A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Promoção do Aleitamento materno na linguagem poética Silvia Marina Anaruma Instituto de Biociências UNESP – Campus de Rio Claro Rio Claro – SP – Brasil.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Promoção do Aleitamento materno na linguagem poética Silvia Marina Anaruma Instituto de Biociências UNESP – Campus de Rio Claro Rio Claro – SP – Brasil."— Transcrição da apresentação:

1 Promoção do Aleitamento materno na linguagem poética Silvia Marina Anaruma Instituto de Biociências UNESP – Campus de Rio Claro Rio Claro – SP – Brasil

2 Tudo começa aqui Proama Projeto Amamentar Projeto de Extensão à comunidade Incentivar, promover e defender o aleitamento materno através da Educação

3 Várias linguagens Produção de material didático Pesquisas Campanhas Comunicação na mídia escrita e falada

4 Trabalhos com a comunidade são os mais valorizados para nós....

5 Seio Belo por si Torna mais desejado O corpo da mulher De forma macia e bico em riste Adiciona Ao prazer do amor Um sabor picante Seio Agora peito Antes macio Agora cheio Leite puro Que goteja pelo bico Darás agora prazer e alimento A ti inocente rebento. (AJCesar) Importância da linguagem

6 A importância do Aleitamento materno para o desenvolvimento da linguagem Os mesmos músculos trabalhados na sucção O bebê começa a exercitar os órgãos fonoarticulatórios importantes para a produção da fala

7 A importância da fala da mãe durante a amamentação

8 Problema do desmame precoce

9 Gestação.... Poesias criadas por escritores da comunidade CLIRC – Centro Literário de Rio Claro 35 poesias 18 escritores

10 Temas gerados pelas Semanas Mundiais do Aleitamento Materno

11 Poesias foram para as ruas... Varais Saraus Fábricas Escolas Praças

12 Leite da Vida: Aleitamento Materno em poesias Parto...

13 Análise de Conteúdo das poesias Categorias de Análise Concepção do título Propriedades do leite materno Aspectos do manejo Aspecto econômico e social Aspecto afetivo e de comunicação mãe – bebê O seio como metáfora: seio materno e seio sexual A influência da religião – seios sagrados

14 Com relação ao título

15 Sobre as propriedades do leite materno Graças a ele sobrevivi/ sem mais nada para me alimentar/ E, assim, pode ser/ De muitas doenças, imunizada! Por tudo isso, mãe, obrigada! Vida saudável/ Alimento necessário/ Líquido precioso Abdicar de si para o outro/nutrindo a si e ao outro/ No doar-se, armar com anticorpos.

16 Aspectos do manejo Ato de primeiro amor/Quanto mais se dá/ Quanto mais se tem. Teus seios vertiam leite! Feito água/ Derramando sobre os montes...Alagaram fronhas e lençóis. Alagaram os dias e temp. Nossos !!!

17 As dificuldades Inchados, pesados, os seios empedram/ com o leite recusado/Promessas, compressas, para o leite fluir.

18 Como o poeta retrata a formação do leite Leite de vaca,/Serve,/Mas nada se compara/Ao leite de uma mãe amamentando,/ A mãe está passando/Tudo de mais maravilhoso/Que pode existir dentro dela. Com as mãos/Cheias de amor/Ela pega o seu menino/Leva-o ao seio,/Que explode/Em seiva/ Ele com os olhos/Cheios de sono/E com a boca /Cheia de fome...Nesse instante/ O amor se faz líquido/ escorrer/Pela garganta/Do pequenino.

19 Aspecto econômico e social O bebê aprende/ Fareja o milagre,/ e nas togas divinas/ dos seios maternos/ e suga o néctar da vida,/ que corre grátis/ sem crise, sem preconceito/ Em sua infinita sabedoria/Deus oferta ração igual/ a todo ser que chega. Neste momento,/ ricos e pobres finalmente são iguais.

20 O aspecto afetivo e de comunicação mãe-beb ê Leite é sangue que deixa de correr/pelo umbigo e sai pelo bico do seio....Quando estava pronto, arrebentei o mundo que me protegia/ e naquele dia,/resolvi nascer!/Mas, no mundo aqui fora, via a luz e a ti eu via/porém, como sobreviver?/Ouvi/ a batida,/conhecida,/de teu coração! Sobre o teu corpo me arrastei / e aquele som querido encontrei!/Junto a ele cheguei/ e, sabendo de minha aflição,/ me deste o leite/ que possuías/ para garantir minha vida.

21 O seio como metáfora: seio materno, seio sexual A mimosa beleza do atributo/Da mulher, assaz característico/ (Estornados o imoral e o dissoluto) / E seu arfante peito cabalístico/ Onde o suave e dual seio impoluto,/Faz-nos viver sublime sonho místico/ Com a visão real do belo inato/ Que dizer do cetinio gozo ao tato?

22 Tem-se o imponderável a vista: Muitos se dizem que são os primeiros, Mas para privar da fausta conquista/ Um só dos quantos ou tantos arteiros/ Pode levar a láurea assaz benquista/ Pois sobressai tão bem dos trapaceiros/ O puro, belo e suave amor platônico/Com o qual olha a mãe o filho harmônico.

23 A influência da religião – seios sagrados O primeiro ato de Cristo:/Mamar no peito. Benditos os seios que amamentam/Na infiltração de tudo que é mais puro. O leite flui no milagre / da maternidade. Nos olhos súplices de cada criança, todas as mães do mundo podem ver/ o olhar de Deus rogando pelo amor/ que é esperado de cada mulher.

24 Considerações Finais A produção de poesias para fins de promoção do aleitamento materno se mostrou adequada em vários sentidos. Foi possível que escritores se envolvessem com este trabalho e levassem para a comunidade conceitos tão complexos e sentimentos intensos que envolvem o aleitamento materno; o conteúdo abordado não só trouxe temas importantes do ponto de vista científico, como trouxe experiências do coletivo, ajudando-nos a entender melhor as representações sociais que são construídas; porque provou ser útil na área de comunicação em Saúde. A área de Linguagens deveria divulgar mais as vantagens do aleitamento materno para o desenvolvimento da linguagem e para a formação do vínculo entre mãe e bebê.

25 Propostas como essa deveriam ser cada vez mais estimuladas, pois são ações que trazem um grande benefício para a sociedade que se beneficia com informações que podem ser transmitidas de uma forma mais criativa, com mais sensibilidade e, sobretudo, que possam identificar-se, já que a poesia pode objetivar nosso pensamento e nossa imaginação. Como exposto, utilizamos diferentes linguagens e técnicas, segundo a finalidade que pretendemos atingir, qual seja o de promover o aleitamento materno, através da compreensão dos seus significados e da incorporação do que realmente faça sentido para quem aprende.


Carregar ppt "Promoção do Aleitamento materno na linguagem poética Silvia Marina Anaruma Instituto de Biociências UNESP – Campus de Rio Claro Rio Claro – SP – Brasil."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google