A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Disque-Intoxicação 0800 722 60011 Biblioteca virtual em Toxicologia: INTOXICAÇÕES POR DROGAS DE ABUSO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Disque-Intoxicação 0800 722 60011 Biblioteca virtual em Toxicologia: INTOXICAÇÕES POR DROGAS DE ABUSO."— Transcrição da apresentação:

1 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: INTOXICAÇÕES POR DROGAS DE ABUSO Darciléa Alves do Amaral Coordenadora do CCI/SP CENTRO DE CONTROLE DE INTOXICAÇÕES DE SÃO PAULO

2 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Conteúdo Introdução: conceitos, aspectos históricos e epidemiológicos Introdução: conceitos, aspectos históricos e epidemiológicos Classificação das substâncias de abuso Classificação das substâncias de abuso Principais agentes: Principais agentes: –padrões de uso, toxicidade, disposição, mecanismos de ação e espectro de efeitos; –diagnóstico e tratamento das intoxicações; –prevenção de seqüelas e novas ocorrências. Caso clínico Caso clínico

3 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Objetivos específicos 1.Identificar as principais intoxicações por drogas de abuso, as circunstâncias de exposição e os grupos etários; 2.Conhecer a disposição, os mecanismos de ação e os espectros de efeitos das drogas; 3.Conhecer os principais métodos de diagnóstico e tratamento das intoxicações; 4.Aplicar e difundir as informações adquiridas, visando melhorar a assistência à saúde da população e a prevenção das intoxicações.

4 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Conceitos Droga, fármaco e droga de abuso Droga, fármaco e droga de abuso Intoxicação aguda e crônica Intoxicação aguda e crônica Abuso de drogas e fármacos Abuso de drogas e fármacos Potencial de abuso Potencial de abuso Neuradaptação Neuradaptação Tolerância Tolerância Dependência Dependência Síndrome de abstinência Síndrome de abstinência

5 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Comportamento busca da droga Efeitos de aversão à droga Efeitos discriminatórios Efeitos de reforço positivo Estímulo condicionado ao efeito da droga Mecanismos comportamentais Variáveis moduladoras Mecanismos neurais MonoaminasNeuropeptídeos Contexto social Fatores genéticos História comportamental História farmacológica Sensação de bem estar Alívio da ansiedade Alívio da abstinência Melhora no desempenho Stolerman, I. Drugs of abuse: behavioural principles, methods and terms. Trends Pharm, v. 13, p , Modelo psicofarmacológico de dependência

6 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Intoxicações humanas - CCI/SP, 2002 N=10192

7 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Intoxicações por drogas de abuso segundo as classes - CCI/SP, 2002

8 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Intoxicações por drogas de abuso segundo os grupos etários – CCI/SP, 2002

9 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Classificação dos agentes Estimulantes: cocaína e anfetamínicos Estimulantes: cocaína e anfetamínicos Depressores: barbitúricos, BZD e álcool Depressores: barbitúricos, BZD e álcool Opiáceos e opióides Opiáceos e opióides Substâncias voláteis (inalantes) Substâncias voláteis (inalantes) Canabinóides Canabinóides Psicotomiméticos (psicodélicos) Psicotomiméticos (psicodélicos) Outros agentes Outros agentes

10 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Cocaína Erythroxylum coca Uso terapêutico vasoconstrição local anestesia tópica: –Otorrinolaringologia –Oftalmologia dor severa

11 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Cocaína: padrões de uso chá de coca: 0,5-1,5% cloridrato de cocaína: 15-75% pasta de coca (bazuco): 40-90% pasta básica, crack e merla (DEA)

12 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Crack: pedras e dispositivos para inalação

13 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Cocaína: toxicidade As doses tóxicas são muito variáveis. As doses tóxicas são muito variáveis. A toxicidade depende principalmente: A toxicidade depende principalmente: tolerância individual; tolerância individual; via de administração (aspirada, fumada, injetada, body packers, body stuffers); via de administração (aspirada, fumada, injetada, body packers, body stuffers); uso concomitante de outros fármacos: interações com álcool (cocaetileno), heroína (speed ball) e outros agentes (INChE). uso concomitante de outros fármacos: interações com álcool (cocaetileno), heroína (speed ball) e outros agentes (INChE).

14 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Cocaína: disposição Bem absorvida por todas as vias Bem absorvida por todas as vias Meia-vida: minutos Meia-vida: minutos Biotransformada no fígado e pelas esterases plasmáticas Biotransformada no fígado e pelas esterases plasmáticas Excretada na urina - 4 subprodutos identificáveis na (benzoilecgonina: 30 dias) Excretada na urina - 4 subprodutos identificáveis na (benzoilecgonina: 30 dias) Absorção, distribuição, biotransformação e excreção

15 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Cocaína: mecanismos de ação 1. Inibição da recaptura e liberação de catecolaminas no SNC e periférico: – bloqueio da recaptura e aumento da liberação de dopamina, norepinefrina e epinefrina; 2. Bloqueio de canais de sódio: – diminuição da permeabilidade da membrana dos axônios ao íon sódio (efeito anestésico local). 3. Ação sinérgica (1+2): efeitos cardiotóxicos. 4. Outros mecanismos/neurotransmissores: serotonina e acetilcolina; aspartato e glutamato.

16 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Euforia Euforia Loquacidade Loquacidade Ansiedade Ansiedade Insônia Insônia Agitação Agitação Movimentos estereotipados Movimentos estereotipados Cocaína: espectro de efeitos tóxicos (1)

17 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Disforia Disforia Ansiedade Ansiedade Insônia Insônia Delírios paranóides Delírios paranóides Psicose (usuários crônicos) Psicose (usuários crônicos) Tremores Tremores Distonia Distonia Crises epilépticas Crises epilépticas Cocaína: espectro de efeitos tóxicos (2)

18 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Parada cardio-respiratória Parada cardio-respiratória Estimulação do SNC: estado de mal epiléptico Estimulação do SNC: estado de mal epiléptico Hipertermia Hipertermia Distúrbios hidreletrolíticos Distúrbios hidreletrolíticos Distúrbios ácido-básicos Distúrbios ácido-básicos Insuficiência renal aguda: choque, espasmo artérias renais, rabdomiólise + mioglobinúria Insuficiência renal aguda: choque, espasmo artérias renais, rabdomiólise + mioglobinúria Coma: efeito anestésico, estado pós-ictal, hemorragia intracraniana Coma: efeito anestésico, estado pós-ictal, hemorragia intracraniana Cocaína: espectro de efeitos tóxicos (3)

19 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Cocaína: espectro de efeitos tóxicos (4) Hipertensão Hipertensão Vasoespasmo (IAM) Vasoespasmo (IAM) Arritmias: Arritmias: –taquicardia ventricular –fibrilação ventricular Hipotensão Vasodilatação: choque Vasoconstrição: –IAM –infarto cerebral –infarto intestinal –hipertermia –taquiarritmias Beta 1-adrenérgicos Beta 2-adrenérgicos Efeitos cardiovasculares Efeitos crônicos: necrose miocárdica difusa, miocardiopatia e lesões vasculares (aneurismas, dissecção de aorta).

20 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Aborto espontâneo Aborto espontâneo Placenta prévia Placenta prévia Retardo do crescimento intra-uterino Retardo do crescimento intra-uterino Recém-nascidos: Recém-nascidos: irritabilidade irritabilidade tremores tremores distonia distonia hiperreflexia hiperreflexia Cocaína: espectro de efeitos (5) Gestação e neonatos

21 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Cocaína: intoxicação aguda (Gay) 1. 1.Estimulação inicial SNC: excitação, hiperatividade, apreensão, cefaléia, náuseas, vômitos, fasciculações; CV: bradicardia transitória, hipertensão, palidez RESP: taquipnéia 2. 2.Estimulação avançada SNC: crises epilépticas CV: taquicardia, hipertensão RESP: cianose, dispnéia, taquidispnéia 3. 3.Depressão SNC: paralisia muscular, arreflexia e coma CV: insuficiência cardíaca RESP: insuficiência respiratória

22 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Cocaína: diagnóstico clínico Paciente adulto jovem que desenvolve síndrome adrenérgica de curta duração Paciente adulto jovem que desenvolve síndrome adrenérgica de curta duração Agitação psicomotora Agitação psicomotora Movimentos estereotipados Movimentos estereotipados Dor torácica Dor torácica Lesões de mucosa e de septo nasal Lesões de mucosa e de septo nasal

23 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: RX contrastado (body packers) Hemograma Eletrólitos (incluindo Ca 2+ e Mg 2+ ) Eletrocardiograma CK, CK-MB Gasometria arterial Tomografia ou ressonância magnética Cocaína: diagnóstico laboratorial

24 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: 1.Suporte vital 1. Suporte vital (ABC) 2.Body stuffer: 2. Body stuffer: lavagem gástrica, carvão ativado, catártico salino 3.Body packer: 3. Body packer: EDA ou CA, laparotomia e, se necessário, remoção cirúrgica 4.Agitação/crise epiléptica: 4. Agitação/crise epiléptica: BZD/barbitúricos 5.Hipotensão/choque: 5. Hipotensão/choque: posição de Trendelemburg, infusão de cristalóides e aminas vasoativas (preferir dopamina e se não houver resposta, norepinefrina). Cocaína: tratamento (1) EVITAR O USO DE NEUROLÉPTICOS

25 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: 6. Taquiarritmias: propranolol 7. Angina: dinitrato de isosorbida Se houver hipertensão: nitroglicerina, BZD, O 2 nasal, evitar beta-bloqueadores) 8. Infarto agudo do miocárdio (IAM): trombolíticos (observar contra-indicações) bloqueadores de canal de cálcio (potenciação em animais e aumento da letalidade) verapamil, diltiazem e nifedipina Cocaína: tratamento (2)

26 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: 9. Hipertensão a) a)Sem taquicardia ou taquicardia leve: fentolamina + nifedipina ou nitroprussiato; b) Com taquicardia: associar ao esquema anterior: propranolol (nunca isolado) + fentolamina IM/EV alternativas: esmolol (bloqueador seletivo beta-1) + fentolamina, labetalol (alfa-1 seletivo, beta não seletivo), nitroprussiato de sódio (HIC, intoxicação por cianeto/tiocianato) 10. Hipertermia: compressas frias, bolsas de gelo, controle da temperatura do ambiente. Cocaína: tratamento (3)

27 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Anfetamina e análogos Ilusões Ilusões Paranóia Paranóia Taquicardia Taquicardia Hipertensão Hipertensão Hipertermia Hipertermia Diaforese Diaforese Hiperreflexia Hiperreflexia Midríase Midríase Crises epilépticas Crises epilépticas Coma Coma Síndrome adrenérgica prolongada

28 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Opiáceos e opióides Fontes:

29 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Opióides: intoxicação aguda Coma com apnéia Coma com apnéia Pupilas mióticas fixas Pupilas mióticas fixas Hipotensão, bradicardia Hipotensão, bradicardia Edema pulmonar Edema pulmonar Hipo ou hipertermia Hipo ou hipertermia Crises epilépticas (propoxifeno) Crises epilépticas (propoxifeno) Assistência respiratória Assistência respiratória Suporte hemodinâmico Suporte hemodinâmico Naloxona: Naloxona: Dose ataque: 0,1 mg, depois 2 mg e repetir até 10 mg SN. Dose ataque: 0,1 mg, depois 2 mg e repetir até 10 mg SN. Manutenção: 2/3 da dose de ataque de h/h ou em infusão IV contínua. Manutenção: 2/3 da dose de ataque de h/h ou em infusão IV contínua. TratamentoClínica

30 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Anticolinérgicos mucosas secas mucosas secas rubor facial rubor facial hipertermia hipertermia hipertensão hipertensão delírios delírios convulsões convulsões coma coma midríase midríase arritmia cardíaca arritmia cardíaca Anti-histamínicos Antiespasmódicos Antiparkinsonianos: Biperideno Triexifenidil Plantas: Datura sp

31 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Cannabis sativa câncer, AIDS, esclerose múltipla, glaucoma câncer, AIDS, esclerose múltipla, glaucoma proibição no início do século XX proibição no início do século XX maconha, haxixe, óleo, skunk. maconha, haxixe, óleo, skunk. Maconha - Cannabis Cannabis indica (Hashish) Photo © Julian Winston

32 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Maconha: toxicidade Todas as partes da planta contêm o princípio ativo. Todas as partes da planta contêm o princípio ativo. Delta-9-THC (canabinol) Delta-9-THC (canabinol) Padrões de uso Padrões de uso Adulterantes ("mesclados") Adulterantes ("mesclados")

33 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Receptor canabinóide específico (família proteína G) Receptor canabinóide específico (família proteína G) Especificidades distintas no corpo Especificidades distintas no corpo SNC: gratificação, cerebelo, hipocampo, córtex SNC: gratificação, cerebelo, hipocampo, córtex Efeitos psíquicos muito variáveis: expectativas individuais, estado de espírito etc. Efeitos psíquicos muito variáveis: expectativas individuais, estado de espírito etc. Não provoca efeitos cardiovasculares ou respiratórios que ameacem a vida em exposição a doses excessivas. Não provoca efeitos cardiovasculares ou respiratórios que ameacem a vida em exposição a doses excessivas. Maconha: mecanismos de ação

34 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: n Absorção via respiratória: minutos; via respiratória: minutos; via oral: 1 a 4 horas via oral: 1 a 4 horas n Meia-vida dependentes: 28 horas; dependentes: 28 horas; não-dependentes: 57 horas não-dependentes: 57 horas n Armazenamento em tecido adiposo n Subproduto principal: 11-hidroxi-THC n Detecção laboratorial: 7 dias - 3 meses ou + Maconha: disposição

35 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Maconha: efeitos físicos Cardiovascular Cardiovascular taquicardia relacionada à dose taquicardia relacionada à dose vasodilatação de conjuntiva ocular vasodilatação de conjuntiva ocular hipotensão postural – lipotímia hipotensão postural – lipotímia complicações cardíacas agudas em cardiopatas e usuários muito jovens complicações cardíacas agudas em cardiopatas e usuários muito jovens Respiratório Respiratório irritação de vias aéreas superiores irritação de vias aéreas superiores bronquite e enfisema bronquite e enfisema câncer de orofaringe e pulmão câncer de orofaringe e pulmão Outros: sistema imunológico, endócrino e reprodutor. Outros: sistema imunológico, endócrino e reprodutor.

36 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: n Dependem da expectativa do usuário, sua experiência prévia e "estado de espírito" n Relaxamento, diminuição da ansiedade n Euforia n Hilaridade espontânea n Aumento do apetite Maconha: efeitos psíquicos (1)

37 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: n Prejuízo da memória de curto prazo n Alteração na percepção espaço-tempo n Aumento subjetivo da percepção sensorial n Isolamento social n Exacerbação de transtornos "neuróticos" e "psicóticos" pré-existentes n Síndrome amotivacional: depressão leve, distúrbios do amadurecimento. Maconha: efeitos psíquicos (2)

38 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: 1.Investigar experiência e uso de outras drogas. 2.Acalmar e tranqüilizar o paciente e a família. 3.Explicar os efeitos sobre o psiquismo. 4.Informar que os sintomas desaparecem em aproximadamente 8 horas (exceto concentrados). 5.Informar que o risco de overdose letal é mínimo (não há registro de óbitos por maconha exclusivamente). 6.Descontaminação, sintomático e suporte. 7.Avaliar necessidade de reabilitação. Maconha: tratamento

39 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Cerveja: 2,5 –9,0 (médio teor:4-6%) Cerveja: 2,5 –9,0 (médio teor:4-6%) Vinho: 8-14% (vermute >15%) Vinho: 8-14% (vermute >15%) Vinho licoroso (20-25%) Vinho licoroso (20-25%) Cachaça/uísque (40-45%) Cachaça/uísque (40-45%) Loção pós-barba (15-80%) Loção pós-barba (15-80%) Anti-sépticos bucais (14-27%) Anti-sépticos bucais (14-27%) Xaropes populares (3 a 25%) Xaropes populares (3 a 25%) Colônias e perfumes (40-60%) Colônias e perfumes (40-60%) Etanol: concentração em produtos

40 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Instabilidade emocional precoce Instabilidade emocional precoce Hilaridade Hilaridade Ostentação Ostentação Verborragia Verborragia Sentimento de culpa Sentimento de culpa Agressividade Agressividade Psicose Psicose Etanol: espectro de efeitos agudos (1)

41 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Excitação ou depressão mental Excitação ou depressão mental Coordenação motora prejudicada Coordenação motora prejudicada Ataxia (marcha de ébrio) Ataxia (marcha de ébrio) Linguagem chula e/ou incompreensível Linguagem chula e/ou incompreensível Diminuição dos reflexos Diminuição dos reflexos Percepção diminuída Percepção diminuída Distúrbios sensoriais: diploplia, nistagmo, vertigem. Distúrbios sensoriais: diploplia, nistagmo, vertigem. Etanol: espectro de efeitos agudos (2)

42 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Rubor facial Rubor facial Pulso rápido Pulso rápido Sudorese Sudorese Náuseas, vômitos Náuseas, vômitos Incontinência urinária e fecal Incontinência urinária e fecal Sonolência; Estupor ou coma Sonolência; Estupor ou coma Crises epilépticas (hipoglicemia) Crises epilépticas (hipoglicemia) Pupilas isocóricas normais, mióticas ou midriáticas. Pupilas isocóricas normais, mióticas ou midriáticas. Etanol: espectro de efeitos agudos (3)

43 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Disfunção cardíaca, hipotensão, taquicardia Disfunção cardíaca, hipotensão, taquicardia Colapso vascular periférico (choque) Colapso vascular periférico (choque) Palidez Palidez Hipotermia Hipotermia Respiratório: respiração lenta e estertorosa Respiratório: respiração lenta e estertorosa Distúrbios hidreletrolíticos: hipo/hiperglicemia, hiponatremia, hipercalcemia, hipomagnesemia, hipofosfatemia Distúrbios hidreletrolíticos: hipo/hiperglicemia, hiponatremia, hipercalcemia, hipomagnesemia, hipofosfatemia Distúrbios ácido-básicos (acidose metabólica) Distúrbios ácido-básicos (acidose metabólica) Morte: falência respiratória ou circulatória; pneumonia aspirativa ou traumatismos Morte: falência respiratória ou circulatória; pneumonia aspirativa ou traumatismos Etanol: espectro de efeitos agudos (4)

44 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Cefaléia pós-alcoólica aguda Cefaléia pós-alcoólica aguda Gastrenterite Gastrenterite Miopatia alcoólica aguda Miopatia alcoólica aguda Infecções (pneumonia) Infecções (pneumonia) Etanol: convalescença ("ressaca")

45 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Cardiomiopatias Cardiomiopatias Transtornos hematológicos Transtornos hematológicos Distúrbios gastrintestinais: gastrite e úlcera Distúrbios gastrintestinais: gastrite e úlcera Hepatite e pancreatite Hepatite e pancreatite Cirrose e esteatose hepática Cirrose e esteatose hepática Varizes de esôfago Varizes de esôfago Danos à musculatura esquelética Danos à musculatura esquelética Impotência sexual Impotência sexual Atrofia testicular Atrofia testicular Ginecomastia Ginecomastia Etanol: efeitos crônicos (1)

46 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: n Deterioração mental crônica n Perda de memória n Fala incompreensível n Prejuízo da marcha n Psicose n Neuropatia periférica/óptica (ambliopia do tabaco-álcool) Etanol: efeitos crônicos (2)

47 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Semelhante à dos outros sedativos-hipnóticos. Semelhante à dos outros sedativos-hipnóticos. Pode ocorrer em 12 a 72 horas após o consumo, após modificação da forma de beber ou quando se reduz a quantidade ou freqüência de consumo. Pode ocorrer em 12 a 72 horas após o consumo, após modificação da forma de beber ou quando se reduz a quantidade ou freqüência de consumo. Com níveis mínimos de dependência: Com níveis mínimos de dependência: náuseas náuseas debilidade debilidade ansiedade ansiedade transtornos do sono transtornos do sono tremores discretos (menos de um dia). tremores discretos (menos de um dia). Etanol: síndrome de abstinência (1)

48 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Em grande dependência, este estágio é bem definido. Náuseas e vômitos Náuseas e vômitos Fraqueza, sudorese, câimbras Fraqueza, sudorese, câimbras Tremores, ansiedade, hiperreflexia Tremores, ansiedade, hiperreflexia Alucinações visuais ("alucinação alcóolica") Alucinações visuais ("alucinação alcóolica") Crises epilépticas tônico-clônicas. Crises epilépticas tônico-clônicas. O estado de tremor alcança seu máximo em h. Etanol: síndrome de abstinência (2)

49 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: n confusão mental n desorientação n agitação psicomotora n perda da consciência. Etanol: síndrome de abstinência (3) Estágio avançado Aproximadamente no terceiro dia surge o "delirium tremens": hipertermia e falência cardiovascular.

50 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: A síndrome de abstinência é auto-limitada. Não ocorrendo óbito, há recuperação em aproximadamente 5-7 dias. Encefalopatia de Wernicke (aguda) Psicose de Korsakoff (crônica): afeta corpos mamilares, hipotálamo, tálamo, mesencéfalo, ponte, bulbo, fórnix e cerebelo. Etanol: síndrome de abstinência (4)

51 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: n Ocorre a mesma síndrome de abstinência. n Déficits neurológicos permanentes n Outras anormalidades de desenvolvimento. Em recém-nascidos Etanol: síndrome de abstinência (5)

52 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Pequenas quantidades: confortar o paciente e observar Pequenas quantidades: confortar o paciente e observar Assistência respiratória: oxigênio, se necessário. Assistência respiratória: oxigênio, se necessário. Lavagem gástrica: ingestão grande, recente (30-45 min.) Lavagem gástrica: ingestão grande, recente (30-45 min.) Carvão ativado: não é eficiente, mas pode ser útil no caso associação outros agentes tóxicos. Carvão ativado: não é eficiente, mas pode ser útil no caso associação outros agentes tóxicos. NÃO INDUZIR VÔMITOS. NÃO INDUZIR VÔMITOS. Etanol: tratamento (1) Intoxicação Aguda

53 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: n Choque, desidratação e acidose: soluções isotônicas de cloreto ou bicarbonato de sódio. n Edema cerebral: manitol IV. n Hipoglicemia: SG 50% IV (exceto em edema cerebral). n Em crianças: profilaticamente (SG 25% - 2 ml/kg). n Tiamina (100 mg/l de SF/SG ou 100 mg VO 3x/dia) n Niacina (50 mg VO 4x/dia ou 25 mg IV 2-3x/dia) Etanol: tratamento (2) Intoxicação Aguda

54 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Etanol: tratamento (3) Síndrome de Abstinência 1.Restabelecer o controle inibitório, administrando agonistas GABA – BZD de ação longa (DIAZEPAN). 2.Casos refratários: altas doses de barbitúricos (FENOBARBITAL) – abertura direta dos canais de cloro. 3.Corrigir fluidos, eletrólitos; e deficiência de nutrientes. 4.Prevenir infecções. 5.Manter o paciente em lugar seguro e calmo, evitando estímulos.

55 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Inalantes: lança-perfume Sinônimos: cheirinho da Loló, lança, cheiro. Classe: solventes, inalantes, substâncias voláteis de abuso (SVA) Padrões de uso: preparado clandestino à base de clorofórmio, éter e acetona

56 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Absorção: % de clorofórmio inalado é absorvido. Absorção: % de clorofórmio inalado é absorvido. Clorofórmio: 1,5 horas; éter: 20 minutos Distribuição: rápida para o sangue, tecido adiposo, fígado, rins, pulmão e SNC; cruza a barreira placentária. Distribuição: rápida para o sangue, tecido adiposo, fígado, rins, pulmão e SNC; cruza a barreira placentária. Início dos efeitos: bastante rápido (seg. a poucos min.); Início dos efeitos: bastante rápido (seg. a poucos min.); Duração dos efeitos: min. O usuário repete as inalações várias vezes para prolongar os efeitos. Duração dos efeitos: min. O usuário repete as inalações várias vezes para prolongar os efeitos. Excreção: Excreção: Clorofórmio: principalmente como CO 2 no ar exalado, o restante é retido no tecido adiposo. Clorofórmio: principalmente como CO 2 no ar exalado, o restante é retido no tecido adiposo. Éter: 90% pulmonar na sua forma inalterada; o restante é eliminado pelos rins, pele e glândulas sudoríparas. Éter: 90% pulmonar na sua forma inalterada; o restante é eliminado pelos rins, pele e glândulas sudoríparas. Inalantes: disposição

57 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Inalantes: espectro de efeitos Efeitos locais: irritação de pele e mucosas. Efeitos locais: irritação de pele e mucosas. Efeitos sistêmicos agudos: semelhantes ao álcool. Efeitos sistêmicos agudos: semelhantes ao álcool. Atuam preferencialmente no SNC. Atuam preferencialmente no SNC. Sensibilizam o músculo cardíaco às catecolaminas, podendo causar morte súbita por arritmia cardíaca. Sensibilizam o músculo cardíaco às catecolaminas, podendo causar morte súbita por arritmia cardíaca.

58 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Estimulação inicial seguida por depressão. Estimulação inicial seguida por depressão. Os efeitos dos solventes voláteis lembram os do álcool. Os efeitos dos solventes voláteis lembram os do álcool. Podem ocorrer alucinações. Podem ocorrer alucinações. Inalantes: intoxicação aguda

59 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Euforia Euforia Perturbações auditivas e visuais Perturbações auditivas e visuais Náuseas Náuseas Espirros Espirros Tosse Tosse Salivação excessiva Salivação excessiva Rubor facial Rubor facial Inalantes: efeitos agudos – 1ª fase

60 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Inalantes: efeitos agudos – 2ª fase Depressão central predomina. Depressão central predomina. Confusão mental Confusão mental Desorientação Desorientação Linguagem incompreensível Linguagem incompreensível Visão turva Visão turva Agitação psicomotora Agitação psicomotora Cefaléia Cefaléia Palidez Palidez Alucinações auditivas ou visuais. Alucinações auditivas ou visuais.

61 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Inalantes: efeitos agudos – 3ª fase Redução do estado de alerta Redução do estado de alerta Dificuldade para falar Dificuldade para falar Aumento da depressão Aumento da depressão Incoordenação motora Incoordenação motora ocular ocular marcha vacilante marcha vacilante Reflexos diminuídos Reflexos diminuídos

62 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Inalantes: efeitos agudos – 4ª fase Depressão tardia Depressão tardia Pode chegar à inconsciência. Pode chegar à inconsciência. Hipotensão Hipotensão Sonhos estranhos Sonhos estranhos Crises epilépticas. Crises epilépticas.

63 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Lesões medulares, renais, hepáticas e dos nervos periféricos. Lesões medulares, renais, hepáticas e dos nervos periféricos. Aplasia de medula: diminuição de glóbulos brancos e vermelhos (benzeno). Aplasia de medula: diminuição de glóbulos brancos e vermelhos (benzeno). Neuropatia periférica: n-hexano produz degeneração progressiva, causando transtornos de marcha ("andar de pato") e paralisia. Neuropatia periférica: n-hexano produz degeneração progressiva, causando transtornos de marcha ("andar de pato") e paralisia. Inalantes: efeitos crônicos

64 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Inalação: afastar da exposição, manter vias aéreas permeáveis, oxigenação e ventilação mecânica, se necessárias. Inalação: afastar da exposição, manter vias aéreas permeáveis, oxigenação e ventilação mecânica, se necessárias. Contato com pele e mucosas: lavar c/ água e sabão; Contato com pele e mucosas: lavar c/ água e sabão; Descontaminação gastrintestinal: Descontaminação gastrintestinal: não induzir vômitos, há risco de depressão súbita; não induzir vômitos, há risco de depressão súbita; LG quando ingestão de grandes quantidades LG quando ingestão de grandes quantidades carvão ativado: não parece ser eficaz. carvão ativado: não parece ser eficaz. Inalantes: tratamento (1)

65 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Tratamento do coma e alterações cardiovasculares: Tratamento do coma e alterações cardiovasculares: aminas vasoativas podem facilitar arritmias; aminas vasoativas podem facilitar arritmias; taquicardias: propranolol ou esmolol; taquicardias: propranolol ou esmolol; monitoramento ECG por 4-6h após a exposição. monitoramento ECG por 4-6h após a exposição. Remoção extra-corpórea: diálise, hemoperfusão e diurese forçada não são eficazes. Remoção extra-corpórea: diálise, hemoperfusão e diurese forçada não são eficazes. Inalantes: tratamento (2)

66 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Alucinógenos LSDLSDLSDLSD PCPPCPPCPPCP Peyote Cogumelos

67 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Drogas da noite GHB – ECSTASY – MDMA

68 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: GHB Flunitrazepam (FNZ) RohypnolRohypnolRohypnolRohypnol FNZ ilícito Date-rape drugs Drogas usadas para assaltos e estupros Efeitos: afrodisíaco, relaxamento muscular e amnésia retrógrada.

69 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: Ecstasy e GHB 1.3,4-metilenodioximetanfetamina 1.3,4-metilenodioximetanfetamina (MDMA): Propriedades alucinógenas em altas doses Vários relatos de óbitos: hipertermia; hiponatremia e Edema cerebral 2.Herbal ecstasy 2.Herbal ecstasy - preparados naturais, contêm efedrina: Hipertensão, taquiarritmias, IAM, AVC e morte. 3.Gama-hidroxibutirato 3.Gama-hidroxibutirato (GHB) - metabólito natural do ácido gama-aminobutírico: coma e depressão respiratória. Doyon,S. Curr Opin Pediatr, v. 13 (2), p , 2001

70 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia:

71 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: CASO CLÍNICO

72 Disque-Intoxicação Biblioteca virtual em Toxicologia: OBRIGADO!


Carregar ppt "Disque-Intoxicação 0800 722 60011 Biblioteca virtual em Toxicologia: INTOXICAÇÕES POR DROGAS DE ABUSO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google