A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Professor Daniel Ribeiro Revisão 1º Trimestre 2012 8º Ano.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Professor Daniel Ribeiro Revisão 1º Trimestre 2012 8º Ano."— Transcrição da apresentação:

1 Professor Daniel Ribeiro Revisão 1º Trimestre º Ano

2 Objetivos Conceituais -Compreender a dinâmica populacional em seus diferentes estágios. -Os ciclos naturais climáticos: glaciação e período interglacial. -Observar o fenômeno efeito estufa, aquecimento global e outros desafios. -O uso racional e a sustentabilidade. -Compreender as diferentes formas de regionalização do espaço mundial. -Contextualizar historicamente a ordem bipolar, a divisão em 1º, 2º, e 3º mundo e a regionalização norte-sul. -Conceituar desenvolvimento econômico e desenvolvimento humano- países subdesenvolvidos, desenvolvidos e em desenvolvimento -Refletir sobre as profundas desigualdades mundiais e a lógica da dependência financeira e tecnológica. -Compreender o Índice de Desenvolvimento Humano.

3 Demografia e população. Conceitos Fundamentais: POPULAÇÃO ABSOLUTA- é o número total de habitantes. POPULOSO. POPULAÇÃO RELATIVA- é a DENSIDADE populacional,ou seja, o número de habitantes dividido pela área. POVOADO. DISTRIBUIÇÃO da população é extremamente desigual

4 Demografia e população. Conceitos Fundamentais: TAXA DE NATALIDADE- Representa a freqüência de nascimentos. TAXA DE MORTALIDADE- Representa a freqüência de óbitos. CRESCIMENTO VEGETATIVO- é a diferença entre taxa de natalidade e taxa de mortalidae.

5 Crescimento vegetativo Crescimento Populacional. O CRESCIMENTO POPULACIONAL leva em conta as taxas de natalidade, mortalidade e também a TAXA de MIGRAÇÃO. TAXA DE MIGRAÇÃO é a diferença entre imigração e emigração. CRESCIMENTO VEGETATIVO- é a diferença ente taxa de natalidade e taxa de mortalidade.

6 O comportamento da população humana na história.

7 A transição demográfica. É o nome que damos a este processo de profundas alterações demográficas a partir do século XVIII. Urbanização Avanços na medicina como antibióticos e vacinas. Revolução sanitária. Se divide em quatro fases. Período que apresenta elevado crescimento vegetativo situado entre dois estágios de crescimento demográfico pequeno.

8 Transição Demográfica- Queda na mortalidade. Ocorre na segunda fase, ou moderna, da transição demográfica. É resultado dos avanços na agricultura, maior acesso a saúde, melhores condições sanitárias e educação. É a revolução Médico- Sanitária.

9 Transição Demográfica- Queda na natalidade. Ocorre na terceira e quarta fase, ou industrial madura e pós industrial, da transição demográfica. É a conseqüência de dois fatores fundamentais: Aumento do custo de vida Melhoria nas condições de vida da mulher (trabalho feminino, anticoncepcionais...)

10 Os ciclos climáticos naturais. Planeta Terra tem ciclos naturais de aquecimento e resfriamento, ou seja, ciclos climáticos que independem da ação humana. As causas para este fenômeno são pouco conhecidas, mas as hipóteses apontam para a variação da atividade solar e emissão de gases estufa pelos vulcões. GLACIAÇÃO é um período de baixas temperaturas, com as geleiras ocupando até 30% da superfície. INTERGLACIAÇÃO é um período mais quente, como o que estamos vivendo,geleiras ocupando cerca de 10% da superfície.

11 O Efeito Estufa e o Aquecimento Global. Efeito estufa é um fenômeno natural e vital para a existência de vida na Terra. É o responsável pala regulação térmica do planeta. Parte da radiação solar que passa pala atmosfera é absorvida pelos gases estufa: dióxido de carbono, metano, óxido nitroso e CFCs. Com a emissão de gases estufa a humanidade intensifica este efeito, aumentando a velocidade deste processo de aquecimento global.

12 O uso racional dos recursos naturais:SUSTENTABILIDADE. Procura conciliar o desenvolvimento econômico com a preservação da natureza. Ou seja, sempre calcula o tempo de reposição deste recurso natural pensando nas próximas gerações.

13 Extração da borracha sem devastar a floresta.

14 Mais de 90% das latinhas no Brasil são recicladas

15 Regionalização do espaço mundial Regionalizar é dividir uma área a partir de propósitos e critérios pré definidos. Nestes casos de regionalização do espaço mundial identificamos grandes áreas do planeta com características próximas de população, economia, política e formação sócio-espacial.

16 Regionalização eurocentrista Coloca a Europa como centro do mundo. Divide o mundo em: Velho mundo – Europa, Ásia e África- corresponde ao mundo que os europeus conheciam no século XV Novo mundo – continente americano Novíssimo mundo – Oceania

17 A regionalização eurocentrista

18 A regionalização da ordem bipolar ( ) Só faz sentido no período chamado de Guerra Fria. Bipolar quer dizer dois lados, ou seja, o mundo estava divido em dois lados: Bloco capitalista – encabeçado pelos Estados Unidos se dividia em primeiro mundo (capitalistas desenvolvidos) e terceiro mundo (capitalistas subdesenvolvidos) Bloco socialista – encabeçado pela União Soviética era chamado de segundo mundo.

19 Regionalização bipolar

20 A regionalização norte e sul Desenvolvimento humano e econômico usados como critérios. É o modelo de regionalização mais adotado desde 1991, porém tem alguns problemas: Não leva em conta as novas potências emergentes como o BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China) Coloca a Coréia do Sul como país subdesenvolvido Não leva em conta o baixo desenvolvimento de alguns países europeus como a Albânia, Macedônia e Bósnia

21 A regionalização norte (desenvolvidos e sul (subdesenvolvido)

22 Países desenvolvidos América Anglo-saxônica, Europa, norte da Ásia, Japão e Oceania. Possuem IDH alto Dominam tecnologia de ponta São credores internacionais, ou seja, no complexo jogo financeiro de hoje, emprestam dinheiro.

23 Países Subdesenvolvidos América Latina, África, sul e sudeste asiático. Possuem baixo IDH São dependentes tecnologicamente, ou seja, dependem dos países desenvolvidos para produzir tecnologia. São dependentes financeiramente, ou seja, dependem do financiamento dos países desenvolvidos.

24 Países em desenvolvimento ou emergentes Brasil, China, Índia, Rússia entre outros. Possuem IDH médio Tem como característica comum profundas desigualdades internas. Dominam alguns setores de tecnologia de ponta São dependentes financeiramente e em alguns setores tecnológicos.

25 Desenvolvimento Humano e o IDH O desenvolvimento humano leva em conta saúde, acesso á educação e renda per capita Não leva em conta as desigualdades regionais internas A partir da década de 1990 a ONU desenvolveu um índice para medir o desenvolvimento humano, o IDH Varia de 0 a 1,0.

26 Mapa de IDHs

27 Como estudar para a prova Corrigir o caderno. Reorganizar o material e passar a limpo tudo que não estiver bom. O entendimento dos conceitos trabalhados em aulas garantem um bom desempenho na prova. Atenção: o caderno também será avaliado, é a melhor forma de estudar e também mostra a sua dedicação à geografia. Reler (grifando os principais conceitos no livro e anotando no caderno) o livro didático da página 10 a 55. Atenção especial aos mapas, gráficos e esquemas no livro. A aula de revisão é mais uma boa oportunidade de sedimentar o conhecimento e selecionar os conceitos que devem ser estudados novamente. Portanto muita atenção a aula do dia 8 de abril. O arquivo com a apresentação desta estará disponível no site da escola a partir do dia 11 de abril. Refaçam os exercícios do livro e corrijam de acordo com o caderno.

28 Bom Estudo! Eu Geografia


Carregar ppt "Professor Daniel Ribeiro Revisão 1º Trimestre 2012 8º Ano."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google