A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CENÁRIO ORGANIZACIONAL POR CARLOS REIS. Brasil? Nós, os Imperialistas! Natura: ALL: Ambev: Petrobras: 10% do mercado de cosméticos na Argentina; 15%

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CENÁRIO ORGANIZACIONAL POR CARLOS REIS. Brasil? Nós, os Imperialistas! Natura: ALL: Ambev: Petrobras: 10% do mercado de cosméticos na Argentina; 15%"— Transcrição da apresentação:

1 CENÁRIO ORGANIZACIONAL POR CARLOS REIS

2 Brasil?

3 Nós, os Imperialistas! Natura: ALL: Ambev: Petrobras: 10% do mercado de cosméticos na Argentina; 15% do transporte de carga na Argentina; 23% do mercado de cerveja da Guatemala; 25% do mercado de combustível na Bolívia

4 Nós, os Imperialistas! Marcopolo: Santista: Avianca: Votorantim: 30% do mercado carroceria de ônibus na Colômbia; 50% da produção de jeans no Chile; 60% do transporte aéreo na Colômbia; 61% da produção de zinco no Peru.

5 Os maiores investimentos na América Latina nos últimos 5 anos Petrobras: 1,1 Bi US$ na Argentina; Camargo Corrêa: 1Bi US$ na Argentina; Ambev: 600 Milhões US$ na Argentina; Votorantim: 210 Milhões US$ em refinaria de zinco no Peru; Gerdau: 120 Milhões US$ em siderúrgica no Chile.

6 O PIB Brasileiro... Todo o PIB da Argentina... Todo o PIB da Argentina... Equivale ao Interior do Estado de São Paulo Equivale ao Interior do Estado de São Paulo Todo o PIB do Chile... Todo o PIB do Chile... Equivale ao Grande Campinas (Ernst & Young) Equivale ao Grande Campinas (Ernst & Young) Todo o PIB do Uruguai... Todo o PIB do Uruguai... Equivale ao bairro de Santo Amaro em São Paulo Equivale ao bairro de Santo Amaro em São Paulo

7 O PIB Brasileiro... Se o Brasil quebrar... O México quebra 30 minutos depois O México quebra 30 minutos depois A Argentina quebra 15 minutos depois A Argentina quebra 15 minutos depois O Chile quebra 5 minutos depois O Chile quebra 5 minutos depois O Paraguai... O Paraguai...

8 E o Mr. Da Silva? Ninguém pode falar mal deste País. Ninguém pode achar que não seja capaz de vencer neste Brasil. Eu saí daqui há 50 anos para não morrer de fome. Hoje volto como Presidente da República. Lula em Garanhuns, PE 22 de Novembro de 2002

9 E o Brasil? O maior problema do Brasil é a baixa auto-estima do brasileiro O maior problema do Brasil é a baixa auto-estima do brasileiro Prof. James Heckman Chicago University Prêmio Nobel de Economia 2000 Rio de Janeiro, 11 de outubro de 2000.

10 Auto-estima O Brasileiro é muito bom, muito criativo. Pena que sofra de falta de auto-estima O Brasileiro é muito bom, muito criativo. Pena que sofra de falta de auto-estima Martin Sorrell Chairman, WPP Group Revista VEJA 08 de maio de 2002

11 Há outras boas notícias? O Risco Brasil que chegou a 2400 pontos em set. de 2002, em jan. de 2006 esteve em 282 pontos, com recorde histórico de baixa; O Brasil não renovou o acordo com o FMI; A dívida externa chegou a pouca mais de 160 BI; A Petrobras anunciou a auto-suficiência em petróleo em 2006; O Brasil lançou o seu primeiro astronauta ao espaço em 2006; Está previsto para 7 de setembro o lançamento da TV digital.

12 CENÁRIO ORGANIZACIONAL A única coisa certa é a mudança (Heráclito, 350 a.C.) A mudança representa a principal característica dos tempos modernos; Significa a passagem de um estado para outro diferente; E envolve transformação, perturbação e ruptura.

13 CENÁRIO ÉPOCA Cristianismo até a R.I a 1900 (2ª R.I.) 1900 a 1950 (2ª G.M.) 1950 a a 1980 (PC) 1980 a a 2000 CONHECIMENTO Dobrou Multiplicado por 4 Multiplicado por 10

14 ©Anthropos Consulting

15

16 Ondas de Mudança 6º ONDA 1º ONDA Agricultura cerca anos 5º ONDA 2º ONDA Industrial 300 anos Produção de massa 3º ONDA Informação Serviços 4º ONDA Informação e Conhecimento Espírito Curva da Informação Ondas de Mudança. Adaptado de Toffler (1980), Lynch e Kordis (1988) e Savage (1996) Ondas do Músculo Ondas do Cérebro

17 Informação, Comunicação Tecnologia Biotecnologia 30 Anos Anos Quarta Onda As ondas de Schumpeter 50 Anos 1950 Terceira Onda Máquinas de Combustâo Interna,Eletricidade, Química 55 Anos 1900 Segunda Onda Vapor,Ferrrovias, Aço 60 Anos Primeira Onda Energia Hidráulica, Têxteis, Ferro Fonte: The Economist, February 20, 1999 Aviação, Petroquímicos & Eletrônicos Quinta Onda Amplitude das ondas...

18 Entre duas Eras Sociedade Industrial Sociedade do Conhecimento

19 Ativos Tangíveis e Intangíveis Anos 80Anos 90 Marca Relacionamento Com Clientes Patentes, Licenças Ambiente de Trabalho Banco de Talentos Ambiente de trabalho Processo decisório Comunicação com Investidores Importância Relativa do ativo em % Fonte: Análise da ADL, baseada em pesquisa sobre Fusões e Aquisições TANGÍVEL INTANGÍVEL

20 O valor da Bombril Segundo a revista Exame (out/2005), 50% do valor da empresa – 325 milhões de reais, se deve exclusivamente a sua marca. É desses casos raros que a marca torna- se sinônimo do produto.

21 Exemplos de empresas em que o valor intangível supera o tangível:

22 Diferenças entre as sociedades industrial e do conhecimento SOCIEDADE INDUSTRIALSOCIEDADE DO CONHECIMENTO Trabalho não especializadoTrabalho baseado em conhecimento Tarefas repetitivas e sem importância Trabalho criativo TreinamentoAutodesenvolvimento Trabalho individualTimes de trabalho Organização funcionalTimes de projeto autogerenciáveis EspecialistaGeneralista e Pessoas polivalentes e emprrendedoras Poder nos chefesPoder nos clientes Mão-de-obraCérebro-de-obra Coordenação superiorCoordenação entre pares (PINCHOT, 1993,:

23 Mas o Que é o Conhecimento ? Informação (Dado+Context) Conhecimento Informação Sabedoria Informação + Experiência Elementos Dispersos Dado Padronizado Dado –isolado –independente do contexto –fatos (símbolo, texto, figura) –armazenados em sistemas de processamento de dados databases arquivos (imagens, texto) Informação –dado combinado –dado em contexto –dado estruturado, (ex. Por tópico) –catálogo (catálogos,diretórios,) Conhecimento –individual (humano) –baseado em interpretação, cognição, experiência

24 O novo Cenário Economia estável; Avanço cada vez mais dinâmico no setor de Tecnologia (ex. Palm Top tem mais memória que toda a capacidade de memória existente em 1961!) Custo da tecnologia tornou-a um commodity (ex. Computadores: 8000 x mais baratos que há 30 anos) Consumidor mais exigente (consumerismo); Integralização dos mercados (globalização); Valorização dos bens intangíveis.

25 A nova Organização Mudança de estrutura das organizações. Reengenharia dos Processos. (Exemplo: processo de controle de freqüência.) Terceirização: concentrar-se nas suas competências centrais. (Ex. Casas Bahia). Downsizing das empresas: tendência de igualar aos níveis administrativos. Redução no quadro de pessoal: as empresas se enxugam para tornarem-se mais ágeis. (Ex. Jack Helch). Just-in-time: (Ex. fábrica VW em Resende.)

26 O novo Funcionário Horário flexível: flextime. Remuneração flexível ou por desempenho. Extinção de cargos (só faço as minha atribuições) Fim da segurança no trabalho. Trabalho organizado em equipes. Empowerment: gestão participativa.


Carregar ppt "CENÁRIO ORGANIZACIONAL POR CARLOS REIS. Brasil? Nós, os Imperialistas! Natura: ALL: Ambev: Petrobras: 10% do mercado de cosméticos na Argentina; 15%"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google