A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O termo LEPRA é conhecido desde tempos remotos. Pesquisas confirmam o período de 200 anos A.C. em Alexandria, quando 72 sábios se reuniram para traduzir.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O termo LEPRA é conhecido desde tempos remotos. Pesquisas confirmam o período de 200 anos A.C. em Alexandria, quando 72 sábios se reuniram para traduzir."— Transcrição da apresentação:

1

2 O termo LEPRA é conhecido desde tempos remotos. Pesquisas confirmam o período de 200 anos A.C. em Alexandria, quando 72 sábios se reuniram para traduzir o velho testamento do hebraico para o grego.

3 No decorrer do trabalho, surgiu a palavra TSARAATH, a qual consideraram intraduzível.

4 Concluíram que a tradução para o grego, que mais se assemelhava ao significado da palavra hebraica era – LEPRA – que significava imundice, proibições ligadas a marcas e manchas.( segundo trabalho de mestrado da educadora em saúde Sonia Olhas Nascimento –SJR Preto)

5 A lepra- surgiu então no Oriente Médio e por muitos...e muitos anos várias doenças de pele foram colocadas na mesma categoria, como pode ser observado em várias citações bíblicas.

6 Posteriormente, expandiu-se para a Europa, onde alcançou seu apogeu.

7 Com a descoberta das Novas Terras, chegou ao Brasil, onde os primeiros casos foram registrados no Rio de Janeiro, depois Bahia, Pernambuco, Pará e depois São Paulo.

8 No Brasil, no início do século,os doentes de lepra, ficavam à mercê da sorte e um pouco também, sob os cuidados das senhoras da sociedade.

9 Em l924, o governo assumiu o controle profiláticoda doença e iniciou o período da internação compulsória Na década de 30 surgiu o famoso tripé: asilo – dispensário - preventório

10 Em 1941, surgiu o SERVIÇO NACIONAL DA LEPRA e Departamentos da Profilaxia da Lepra (DPL)

11 A partir desse período, surgiu a figura do Prof. Abrahão Rotberg – médico dermatologista, depois professor universitário (SP), que desde os tempos de estudante estagiou nos antigos leprosários, e, publicou vários trabalhos científicos sobre essa doença.

12 Sensibilizado com o sofrimento dos doentes que, além das sequelas decorrentes da moléstia, sofriam ainda o estigma de leprosos, propôs uma nova terminologia, substituindo a infamante palavra Lepra por Hanseníase.

13 Hanseníase e derivados ( em homenagem ao médico e botânico norueguês Gerhard Hansen, descobridor da bactéria causadora da doença – o Mycobacterium leprae – 1874)

14 Em 1967, a convite do Prof. Walter Leser, Secretário da Saúde do Estado de São Paulo, assumiu a direção do então Departamento da Profilaxia da Lepra (DPL/SP).

15 Período este, em que terminada a fase da internação compulsória, foram abertas as portas dos asilos-colônia para quem quisesse sair para tratamento ambulatorial.

16 Prof. Rotberg continuou com sua luta pela mudança da terminologia para minimizar o estigma causado pelo impacto da palavra LEPRA, inclusive, em outros países.

17 No Brasil, várias Secretarias de Saúde e escolas de medicina começaram a adotar a nova terminologia. Em Dr. Paulo de Almeida Machado, ministro da Saúde determina que todos os documentos oficiais mudem a terminologia lepra para Hanseníase e derivados.

18 E finalmente, a nova nomenclatura, tornou-se oficial na administração pública por lei, assinada pelo presidente Fernando Henrique Cardoso e pelo então Ministro de Saúde Adib Jatene, em 29 de março de 1995 (Lei nº9.010 – D.O. Brasília – DF)

19 Infelizmente, a maioria dos outros países, continuou a utilizar o termo lepra: lepra (espanhol) lèpre (francês) leprosy (inglês) lebbra (italiano)...

20 LEPRA X HANSENÍASE Construir X desconstruir (construtivismo – Piaget)


Carregar ppt "O termo LEPRA é conhecido desde tempos remotos. Pesquisas confirmam o período de 200 anos A.C. em Alexandria, quando 72 sábios se reuniram para traduzir."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google