A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

3ª AULA Economia e Mercado. SISTEMAS ECONÔMICOS COMTEMPORÂNEOS BASES INSTITUCIONAIS 1. LIVRE INICIATIVA (ECONOMIA DE MERCADO) 2. SISTEMAS MISTOS (ECONOMIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "3ª AULA Economia e Mercado. SISTEMAS ECONÔMICOS COMTEMPORÂNEOS BASES INSTITUCIONAIS 1. LIVRE INICIATIVA (ECONOMIA DE MERCADO) 2. SISTEMAS MISTOS (ECONOMIA."— Transcrição da apresentação:

1 3ª AULA Economia e Mercado

2 SISTEMAS ECONÔMICOS COMTEMPORÂNEOS BASES INSTITUCIONAIS 1. LIVRE INICIATIVA (ECONOMIA DE MERCADO) 2. SISTEMAS MISTOS (ECONOMIA MISTA) 3. PLANIFICAÇÃO GLOBAL - ABSTENÇÃO DO ESTADO - PROPRIEDADE PRIVADA DOS MEIOS DE PRODUÇÃO - EXERCÍCIO DA LIVRE INICIATIVA EMPRESARIAL MERCADO E SISTEMA DE PREÇOS COMO ORIENTADORES DO PROCESSO ECONÔMICO - INTERVENÇÃO PARCIAL DO ESTADO - COEXISTÊNCIA DA PROPRIEDADE PRIVADA E ESTATAL DOS MEIOS DE PRODUÇÃO - INICIATIVA EMPRESARIAL SOB A VIGILÂNCIA DO ESTADO - MERCADO E PLANEJAMENTO INDICATIVO COMO ORIENTADORES DO PROCESSO ECONÔMICO - PLENA INTERVENÇÃO DO ESTADO - COLETIVIZAÇÃO DOS MEIOS DE PRODUÇÃO - INEXISTÊNCIA DA LIVRE INICIATIVA EMPRESARIAL - CENTRAIS DE PLANIFICAÇÃO PARA COMANDO DO PROCESSO ECONÔMICO

3 Fluxo de Produtos FAMÍLIAS CONSOMEM BENS E SERVIÇOS FINAIS PRODUZIDOS PELAS EMPRESAS FORNECEM FATORES PRODUTIVOS PARA AS EMPRESAS EMPRESAS FORNECEM BENS E SERVIÇOS AOS CONSUMIDORES UTILIZAM FATORES PRODUTIVOS FORNECIDOS PELAS FAMÍLIAS Pagamentos monetários pelos fatores produtivos Terra, Capital, e Trabalho Pagamentos monetários pelos produtos Fluxos Reais Fluxos Monetários 1. Funcionamento do sistema de Livre Iniciativa (Economia de Mercado)

4 O mercado - é uma instituição social na qual bens e serviços, assim como os fatores produtivos, são trocados livremente; Os compradores (demandantes) e os vendedores (ofertantes) entram em acordo sobre o preço de um bem (ou serviço), do forma que se fará a troca de quantidades determinadas do bem por uma quantidade de dinheiro, também determinada; O preço de um bem é sua relação de troca pelo dinheiro, isto é, o número de unidades monetárias (no caso do Brasil, o real), para se obter em troca uma unidade do bem;

5 1. Funcionamento do sistema de Livre Iniciativa (Economia de Mercado) Esse mercado é denominado de mercado competitivo ou de concorrência perfeita; Demanda - REGRA: "quanto maior o preço de um bem, menor será a quantidade que cada indivíduo estará disposto a comprar". Alternativamente, quanto menor for o preço, maior será o número de unidades demandas; Oferta - REGRA: "quanto maior o preço de um bem, maior será a quantidade ofertada pelo produtor e vice- versa".

6 Há existência de uma Curva de Oferta de Mercado - curva que mostra a relação entre a quantidade de um bem oferecida por todos os produtores e seu preço, mantendo constantes os outros fatores (tecnologia, preço de fatores produtivos etc.); Os problemas básicos da economia - o que produzir? Quanto? Para quem? Como?, serão resolvidos pela CONCORRÊNCIA DOS MERCADOS e pelo MECANISMO DOS PREÇOS. O consumidor tentará maximizar utilidades e o produtor, o lucro; 1. Funcionamento do sistema de Livre Iniciativa (Economia de Mercado)

7 Características (Pressupostos) da economia de mercado (livre iniciativa) 1. Eficiente alocação dos recursos; 2. Distribuição justa da renda (não confundir com igualdade, que não existe); 3. Estabilidade de preços; 4. Crescimento econômico.

8 Falhas do sistema: 1. Imperfeições na concorrência dos mercados - caracterizada pela presença (monopólio, oligopólios e sindicatos por exemplo), que transformam os mercados impessoais em pessoais, para deles tirarem vantagens econômicas 2. Efeitos externos - o mercado é incapaz de absorver os custos e os benefícios proporcionados por ele. Exemplo: custos de poluição. Principais elementos de uma economia capitalista: CAPITAL, PROPRIEDADE PRIVADA, DIVISÃO DO TRABALHO E MOEDA.

9 2. Funcionamento do sistema de Planificação Global (Economia Centralizada) Nas economias centralmente planificadas, os meios de produção são propriedade estatal e as decisões- chave são feitas na agência de planejamento, o poder central. Como funciona o Planejamento Centralizado? 1. o papel do poder central; 2. o funcionamento das empresas; 3. o crescimento da burocracia.

10 2.1 O PAPEL DO PODER CENTRAL O poder central, distribui não só as tarefas do plano, mas também os meios de produção, tanto materiais como financeiros. 2.2 O FUNCIONAMENTO DAS EMPRESAS TRANSFERÊNCIAS EMPRESAS COM SUPERÁVIT EMPRESAS COM DÉFICIT PODER CENTRAL As empresas não se baseiam sua atuação no cálculo econômico, isto é, na sua maximização dos lucros ou na minimização dos custos, e si na realização do plano de metas

11 2.3 O CRESCIMENTO DA BUROCRACIA O funcionamento do sistema descrito requer a existência de um enorme aparato administrativo, pois é a única forma de controlar as empresas. Conforme cresce o sistema produtivo, o aparato burocrático vai desenvolvendo um rito progressivo. 3 As Economias Mistas e o Mercado Em uma economia mista, o setor público colabora com a iniciativa privada nas respostas às perguntas sobre o que, como, e para quem do conjunto da sociedade.

12 RAZÕES DA INTERFERÊNCIA DO ESTADO NA ECONOMIA 1. APERFEIÇOAMENTO DA TECNOLOGIA 2. EXPANSÃO DAS NECESSIDADES COLETIVAS 3. EXPANSÃO DOS ATENDIMENTOS PREVIDENCIÁRIOS 4. ACELERAÇÃO DO PROCESSO DE CRESCIMENTO 5. CORREÇÃO DE FLUTUAÇÕES CONJUNTURAIS 6. CORREÇÃO DOS VÍCIOS DO SISTEMA DE PREÇOS


Carregar ppt "3ª AULA Economia e Mercado. SISTEMAS ECONÔMICOS COMTEMPORÂNEOS BASES INSTITUCIONAIS 1. LIVRE INICIATIVA (ECONOMIA DE MERCADO) 2. SISTEMAS MISTOS (ECONOMIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google