A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D - 2 0 0 1 Outubro/2002 Arquitetura de Desenvolvimento OO e Java DSB – Diretoria de Soluções em Billing.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D - 2 0 0 1 Outubro/2002 Arquitetura de Desenvolvimento OO e Java DSB – Diretoria de Soluções em Billing."— Transcrição da apresentação:

1 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D Outubro/2002 Arquitetura de Desenvolvimento OO e Java DSB – Diretoria de Soluções em Billing Dr. Spock Alberto J Lemos Senior Software Architect

2 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D Agenda da Apresentação Objetivos e motivações com a arquitetura. Uma visão geral da arquitetura. A base da nova arquitetura: Orientação a Objetos (OO) e Patterns. Método de desenvolvimento OO, iterativo e incremental. Linguagem padrão de modelagem e de programação. Arquitetura Java TM de desenvolvimento: J2EE TM. Padrões e APIs Java para Telecom.

3 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D Objetivos e Motivações Incrementar a produtividade de desenvolvimento. Flexibilizar as customizações e manutenções dos produtos. Promover a redução de custos de desenvolvimento, suporte e manutenção. Obter independência de plataforma e fornecedores. Promover o uso de uma arquitetura padrão e aberta. Promover o uso de padrões de mercado Telecom. Promover a interoperabilidade entre sistemas e acesso via Web. Promover o paradigma de orientação a objetos (OO).

4 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D Orientação a Objetos (OO) Visão Geral da Arquitetura Processo RUP Linguagem de Modelagem UML Ferramentas ROSE Linguagem de Programação JAVA Outras Tecnologias OO XML Arquitetura J2EE TM

5 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D Orientação a Objetos (OO) Novo paradigma de desenvolvimento. Promove a reutilização de código. Promove o encapsulamento de estruturas (componentes). Promove a otimização de recursos. Permite o uso de padrões de projeto (Design Patterns) consolidados. A base de toda a arquitetura e processo de desenvolvimento. Object is a software construct that bundles together data (state) and functions (behavior), which, taken together, represent an abstraction of a real-world (physical or conceptual) object.

6 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D Método de Desenvolvimento Processo: Rational Unified Process (RUP) Processo que estabelece quem, quando, como, onde e o que (artefato) gerar durante o desenvolvimento de um sistema. Notação: Unified Modeling Language (UML) Estabelece a notação para visualizar, construir, especificar e documentar os artefatos de um sistema complexo de software. Ferramentas: Rational Suite e IDEs Facilitam o desenvolvimento e incrementam a produtividade. Automatizam parte do desenvolvimento. Model is an abstraction of the underlying problem.

7 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D Linguagem de Programação Linguagem Java TM (Sun Microsystems). Orientada a objetos (OO). Independente da plataforma (Ex.: Windows, Solaris e Linux). Fornece vários recursos já implementados (APIs). Recursos de segurança e conectividade com Internet. Linguagem padrão para toda a arquitetura. Process is the how to steps for gathering the requirements and determining the abstraction to be modeled.

8 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D Linguagem Java (J2SE TM )

9 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D Outras Tecnologias OO Web Services Extensible Markup Language (XML) Common Object Request Broker Architecture (CORBA) Simple Object Access Protocol (SOAP) C++

10 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D Arquitetura J2EE TM J2EE – Java 2, Enterprise Edition. Ambiente padrão para o desenvolvimento de Componentes de Negócio. Independente da plataforma e do fornecedor. Baseado na linguagem Java TM. Oferece padronização para os recursos de segurança, distribuição, transação, escalabilidade, multi-usuário, sessão, persistência, serviços e outros recursos. Padrão de mercado amplamente utilizado e disponível.

11 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D J2EE TM Application Model

12 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D Arquitetura de Componentes

13 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D Padrões OO para Telecom OSS IP Billing API (JSR 130) Objetivo: Padronização de API´s Java para OSS e BSS. Baseado na arquitetura J2EE TM. Participantes: NEC, Motorola, Nortel, Ericsson, Sun, Cisco, BEA Systems, ADC, InfoVista, Objective Systems Integrators, Remedy, Cygent, Agilent, Digital Fairway, Orchestream e Telcordia. Padronização através do Java Community Process TM (JCP). Definição através do Java Specification Request (JSR) 130. IPDR.org Objetivo: Padronização de serviços IP. Uso de várias arquiteturas, inclusive Java. Padrão de transferência e documentos baseado em XML. Participantes: HP, Nortel, Intel, Lucent, Accenture, Amdocs, Apogree Networks, ECtel e outros. O CPqD é um associado!

14 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D APIs Java para Telecom OSS Service Activation API (http://www.jcp.org/jsr/detail/89.jsp). OSS Quality of Service API (http://www.jcp.org/jsr/detail/90.jsp). OSS Trouble Ticket API (http://www.jcp.org/jsr/detail/91.jsp). OSS Inventory API (http://www.jcp.org/jsr/detail/142.jsp). OSS Common API (http://www.jcp.org/jsr/detail/144.jsp). JPay - Payment API for the Java TM Platform (http://www.jcp.org/jsr/detail/182.jsp). Java TM Technology for the Wireless Industry (http://www.jcp.org/jsr/detail/185.jsp).

15 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D Considerações Finais Independência de plataforma. Independência de fornecedor. Promove o aumento de produtividade. Promove a redução do tempo de implementação e customização. Arquitetura implementada por vários fornecedores. Arquitetura J2EE TM madura e estável. Especificação padronizada sob o auspício do JCP TM. Existem vários padrões Telecom em desenvolvimento. Maior facilidade de integração com outros sistemas. Suportado por um processo de desenvolvimento como o RUP. Suportado pela linguagem de modelagem UML. Suportado por várias ferramentas de modelagem e codificação. Suportado por vários padrões de projeto (Design Patterns).

16 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D Referências na Internet J2EE TM - Java 2 Platform, Enterprise Edition J2SE TM - Java 2 Platform, Standard Edition EJB – Enterprise JavaBeans TM Technology J2EE TM Blueprints Design Patterns JCP - Java Community Process

17 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D Referências na Internet II What is Java TM Technology? Rational Unified Process (RUP) UML Resource Center Extensible Markup Language (XML) JSP – JavaServer TM Pages Java TM Servlet Technology

18 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D Referências na Internet III Simple Object Access Protocol (SOAP) OSS IP Billing Java Specification Request (JSR 130) IPDR.org TeleManagement Forum (TMF) Parlay Group Third Generation Partnership Project (3GPP)

19 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D Referências Bibliográficas UML Distilled. Martin Fowler, Kendal Scott. Addison-Wesley, ISBN X. The Unified Modeling Language User Guide. Grady Booch, James Rumbaugh, Ivar Jacobson. Addison-Wesley, ISBN The Unified Modeling Language Reference Manual. James Rumbaugh, Ivar Jacobson, Grady Booch. Addison-Wesley, ISBN X. Core Servlets and JavaServer Pages Marty Hall. Prentice Hall. ISBN

20 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D Referências Bibliográficas II The Unified Software Development Process ISBN: The Rational Unified Process an Introduction ISBN: Beginning Java Objects, from concepts to code ISBN: The Object Primer: The Application Developer's Guide to Object- Orientation ISBN

21 D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D


Carregar ppt "D i r e i t o s R e s e r v a d o s a o C P q D - 2 0 0 1 Outubro/2002 Arquitetura de Desenvolvimento OO e Java DSB – Diretoria de Soluções em Billing."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google