A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Recuperação de Áreas Degradadas. Aula 4B - Uso da vegetação e da fauna para recuperação de áreas degradadas – matas ciliares.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Recuperação de Áreas Degradadas. Aula 4B - Uso da vegetação e da fauna para recuperação de áreas degradadas – matas ciliares."— Transcrição da apresentação:

1 Recuperação de Áreas Degradadas. Aula 4B - Uso da vegetação e da fauna para recuperação de áreas degradadas – matas ciliares.

2 Função da Vegetação no ecossistema. Função da Fauna no ecossistema. - Componentes da Comunidade de um Ecossistema - Produtores. Reguladores de processos geomorfológicos. Alavanca de transferência de energia. Dispersores de material genético. Juntamente com microrganismos, reguladores populacionais.

3 Métodos de recuperação de área degradada envolvendo flora e fauna. Apoio nas interações ecológicas entre flora e fauna. Apoio na síndrome de dispersão de sementes: anemocoria, hidrocoria, zoocoria, autocoria.

4 Regeneração espontânea (recolonização). Nem sempre aceita por órgãos como CETESB !!!

5 Técnicas Nucleadoras.

6 O desenvolvimento do processo de nucleação como observado na natureza por pesquisadores na década de 1970, visa gerar pequenos núcleos e aguardar que os grandes espaços desocupados entre estes sejam lentamente ocupados por uma diversidade compatível com o conjunto de aptidões bióticas e abióticas da área em questão. Yarranton & Morrison (1974) mostraram que alguns organismos vegetais têm a capacidade de formar micro-habitats, melhorando as condições ambientais e atraindo uma série de outros organismos, formando desta maneira, núcleos de diversidade. Os autores, que descreveram a dinâmica espacial da sucessão primária em dunas canadenses, chamaram esse processo de Nucleação. Inspirados na teoria de nucleação, Reis et al. (2003) simularam os mecanismos ecológicos descritos por aqueles, autores instituindo as técnicas nucleadoras de restauração. REIS,A.; BECHARA, F.C.; ESPINDOLA, M. B.; VIEIRA, N. K.; SOUZA, L. L Restoration of damaged land areas: using nucleation to improve sucessional processes. The Brazilian Journal of Nature Conservation 1 (1): YARRANTON, G. A. & MORRISON, R. G Spatial dynamics of a primary succession: nucleation. Journal of Ecology 62 (2):

7 Regeneração induzida. 1) Transposição de solo / serapilheira: consiste na coleta de pequenas porções da camada superficial do horizonte orgânico do solo (5 cm de solo) de áreas com sucessão mais avançada, pois apresenta grandes probabilidades de recolonização da área por microorganismos, sementes (existência de banco de sementes), propágulos de espécies vegetais pioneiras e espécies da micro, meso e macro fauna/flora do solo.

8 Critérios...

9 2) Poleiros artificiais: imitam galhos secos de árvores para pouso de aves e fixação de morcegos, repouso ou forrageamento de sementes. Pode ser confeccionado com diversos materiais, como por exemplo, restos de madeira ou bambu. Devem apresentar ramificações terminais onde as aves possam pousar, com ou sem ofertas de alimentos. Tipos: poleiro seco, poleiro vivo, torre de cipó e poleiro de cabo aéreo.

10

11

12 3) Enleiramento de galharia: resíduos florestais como galhos, tocos e caules de rebrotas podem formar pilhas distribuídas em leiras com alturas variadas de 0,3 a 0,5, funcionando como um atrativo de fauna e zoodispersores (pontos de esconderijos), além de contribuir com recomposição do substrato do solo. * Instalação em locais estratégicos para minimizar outros tipo de impactos. Possibilidade de uso em áreas com silvicultura implantada.

13 A sucessão natural é a forma mais efetiva para a manifestação da biodiversidade como uma forma de correspondência entre a diversidade de ambientes e de climas. Sendo assim a principal razão para implementar o processo de restauração está em aumentar a eficiência da chuva e do banco de sementes (Reis et al., 2003a). Conforme estes autores, a maioria das formas de nucleação, estão direcionadas para estas duas questões básicas.

14 O uso de técnicas nucleadoras de restauração de áreas florestais é 34% mais barato em relação às convencionais. Essas técnicas são métodos que possibilitam ao ambiente condições para que ele próprio crie meios para a chegada de novos organismos (plantas e animais). Em 2006, o custo do hectare (ha) do modelo nucleador atinge R$3.653,00, contra R$5.500,00 no modelo tradicional. A restauração na floresta estacional produziu 148 espécies nativas em um ano. "No cerrado, houve alguns problemas com invasão de gado, que come e pisoteia as plantas, e com as condições naturais piores. Mesmo assim, observamos o desenvolvimento de 35 espécies nativas em 2 anos".

15 4) Semeadura direta ou hidrossemeadura: utiliza coquetéis de gramíneas perenes e leguminosas que rapidamente fornecem cobertura ao solo. Devem ser utilizadas espécies nativas típicas do ecossistema a ser restaurado, promotoras da sucessão ambiental e evitar espécies exóticas agressivas que inibem a sucessão.

16

17

18

19

20 Uso de Morcegos: pdf Métodos de R.A.D.: degradadas.html Livros (ebook): B i b l i o g r a f i a s u g e r i d a


Carregar ppt "Recuperação de Áreas Degradadas. Aula 4B - Uso da vegetação e da fauna para recuperação de áreas degradadas – matas ciliares."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google