A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Concepção do Centro Tecnológico Março de 2008. Tópicos O que é o INPetro O que é o INPetro Objetivos Objetivos Divisões Divisões Infra-estrutura Infra-estrutura.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Concepção do Centro Tecnológico Março de 2008. Tópicos O que é o INPetro O que é o INPetro Objetivos Objetivos Divisões Divisões Infra-estrutura Infra-estrutura."— Transcrição da apresentação:

1 Concepção do Centro Tecnológico Março de 2008

2 Tópicos O que é o INPetro O que é o INPetro Objetivos Objetivos Divisões Divisões Infra-estrutura Infra-estrutura

3 O que é o INPetro É um Instituto de P&D multidisciplinar e multidepartamental da UFSC com foco nas áreas do Petróleo, Gás e Energia, com atuação em: É um Instituto de P&D multidisciplinar e multidepartamental da UFSC com foco nas áreas do Petróleo, Gás e Energia, com atuação em: pesquisa, pesquisa, desenvolvimento de projetos, desenvolvimento de projetos, prestação de serviços e prestação de serviços e formação de recursos humanos. formação de recursos humanos.

4 Objetivos Gerais Consolidar na UFSC uma marca forte em P&D em Petróleo, Gás e Energia com grande visibilidade externa. Consolidar na UFSC uma marca forte em P&D em Petróleo, Gás e Energia com grande visibilidade externa. Aumentar a sinergia entre os vários grupos da UFSC que atuam na área de PG&E e fomentar a cultura de desenvolvimento de projetos multidisciplinares e de alto impacto. Aumentar a sinergia entre os vários grupos da UFSC que atuam na área de PG&E e fomentar a cultura de desenvolvimento de projetos multidisciplinares e de alto impacto. Conquistar o status de centro de excelência da Petrobrás. Conquistar o status de centro de excelência da Petrobrás.

5 Objetivos Específicos (1) Ampliar quantitativa e qualitativamente na UFSC as atividades de P&D e formação de recursos humanos voltadas à área de Petróleo, Gás e Energia. Ampliar quantitativa e qualitativamente na UFSC as atividades de P&D e formação de recursos humanos voltadas à área de Petróleo, Gás e Energia. Aprimorar a infra-estrutura dos grupos que atuam na área de PG&E na UFSC para que melhor possam atender as demandas do setor. Aprimorar a infra-estrutura dos grupos que atuam na área de PG&E na UFSC para que melhor possam atender as demandas do setor.

6 Objetivos Específicos (2) Racionalizar o uso de recursos humanos e laboratoriais através do compartilhamento de instalações físicas, equipamentos e pessoal de apoio. Racionalizar o uso de recursos humanos e laboratoriais através do compartilhamento de instalações físicas, equipamentos e pessoal de apoio. Favorecer a formação de recursos humanos na área de PG&E em conjunto com os programas da Agência Nacional do Petróleo (PRH-009 e PRH-034) que atuam na UFSC nos níveis de graduação, mestrado e doutorado. Favorecer a formação de recursos humanos na área de PG&E em conjunto com os programas da Agência Nacional do Petróleo (PRH-009 e PRH-034) que atuam na UFSC nos níveis de graduação, mestrado e doutorado.

7 Evolução 10/ m² 03/ m² 05/ m² 09/ m² 03/ m² 09/ m² 08/ m² 08/ m² ?/2007 ? m² m² Unidade 1 Unidade 2

8 Recursos assegurados – U1

9 Redes Temáticas Participantes – U1 Rede de Tecnologia de Materiais e Controle de Corrosão Rede de Tecnologia de Materiais e Controle de Corrosão Rede em Fluidodinâmica Computacional em Processos de Refino Rede em Fluidodinâmica Computacional em Processos de Refino Rede de Computação e Visualização Científica Rede de Computação e Visualização Científica Centro de Desenvolvimento de Tecnologias do Gás Natural Centro de Desenvolvimento de Tecnologias do Gás Natural Rede de Metrologia Rede de Metrologia Rede de Gerenciamento Digital Integrado Rede de Gerenciamento Digital Integrado

10 Divisões – U1 Dutos: Dutos: Ensaios, soldagem e inspeção de dutos. Ensaios, soldagem e inspeção de dutos. Escoamento multifásico: Escoamento multifásico: Modelagem e escoamento Modelagem e escoamento Gás Gás Tubos de calor, combustão, ebulição, cogeração Tubos de calor, combustão, ebulição, cogeração Automação Automação Controle e automação de poços e reservatórios. Controle e automação de poços e reservatórios. Metrologia Metrologia Sensores inteligentes, geometrias complexas Sensores inteligentes, geometrias complexas

11 Organização Administrativa Conselho do INPetro Conselho do INPetro Dutos Escoamento Multifásico Automação Gás Projeto A Projeto B Projeto C Projeto E Projeto G Gerência Operacional Projeto D Projeto F Metrologia

12 Divisão de Dutos Principais focos: Principais focos: Ensaios mecânicos de dutos. Ensaios mecânicos de dutos. Técnicas de soldagem aplicadas à construção, revestimento e reparos de dutos e reservatórios. Técnicas de soldagem aplicadas à construção, revestimento e reparos de dutos e reservatórios. Inspeção de dutos utilizando visão computacional e tecnologias ópticas Inspeção de dutos utilizando visão computacional e tecnologias ópticas

13 Divisão de Escoamento Multifásico Principais focos: Principais focos: Modelagem de escoamentos. Modelagem de escoamentos. Simulações em mecânica dos fluidos computacional. Simulações em mecânica dos fluidos computacional. Softwares científicos e educativos. Softwares científicos e educativos.

14 Divisão de Gás Principais focos: Principais focos: Tubos de calor. Tubos de calor. Combustão de gás natural e aplicações. Combustão de gás natural e aplicações. Máquinas térmicas e sistemas de cogeração com gás natural. Máquinas térmicas e sistemas de cogeração com gás natural. Inteligência artificial aplicada a sistemas de gás natural. Inteligência artificial aplicada a sistemas de gás natural. Ebulição. Ebulição.

15 Divisão de Automação Principais focos: Principais focos: Controle e automação aplicada ao gerenciamento de poços. Controle e automação aplicada ao gerenciamento de poços. Sensores, técnicas e algoritmos para medição de escoamentos multifásicos. Sensores, técnicas e algoritmos para medição de escoamentos multifásicos. Controle e automação da produção de poços e reservatórios. Controle e automação da produção de poços e reservatórios.

16 Divisão de Metrologia Principais focos: Principais focos: Medidores inteligentes integráveis. Medidores inteligentes integráveis. Medição de geometrias internas (ópticas e tomografia) Medição de geometrias internas (ópticas e tomografia) Medição de geometrias de grande porte com Indor GPS Medição de geometrias de grande porte com Indor GPS

17 Distribuição da Área Física Etapa 1 Laboratórios de P&D Laboratórios de P&D 3700 m² 3700 m² Área exclusiva para pessoal Área exclusiva para pessoal 420 m² 420 m² Salas de aula e laboratórios de ensino Salas de aula e laboratórios de ensino 530 m² 530 m² Circulação, serviço e outras Circulação, serviço e outras 1145 m² 1145 m² Área de expansão: (6º piso) Área de expansão: (6º piso) 820 m² 820 m² TOTAL:6.615 m²

18 Laboratórios da Etapa 1 ÁreaNívelDestinaçãoRede 200 m²01Laboratório de projetos multidisciplinares com piscina de testes TMEC 200 m²01Laboratório de apoio e preparação de corpos de provaTMEC 188 m²01Laboratório de ensaio de dutosTMEC 175 m²01Laboratório de solda robotizada e solda a laserTMEC 120 n²01Laboratório de solda a laser e radiografiaTMEC 38 m²01Laboratório de testes de revestimentosTMEC 60 m²01Laboratório de ensaios não destrutivosTMEC 40 m²01Laboratório de visão computacionalTMEC 34 m²01Laboratório de sensores ópticosTMEC 37 m²01Laboratório de medição de tensões residuaisTMEC 50 m²01Laboratório de combustãoRede Gás 50 m²01Laboratório de trocadores de calorRede Gás 220 m²01Laboratório de experimentos pesadosRede Gás 68 m²02Laboratório de projetos multidisciplinaresTMEC 51 m²02Laboratório de informáticaTMEC 51 m²02Laboratório de instrumentaçãoTMEC 51 m²02Laboratório de metalografiaTMEC 109 m²02Laboratório de corrosãoTMEC 64 m²02Laboratório de experimentos de ebuliçãoRede Gás 34 m²02Laboratório de informáticaRede Gás 50 m²02Laboratório de química de alimentosRede Gás 109 m²02Laboratório de experimentos levesRede Gás 197 m²03Quatro laboratórios de ensinoTodas 273 m²03Três salas de aulasTodas 214 m²04Nove salas de pesquisadores, reunião, secretariaTodas 446 m²04Laboratórios de escoamento multifásicosRede Esc. Multifásico 214 m²05Nove salas de pesquisadores, reunião, secretarias dos programas PRH-09 e 34 da ANP Todas 350 m²05Seis salas para pesquisadores (alunos de PG)Todas 3693 m²ÁREA TOTAL DE LABORATÓRIOS

19 Composição dos Recursos Etapa 1 (obra civil)

20 Distribuição da Área Física Etapa 2 Laboratórios de P&D Laboratórios de P&D 1460 m² 1460 m² Área exclusiva para pessoal Área exclusiva para pessoal 460 m² 460 m² Auditório de 200 lugares Auditório de 200 lugares 210 m² 210 m² Biblioteca Biblioteca 150 m² 150 m² Circulãção e serviço Circulãção e serviço 610 m² 610 m² TOTAL:2.880 m²

21 Laboratórios da Etapa 2 ÁreaNívelDestinaçãoRedes 255 m²01Laboratório de Robótica e Integração de SistemasTMEC e GEDIG 145 m²01BibliotecaTodas 125 m²01Hall de entradaTodas 111 m²02Foyer de eventosTodas 213 m²02Auditório 200 lugaresTodas 52 m²02Laboratório de Integração de SistemasTMEC e GEDIG 111 m²03Laboratório de Metrologia ÓpticaTMEC, RedeMetro 177 m²03Laboratório de Materiais CompósitosTMEC 288 m²04Laboratório de Automação, Sensores Inteligentes e Eletrônica Embracada Todas 111 m²05Projetos especiaisTodas 177 m²05Laboratório de Tomografia, Metrologia Dimensional e GeométricaRedeMetro 111 m²06 A definir GEDIG 177 m²06 A definir GEDIG 168 m²06PessoalTodas 288 m²06Pessoal ou laboratório A definir 371 m²váriosÁreas de circulação e serviçosTodas 2880 m²todosÁREA TOTAL

22 Composição dos Recursos Etapa 2 (obra e equipamentos)

23 Composição dos Recursos – U1 (Duas etapas)

24 Projeto Arquitetônico

25 Laboratório pesados com pé-direito duplo Prédio verde

26

27

28 Etapa A Etapa B

29

30

31

32

33

34

35

36 Cronograma Julho de 2009


Carregar ppt "Concepção do Centro Tecnológico Março de 2008. Tópicos O que é o INPetro O que é o INPetro Objetivos Objetivos Divisões Divisões Infra-estrutura Infra-estrutura."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google