A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Conhecimento Objetivos Auto-reflexão Meio Ambiente Conjunto de condições, leis, influências e interações de ordem física, química e biológica, que permite,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Conhecimento Objetivos Auto-reflexão Meio Ambiente Conjunto de condições, leis, influências e interações de ordem física, química e biológica, que permite,"— Transcrição da apresentação:

1

2 Conhecimento Objetivos Auto-reflexão

3 Meio Ambiente Conjunto de condições, leis, influências e interações de ordem física, química e biológica, que permite, abriga e rege a vida em todas as suas formas" (Lei nº 6.938, de Brasil).

4 Segurança e Saúde Conjunto de normas, técnicas, regras e outros recursos, empregados na proteção da integridade e da saúde física e mental dos trabalhadores, no exercício de suas atividade laborais, proteção esta estendida à sua vida social

5 O IBAMA - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis O ICMBio – Instituto Chico Mendes para conservação da Biodiversidade.

6

7

8

9 Roxinha, Pau-de-rosas, Pau-rosa, Cega-machado Physocalymma Scaberrimum

10

11 ATITUDES IMPORTANTES

12 INICIATIVA

13

14

15 Exercícios Físicos

16

17

18 COMPORTAMENTO SEGURO

19 Isso não acontece comigo! Eu sei trabalhar com segurança.

20

21

22 Meu trabalho não é perigoso.

23

24 Isso não acontece! Eu respeito o Meio Ambiente.

25

26

27 LANDSAT,MSS 1973 OCUPAÇÃO DO TERRITÓRIO Em 1973

28 LANDSAT,MSS 1979 OCUPAÇÃO DO TERRITÓRIO Em 1979

29 LANDSAT,TM 1990 OCUPAÇÃO DO TERRITÓRIO Entre 80 e 90.

30 LANDSAT,TM 2000 OCUPAÇÃO DO TERRITÓRIO Entre 90 e 2000.

31 CBERS, CCD 2005 OCUPAÇÃO DO TERRITÓRIO Em 2005

32 Valorizo a minha saúde.

33

34 Adote boas práticas para a sustentabilidade.

35 INSTINTOS REATIVOS Comprometimento da Liderança Treinamento e Desempenho Regras e Procedimentos Controles e Acompanhamentos Metas e objetivos desafiadores Disciplina Operacional LIDERANÇA DEPENDENTE Interdependências entendidas Contribuição individual reconhecida e aceita Conhecimento necessário adquirido Padronização e melhoria contínua Conscientização e comprometimento individual PESSOAS* INDEPENDENTE Perdas Ajuda mútua Sinergia Processos otimizados Cultura de excelência Orgulho organizacional EQUIPE INTERDEPENDENTE 0 Excelência - A evolução cultural para a sustentabilidade

36 Dificuldade Tempo Conhecimento Atitude Comportamento Individual Comportamento Coletivo (Cultura) Evolução Cultural não é de um dia para o outro

37 Ações Sistêmicas Estratégia para Excelência em Saúde, Segurança e Meio Ambiente Garantir a evolução cultural para a sustentabilidade da gestão integrada do negócio. Desenvolvimento comportamental de todas as PESSOAS envolvidas, começando pelos líderes Melhoria das INSTALAÇÕES Priorização de ações com base no GERENCIAMENTO DE RISCOS (Pessoas e Meio Ambiente), utilizando as melhores FERRAMENTAS DE ENGENHARIA. Implementação de REQUISITOS SISTÊMICOS.

38 ATENÇÃO!

39

40 RESPEITO AO RISCO

41

42

43 COMUNICAÇÃO

44 A estória do cavalo x vaca...

45

46 De: PRESIDENTE Para: Diretor Na próxima segunda feira, aproximadamente ás 20:00 horas, o cometa Halley passará por aqui. Trata-se de um fenômeno que ocorre a cada 76 anos. Assim, peço que os funcionários estejam reunidos no pátio da fabrica, todos usando capacete de segurança, para que eu possa explicar o fenômeno a eles. Se estiver chovendo, não poderemos ver o espetáculo a olho nu, e todos deverão se dirigir ao refeitório onde será exibido um filme documentário sobre o cometa Halley. RISCOS DA COMUNICAÇÃO MAL PLANEJADA

47 De: DIRETOR Para: Gerentes Por ordem do presidente, na sexta-feira ás 20:00 h, o cometa Halley vai aparecer sobre a fábrica.Se chover os funcionários deverão ser reunidos, todos com capacete de segurança e encaminhados ao refeitório, onde o raro fenômeno aparecerá, o que acontece a cada 76 anos a olho nu.

48 De: GERENTES Para: Chefes de Produção A convite do nosso querido diretor, o cientista Halley de 76 anos vai aparecer nu no refeitório da fabrica, usando capacete, pois vai ser apresentado um filme sobre segurança na chuva. O diretor levará a demonstração para o pátio da fabrica.

49 De: CHEFES DE PRODUÇÃO Para: Supervisor de Turnos Na sexta-feira, o diretor, pela 1ª vez em 76 anos, vai aparecer nu no refeitório da fabrica, para filmar o Halley, o cientista famoso e sua equipe Todo mundo deverá estar de capacete, pois vai ser apresentado um show sobre segurança na chuva. O diretor levara sua banda para o pátio da fabrica.

50 De: SUPERVISOR DE PRODUÇÃO Para: Funcionários Todo mundo nú, sem exceções, deve estar no pátio da fabrica, na próxima sexta-feira, ás 20:00 hs, pois o manda-chuva (Presidente) e o Sr. Halley, guitarrista famoso, estarão lá para mostrar o raro filme "Dançando na chuva" Todo mundo no refeitório de capacete, o show será lá, o que ocorre a cada 76 anos.

51 Aviso para todos FUNCIONÁRIOS NA SEXTA-FEIRA, O CHEFE DA DIRETORIA VAI FAZER 76 ANOS E LIBEROU GERAL PARA A FESTA ÁS 20:00H NO REFEITÓRIO. VÃO ESTAR LÁ, PAGOS PELO MANDA-CHUVA, "BILL HALLEY E SEUS COMETAS". TODO MUNDO NU E DE CAPACETE, POIS A BANDA É MUITO LOUCA E O ROCK VAI ROLAR SOLTO, MESMO COM CHUVA.

52 Procure sempre estar bem informado. Segurança, Saúde e Meio Ambiente, são VALORES, fundamentais na construção de um mundo sustentável.

53 COMPROMETIMENTO E RESPONSABILIDADE

54 Promover manejo sustentável dos recursos naturais nos processos produtivos. Respeito incondicional à VIDA Se tiver que escolher, escolha a VIDA. PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE

55 Proteger os recursos hídricos e as belezas cênicas, Respeitar as culturas do local onde está inserido, Promover a educação de SSMA para todos... Primar pelo respeito.

56 Buscar parcerias para incentivar o desenvolvimento da pesquisa científica, e de ações de educação sócio-ambiental para todas as partes interessadas.

57 RISCOS DO PROCESSO Insumos Matéria Prima Processo Industrial Produto Final Geração de Resíduos Danos à Biodiversidade Passivos Ambientais Emissões Atmosféricas Danos aos Recursos Hídricos Perdas Materiais Perdas Humanas

58 Diagnóstico Recursos Hídricos – Qualidade das águas (Background); Estudo de disponibilidade hídrica – Quantidade de água; Controle da água captada e eficiência de recirculação Monitoramento de todos os efluentes gerados na operação; (SAO/Barragem) Monitoramento de drenagens (pilhas e minas) e barragens; Novas tecnologias no tratamento de efluentes (> eficiência). Legislação Brasileira Água – CONAMA 357/05 GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS

59 Gestão da Qualidade do ar / emissão de gases do efeito estufa CONAMA 03/90. Identificação das fontes emissoras (poeira e emissões de CO2); Sistema integrado de estações de monitoramento do ar e clima; Padrões de monitoramento e controle das emissões; Programa de manutenção preventiva e preditiva de equipamentos; Umectação de vias e acessos (redução de poeira); Novas tecnologias alternativas de combustíveis (biodiesel e elétrica); Balanço das emissões e crédito de carbono; QUALIDADE DO AR E EFEITO ESTUFA Princípio: Garantir que as emissões atmosféricas estejam dentro dos padrões de forma a reduzir as emissões de CO2 causadores do efeito estufa.

60 MONITORAMENTO AMBIENTAL BARRAGEM ESTAÇÃO AUTOMATIZADA DA QUALIDADE DO AR.

61 GESTÃO DE RESÍDUOS Princípio: Garantir a adequada segregação, armazenagem e destinação final dos resíduos gerados e evitar passivos ambientais AÇÕES MITIGADORAS Procedimento operacional específico Comissão de Resíduos com principais áreas geradoras; Inventário da geração de resíduos ( LEI???) Reutilização e redução na geração de resíduos perigosos; Coleta Seletiva de resíduos; Destinação final adequada de todos os resíduos gerados. Armazenamento adequado

62 PASSIVOS AMBIENTAIS Princípio: Garantir que as áreas onde são realizadas atividades de manutenção/lavagem de equipamentos/armazenamento de produtos químicos sejam monitoradas objetivando a prevenção de potencial contaminação do solo e da água. AÇÕES MITIGADORAS Armazenamento adequado de produtos químicos; Investigação da área potencialmente impactada; Análise da qualidade do solo e água; ( Norma CETESB 2005 ) Segregação eficiente da drenagem oleosa da drenagem pluvial;

63 RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS

64 – Taludes com inclinação superior a 90 o ; 2 – 60 dias após o semeio; 3 – 120 dias após o semeio. RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS

65 Não basta se envolver, tem que se comprometer...

66

67 CRIATIVIDADE ESTRATÉGIA

68 SUCESSO RÁPIDO

69 A criatividade é o que faz a diferença na hora de atingirmos nossos objetivos mais rapidamente.

70 EXCELÊNCIA E SUPERAÇÃO

71 No que diz respeito ao empenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe meio termo. Ou você faz uma coisa bem feita ou não faz. (Ayrton Senna)

72 É surpreendente. Quando eu acredito que cheguei ao limite, descubro que é possível ir além. (Ayrton Senna)

73 PERSISTÊNCIA

74 Albert Einstein não sabia falar até os 4 anos de idade e só aprendeu a ler aos 7. Sua professora o qualificou como "mentalmente lerdo, não-sociável e sempre perdido em devaneios tolos". Foi expulso da escola e não foi admitido na Escola Politécnica de Zurique.

75 Persistência x Teimosia

76

77

78

79

80

81 VALORES

82

83

84

85

86

87 EQUILÍBRIO

88 1 bom humor alimentação balanceada repouso check-upfumo, bebida esporte postura respiração meditação água segurança

89 2 pais irmãos filhos amigos amores origens

90 3 liderança iniciativa comprometimento persistência metas criatividade ousadia curiosidade adm. tempo marca pessoal excelência planejamento autoconfiança paixão

91 4 conhecimento e autoconhecimento percepção leituras cursos idiomas diversão

92 5 contatos lazer colaboraçãoética responsabilidade social

93 6 base para as demais vidas valores moral caráter positividade

94 O grande barato da vida é olhar para trás e sentir orgulho. É viver cada momento e construir a felicidade aqui e agora. Claro que a vida prega peças. O bolo não cresce, o pneu fura, chove demais (Perdemos pessoas que amamos)... Mas, pensa só: Tem graça viver sem rir de gargalhar, pelo menos uma vez ao dia? Tem sentido estragar o dia por causa de uma discussão na ida pro trabalho? Eu quero viver bem... E você? A vida, foi cheia de coisas boas, mas também de problemas e desilusões, tristezas, perdas, reencontros. Normal...

95 Às vezes, se espera demais. A grana que não veio, o amigo que decepcionou, o amor que acabou. Normal.. Não vai ser diferente. Muda o século, o milênio muda, mas o homem é cheio de imperfeições, a natureza tem sua personalidade que nem sempre é a que a gente deseja, mas, e aí? Fazer o quê? Acabar com o seu dia? Com seu bom humor? Com sua esperança? O que eu desejo para todos nós é sabedoria. E que todos nós saibamos transformar tudo em uma boa experiência.

96 O nosso desejo não se realizou? Beleza... Não estava na hora, não deveria ser a melhor coisa para esse momento (me lembro sempre de uma frase que ouvi e adoro: "cuidado com seus desejos, eles podem se tornar realidade"). Chorar de dor, de solidão, de tristeza faz parte do ser humano... Mas, se a gente se entende e permite olhar o outro e o mundo com generosidade, as coisas ficam diferentes.

97 Pode ser muito legal, se entendermos nossas fragilidades e egoísmos e dermos a volta nisso. Somos fracos, mas podemos melhorar. Somos egoístas, mas podemos entender o outro. Meus dias podem ser o bicho, o máximo, maravilhoso, lindo, especial! Depende de mim... de você. Pode ser... e que seja! Arnaldo Jabor

98 A Sustentabilidade do nosso planeta também depende de cada um de nós... PENSEM NISSO!!!

99 Espero que tenha valido a pena!!! Contatos: Tel. (94) (94) MUITO OBRIGADO!


Carregar ppt "Conhecimento Objetivos Auto-reflexão Meio Ambiente Conjunto de condições, leis, influências e interações de ordem física, química e biológica, que permite,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google