A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Seminário Formação de Trabalhadores Técnicos em Saúde no Brasil e no Mercosul.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Seminário Formação de Trabalhadores Técnicos em Saúde no Brasil e no Mercosul."— Transcrição da apresentação:

1 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Seminário Formação de Trabalhadores Técnicos em Saúde no Brasil e no Mercosul Painel Os desafios e as perspectivas da formação dos trabalhadores técnicos em saúde: a situação dos países do Mercosul.

2 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Formação profissional: antecedentes e situação estudos da FTS, realizado no final da década de setenta, indicava que 300 mil trabalhadores de saúde exerciam funções sem a devida qualificação específica; reivindicações dos trabalhadores, por processos educativos, com validação de estudos e possibilidade de certificação com validade nacional

3 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde identidade profissional - na confluência ou na polarização - do trabalho de profissionais com formação superior X impasses referidos à regulamentação das profissões; inserção/atuação circunstancial e imprecisa; cursos (formação) oferecidos majoritariamente pelo setor privado de ensino; orientação pedagógica centrada em procedimentos (competência para fazer), sustentada em manuais; pouco investimento na qualificação pedagógica do corpo docente.

4 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Alternativas de Superação Projeto Larga Escala Escola pública ligada ao setor saúde; Aluno/cliente: trabalhador empregado; Docente: (instrutor/supervisor) profissional do serviço; Escola multiprofissional em saúde; Eixo metodológico: integração ensino/serviço; Processos administrativos centralizados; Execução curricular descentralizada; Coordenação pedagógica: centralizada na Escola e descentralizada no local dos cursos.

5 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde organismos/Instâncias envolvidas MEC/MS/MPAS/OPAS (Acordo Interministerial) SES e instâncias descentralizadas Conselhos Estaduais de Educação Instituições e Serviços de saúde

6 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde A Educação Profissional na estrutura da Educação Nacional Fonte: Francisco Aparecido Cordão,2004

7 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde educação profissional observadas as Diretrizes Curriculares Nacionais, definidas pelo Conselho Nacional de Educação, será desenvolvida por meio de cursos e programas de: I - formação inicial e continuada; II - educação profissional técnica de nível médio; e III - educação profissional tecnológica de graduação e de pós-graduação. DECRETO Nº 5.154, DE 23 DE JULHO DE 2004

8 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde como se organiza a Educação Profissional Formação inicial e continuada: qualquer nível de escolaridade. Educação Profissional Técnica de nível médio. qualificação técnica – ensino fundamental habilitação profissional – ensino médio Educação Profissional Tecnológica: nível superior

9 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Educação Profissional é uma modalidade de ensino integrada às diferentes formas de educação, ao trabalho, às ciências e tecnologias que conduz ao permanente desenvolvimento de aptidões para a vida produtiva formação técnica profissional ensino técnico de nível médio. aos egressos do ensino fundamental e do ensino médio bem como aos trabalhadores, em geral, inseridos na produção sem a qualificação específica.

10 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde como e onde a Educação Profissional poderá ser desenvolvida em articulação com o ensino regular, em instituições especializadas ou nas unidades/setores de trabalho.

11 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde no final da década de 90 estimativas da FTS indicava a presença de 225 mil atendentes de enfermagem

12 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Censo Educacional MEC/INEP/ Instituições de Ensino oferecem educação técnica; na área da saúde: 785 escolas oferecem cursos de formação técnica de nível médio, sendo: 570 cursos são na área da enfermagem, 131 em segurança do trabalho, 97 em saúde bucal, 75 em radiologia, e 70 em biodiagnóstico. 68% dos cursos concentram-se na Região Sudeste e 84% deles são privados; aumenta o número de matrícula em cursos técnicos

13 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde O PROFAE (estratégia de Educação Profissional para a Área da Enfermagem) Cursos: de Qualificação Profissional, de Complementação do Ensino Fundamental e Complementação para Técnico de Enfermagem (organização descentralizada). Outros componentes: sustentabilidade, certificação, capacitação pedagógica.

14 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Resultados alcançados – Componente I Nº Alunos Atendidos pelo PROFAE Até Dezembro de 2005 em 319 Escolas Públicas e Privadas Total : alunos Fonte: Sistema de Informações Gerenciais - SIG

15 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde alunos formados nos Cursos da Enfermagem nas ETSUS RegiãoAntes do PROFAE Após o PROFAE Norte______5.061 Nordeste Centro Oeste Sudeste Sul Total Fonte: SIG – 2006 – Alunos formados increment o 106,6% increment o 106,6%

16 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde quem oferece a Educação Profissional na área da Saúde Escolas públicas (federais, estaduais, municipais) Escolas privadas. Rede das escolas públicas do Sistema Único de Saúde – RET-SUS

17 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde a RET- SUS Fortalecimento e Modernização das Escolas existentes Criação 11 ETSUS em Estados que não as possuíam (atualmente a RET-SUS conta com 37 Escolas) Aquisição de equipamentos eletro-eletrônicos, de informática, softwares, acervo bibliográfico, materiais de ensino- aprendizagem, mobiliários e veículos para as 37 escolas da RET-SUS Assessoria para criação de novos cursos e modernização da gestão. Formação Pedagógica de Docentes Enfermeiros ( docentes/curso de especialização pela ENSP/EAD)

18 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Desenvolvimento de metodologia para identificação de perfis de competências profissionais; Elaboração e validação de instrumentos para avaliação de competências profissionais; Tele-Educação – Criação do Homem Virtual ; A RET- SUS

19 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde 2003: criação da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, no Ministério da Saúde Entre as missões da SGTES: motivar e propor a mudança na formação técnica, de graduação e de pós-graduação e processo de educação permanente dos trabalhadores da saúde, a partir das necessidades de saúde da população e de fortalecimento do SUS. motivar e propor a mudança na formação técnica, de graduação e de pós-graduação e processo de educação permanente dos trabalhadores da saúde, a partir das necessidades de saúde da população e de fortalecimento do SUS.

20 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde

21 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Expansão da Formação Pedagógica para docentes de outras categorias profissionais; Expansão da Educação Técnica (áreas de Biodiagnóstico, Radiologia, Odontologia, Nutrição e Dietética, Farmácia, Vigilância em Saúde, Agente Comunitário de Saúde) PROFAPS Financiamento de estudos e pesquisas na RET-SUS; Criação do Mestrado Profissional (prioridade para dirigentes e equipes técnicas da RET-SUS). Educação Profissional: Ações Estratégicas

22 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Educação Profissional em Saúde: desafios definição/formulação da proposta político- pedagógica dos cursos tendo como referência o paradigma do ensino por competência; impasses/polarização na conceituação/compreensão da formação técnica profissional em saúde; campos de Estágio (para alunos não trabalhadores);

23 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Entraves jurídicos e administrativos quanto ao corpo docente (dificuldades para efetivar o pagamento de docentes da RET-SUS/maioria, por opção político-pedagógica, são os profissionais dos serviços de saúde); Falta de corpo técnico pedagógico e administrativo no quadro fixo das Escolas da RET-SUS; Pouca flexibilização gerencial e autonomia (financeira e orçamentária) da maioria das Escolas da RET-SUS;

24 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde definição e implementação de políticas dirigidas à educação técnica profissional na área de saúde considerando: I.características quantitativas e qualitativas dos processos de formação, regulação, inserção e exercício profissional dos trabalhadores/profissionais técnicos do nível médio; II.demandas e necessidades do SUS Estratégia Articulação MS/MEC/CNS

25 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Obrigada, Maria Auxiliadora Córdova Christófaro


Carregar ppt "Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde Seminário Formação de Trabalhadores Técnicos em Saúde no Brasil e no Mercosul."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google