A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Base conceitual da epidemiologia. Estudos analíticos DoenteNão Doente Total Expostoaba+b Não exposto cdc+d Totala+cb+dn Estudos experimentais Estudos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Base conceitual da epidemiologia. Estudos analíticos DoenteNão Doente Total Expostoaba+b Não exposto cdc+d Totala+cb+dn Estudos experimentais Estudos."— Transcrição da apresentação:

1 Base conceitual da epidemiologia

2 Estudos analíticos DoenteNão Doente Total Expostoaba+b Não exposto cdc+d Totala+cb+dn Estudos experimentais Estudos de coorte (RP) Caso controle (RO) Transversais (RR)

3 Preencher o quadro TransversalCaso controleCoorteLongitudinal Temporalidade Evidências experimentais Gradiente biológico Força da associação Plausibilidade biológica Consistência Coerência Analogia Especificidade Categoria de evidência (-) não possibilita, (+) possibilita

4 Preencher o quadro TransversalCaso controleCoorteLongitudinal Temporalidade-+++ Evidências experimentais---+ Gradiente biológico++++ Força da associação++++ Plausibilidade biológica---- Consistência++++ Coerência++++ Analogia++++ Especificidade++++ Categoria de evidência CCCA/B

5 Surgeon General: Physical Activity and Health Executive Report 1996

6 Principais conclusões Benefícios para qualquer idade e sexos Atividade moderada provoca benefícios significativos para a saúde (30 min caminhada rápida, 15 min corrida, 45 min volei, em quase, senão, todos os dias da semana) Benefícios aumentam com maior duração ou intensidade

7 Principais conclusões AF reduz riscos de mortalidade em geral, particularmente: Doença coronariana Hipertensão Câncer de colon Diabete mellitus Saúde mental Músculos, ossos e articulações

8 Principais conclusões Mais de 60 % dos norte-americanos não são regularmente ativos Cerca de 25 % são totalmente inativos Quase a metade dos norte-americanos de 12 a 21 anos não são vigorosamente ativos AF diminui dramaticamente com a adolescência EF diária diminui de 42 para 25% entre 1991 e 1995 Algumas intervenções em escolas, local de trabalho e instalações de saúde são bem sucedidos para a promoção da AF

9 Resposta fisiológica e adaptação crônica AF é benéfica para os sistemas CV e mm.esquléticos além do metabólico, endócrino e imunológico Muitos efeitos diminuem dentro de 2 semanas e desaparecem totalmente entre 2 e 8 meses Benefícios são observados em qualquer idade para ambos os sexos

10 Efeitos para saúde e doença Mortalidade por todas as causas AF elevada reduz mortalidade Mesmo a AF moderada regular leva à menor mortalidade

11 Efeitos para a saúde e doença Doenças CV AF ou aptidão CV diminui o risco de doenças CV e doença coronariana. Não há evidência de redução de derrames Baixa AF representa tanto risco quanto outros, p.ex. Tabagismo AF regular previne ou retarda HA e reduz PA em HA

12 Efeitos para a saúde e doença Câncer Reduz câncer de colon Não há associação com câncer de reto Evidência vagas para câncer de endométrio, ovário ou testículo Evidências inconsistentes para cânceres de seios ou próstata

13 Diabete Não insulino dependente Reduz o risco Osteoartrite AF necessária para manter força muscular, estrutura e função articulares Nas doses recomendadas não há riscos

14 Osteoporose Carregar pesos é essencial para o desenvolvimento normal de crianças e adolescentes e manutenção em adultos Não está claro se AF reduz a perda óssea pós-menopausa Quedas Treinamento de força reduz quedas

15 Obesidade Prevalência devido ao desequilibrio entre ingestão e gasto AF promove redistribuição da gordura Saúde mental Reduz sintomas de depressão e ansiedade e melhora o humor AF pode reduzir o risco de depressão

16 QdV relacionada com saúde Melhora bem estar Efeitos adversos Lesões podem ser evitadas com progressão Eventos CV graves podem ocorrer mas o benefício líquido é redução do risco

17 Tendências da AF 3 x 20 min AF vigorosa (15% adultos EUA) 5 x 30 min AF moderada (22 % adultos EUA) 25 % não reportam nenhuma atividade Mulheres, negros e hispânicos, idosos e menor renda: realizam menos atividade Mais populares: caminhada, jardinagem

18 Adolescentes e adultos jovens Jovens (12-21 anos) somente metada realizam AF vigorosa ¼ caminham ou andam de bicicleta quase todos os dias 14 % não reportam AF (maior em feminino) Masculino tem maior probabilidade

19 Adolescente e adultos jovens Paticipação diminui com idade ou grau escolar Participação em EdF escolar não mudou, mas sessões diárias diminuiu (42-25%) Alunos de ensino médio que reportam estar ativos pelo menos 20 min/aula reduziu de 81 – 70 % Somente 19 % dos alunos são ativos por 20 min em EdF diária

20 Promoção da AF Influências: Auto-eficácia: confiança em engajar em AF Prazer em realizar Apoio de outros Crença nos benefícios Ausência de barreiras percebidas Adultos respondem a intervenções na comunidade, local de trabalho, instalações de saúde e em casa Intervenções no ensino fundamental pode aumentar substancialmente a AF na EdF escolar


Carregar ppt "Base conceitual da epidemiologia. Estudos analíticos DoenteNão Doente Total Expostoaba+b Não exposto cdc+d Totala+cb+dn Estudos experimentais Estudos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google