A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Aula 2 Mercado a Termo e Futuro de Dólar: Estratégias de Hedge.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Aula 2 Mercado a Termo e Futuro de Dólar: Estratégias de Hedge."— Transcrição da apresentação:

1 1 Aula 2 Mercado a Termo e Futuro de Dólar: Estratégias de Hedge

2 2 Mercado a Termo

3 3 Hedge no Mercado a Termo No Brasil, são muito comuns as operações a termo real/dólar. Empresas importadoras, exportadoras, com dívidas ou ativos em dólar procuram os bancos para garantir antecipadamente a taxa de câmbio que pagarão ou receberão no futuro. Muitas vezes, a liquidação dessas operações se dá por diferença.

4 4 Hedge: Exemplo 1 Suponha o caso de uma empresa brasileira com dívida em dólar com um banco, que vencerá daqui a seis meses, no valor de US$ 200,000. Suponha também que essa empresa acerte com outro banco a cotação de R$ 2,30/US$1 na data zero para a compra de dólar a termo.

5 5 Hedge: Exemplo 1 Suponha o caso de uma empresa brasileira com dívida em dólar com um banco, que vencerá daqui a seis meses, no valor de US$ 200,000. Suponha também que essa empresa acerte com outro banco a cotação de R$ 2,30/US$1 na data zero para a compra de dólar a termo. Com isso, ela garantiu que, em qualquer caso, a dívida custará US$ 200,000 x R$ 2,30/US$ 1 = R$

6 6 Hedge: Exemplo 1 Imagine duas situações para a cotação à vista do dólar seis meses depois e admita acerto financeiro por diferença: R$ 2,50/US$ 1 Pagamento da dívida = (R$ ) Recebimento na operação a termo = R$ Resultado Final = (R$ ) R$ 2,15/US$ 1 Pagamento da dívida = (R$ ) Pagamento na operação a termo = (R$ ) Resultado Final = (R$ ) Com isso, a empresa conseguiu seu objetivo de travar a cotação que pagará no futuro, deixando de correr o risco de uma desvalorização do real.

7 7 Hedge: Exemplo 1 Muitas vezes, um resultado negativo como o da segunda situação costuma ser questionado nas empresas. Não deve !! O objetivo de uma empresa é obter lucro na sua atividade principal. A operação a termo evitou que uma eventual desvalorização do real provocasse perdas financeiras que dependendo da magnitude, poderiam trazer conseqüências mais graves.

8 8 Hedge: Exemplo 2 Suponha agora o caso de uma empresa brasileira exportadora, que receberá US$ 100,000 daqui a quatro meses. Suponha também que essa empresa acerte com um banco, na data zero, a venda de dólar a termo à cotação de R$ 2,23/US$ 1 para quatro meses.

9 9 Hedge: Exemplo 2 Suponha agora o caso de uma empresa brasileira exportadora, que receberá US$ 100,000 daqui a quatro meses. Suponha também que essa empresa acerte com um banco, na data zero, a venda de dólar a termo à cotação de R$ 2,23/US$ 1 para quatro meses. Com isso, ela garantiu, em qualquer caso, o recebimento de US$ 100,000 x R$ 2,23/US$ 1 = R$ no futuro.

10 10 Hedge: Exemplo 2 Imagine duas situações para a cotação à vista do dólar quatro meses depois e admita acerto financeiro por diferença R$ 2,10/US$ 1 Recebimento da exportação = R$ Recebimento na operação a termo = R$ Resultado Final: R$ R$ 2,35/US$ 1 Recebimento da exportação = R$ Pagamento na operação a termo = (R$ ) Resultado Final: R$ Com isso, a empresa conseguiu seu objetivo de travar a cotação que receberá no futuro, deixando de correr o risco de uma valorização do real.

11 11 Mercado Futuro de Dólar Comercial

12 12 Mercado de Moedas vs. Mercado de Taxa de Câmbio A CME – Chicago Mercantile Exchange criadora dos contratos futuros de moedas em 1972 é o maior centro de negociação desse ativo. Geralmente o contrato prevê entrega física da moeda (FX Futures ou FOREX Futures) No Brasil ao contrário do resto do mundo a liquidação é financeira (futuro de taxa de câmbio) Explicação: Regime cambial não é livre (conversibilidade controlada pelas autoridades monetárias: impedimento legal para depósitos em bancos no país em outras moedas que não seja o real)

13 13 Mercado Futuro de Dólar Comercial Contratos de US$ ,00 (contrato normal) Data de vencimento primeiro dia útil (dia de pregão) do mês de vencimento. Negociação se dá até o último dia útil (dia de pregão) do mês anterior ao mês de vencimento. São cotados em reais por US$ 1.000,00, com até três casas decimais. Preços de ajustes estabelecidos pela média ponderada dos negócios realizados nos últimos 15 minutos do pregão ou por um preço arbitrado pela Bolsa.

14 14 Hedge As empresas que desejam se proteger contra uma desvalorização do real frente ao dólar, tais como importadores e empresas que possuem passivos em dólar, devem abrir posição comprando contratos futuros de dólar comercial. Assim, se houver uma desvalorização maior do real no período, a empresa que efetuou a operação de hedge comprará os dólares ao preço da operação no mercado futuro na data zero, não sofrendo os efeitos da desvalorização. Mercado Futuro de Dólar Comercial

15 15 Hedge As empresas que desejam se proteger contra uma valorização do real frente ao dólar, tais como exportadores e empresas que possuem ativos em dólar, devem abrir posição vendendo contratos futuros de dólar comercial. Assim, se houver uma valorização do real no período, a empresa que efetuou a operação de hedge, venderá os dólares ao preço da operação no mercado futuro na data zero, não sofrendo os efeitos da valorização. Mercado Futuro de Dólar Comercial

16 16 Exemplo 1 Uma empresa contratou uma importação no valor de USD 10 milhões para entrega em 02/05/05. Para se proteger de uma alta do dólar, compra ou vende contratos futuros para maio de 2005 – dia 02/05/05?

17 17 Exemplo 1 Uma empresa contratou uma importação no valor de USD 10 milhões para entrega em 02/05/05. Para se proteger de uma alta do dólar, compra ou vende contratos futuros para maio de 2005 – dia 02/05/05? Compra Futuro de dólar!!

18 18 Exemplo 1 cont. Suponha que o futuro de maio esteja cotado no dia a R$2768,345/USD O último dia de negociação do contrato é 29/04/05. Quantos contratos futuros devem ser negociados para garantir 100% de cobertura à sua exposição? a) 100 contratos b) 200 contratos c) 400 contratos d) 2000 contratos

19 19 Exemplo 1 cont. Suponha que o futuro de maio esteja cotado no dia a R$2768,345/USD O último dia de negociação do contrato é 29/04/05. Quantos contratos futuros devem ser negociados para garantir 100% de cobertura à sua exposição? a) 100 contratos b) 200 contratos (USD 10 milhões / USD 50 mil) c) 400 contratos d) 2000 contratos

20 20 Exemplo 2 Uma trading que fechou a venda de café em grão a uma empresa americana a ser efetivada numa data futura está exposta a que risco? Valorização ou desvalorização cambial?

21 21 Exemplo 2 cont. Uma trading que fechou a venda de café em grão a uma empresa americana a ser efetivada numa data futura está exposta a que risco? Valorização ou desvalorização cambial? Qual estratégia de gerenciamento de risco na BM&F?

22 22 Exemplo 2 cont. Uma trading que fechou a venda de café em grão a uma empresa americana a ser efetivada numa data futura está exposta a que risco? Valorização ou desvalorização cambial? Qual estratégia de gerenciamento de risco na BM&F? Vender futuro de taxa de câmbio

23 23 Exemplo 3 Uma empresa endividada em dólar e que realiza remessa de royalties ao exterior está exposta a que risco? Valorização ou desvalorização cambial?

24 24 Exemplo 3 cont. Uma empresa endividada em dólar e que realiza remessa de royalties ao exterior está exposta a que risco? Valorização ou desvalorização cambial? Qual estratégia de gerenciamento de risco na BM&F?

25 25 Exemplo 3 cont. Uma empresa endividada em dólar e que realiza remessa de royalties ao exterior está exposta a que risco? Valorização ou desvalorização cambial? Qual estratégia de gerenciamento de risco na BM&F? Comprar futuro de taxa de câmbio

26 26 Exemplo 4 Indústria têxtil fecha no dia 05/01 exportação no valor de USD3,75 milhões para os EUA com entrega prevista em 28/02. Qual o risco da operação de comércio exterior para o exportador? Valorização ou desvalorização cambial?

27 27 Exemplo 4 cont. Indústria têxtil fecha no dia 05/01 exportação no valor de USD3,75 milhões para os EUA com entrega prevista em 28/02. Qual o risco da operação de comércio exterior para o exportador? Valorização ou desvalorização cambial? Qual a estratégia de hedge e quantos contratos deverá negociar na BM&F?

28 28 Exemplo 4 cont. Qual a estratégia de hedge e quantos contratos deverá negociar na BM$F? Vender 75 contratos de futuro de câmbio para março 75 contratos: USD 3.75 milhões / USD 50 mil Considere o preço do futuro de março em R$2776,348/USD1000. Qual o resultado da operação do mercado a vista e futuro caso em 01/03 a cotação do dólar é R$2,595/US$?

29 29 Exemplo 4 cont. Receita Exportação US$ 3,75 milhões x R$ 2,595/US$ = R$ ,00 Resultado Mercado Futuro (R$2776,348/1000 – R$2,595) x US$ 50mil x 75 = R$ ,00 Resultado Geral R$ ,00 + R$680055,00 = R$ ,00 Garante um câmbio de R$2,7763/US$ conforme esperado! R$ /US$ = R$2,7763/US$

30 30 Exemplo 5 Uma empresa importadora pretende fechar câmbio de US$ 2 milhões em 31/8/2000. Em 8/8/2000, ela fez a seguinte operação de hedge no mercado futuro: Compra de 40 contratos de dólar futuro SET 0 a R$ 1,8045 (operação feita no final do pregão). Supondo que o dólar à vista estivesse a R$ 1,86 em 31/8, a operação ficaria: Pagamento da importação = US$ 2 milhões x 1,86 = (R$ ) Ganho no hedge = (1,86 – 1,8045) x 40 x = R$ Total: (R$ ) Que corresponde a US$ 2 milhões x R$ 1,8045. Ou seja, ao fazer o hedge em 8/8, a empresa garantiu a taxa de câmbio que iria pagar em 31/8, independentemente do que pudesse acontecer com o dólar à vista

31 31 O Ajuste Diário

32 32 Margem de Garantia Ao abrir uma posição, o investidor deve depositar uma margem de garantia na BM&F, cujo valor para cada contrato e tipo de participante será visto nos exercícios. Finalidade: cobrir o risco de oscilação de preço de três ajustes diários e é devolvida ao cliente quando a operação é liquidada. O investidor ainda incorre nos seguintes custos operacionais: TOB – Taxa Operacional Básica: TL – Taxa de Liquidação: Taxas de Emolumentos (da Bolsa): Taxa de Registro:

33 33 Diferença principal entre mercado a Termo e Futuro Posição ajustada diariamente Exemplo de ajuste com Especulador O investidor (especulador) que aposta que o dólar comercial à vista subirá, abre sua posição comprando contratos futuros. Assim, se sua previsão se concretizar, ele terá um ganho financeiro. Caso o dólar venha a cair, ele terá uma perda. Analogamente, o investidor (especulador) que aposta que o dólar comercial à vista cairá, abre sua posição vendendo contratos futuros. Se sua previsão se concretizar terá um ganho financeiro. Caso o dólar venha a subir, ele terá uma perda. Ajustes Diários

34 34 Ajustes Diários 1 Pecuarista de Araçatuba. Diante do Risco de queda dos preços para o mês de maio do ano seguinte, busca proteção vendendo no dia 10 de outubro, 20 contratos futuros de boi gordo na BM&F para vencimento em junho 06 por R$60,00. Nesse dia o preço no mercado a vista foi de R$60,00/arroba (1 contrato equivale a 330 arrobas, portanto pecuarista contratou 6600 arrobas de boi gordo). A posição é liquidada no dia 25 de maio comprando 20 contratos ao preço de R$ arrobas para vencimento junho 06. O preço a vista nesse dia é de R$52.50

35 35 Ajustes Diários 1 cont. No dia 25 de maio

36 36 Formação do Preço Futuro

37 37 Formação do Preço Futuro Contrariando o pensamento comum, o preço do dólar futuro não obedece às expectativas do mercado. Sua cotação é formada com base no preço do dólar à vista e na diferença entre as taxas de juros interna e externa (cupom cambial). De tal forma que evita possibilidades de arbitragens!!!

38 38 Suponha que um investidor realize as seguintes operações: Tome emprestado US$ 1 no mercado internacional a taxa i* (fixa); i*: cupom cambial (remuneração acima da variação cambial) Converta US$ 1 em R$ C 0 (dólar à vista na data zero); Aplique R$ C 0 no mercado interno a taxa de juros interna i (fixa); Compre o equivalente à sua dívida em dólar, US$ (1+i*), no mercado futuro de dólar a R$ F 0. O investidor tinha uma dívida de US$ (1+i*) e, para se proteger de uma desvalorização cambial, comprou R$ F 0 x (1+i*) no mercado futuro de dólar, sendo F 0 a cotação do dólar futuro na abertura de posição. Esse passivo US$ 1 foi convertido em reais e utilizado em uma aplicação que lhe renderá R$ C 0 x (1+i), na mesma data do vencimento do contrato futuro. Formação do Preço Futuro

39 39 Resultado da operação no vencimento futuro: Se: R$ C 0 (1+i) – R$ F 0 (1+i*) >, < 0, tem-se um ganho sem risco. Para não haver arbitragem, Em um mercado eficiente, onde não existam chances de arbitragem, o preço do dólar futuro é função do preço do dólar à vista e da relação entre as taxas de juros interna e externa. Mercado Futuro de Câmbio NÃO embute expectativas, porém Mercado de taxas de Juros SIM!!! Formação do Preço Futuro

40 40 Formação do Preço Futuro Generalizando a para todo t F: Preço do contrato Futuro em t=0 T: vencimento do Futuro i : taxa de juros DI i*: cupom cambial (Futuro de Moeda) dividend yield (Futuro de Ação ou Índice) convenience yield (Futuro de Commodity )

41 41 Exemplo de Revisão Uma empresa exportadora pretende fechar câmbio de US$ 1 milhão em 31/8/2000. Em 8/8/2000, ela fez a seguinte operação de hedge no mercado futuro: Venda de 20 contratos de dólar futuro SET 0 a 1,8045 (operação feita no final do pregão). Supondo que o dólar à vista estivesse a 1,78 em 31/8, a operação ficaria: Recebimento da exportação = US$ 1 milhão x 1,78 = R$ Ganho no hedge = (1,8045 – 1,78) x 20 x = R$ Total: R$ Que corresponde a US$ 1 milhão x 1,8045. Ou seja, ao fazer hedge em 8/8, a empresa garantiu a taxa de câmbio que iria receber em 31/8, independentemente do que acontecesse ao dólar à vista.


Carregar ppt "1 Aula 2 Mercado a Termo e Futuro de Dólar: Estratégias de Hedge."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google