A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RESUMO A primeira etapa para se escrever um bom resumo é compreender o texto que será resumido. Auxilia essa compreensão o conhecimento sobre o autor,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RESUMO A primeira etapa para se escrever um bom resumo é compreender o texto que será resumido. Auxilia essa compreensão o conhecimento sobre o autor,"— Transcrição da apresentação:

1 RESUMO A primeira etapa para se escrever um bom resumo é compreender o texto que será resumido. Auxilia essa compreensão o conhecimento sobre o autor, sua posição ideológica, seu posicionamento teórico etc. Também é preciso detectar ideias que o autor coloca como sendo as mais relevantes, buscando, sobretudo quando se tratar de gêneros argumentativos (como artigos de jornal ou artigos científicos) identificar:

2 RESUMO - a questão que é discutida - a posição (tese) que o autor rejeita - a posição (tese) que autor sustenta - os argumentos que sustentam ambas as posições e - a conclusão final do autor.

3 RESUMO Antes de ler, resumir ou produzir qualquer texto precisamos ter consciência de que: - a antecipação do conteúdo do texto pode facilitar a leitura; - todo texto é escrito tendo em vista um leitor potencial; - o texto é determinado pela época e local que foi escrito; - todo texto possui um autor que teve um objetivo para a escrita daquele texto; - o texto é produzido tendo em vista o veículo em que irá circular.

4 SUMARIZAÇÃO SUMARIZAÇÃO DE ACORDO COM O CONTEXTO. O sumarização é um processo mental essencial na produção de resumos, que sempre ocorre durante a leitura, mesmo quando não produzimos um resumo oral ou escrito. Este processo não é aleatório, mas por uma certa lógica.

5 SUMARIZAÇÃO a)No supermercado, Paulo encontrou margarida, que estava usando um lindo vestido azul de bolinhas amarelas Sumarização: Paulo encontrou Margarida. Informações excluídas: circuntâncias que envolvem o fato (no supermercado), qualificações/descrições de personagens (que estava usando um lindo vestido de bolinhas amarelas)

6 SUMARIZAÇÃO b) Você deve fazer as atividades. Sumarização: Você deve fazer as atividades. Informações excluídas: justificativas para uma afirmação.

7 SUMARIZAÇÃO Possibilidades: - Apagamento de conteúdos facilmente inferíveis a partir de nosso conhecimento de mundo. - Apagamento de sequências de expressões que indicam sinônimos ou explicações. - Apagamento de exemplos. - Apagamento das justificativas de uma afirmação. - Apagamento de argumentos contra a posição do autor. - Reformulação das informações, utilizando termos mais genéricos. - Conservação de todas as informações, dado que elas não são resumíveis.

8 SUMARIZAÇÃO Possibilidades: - Apagamento de conteúdos facilmente inferíveis a partir de nosso conhecimento de mundo. - Apagamento de sequências de expressões que indicam sinônimos ou explicações. - Apagamento de exemplos. - Apagamento das justificativas de uma afirmação. - Apagamento de argumentos contra a posição do autor. - Reformulação das informações, utilizando termos mais genéricos. - Conservação de todas as informações, dado que elas não são resumíveis.

9 SUMARIZAÇÃO Sumarizamos de forma diferente, conforme o tipo de destinatário, de acordo com o que julgamos que ele deve conhecer sobre o objeto sumarizado e de acordo com o que julgamos ser o objetivo desse destinatário: - Se o leitor já conhece o texto e, por isso, não é necessário dar as informações centrais do texto; - o leitor já conhece o texto, mas é necessário dar as informações centrais para que ele possa avaliar a sua compreensão do texto.

10 Vocabulário - procurar no dicionário; - procurar a explicação da palavra no próprio texto, antes ou depois dela; - ver como a palavra é formada: sufixos, prefixos etc - procedimentos pessoais.

11 O uso de conectivos Depois de elencar as idéias relevantes, você deve relacioná-las, transformá-las num texto coerente. Uma das formas de indicar essas relações é o uso de conectivos ou organizadores textuais.

12 O uso de conectivos Conectivos que indicam contraste entre idéias ou argumentos contrários Conectivos que introduzem conclusões Conectivos que introduzem argumentos, justificativas, causas No entanto Entretanto Todavia Apesar de Ainda que Porém Contudo Logo Assim Assim sendo Isso posto Já que Uma vez que Pelo fato de Devido a Por isso como

13 O uso de conectivos Paulo faltou à aula. Ele estava doente. Paulo faltou à aula porque estava doente. Como Paulo estava doente, faltou à aula. Pelo fato de estar doente, Paulo faltou à aula.

14 O uso de conectivos 1- Seu namoro foi proibido. As famílias eram inimigas. 2- As chuvas abriram muitos buracos na rua. A rua foi interditada. 3- O rio estava poluído. Os peixes conseguiram sobreviver.

15 O uso de conectivos Verbos O autor do texto que você está lendo realiza pensamentos ou atos que devem ser interpretados por você. Alguns verbos devem ser usados para apontar este processo.

16 O uso de conectivos Verbos Apontar – definir – descrever – elencar – enumerar – classificar – caracterizar – dar características – exemplificar – dar exemplos – contrapor – confrontar – comparar – opor – diferenciar – começar – iniciar – introduzir – desenvolver – finalizar – terminar – concluir – pensar – acreditar – julgar – afirmar – negar – questionar – criticar – descrever – narrar – relatar – explicar – expor – comprovar – provar – defender a tese – argumentar – justificar – apresentar – mostrar – tratar de – abordar – discorrer – esclarecer – convidar – sugerir – incitar – levar a

17 RESENHA Para serem consideradas resenhas os textos que trazem tanto o resumo do objeto quanto o comentário ou avaliação do autor sobre ele. Ao escrever uma senha escolar/academia você deve levar em consideração que estará escrevendo para seu professor que, se indicou a leitura, deve conhecer a obra. Portanto, ele avaliará não só a leitura da obra, através do resumo que faz parte da resenha, mas também sua capacidade de opinar sobre ela.

18 RESENHA No início de uma resenha, encontramos informações sobre o contexto e o tema do livro. Em seguida, os objetivos da obra resenhada. Antes de apontar os comentários do resenhista sobre a obra, é importante apresentar a descrição estrutural da obra resenhada. Isso pode ser feito por capítulos ou agrupamento de capítulos. Depois, encontramos a apreciação do resenhista sobre a obra. Aliás, é importante que haja tanto comentários positivos quanto negativos. Finalmente, a conclusão em que o autor deverá explicitar/reafirmar sua posição sobre a obra resenhada.

19 CONECTIVOS Conectivos que indicam adição de uma idéia Conectivos que indicam contraste entre ideias ou argumentos contrários Conectivos que indicam explicação/constatação/ Confirmação Não só... mas também Entretanto Embora Ainda que No entanto Contudo Apesar de Mesmo que Mas De fato Com efeito Argumentos, causa ou justificativa Conectivos que introduzem conclusões Já que Uma vez que Devido a Como Isso posto Pelo fato de Porque Pois Assim Por isso Assim sendo Portanto

20 Inserção de vozes: diferentes formas de menção ao dizer do autor. Estrutura e organização da obra Estruturar-se, dividir-se, organizar-se, concluir, terminar, começar. Indicação do conteúdo geral Apresentar, desenvolver, descrever, explicar, demonstrar, mostrar, narrar, analisar, apontar, abordar Indicação de objetivos da obra Objetivar, ter o objetivo de, se propor a Posicionamento do autor da obra em relação à sua crença/tese Sustentar, contrapor, confrontar, opor, justificar, defender a tese, afirmar

21 O seu jeito de falar sobre a obra Quando se faz uma resenha sobre a obra de alguém, é importante seguir algumas regras de polidez, para evitar agredir o autor da obra resenhada. Para tanto, podemos usar vários recursos lingüísticos: -O uso de expressões que atenuam as opiniões: parece-me, parece, acredito que, tal aspecto é mal explicado, apesar da qualidade do texto... -O uso de tempos verbais que também tem a função de atenuar o que está sendo dito, como: futuro do pretérito. - O uso de adjetivos, substantivos e mesmo advérbios para expressar a opinião do resenhista.

22 O seu jeito de falar sobre a obra Futuro do Pretérito : pode ocorrer com valor de presente, exprime um processo posterior a um processo passado, é usado também pra expressar modéstia, polidez. Ex.: Ontem você ligou falando que viria a minha casa. Ex.: Se eu tivesse dinheiro, viajaria no fim de semana. Futuro do Pretérito Simples do Indicativo (viajar) Eu viajaria Tu viajarias Ele/ela viajaria Nós viajaríamos Vós viajaríeis Eles/elas viajariamviajar

23 Dica: siga um esquema: O artigo de.../No artigo..., (nome do autor) O objetivo do autor... Para isso... O artigo divide-se em... Primeiro.../Primeiramente.../Na primeira parte... No item seguinte.../A seguir... Finalmente... O autor conclui..

24 Se você puder resumir as parte do texto em um verbo, qual seria? Escolha um verbo que melhor expressa o efeito que você acha que o autor quis causar no leitor: Sustentar, contrapor, confrontar, opor, justiçar, defender a tese, afirmar, objetivar, ter o objetivo de, se propor a, apresentar, desenvolver, descrever, estruturar-se, concluir, dividir-se, organizar-se, concluir, terminar, começar, debruçar-se, sustentar que, dedicar-se ao estudo, fazer um relato, eleger, abordar.

25 Faça uma lista de adjetivos e advérbios, negativos e positivos que você pode usar para fazer comentários sobre a obra. AdjetivosAdvérbiosSubstantivos Positivos Negativos

26 REFERÊNCIAS MACHADO, Ana Raquel; LOUSADA, Eliane Gouvêa; ABREU-TARDELLI, Lília Santos. Resumo. São Paulo: Parábola Digital, MACHADO, Ana Raquel; LOUSADA, Eliane Gouvêa; ABREU-TARDELLI, Lília Santos. Resenha. São Paulo: Parábola Digital, 2004.


Carregar ppt "RESUMO A primeira etapa para se escrever um bom resumo é compreender o texto que será resumido. Auxilia essa compreensão o conhecimento sobre o autor,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google