A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Controle de Gastos Públicos Antonio Araújo da Silva Assessor da Secretaria de Controle Externo do Tribunal de Contas da União no Estado do Ceará

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Controle de Gastos Públicos Antonio Araújo da Silva Assessor da Secretaria de Controle Externo do Tribunal de Contas da União no Estado do Ceará"— Transcrição da apresentação:

1 1 Controle de Gastos Públicos Antonio Araújo da Silva Assessor da Secretaria de Controle Externo do Tribunal de Contas da União no Estado do Ceará

2 2 O controle é uma atividade inerente ao ser humano

3 3 Controlar é fiscalizar as atividades de pessoas ou órgãos para que essas atividades não se desviem das normas preestabelecidas

4 4 O controle dos gastos públicos Controle Social Político Técnico Jurisdicional

5 5 O controle social é importante porque o Estado não pode se fazer presente em todos os momentos e locais em que é necessária a fiscalização

6 6 Controle Social n É exercido por: u qualquer cidadão u organizações da sociedade civil u conselheiros de programas governamentais

7 7 Controle Social n o controle social é uma forma de se estabelecer uma parceria eficaz e gerar a partir dela um compromisso entre poder público e população capaz de garantir a construção de saídas para o desenvolvimento econômico e social do país. Um exemplo positivo de controle social e que vem sendo ampliado a cada ano é o que envolve o Orçamento Participativo

8 8 Controle Social - Iniciativas n É exercido por: u qualquer cidadão u organizações da sociedade civil u conselheiros de programas governamentais

9 9 Controle Social - Iniciativas n É exercido por: u qualquer cidadão u organizações da sociedade civil u conselheiros de programas governamentais

10 10 Controle Social - Iniciativas n É exercido por: u qualquer cidadão u organizações da sociedade civil u conselheiros de programas governamentais

11 11 A Responsabilidade na Gestão Social n Atualmente tem sido discutida a elaboração de uma lei que leve prefeitos, governadores, o Presidente da República e os seus auxiliares a apresentar os resultados das ações de governo no atendimento à população. A futura lei tem sido chamada Lei de Responsabilidade Social. Síntese do Relatório das Contas do Governo da República-Exercício de 2005

12 12 As regras da Administração Pública se aplicam a todos aqueles que aplicam recursos públicos, seja de forma originária ou recebidos por meio de transferências, inclusive as voluntárias (convênios e outros instrumentos congêneres)

13 13 61% dos convênios cuja vigência expirou até o ano de 2004 ainda não tiveram as respectivas prestações de contas apresentadas convênios = R$ 5,9 bilhões

14 14 O que se espera do Terceiro Setor: - que auxilie no controle social - que aplique corretamente os recursos recebidos

15 15 Antes de fazer, PLANEJE O QUE FAZER INVISTA tempo no PLANEJAMENTO das suas atividades; Identifique as NECESSIDADES mais relevantes da sua entidade; Estabeleça PRIORIDADES para o atendimento dessas necessidades; Elabore seu ORÇAMENTO com base nas prioridades estabelecidas. Quem planeja bem O QUE FAZER utiliza menos recursos e obtém maiores benefícios para a comunidade. Fundamentos de uma boa gestão

16 16 ADMINISTRE com RESPONSABILIDADE FISCAL: Mantenha o ORÇAMENTO EQUILIBRADO; não gaste mais do que arrecada; Gerencie as DÍVIDAS respeitando os contratos realizados; Organização que administra seus recursos com Responsabilidade Fiscal atrai investimentos públicos e privados. Fundamentos de uma boa gestão

17 17 DOCUMENTE os Atos de Gestão: Os atos devem ser sempre documentados, de forma que o gestor possa prestar contas à sociedade e aos órgãos de controle, a qualquer tempo; De acordo com a Constituição Federal e a Lei, o ônus da prova sobre a boa aplicação dos recursos públicos cabe ao gestor. Uma organização bem documentada tem condições de prestar suas contas à sociedade e aos órgãos de controle a qualquer tempo. Fundamentos de uma boa gestão

18 18 Seja LEGAL e LEGÍTIMO: Quem vive em um Estado de Direito deve cumprir a ordem jurídica; Quem age em conformidade com a Lei não se sujeita a punições; Não basta cumprir as normas estatuídas, é necessário que o objetivo da atividade pública esteja de acordo com o interesse e a necessidade pública. Uma gestão pública legal e legítima, mais que uma obrigação do gestor público, é garantia do Estado de Direito e, portanto, da cidadania. Fundamentos de uma boa gestão

19 19 ADMINISTRE de modo TRANSPARENTE: É direito da sociedade ter ciência completa dos atos de gestão pública e é dever constitucional do gestor público prestar contas; Além da publicidade, a transparência exige a divulgação de como e com base em que premissas e métodos o ato administrativo foi praticado; Um Governo transparente é o melhor meio de combater a corrupção e os desmandos administrativos. Fundamentos de uma boa gestão

20 20 As ações de planejamento e métodos de gestão orientados para as boas práticas de gestão, somente subsistem se o gestor público conduzir-se com ÉTICA, pois o gestor público dever ser um referencial de comportamento para o cidadão. Como utilizar corretamente o recurso público

21 21 A construção de um país melhor, com uma sociedade mais justa, não é tarefa exclusiva do Estado, mas de todos nós.

22 22 SECRETARIA DE CONTROLE EXTERNO NO ESTADO DO CEARÁ Endereço: Av. Valmir Pontes, 900 Edson Queiroz Onde encontrar o TCU


Carregar ppt "1 Controle de Gastos Públicos Antonio Araújo da Silva Assessor da Secretaria de Controle Externo do Tribunal de Contas da União no Estado do Ceará"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google