A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Redes de Computadores MR-OSI Ely Edison Matos ago2003.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Redes de Computadores MR-OSI Ely Edison Matos ago2003."— Transcrição da apresentação:

1 Redes de Computadores MR-OSI Ely Edison Matos ago2003

2 Padronização As organizações internacionais de padronização podem ser classificadas pelo seu enfoque técnico e por sua estrutura geográfica e política As organizações internacionais de padronização podem ser classificadas pelo seu enfoque técnico e por sua estrutura geográfica e política Organizações importantes para o tópico de redes de computadores são Organizações importantes para o tópico de redes de computadores são ISO: International Organization for Standartization ISO: International Organization for Standartization IEC: International Eletrotechnical Comission IEC: International Eletrotechnical Comission ITU-T: International Telecommunications Union (que corresponde ao antigo CCITT) ITU-T: International Telecommunications Union (que corresponde ao antigo CCITT)

3 Padronização No Brasil a ABNT é o órgão responsável para submeter propostas de padronização à ISO No Brasil a ABNT é o órgão responsável para submeter propostas de padronização à ISO A ANSI executa o mesmo procedimento nos Estados Unidos e é um dos órgão mais atuantes A ANSI executa o mesmo procedimento nos Estados Unidos e é um dos órgão mais atuantes Na Europa a ETSI (European Telecommunications Standards Institute) fica responsável pelas MANs e RDSI naquele continente Na Europa a ETSI (European Telecommunications Standards Institute) fica responsável pelas MANs e RDSI naquele continente No Japão o TCC (Telecommunications Technology Committee) é o principal órgão de definição de recomendações sobre RDSI No Japão o TCC (Telecommunications Technology Committee) é o principal órgão de definição de recomendações sobre RDSI

4 Modelo de referência OSI Para permitir o intercâmbio de informações entre computadores de fabricantes distintos tornou-se necessário definir uma arquitetura única Para permitir o intercâmbio de informações entre computadores de fabricantes distintos tornou-se necessário definir uma arquitetura única Para garantir que nenhum fabricante levasse vantagem em relação aos outros a arquitetura teria de ser aberta e pública Para garantir que nenhum fabricante levasse vantagem em relação aos outros a arquitetura teria de ser aberta e pública Com este objetivo a International Organization for Standartization (ISO) definiu o modelo denominado RM-OSI Com este objetivo a International Organization for Standartization (ISO) definiu o modelo denominado RM-OSI Reference Model for Open Systems Interconnection Reference Model for Open Systems Interconnection

5 RM-OSI Não se refere a nenhum hardware específico (sistema aberto) Não se refere a nenhum hardware específico (sistema aberto) Para a ISO, o fato da interconexão ser aberta não implica no uso de nenhuma implementação, tecnologia ou modelo de interconexão específico, mas refere-se ao reconhecimento e suporte dos padrões ISO para intercâmbio de dados Para a ISO, o fato da interconexão ser aberta não implica no uso de nenhuma implementação, tecnologia ou modelo de interconexão específico, mas refere-se ao reconhecimento e suporte dos padrões ISO para intercâmbio de dados Este modelo por si só, não define a arquitetura da rede, pois não especifica com exatidão os serviços e protocolos Este modelo por si só, não define a arquitetura da rede, pois não especifica com exatidão os serviços e protocolos Simplesmente declara o que cada elemento deve fazer e não como fazê-lo Simplesmente declara o que cada elemento deve fazer e não como fazê-lo

6 RM-OSI Utiliza um modelo de 7 camadas Utiliza um modelo de 7 camadas a divisão em camadas facilita a compreensão de todo o problema detalhando partes do mesmo a divisão em camadas facilita a compreensão de todo o problema detalhando partes do mesmo Detalha o trabalho de deslocamento de dados de um ponto para outro Detalha o trabalho de deslocamento de dados de um ponto para outro Os dados movem-se na rede em um feixe discreto de bits denominados pacotes Os dados movem-se na rede em um feixe discreto de bits denominados pacotes

7 Protocolo de Aplicação Protocolo de Apresentação Protocolo de Sessão Protocolo de Transporte Protocolo de Rede Protocolo de Enlace Protocolo de Nível Físico Aplicação Apresentação Sessão Transporte Rede Enlace de dados Físico Transmissão RM-OSI

8

9 Nível Físico O nível físico fornece as características mecânicas, elétricas, funcionais e de procedimento para ativar, manter e desativar conexões físicas para a transmissão de bits entre entidades de nível de enlace O nível físico fornece as características mecânicas, elétricas, funcionais e de procedimento para ativar, manter e desativar conexões físicas para a transmissão de bits entre entidades de nível de enlace O protocolo de nível físico é responsável pela transmissão de uma cadeia de bits (ele sabe a forma de representação do bit, o tempo de duração do bit (intervalo de sinalização), o tipo de transmissão (half ou full-duplex), como estabelecer e cancelar a conexão, quantos pinos serão usados no conector da rede, os níveis do sinal elétrico O protocolo de nível físico é responsável pela transmissão de uma cadeia de bits (ele sabe a forma de representação do bit, o tempo de duração do bit (intervalo de sinalização), o tipo de transmissão (half ou full-duplex), como estabelecer e cancelar a conexão, quantos pinos serão usados no conector da rede, os níveis do sinal elétrico O significado do que está sendo transmitido não é função deste nível O significado do que está sendo transmitido não é função deste nível

10 Nível de Enlace Enquanto o nível físico executa o transporte do bit do transmissor para o receptor, o sinal pode sofrer interferências, ruídos, perda de sincronismo, etc. Cabe ao Nível de Enlace detectar e, opcionalmente, corrigir os erros ocorridos no nível físico Enquanto o nível físico executa o transporte do bit do transmissor para o receptor, o sinal pode sofrer interferências, ruídos, perda de sincronismo, etc. Cabe ao Nível de Enlace detectar e, opcionalmente, corrigir os erros ocorridos no nível físico A cadeia de bits recebida pelo nível de enlace é organizada em quadros (frames), acrescidos de bits adicionais para detectar erros (CRC 32, paridade, etc.) A cadeia de bits recebida pelo nível de enlace é organizada em quadros (frames), acrescidos de bits adicionais para detectar erros (CRC 32, paridade, etc.) Esta seqüência adicional é chamada Frame Check Sequence (FCS) Esta seqüência adicional é chamada Frame Check Sequence (FCS) Se o FCS que chega for diferente do FCS que foi calculado então o quadro é descartado e pode ou não ser enviado um aviso ao sistema que transmitiu o sinal Se o FCS que chega for diferente do FCS que foi calculado então o quadro é descartado e pode ou não ser enviado um aviso ao sistema que transmitiu o sinal

11 Nível de Enlace Três tipos de serviço diferentes Três tipos de serviço diferentes Serviço sem conexão e sem reconhecimento Serviço sem conexão e sem reconhecimento redes onde a taxa de erros no nível físico é muito baixa, ficando a correção dos mesmos sob a responsabilidade dos níveis superiores redes onde a taxa de erros no nível físico é muito baixa, ficando a correção dos mesmos sob a responsabilidade dos níveis superiores Serviço sem conexão com reconhecimento Serviço sem conexão com reconhecimento pequenos volumes de dados a serem transmitidos mas de forma confiável. Quadros com erros deverão ser retransmitidos. O recebedor deverá descartar quadros duplicados ou com erro pequenos volumes de dados a serem transmitidos mas de forma confiável. Quadros com erros deverão ser retransmitidos. O recebedor deverá descartar quadros duplicados ou com erro Serviço orientado à conexão Serviço orientado à conexão Há garantia que os quadros transmitidos são entregues ao receptor sem erros e na ordem em que foram enviados Há garantia que os quadros transmitidos são entregues ao receptor sem erros e na ordem em que foram enviados

12 Nível de Enlace Esta camada é responsável pelo controle de acesso ao meio Esta camada é responsável pelo controle de acesso ao meio Protocolos Protocolos CSMA/CD CSMA/CD Token Passing Token Passing Polling Polling

13 Nível de Rede Estabelecimento de conexão fim-a-fim entre estações de forma transparente Estabelecimento de conexão fim-a-fim entre estações de forma transparente Estações podem estar em redes diferentes, que estejam interligadas Estações podem estar em redes diferentes, que estejam interligadas Torna transparente de que forma os recursos dos níveis inferiores - conexão de enlace e meios físicos de comunicação - são usados para implementar a conexão Torna transparente de que forma os recursos dos níveis inferiores - conexão de enlace e meios físicos de comunicação - são usados para implementar a conexão

14 Nível de Rede As funções do Nível de Rede incluem As funções do Nível de Rede incluem Multiplexação Multiplexação Endereçamento Endereçamento Hierárquico Hierárquico Horizontal Horizontal Mapeamento entre endereços de rede e endereços de enlace Mapeamento entre endereços de rede e endereços de enlace Roteamento Roteamento Estabelecimento e liberação de conexões de rede Estabelecimento e liberação de conexões de rede

15 Nível de Rede Roteamento Roteamento

16 Nível de Transporte Preocupa-se com a transferência confiável de dados através de controles de erro e de fluxo de dados entre a origem e o destino Preocupa-se com a transferência confiável de dados através de controles de erro e de fluxo de dados entre a origem e o destino Estabelece uma conexão fim-a-fim entre processos Estabelece uma conexão fim-a-fim entre processos Utiliza os serviços da camada de rede Utiliza os serviços da camada de rede Neste nível a mensagem é particionada em pacotes (segmentos) para ser enviada Neste nível a mensagem é particionada em pacotes (segmentos) para ser enviada Faz o controle de Faz o controle de Fluxo, para evitar congestionamento de segmentos Fluxo, para evitar congestionamento de segmentos Erros Erros Seqüência dos segmentos Seqüência dos segmentos Se existirem várias conexões de transporte multiplexa a conexão física Se existirem várias conexões de transporte multiplexa a conexão física

17 Nível de Sessão Controla os diálogos entre processos que estão se comunicando Controla os diálogos entre processos que estão se comunicando Funções Funções Administração da sessão Administração da sessão Estabelecimento da conexão Estabelecimento da conexão Sincronização da sessão Sincronização da sessão Transferência de dados Transferência de dados Liberação da conexão Liberação da conexão Token (símbolo sinalizador) Token (símbolo sinalizador) Recurso de uma conexão de Sessão que é dinamicamente atribuído a um usuário em um determinado momento, concedendo a ele o direito exclusivo de executar determinados serviços Recurso de uma conexão de Sessão que é dinamicamente atribuído a um usuário em um determinado momento, concedendo a ele o direito exclusivo de executar determinados serviços

18 Nível de Apresentação Este nível realiza transformações nos dados antes do seu envio Este nível realiza transformações nos dados antes do seu envio Os dados podem ser criptografados, textos podem ser compactados, conversões de caracteres de acordo com o terminal de destino (ANSI, VT-100, etc.) Os dados podem ser criptografados, textos podem ser compactados, conversões de caracteres de acordo com o terminal de destino (ANSI, VT-100, etc.) Para estas atividades o nível de apresentação deve conhecer a sintaxe do sistema local e do sistema de transferência para executar estas tarefas corretamente Para estas atividades o nível de apresentação deve conhecer a sintaxe do sistema local e do sistema de transferência para executar estas tarefas corretamente Como exemplos de padrão de conversão temos os códigos ASCII, ANSI, EBCDIC além de protocolos de compressão como MNP-5, V42, V32, etc Como exemplos de padrão de conversão temos os códigos ASCII, ANSI, EBCDIC além de protocolos de compressão como MNP-5, V42, V32, etc

19 Nível de Aplicação Serviços Serviços Identificação dos futuros parceiros na comunicação (por nome ou por endereço) Identificação dos futuros parceiros na comunicação (por nome ou por endereço) Determinação da qualidade mínima aceitável para o serviço Determinação da qualidade mínima aceitável para o serviço Definição das responsabilidades na recuperação de erros Definição das responsabilidades na recuperação de erros Especificação de aspectos relativos a segurança de acesso e integridade de dados Especificação de aspectos relativos a segurança de acesso e integridade de dados Recursos do nível Recursos do nível Transferência de arquivos Transferência de arquivos Emulação de terminais Emulação de terminais Correio eletrônico Correio eletrônico Gerenciamento da rede Gerenciamento da rede Bancos de dados distribuídos Bancos de dados distribuídos Etc. Etc.


Carregar ppt "Redes de Computadores MR-OSI Ely Edison Matos ago2003."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google