A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Programa Plataformas Tecnológicas PLATEC II NAVIPEÇAS 5º Workshop Tecnológico Automação e Controle, Geração de Utilidades, Segurança e Salvatagem Recife,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Programa Plataformas Tecnológicas PLATEC II NAVIPEÇAS 5º Workshop Tecnológico Automação e Controle, Geração de Utilidades, Segurança e Salvatagem Recife,"— Transcrição da apresentação:

1 Programa Plataformas Tecnológicas PLATEC II NAVIPEÇAS 5º Workshop Tecnológico Automação e Controle, Geração de Utilidades, Segurança e Salvatagem Recife, de outubro de 2011 A NECESSIDADE DE APOIO TECNOLÓGICO PARA A INDÚSTRIA BRASILEIRA DE NAVIPEÇAS Carlos Daher Padovezi Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo IPT

2

3 Indústria Naval no Brasil - para ser forte e importante: CompetitividadeSustentabilidade Domínio do conhecimentoCapacitação tecnológica Processo contínuo com ampla participação dos setores

4

5 PROJETO NACIONAL DE EMBARCAÇÕES DE APOIO OCEÂNCO COPPE / UFRJ IPT USP FINEP CT- AQUAVIÁRIO participantes recursos metas Análise das demandas de embarcações de apoio Especificações de equipamentos / ações para desenvolvimento de fornecedores Projeto básico de duas embarcações de apoio

6 PRODUTOS PROCESSOS TENDÊNCIAS DA ATUAL INDÚSTRIA NAVAL BRASILEIRA Busca de inovação contínua: Equipe técnica dedicada, recursos financeiros reservados, integração do projeto com a produção

7 PRODUTOS PROCESSOS NAVIOS PLATAFORMAS MÓDULOS PARTES GESTÃO MÁQUINAS / EQUIPAMENTOS FORNECEDORES SISTEMAS CONSTRUTIVOS Inovação tecnológica

8 Desenvolvimento tecnológico e Inovação Como? Apoio de universidades e centros de pesquisas Equipe técnica (engenharia / P&D&I) adequada e dedicada dentro da empresa Utilização de incentivos / financiamentos especiais

9 DEMANDAS DE NAVIOS E EQUIPAMENTOS APOIO TECNOLÓGICO P&D&I POTENCIAL DE NACIONALIZAÇÃO PRIORIZAÇÃO DE LINHAS DE PESQUISAS E DE PROPOSTAS DE P&D&I Desenvolvimento tecnológico e Inovação para a Competitividade da Indústria Naval

10 A integração entre vários grupos de pesquisa de uma mesma área, em projetos estruturados em cooperação, leva à utilização racional das capacitações tecnológicas existentes, com o aumento da probabilidade de obtenção de melhores resultados em pesquisa, desenvolvimento e inovação. Aprendizado com os trabalhos desenvolvidos: O isolamento limita a evolução

11 O sucesso, tanto do processo de transferência de tecnologia como da efetivação de processos inovadores em empresas, também depende da existência, dentro das empresas, de pessoal que domine o conhecimento e se dedique às atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação. Aprendizado com os trabalhos desenvolvidos: Necessidade: grupos de P&D&I nas empresas

12 Início: 1899 IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas Apoio tecnológico ao desenvolvimento de fornecedores de navipeças

13 Centros Tecnológicos CT-Obras Centro de Tecnologia de Obras de Infra-estrutura CTPP Centro de Tecnologia de Processos e Produtos CETAE Centro de Tecnologias Ambientais e Energéticas CT-Floresta Centro de Tecnologia de Recursos Florestais CNaval Centro de Engenharia Naval e Oceânica CMF Centro de Metrologia de Fluidos CETIM Centro de Têxteis Técnicos e Manufaturados CIAM Centro de Tecnologia da Informação, Automação e Mobilidade CINTEQ Centro de Integridade de Estruturas e Equipamentos CETAC Centro de Tecnologia do Ambiente Construído CMQ Centro de Metrologia em Química CME Centro de Metrologia Mecânica e Elétrica NT – MPE Núcleo Tecnológicos de Suporte às PMEs

14 Centro de Metrologia Mecânica e Elétrica Metrologia de massa Termometria Manometria Calibração dimensional Metrologia elétrica

15 Centro de Metrologia em Química Análises de traçosAnálises químicas Análises de combustíveis Produção de materiais de referência

16 Laboratório de Ensaio de Bombas Hidráulicas Centro de Metrologia de Fluidos Túnel de vento de camada limite atmosférica Laboratório de Ensaio de Ventiladores Laboratórios de calibração e certificação de medidores de gases e líquidos

17 Centro de Engenharia Naval e Oceânica Tanque de Provas (280 m x 6 m x 4 m) Tanque de provas Túnel de cavitação Ensaios de efeitos de ondas em modelos Ensaios de estruturas offshore

18 Laboratório de Equipamentos Mecânicos e Estruturas Ensaio de tração em risers Ensaio dinâmico de umbilical Ensaios dinâmicos em molas de atuadores hidráulicos Ensaios dinâmicos em cabos de aço Ensaio de fricção em colar hidráulico Centro de Integridade de Estruturas e Equipamentos

19 Análise de falhas Laboratório de Corrosão e Proteção Centro de Integridade de Estruturas e Equipamentos Ensaios em campo Ensaios correntes e especiais Ensaio de fadiga em tinta em água do mar sintética com injeção de CO 2

20 Ensaios e estudos para análise do desempenho da interação solo-tubulação em águas profundas Centro de Tecnologia de Obras de Infra-estrutura

21 Centro de Tecnologia de Processos e Produtos Metalurgia e cerâmica Microencapsulamento Processos químicos Apoio à indústria mineradora e cerâmica

22 Centro de Tecnologias Ambientais e Energéticas Tecnologia para tratamento de resíduos Mitigação de efeitos de acidentes Análise de emissões Otimização de processos de utilização de combustíveis

23 Centro de Tecnologia do Ambiente Construído Segurança ao Fogo Conforto Ambiental e SMS Acústica / Térmica

24 Centro de Têxteis Técnicos e Manufaturados Análises em têxteis Têxteis especiais Têxteis para segurançaTêxteis especializados Avaliação de desempenho de produtos

25 Centro de Tecnologia de Recursos Florestais Gerenciamento de árvores urbanas Cupins e pragas urbanas Caracterização de madeiras Qualidade de livros escolares Ensaio para verificação de elementos de segurança em documentos Controle da qualidade de madeiras Ensaios de avaliação de mobiliário

26 Tecnologia da Informação, Automação e Mobilidade Automatização de pedágiosITS - Sistemas Inteligentes de Transporte Softwares e redesRFID - Identificação por rádio frequência

27 Programas de extensão às PMEs Laboratórios móveis para o suporte às PMEs para competição nos mercados nacionais e internacionais (Programas PRUMO e PROGEX) PRUMO: 12 unidades móveis; 699 empresas atendidas em 107 cidades. Setores industriais atendidos: plásticos (260), borrachas (103), madeira e mobiliário (106), tratamento de superfícies (96), couro e calçados (96) e cerâmica (38).

28 Obrigado! CARLOS DAHER PADOVEZI IPT Instituto de Pesquisas Tecnológicas Av. Prof. Almeida Prado, 532 Cidade Universitária São Paulo SP


Carregar ppt "Programa Plataformas Tecnológicas PLATEC II NAVIPEÇAS 5º Workshop Tecnológico Automação e Controle, Geração de Utilidades, Segurança e Salvatagem Recife,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google