento de IHC, fazer download da norma (se possível). Ex2.txt O exercício deve ser salvo como um arquivo de texto, que deve ser chamado Ex2.txt

33 O Exercício 3 O objetivo desta prática é realizar uma avaliação comparativa de dois softwares largamente utilizados para desenvolvimento de sistemas: MS Visual C++ e o Borland C 5.0, quanto aos seguintes critérios: 1. Facilidade de uso; 2. Interface intuitiva; 3. Comandos de teclas; e 4. Ajuda. Ex3.txt O exercício deve ser salvo como um arquivo de texto, que deve ser chamado Ex3.txt


Carregar ppt "Interface Humano/Computador Introdução Definição de IHC Fatores Históricos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google