A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

HISTORIA DA FILOSOFIA, CIÊNCIA E BIOLOGIA: UMA INTRODUÇÃO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "HISTORIA DA FILOSOFIA, CIÊNCIA E BIOLOGIA: UMA INTRODUÇÃO."— Transcrição da apresentação:

1 HISTORIA DA FILOSOFIA, CIÊNCIA E BIOLOGIA: UMA INTRODUÇÃO

2 Programa -Grécia antiga -Helenismo e Império Romano; -Filosofia escolástica; -Renascimento; -Revolução científica; -A descoberta da Biodiversidade; -O tempo profundo -Pensamento Evolutivo

3 A Grécia Antiga... O início da Filosofia e os Filósofos Pré-Socráticos Tales de Mileto ( AC) Heráclito ( AC) Empédocles (± 400 AC)

4 Demócrito ( AC) -Teoria atômica -O acaso e a necessidade Pitágoras ( AC)

5 A Escola de Atenas: Sócrates, Platão e Aristóteles

6 PLATÃO ( AC) -Aluno de Sócrates; AC - Academia em Atenas; -Matemática e geometria -Teoria das idéias e a questão da realidade; -Porque os anjos perdem as asas? -Essencialismo;

7 Essencialismo (Eidos) Diógenes: Platão, eu posso ver uma mesa e uma xícara, mas não posso ver mesidade ou uma xicaridade... Platão: Precisamente. Pra ver uma mesa e uma xícara, você precisa de olhos, e você os tem. Mas para ver mesidade e xicaridade, você precisa de inteligência, e isso você não tem...

8 Criação especial e o fixismo... Essencialismo

9 ARISTÓTELES ( AC) -Aluno de Platão, estudou na Academia (ficou por 20 anos...); -Tutor de Alexandre (Macedonia); AC - Liceu em Atenas (peripatéticos); -Naturalista (+ vitalismo = psyche) -Lógica (silogismos) – até o sec. XIX -Crítica da Teoria das idéias; -Classificação das ciências (Comte, XVIII) -Oposição aos atomistas (vazio não existe)

10 Causas de Aristóteles (no sentido de responsável por...) 1)Material 2) Formal 3)Eficiente 4)Final Causa no sentido moderno da palavra... Teleologia

11 Alexandre e o Império da Macedônia... Helenismo -Período confuso, com muito misticismo...(e.g. Astrologia) -Biblioteca em Alexandria

12 Eratóstenes Ptolomeu

13 Arquimedes de Siracusa ( AC)

14 Estoicismo Zenão de Cício (III AC) Alexandre Marco Aurélio -As virtudes do sábio; -Viver de acordo com a natureza; -Razão é um dom especial; -Libertar da paixão (pathos), excitação e frivolidade para aplicar a razão com confiança; -Conhecimento e razão elevam o Homem

15 Estoicismo Zenão de Cício (III AC)

16 1)Harmonia e Perfeição do Universo; 2)Estabilidade; 3)Essencialismo (Platão); 4)Força Vital (Aristóteles)

17 Filosofia Escolástica e a Idade Média Santo Agostinho ( DC) Neoplatonismo... São Tomás de Aquino ( DC) Aristotelismo...

18 Cambridge (1209) Oxford (1096) Paris (1170) Complutense (1293) Bolonha (1088) Karueein (859)

19 Franciscanos... Ockham ( ) -Racionalismo X meta-física -Não é possível conhecer Deus pela experiência sensorial... -Parcimônia -Nominalismo (crítica ao essencialismo de Platão)

20 O Renascimento... Leonardo da Vinci ( )

21 O Início da Ciência... -Copérnico ( ) -Tycho Brahe ( ) -Kepler ( ) – orbitas elípticas, não circulares...

22 Galileu ( ) 1616 e 1633

23 A REVOLUÇÃO CIENTÌFICA (XVI – XVII) Francis Bacon ( ) Isaac Newton ( ) Rene Decartes ( )

24 Rene Decartes ( ) -Ruptura com Aristóteles -Racionalismo e Empirismo -Discurso do Método (1637) 1) Só aceitar idéias claras; 2) Dividir um problema em quantas partes sejam necessárias para resolvê-lo; 3) Ordenar o pensamento do simples para o complexo; 4) Verificar tudo e não negligenciar nada.

25 1)Só aceitar idéias claras; 2) Dividir um problema em quantas partes sejam necessárias para resolvê-lo; 3) Ordenar o pensamento do simples para o complexo; 4) Verificar tudo e não negligenciar nada. Reducionismo Parcimônia

26 A REVOLUÇÃO CIENTÌFICA RACIONALISMO + MÉTODO MECANICISMO EXPERIMENTALISMO

27

28 Porque a revolução científica não aconteceu na Grécia Antiga? EXPERIMENTALISMO!

29 MECANICISMO X VITALISMO NAS CIÊNCIAS NATURAIS Harvey e a circulação -Força vital ou alma (anima) de Platão e Aristóteles; -Complexidade dos organismos Reducionismo cartesiano

30 VITALISMO Biologia Histórica (organismica, ou naturalistica) MECANICISMO Biologia Funcional;

31 VITALISMO Biologia Histórica (organismica, ou naturalistica) Teologia Natural William Paley (sex. XIX)

32 Pre-Formacionistas X Epigeneticistas...

33 Epigeneticistas VITALISTAS Preformacionistas MECANICISTAS -Não havia teoria celular (que limitasse o tamanho); -Não havia idéia de instruções codificados (DNA, programação de computador, etc); -O tempo era finito (tempo bíblico).

34 VITALISTAS Bergson Teilhard de Chardin Causa final e propósito Progresso Lamarck

35

36 A descoberta da Diversidade Diversidade Biológica Pequenas escalas... -Leeuwenhoek ( ) -Malpighi ( ) Grandes escalas (Naturalistas e Taxonomistas)... -Forster -Linnaeus -Von Humboldt -Buffon

37 Descoberta do tempo profundo

38 Catastrofismo e Uniformitarismo CuvierLyell

39 Lamarck (1809) O PENSAMENTO EVOLUTIVO

40 DARWIN ( )

41 Darwin Malthus Wallace ? ?

42 As 5 teorias de Darwin -Existência da Evolução -Ancestral Comum -Evolução horizontal -Gradualismo -Seleção Natural Ernst Mayr

43 1) Existência da Evolução Ontogenia & Filogenia Registro fóssil

44 Biogeografia Homologias

45 2. Ancestral Comum

46

47 FILOGEOGRAFIA HUMANA e o mtDNA

48 3. Evolução Horizontal

49 4. Gradualismo

50 5. Seleção Natural

51 Rupturas Epistemológias e Implicações Filosóficas do DARWINISMO 1.Ruptura com uma visão de mundo estástica; 2.Materialismo (racionalismo) e ruptura com o vitalismo; 3.Ruptura com uma forma de mecanicismo (Fisicismo) (estocasticidade); 4.Ruptura com a Teleologia e a idéia de causas finais

52 Herbert Spencer e o Darwinismo Social Teilhard de Chardin e o ponto Ômega Filosofias Evolutivas (secs. XIX e XX)

53 Darwinismo Neodarwinismo Teoria sintética Mendelismo

54 S p = (pq / 2w ) (dw/dp) Teoria do equilíbrio deslocante (paisagem adaptativa) Teorema fundamental da seleção natural Genetica Populacional

55 Kimura e a teoria neutra da Evolução Molecular

56 Hennig Willi Hennig e a cladística 1) Base filogenética para gerar classificações biológicas 2) Método para reconstrução histórica

57 APLICAÇÕES (E IMPLICAÇÕES) Classificação Método comparativo (Ecologia & Biogeografia)

58 Expansão hierárquica da teoria evolutiva Modelo dos equilíbrios pontuados 1. Modelo de evolução 2. Expansão hierárquica 3. Estase coordenada S. J. Gould Niles Eldredge

59 Alguns Princípios de uma Filosofia da Biologia 1)Um conhecimento integral dos organismos não pode ser obtido a partir de teorias da física e da química (REDUCIONISMO); 2)A história dos organismos possui um papel fundamental na sua compreensão, especialmente em termos de um programa genético herdado (DETERMINISMO E TELEOLOGIA); 3)Os indivíduos são únicos, e formam populações cuja variabilidade é a principal característica (ESSENCIALISMO); 4)Há duas biologias, funcional e evolutiva, que, respectivamente, respondem a questões proximais e finais (MECANICISMO E FISICISMO);

60 5) A história da biologia tem sido marcada pela adoção de conceitos que foram modificados, amadurecidos e, eventualmente, rejeitados 6) A complexidade dos organismos está estruturada HIERARQUICAMENTE e níveis mais altos nessa hierarquia são caracterizados pela emergência de propriedades; 7) Em biologia, métodos observacionais e comparativos são tão científicamente válidos quanto o método experimental (REDUCIONISMO); 8) A autonomia da Biologia como ciência (em relação à Física e à Química) não implica em endossar o VITALISMO, ou outras toerias e filosofias que estejam em desacordo com as leis da química e da física;

61 ...Um sentido de unidade genética, de parentesco, de vida em comum, nos une às outras espécies que habitam a Terra. Elas são mecanismos de sobrevivência para nós e nossa espécie. Conservar a diversidade biológica é investir na imortalidade. (Edward O. Wilson)


Carregar ppt "HISTORIA DA FILOSOFIA, CIÊNCIA E BIOLOGIA: UMA INTRODUÇÃO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google